História Baby, I'm Not a Monster - Imagine BIGBANG - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Big Bang, Drama, Imagine, Let's Not Fall In Love, Romance, Taeyang
Exibições 17
Palavras 2.724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


PEPINOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Aish, oi! Eu realmente não passei tanto tempo assim longe, mas mesmo assim estou com saudades. Como vocês estão? <33333

Essa não é a minha primeira fanfic, mas sim a primeira fanfic de BIGBANG. Eu espero que todas(os) vocês gostem bastante! Aliás, pra quem não sabe, eu já fiz um Imagine Jungkook. Pra quem quiser ler, o link está nas notas finais. <3

Vamos ao capítulo?

Capítulo 1 - Prologue - I'm Not That Easy


[S/N On]

— LOSER, OETORI, SEN CHEOKHANEUN GEOPJAENGI, MOSDOEN YANGACHI, GEOUL SOGE NAN, just a looooser, oetori, sangcheoppunin meojeori, deoreoun sseuregi geoul soge nan, I'm a...

Um fanmeeting é, como o próprio nome diz, um encontro do seu ídolo com seus fãs. Em muitos deles, os ídolos cantam, fazem brincadeiras e respondem a questionários, sejam eles informativos ou não, relevantes ou só pra descontrair.

Mas o negócio é sério quando BIGBANG é o ídolo no fanmeeting em questão.

Desde que passei em uma faculdade nova na Coréia do Sul, há dois anos atrás, minha vida tem sido uma série de imprevistos. Me acostumar com o fuso horário não foi fácil - ainda mais quando se tenta manter contato com a família de tarde, sendo que no Brasil já é de madrugada. -, e me adaptar a nova rotina de estudos foi com certeza um dos meus piores desafios. Mas a parte boa de tudo isso é: Estar pertinho de seu idol favorito.

A maioria dos shows acontecem na Coréia do Sul, e pra quem já está morando na dita cuja, isso é meio caminho andado. Os shows também são mais baratos, o que ajuda para quem é uma kpopper pobre, como eu e muitas aí.

Como a Coréia do Sul é um país muito - até demais - organizado, tive que esperar mais de uma hora e meia para as filas no fanmeeting serem ajustadas. Eu diria que fiquei em um bom lugar; não estava muito longe do palco, mas também muito perto.

Quando finalmente vi as silhuetas dos membros do BIGBANG entrando no palco, meu coração bateu forte.

— GANGNAM! — O maknae do grupo, SeungRi, abriu um sorriso que levou todo mundo a loucura. Todos nós erguemos nossos lightsticks, fazendo o resto do grupo sorrir também.

— Boa noite, Gangnam! — G-Dragon, o líder, abriu seu sorriso. — Eu sou G-Dragon!

— Vocês sabem qual é meu nome? — O segundo rapper, T.O.P, deu um passo a frente. Todos nós gritamos "T.O.P!" — Isso mesmo. Sabem por que meu nome é esse?

Ninguém respondeu. Ele então deu um sorrisinho travesso.

— Porque tudo que eu faço é top.

Apenas aquilo bastou para que todos os corebas gritassem novamente, fazendo T.O.P sorrir. O próximo foi Taeyang, o dançarino. E na minha opinião, o mais fofo.

— Eu sou Taeyang. Boa noite.

Calmo como sempre, ele sorriu e mandou uma piscadela para as fãs. Foi então a vez de Daesung, o palhaço segundo mais fofo. Ele abriu um sorriso enorme e abriu os braços.

— BOA NOITE GANGNAAAAAAAM! — Ele gritou, animado. — Eu sou o Dae...?

"...sung!" A platéia completou, balançando os lightsticks. O último, mas não menos importante, era SeungRi. Ele queria puxar a saudação do grupo, mas os outros membros, como sempre, só o espancaram de leve. Normal.

Depois de algumas danças e brincadeiras, aconteceu algo que eu não estava planejando. Num pequeno sorteio, aonde alguns fãs seriam convidados para subir no palco, meu número foi um dos escolhidos. Junto com mais um menino e quatro meninas, pude ficar cara-a-cara com o meu grupo ultimate, mas precisamente com T.O.P, que foi quem me sorteou.

— Pois bem, qual é o seu nome? — SeungRi perguntou para o menino que ele havia convidado, que tinha bochechas fofinhas e usava óculos. Ele me lembrava um pouco o Jimin do BTS, antes de debutar.

— Kang Jae-Suk.— O menino respondeu, coçando a nuca.

— De onde você é, Jae-Suk?

— Busan. — SeungRi então fez um high-five com o ele e olhou para Taeyang, que abraçava sua garota de lado. E enquanto isso, T.O.P estava tão longe de mim que eu pensei que estava fedendo.

— Qual seu nome? — Taeyang perguntou. A menina, de olhos bem puxados, ruborizou e cobriu o rosto.

— Song Ye Rin. — Ela disse, e Taeyang abraçou-a novamente. E eu? Morrendo de inveja. Se bem que eu sabia da personalidade do T.O.P. Ele não iria me abraçando assim como os outros.

— De onde você é? — Taeyang abriu seu sorriso, fechando mais seus olhos. Aish, que fofo.

— Eu sou daqui mesmo, de Gangnam. — Ye Rin sorriu, timída. Foi a nossa vez.

— Seu nome? — T.O.P perguntou, com um sorrisinho tímido. Sorri.

— S/N.

— Você... Sabe que eu sou seu oppa, certo? — Ele disse, e eu senti meu rosto queimar. Ri baixo e assenti. — Tudo bem, você é estrangeira, isso acontece.

— É verdade! — SeungRi exclamou. — De onde você é, S/N?

— Brasil. — Dei de ombros. Taeyang ficou boquiaberto.

— Brasil! — Ele riu.

— Brasil! Samba! Samba! — Daesung começou a fazer uma dança estranha, e inclusive puxou T.O.P para dançar consigo. Os dois ficaram tentando sambas no palco, arrancando risadas de todos da platéia.

— Wow! Você está bem longe da sua casa agora, S/N. — G-Dragon riu baixo. — O que faz aqui?

— Ah, na verdade, eu vim pra Coréia por causa da faculdade. Já faz dois anos. — Respondi, em coreano mesmo. T.O.P ergueu as sobrancelhas.

— Seu coreano é ótimo. Você tem parentes coreanos?

— Não, eu aprendi sozinha. Na verdade, quando eu passei na faculdade aqui na Coréia, treinei bastante com meus colegas de classe e de quarto. — Dei de ombros novamente. Estava tentando manter a calma, afinal, eles pareciam estar gostando de me conhecer. Ri baixo com esse pensamento, fazendo SeungRi rir também, provavelmente pensando que eu era louca ou que estava prestes a enlouquecer. O que na verdade estava quase acontecendo.

— Daesung-hyung! — SeungRi chamou o mais velho. — Seja rápido!

— Aish, essa criança... — Daesung ameaçou bater em SeungRi, que recuou, rindo alto. Daesung então estendeu seu microfone para sua convidada. — Qual seu nome?

— L-Lee Ri Seul. — A garota gaguejou, mas dava pra ver que aquilo não foi planejado. Ela mordeu o lábio inferior e pigarreou. — Lee Ri Seul.

— E de onde você é, Seul?

— Deixa eu adivinhar... De Seul! — SeungRi interrompeu a menina antes mesmo dela começar a falar, fazendo a platéia rir, assim como os membros e os convidados. Daesung balançou a cabeça negativamente e a menina continuou.

— Daegu, oppa.

— Daegu, certo. — Daesung riu. — GD-oppa!

— GD-oppa! — SeungRi imitou-o. G-Dragon riu e virou-se para sua convidada.

— Qual seu nome?

— Kim Shi Ho. — A menina ajeitou a franja, sorrindo. G-Dragon devolveu seu sorriso.

— De onde você é, Ho?

— Ilsan.

— Ótimo! Agora vamos a pergunta que interessa aqui. — SeungRi, como se fosse o MC da noite, tomou a frente. — Qual é o seu membro favorito do BIGBANG?

— Ahm... — A tal Shi Ho olhou para G-Dragon e ruborizou, cobrindo o rosto. SeungRi bufou.

— Você está vai dizer que é ele só porque ele te convidou! S/N, qual o seu favorito?

— Não, não. Pare, me desculpem. — Taeyang tentou intervir, rindo baixo, mas SeungRi continuou.

— Esse é o meu trabalho! — O maknae cruzou os braços. — E então? Qual seu membro favorito?

— Ahm... — Andei na direção que SeungRi, que abriu seu sorriso. Porém, contudo, entretanto, todavia, ao invés dele, acabei escolhendo Taeyang, que estava do seu lado. Taeyang riu alto e me abraçou, bagunçando levemente meu cabelo.

— Aish, essas mulheres... — SeungRi balançou a cabeça negativamente, suspirando. Todos riram. — Qual o seu segundo favorito, então?

Não entendi bem o porquê dele estar interessado naquilo, mas acabei dando de ombros, abrindo um sorrisinho.

— T.O.P — O mais velho soltou um grito de animação e também veio para perto de mim. SeungRi ergueu as sobrancelhas, fingindo estar ofendido.

— O terceiro!

— Daesung. — Deu-se para ouvir de longe o grito de Daesung, que veio correndo até mim e me abraçou forte. Ri alto com aquilo; ele realmente era fofo.

— Ok! Agora, é a decisão final. — SeungRi semicerrou os olhos. — Qual é o seu quarto favorito?

SeungRi era, na verdade, meu favorito ultimate, mas estava sendo engraçadinho provocá-lo. Sim, eu sou louca de fazer isso.

— G-Dragon. — Ergui os ombros, fazendo G-Dragon começar a empurrar SeungRi e fingir chutá-lo e socá-lo. Todos acabaram rindo com aquela cena, inclusive SeungRi, a vítima.

— Vocês combinaram isso, não foi? Eu fui ludibriado! Eu fui enganado!

— Oppa, você precisa entrar pra seita. — Ri baixo. SeungRi franziu a sobrancelha.

— Que seita?

— A seita que dói menos.

[…]

— Eu não sabia como reagir, eu entrei em choque, tipo "Whoooa!" — Jae-Suk e as outras meninas conversavam entre si, já após o fansign ter acabado. Na verdade, eu também estava ni meio da conversa, mas não estava falando nada.

— Com licença. — Ouvimos uma voz familiar. Quando nos víramos, nos deparamos com um SeungRi sorridente com uma pequena toalha branca nos ombros e uma garrafinha de água na mão. — S/N, certo?

Todos nós ficamos sem fala, principalmente eu. Depois de um tempo em silêncio, acabei assentindo.

— Pode esperar por mim um minuto? No backstage, eu não vou demorar.

Olhei para os outros; eles me encorajaram e eu acabei concordando. SeungRi então me guiou até o backstage do fanmeeting, aonde a staff andava para lá e para cá com seus telefonemas e equipamentos. Naquele momento, só quem estava ali eram Taeyang e G-Dragon, sentados num sofá, que sorriram ao me ver, mas acima de tudo estranharam.

— O que houve? — Taeyang coçou a nuca.

— Nada, só queria ter uma palavrinha com ela. — SeungRi virou-se para mim. — Me espere aqui um instante, é rápido.

E então, ele sumiu nas entranhas do backstage. Por mais que nenhum tipo de corrente de ar estivesse passando por ali naquele momento, eu estava com frio. Estávamos eu e metade do BIGBANG apenas numa sala, e eu estava quase morrendo do coração.

Como o clima estava ficando estranho ali por nenhum de nós dizer uma palavra sequer, comecei a morder meu lábio inferior, olhando ao redor atrás de alguma distração. Foi quando o silêncio foi quebrado por Taeyang.

— Você já recebeu as suas fotos?

— Ahm?

— Suas fotos. Do fanmeeting. — Taeyang sorriu. — Já recebeu?

— Ah! Ah, sim. Irei postar todas no meu Instagram. — Ri baixo, coçando a nuca. Taeyang também riu.

— Não esqueça de me marcar. — Ele deu de ombros, me fazendo ruborizar levemente. — Em qual universidade você estuda?

— Chung-Ang University.

— Aigo, a mesma universidade que o Seunghyun-ah frequentou! — G-Dragon finalmente se pronunciou, sorrindo. — O Lee, quero dizer. Você sabe. O Seungri.

—  Já entendi. — Assenti, abrindo um sorrisinho. G-Dragon também riu. — É que eu não estou acostumada a chamar vocês pelos nomes reais, e tudo mais... Tanto que eu quase nem lembro.

— Bom... Kwon Ji Yong. — G-Dragon riu baixo. Ele olhou para Taeyang.

— Aigo! Dong Young-Bae.

— Seus nomes são tão legais. Queria ter um nome coreano, seria lindo! — Apoiei meu rosto na minha mão, pensativa. Taeyang então aproximou-se de mim devagar e me analisou de cima a baixo.

— Você tem cara de Yeeun.

— Yeeun? — Ri baixo. — Legal. Gostei.

Taeyang ainda abriu a boca para falar algo mais, mas uma mulher entrou aonde estávamos e ele se calou. Franzi as sobrancelhas assim que ela começou a me encarar.

— Uma... Estrangeira? O que ela faz aqui? — A mulher perguntou. Suspirei.

— Eu sei falar coreano, tá? Só queria informar. — Cruzei os braços. A mulher se curvou levemente para mim, mostrando um sorriso obviamente forçado, e virou-se para Taeyang.

— Oppa, você ainda vai demorar muito? — Ela o fez se levantar e abraçou-o forte. Taeyang suspirou.

— Eu preciso esperar os outros, Hyorin. — A "aparentemente-Hyorin" bufou e o abraçou mais ainda. — Eu estou suado, não faça isso.

— Não se preocupe, não me importo. — Hyorin sorriu. Não sei por que, mas algo me dizia que ela estava fazendo aquilo apenas porque eu estava lá. Taeyang tinha a mania de preferir "ocidentais". E ocidentais eram conhecidas como fáceis na Ásia. Bufei. — Ela é uma fã?

— Eu tenho nome. — Olhei para Taeyang e sorri. — É Yeeun em coreano e S/N em português.

— Como? — Hyorin fez uma carinha excepcionalmente nojentinha. Me aproximei do ouvido dela.

— YEEUN EM COREANO E S/N EM PORTUGUÊS!

— Ei, não precisa gritar! — Hyorin abraçou-se a Taeyang e bufou. — Grossa.

— Nojentinha. — Disse em português mesmo, e adorei ver a cara de confusão da garota. Vi Taeyang prender o riso, e aquilo me bastou para que eu não me sentisse culpada no final das contas. Ele não havia ficado irritado, pelo menos.

— Pronto, voltei. — SeungRi reapareceu de uma porta que eu nem sabia que estava ali, com o cabelo levemente molhado penteado para trás. Me levantei assim que o vi, abrindo um sorrisinho, e Hyorin franziu o cenho. Há, não contava com essa, não é? — Podemos conversar em particular?

Assenti, e ele me levou até detrás de algumas cortinas que davam para as escadas do palco. Como ali tinham poucas staffs, me senti um tanto estranha.

— Sabe, eu não esperava conhecer uma estrangeira essa noite. — SeungRi começou. — Muito menos uma estrangeira tão falante. Você sabe como é, a maioria das fãs são sempre a mesma coisa: mal falam, escondem o rosto... Às vezes eu não me sinto amado o suficiente por elas.

Cruzei os braços, atenta ao que ele tinha a dizer. Aonde ele queria chegar com tudo aquilo? Ele pareceu ler meu pensamento.

— O que eu quero dizer é... — Ele abriu um sorrisinho. — Você me parece interessante. Te convido pra tomar um café um dia desses.

Parei. SeungRi aproximou-se de mim.

Eu sei o que vocês estão pensando. "Aceite! Aceite!". Eu até aceitaria, na verdade quase aceitei, quando me lembrei de uma coisa; era Lee Seunghyun. SeungRi. Membro do BIGBANG. O que, segundo os rumores, já dormiu com uma fã japonesa, e logo depois dessa, várias outras alegaram a mesma coisa.

E eu não sei se vocês lembram, mas estrangeiras eram consideradas fáceis.

— Como? — Pisquei algumas vezes. SeungRi riu baixo, coçando a nuca.

— Gostei do seu jeito. Gostaria me encontrar com você.

E, mais uma vez, ele se aproximou. Ri baixo. Já que era pra se fazer de fácil, então eu me faria de fácil. Mas não por muito tempo.

— Eu posso considerar essa ideia. — Disse, quase num sussurro.

Assim que me aproximei dele, ele abaixou-se para ficar à minha altura e inclinou a cabeça para iniciar um beijo, mas eu virei meu rosto e o empurrei levemente, com um sorrisinho.

— Bem, adeus.

SeungRi pareceu não acreditar.

— O que? Espera, o que? — Ele piscou várias vezes, atônito. — Eu pensei que você fosse "considerar essa ideia"!

Antes de sair pelas cortinas, virei meu rosto para ele, fazendo um bico.

— Não. — E saí, deixando-o sozinho ali.

Eu não sou tão fácil assim, Lee Seunghyun. Seria preciso muito mais do que isso para me ter de verdade.

 

[SeungRi On]

Dentro do carro, de volta para o dormitório, eu mexia freneticamente no celular. Estava tentando esquecer o grande fora que havia levado agora há pouco, o que me deixou confuso e com um pouco de raiva. Seunghyun aproximou-se devagar de mim para tentar ver o que eu fazia.

— Ei. — Ele cutucou meu ombro. — O que você tá fazendo?

— Tentando me distrair, hyung. — Disse, dando de ombros. Ouvi Daesung rir.

— Ele está pensando na S/N.

— Não estou não! — Bufei.

— Como assim? — Young-Bae franziu as sobrancelhas.

— SeungRi levou um fora. — Daesung riu.

— Ah, meu dongsaeng... — Ji Yong suspirou, massageando as têmporas. — Pare de tentar transar com as V.I.P's, meu dongsaeng.

— Eu não estava tentando transar com ela! — Rosnei. Bom, na verdade, eu estava sim. — Eu só a convidei para sair.

— E ela recusou? Que malvada. — Seunghyun ironizou, rindo. Revirei os olhos.

— Eu tenho que arrumar um jeito de a encontrar. Ninguém diz não pra mim. — Cruzei os braços. — Eu aposto com todos vocês, eu ainda vou ficar com aquela garota.

— Duvido. — Daesung riu novamente.

— Vocês seriam capazes de apostar com o SeungRi só pra ver se ele consegue traçar uma estrangeira? Que baixo. — Ji Yong suspirou. — Me coloquem fora dessa.

— Ninguém te convidou. — Daesung mostrou a língua.

— Ela pode sair magoada. — Seunghyun deu de ombros. — Magoar as fãs não é bom, e você mais do que ninguém sabe disso, SeungRi. Se você não tivesse dormido com aquela fã japonesa e depois tivesse ido embora sem dizer uma palavra sequer, ela nunca iria te expôr daquela forma.

— Ela não vai sair magoada. Ela não é como as outras. — Ergui uma sobrancelha. — Ela tem algo que a diferencia das demais, só não sei o que é ainda.

— Isso não vai dar certo. — Ji Yong suspirou.

— Vai sim. Eu vou conseguir.

— Duvido mais ainda. — Daesung cruzou os braços. — Ainda mais agora que acho que o Seunghyun-hyung tem razão.

— Você muda de opinião muito rápido. — Ri. — Vocês vão ver, eu só preciso arrumar um jeito de encontrá-la.

— Bom... Você podia começar por aqui. — Young-Bae virou a tela de seu celular para mim; na tela, a razão da minha confusão e raiva, S/N, abraçada a Young-Bae nas fotos do fanmeeting. Ele sorriu. — Eu não sabia que ela realmente iria me marcar. 


Notas Finais


É realmente muito gratificante pra mim voltar a escrever uma nova história, com novos personagens, um novo enredo e tudo mais! Muito, muito obrigada a você que está lendo até aqui! <3

Imagine Jungkook - Are You (Un)Happy?: https://spiritfanfics.com/historia/are-you-unhappy--imagine-jungkook-6472471

Saranghae! <333333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...