História Baby-J. - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~INeedMinJoon

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Rap Monster
Tags Ineedminjoon, Minjoon, Yaoi
Visualizações 228
Palavras 2.308
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi rsrs

Capítulo 1 - Capítulo único.


Namjoon não aguentava mais. Ele realmente, não aguentava mais.


Ele andava pela sua casa, ouvindo os gritos e berros de Jimin. O mesmo puxava seu cabelos loiros desbotados, de forma que pudesse mostrar todo o seu nível de estresse por cada cantinho do seu corpo. E o mesmo ainda não acredita em como uma pessoa poderia o irritar de forma tão fácil.

E então, o marmanjo olhou para o menor - este que estava batendo os pés e berrando no chão - e então, suspirou 

- okay, Jimin. - disse, e Jimin olhou para o maior, e o mesmo sentiu um nó na garganta - eu... deixo você fazer isso.

E então, Jimin Pulou e abraçou Namjoon, este que apenas retribuiu o abraço, o apertando, suprimindo a verdadeira vontade do que queria fazer.

Que era espancar Jimin. 

E então, Namjoon o pegou pelo braço, e o levou  até o carro. E assim, Namjoon e Jimin entraram, Namjoon no assento de passageiro e Jimin no de motorista.

-  E então, Joonie, como se liga? - Pergunto Jimin, e Namjoon apenas o olhou. De forma abismada. 

- Jimin, como assim você queria Dirigir? Sendo que, você não sabe ligar nem o carro! - esbravejou Namjoon, e o Dongsaeng o olhou, com um biquinho.

- Não enche, Joonie-chatolino. - disse Jimin, e o mesmo olhava para a frente. E então, Namjoom suspirou outra vez. Pensando em como aquilo foi parar. 

- Jimin, como foi que a gente parou aqui? - perguntou Namjoon, e Jimin o olhou.

- Que pergunta besta, Namjoon - falou Jimin, como se fosse a coisa mais comum do mundo - eu fiquei com vontade de dirigir um carro, lhe pedi, você negou, e então, eu dei uma de bebê e comecei a birrar. Você começou a se irritar, deixou eu dirigir, e estamos aqui. - disse e olhou para Namjoon. - Fim! - E bateu palminhas, sorrindo de forma irónica.

- Você é impossível... - disse Namjoon, massageando sua têmpora direita. E então, olhou de relance para Jimin, este que estava apertando a buzina, e ela não fazia nenhum barulho. Jimin bufou, e então começou a bater no volante.

- Que chato! - esbravejou Jimin, e então, olho para Namjoon - Joonnie... - olhou manhoso para Namjoon, este  apenas suspirou.

- pegue a chave,  e gire-a. Assim ela vai ligar, Jimin. - e então, Jimin sorriu, fazento a ordem que Namjoon deu para ligar o carro. 

Quando Namjoon ouviu o barulho do motor, olhou para Jimin. E por algum motivo, sorriu. Percebendo que não importa quantas o menor o irrite, ele o deixava feliz depois.

- Bem, o que faço agora, Joonie? - disse Jimin, olhando para Namjoon de forma inocente. O maior deu apenas uma risada de forma tédiosa, como se já soubesse que isso aconteceria.

- Jimin, aperta o pedal.  - Namjoon apontou pro pedal do acelarador, e Jimin olhou.

E quando viraram os rostos, Ambos se olharam ao mesmo tempo.

- "por que ele está olhando para mim desse jeito"? - pensou Namjoon, e Jimin pensara da mesma forma.

- "Fodeu. Vai acontecer algo... Vai acontecer algo!" - Pensou Namjoon. E então. Jimin pisou no pedal do acelerador.

O desastre ficou á mostra. Namjoon gritou para parar, pois Park Jimin estava indo rápido demais.

- Jimin! Jimin! Para a porra do carro! - gritava Namjoon de forma chorosa, em quanto Jimin ria de forma infantil, fazendo com que Namjoon se irritasse mais ainda

- não se preocupa, Joonie! Eu já sei mexer nessa coisa! - falou Jimin sorrindo, olhando para uma curva fechada.

- Jimin! Não faça isso, por favor - implorou Namjoon. E Jimin apenas o olhou, como se dissesse "quem vai me impedir"?

- como um grande pensador diz, Joonie, "Taca-le pau!" - Jimin riu das próprias palavras, e então, acelerou mais ainda

- Jimin! Pelo amor de Deus, Pelo amor de Deus! Para isso, eu te imploro! - exclamava Namjoon. E o mesmo fechou os olhos.

- seu idiota. Nós já fizemos a curva. - disse Jimin, ainda dirigindo.

- Já? - perguntou Namjoon.

- Sim, já. - Jimin riu, mas depois fez um biquinho. - Você não confia em mim, não, Joonie? 

- Não, não confio. achei que a gente ia bater na hora da curva... mas, ainda bem que está tudo numa boa! - Riu Namjoon, abraçando  Jimin de lado, com apenas um braço.

Jimin fechou os olhos. Respirando de forma forte. - "tudo numa boa"? É só isso que tem que falar pra mim, Joonie?  

- tá, vacilei. Foi mal, perdoa, desculpa, eu te amo, não me deixa. - disse Namjoon, fazendo sinal de coração com a mão.

- Humpf. Okay, Joonie. - Jimin cruzou os braços, e depois. Colocou a mão no volante, começando a dirigir, de forma normal.

- você me surpreende, Jimin... - Namjoon riu - você me perguntou como se liga o carro, e do nada, fez uma curva fechada. E nem nos matou. - rindo, Namjoon disse. E Jimin o olhou, soltando uma risada fofa.

- eu aprendi com o melhor, Joonie! - disse Jimin. E Namjoon se emocionou.

- Jimin... - disse Namjoon de forma manhosa - você acha que sou o melhor motorista? - e os olhos dele brilharam.

- é o quê? - Jimin perguntou, e Namjoon perdeu o brilho - eu aprendi com o meu amigo, que é piloto de formula 1, que é o Hoseok. 

Jimin disse aquilo, de uma forma tão seca, que quebrou Namjoon por dentro.

- Ah, entendi... - Namjoon sorriu. Mas o sorriso era falso. 

Com aquela deixa, Namjoon pensou em se vingar de Jimin. Pois ele sempre fazia o que ele queria, e ainda por cima, colocava Namjoon pra baixo á tira-colo.

●○●○●

Namjoon já pensava em como faria sua vingança. Ele sabia o que iria fazer, pois ele sabia o suficiente de Jimin.

Ele ouviu um estalo, como se a porta tivesse sido fechada bruscamente. 

E foi, por Jimin. Este que andava em passos pesados. 

- Joonie, quero sorvete. - Falou Jimin, sentando no sofá. 

- Tem na geladeira, Jimin. - disse Namjoon enquanto cortava os legumes.

- Mas eu queria que trouxesse pra mim, Joonie! - exclamou Jimin. 

- que chato, você é.- resmungou Namjoon trazendo um pote de sorvete junto com uma colher para ele - é de chocolate, Jimin.

- Eca, é de chocolate. Não gosto de chocolate. Mas pelo menos esse tem pedacinhos dele - Murmura Jimin sorrindo, e então, abre o pote, e taca a colher, tirando-a e coloca na boca.


Mas, quando tira a colher,  tinha um pouco do sorvete.

- Joonie, isso não é sorvete... - dizia Jimin, tossindo levemente - e sim feijão... 


Namjoon olhou para ele, sorrindo de forma irônica. E o Park sacou tudo.

- Eu já sabia, Jimin... - falou Namjoon rindo - eu lhe trollei. Por ter me deixado pra baixo hoje.


- eu te deixei pra baixo? - falou Jimin de forma inocente.

Namjoon queria cair no chão, igual a peppa.

- Sim! Você me deixou pra baixo, me enganando, fez eu achar que te ensinei direito a dirigir, mas... - Namjoon percebeu uma coisa na hora: ele não ensinou park Jimin á dirigir. Na mesma hora que se tocou disso, corou de vergonha. E Jimin o olhava de forma irônica. 

Namjoon sentiu uma flechada imaginária na sua barriga. 

-  Tudo bem, Joonie. Eu te perdoo. - Jimin riu levemente. Enquanto assistia o programa.

●○●○●

Jâ estava de noite, e Namjoon já estava se irritando outra vez.

Jimin estava berrando. E o motivo dessa vez, era o fato de Namjoon não querer transar com ele. E Jimin queria, queria muito. e Namjoon estava quase cedendo. Mas Jimin parou de chorar repentinamente.
 
Namjoon agradeceu á Deus mentalmente.

- Joonie, eu não quero mais transar com você... - Jimin disse de forma opaca, e Namjoon estranhou - eu quero algo do Kook, ou do Docinho, mas não quero mais do Joonie. Joonie é mau, e nunca faz algo por boa vontade. - Jimin se levantava e ia em direção pra porta.

Namjoon não estava entendendo nada. Ele estava chorando, ou pensando? Namjoon não entendia. Mas, ele sabia que deveria fazer uma coisa.

Afinal, apesar de odiar os berros de Jimin, gostava dele. Do seu jeitinho fofo, e do seu olhar sorridente. 

E então, subconscientemente, pegou na mão de Jimin.

- Me desculpa. - Falou Namjoon, e então, Jimin sorriu sem que Namjoon percebesse.


Ele sempre conseguia o que queria. E se ajir como um bebê chorão não dava pontos, o jeito era ser um adulto manipulador.

- Tudo bem, Joonie - Jimin virou-se sorrindo docemente, e abraçou ele - mas... eu amaria se transasse comigo. Joonie - falou Jimin manhoso, e Namjoon assentiu.

Ele estava hipnotizado demais para negar algo para Jimin.

Jimin beijou de forma quente Namjoon, e o mesmo retribuiu á altura, chupando á língua de Jimin e ao mesmo tempo mordendo seus lábios.

Namjoon segura a cintura de Jimin de forma possessiva, trazendo ele mais para perto, e desceu sua boca ao pescoço de Jimin, soltando um suspiro.

Suspiro este, que fez Jimin arrepiar-se. 

Namjoon começou a dar beijos no pescoço de Jimin, hora ou outra dando lambidas. Fazendo Jimin gemer de forma manhosa.

Namjoon amava esses gemidinhos manhosos, eram tão fofos, e ao mesmo tempo, sexy.

Namjoon levantou Jimin, o colocando na cama, e ficando por cima. Ele tirou a blusa de Jimin, e descia, fazendo uma trilha de beijos, chegando até o ventre do menor. Mas antes que fizesse qualquer coisa, voltou para cima, e olhou para aqueles mamilos bicudos e marrons.

Saciando sua tentação, Namjoon caiu de boca nos mamilos do menor, chupando de forma forte o direito, enquanto torcia o esquerdo em seus dedos. Jimin gemia de forma chorosa.

Afinal, para ele, Joonie acertou seu ponto fraco.

Enquanto chupava os mamilos do menor, Namjoon descia sua mão direita para baixo, tocando de forma suave Jimin.

E Jimin estava sentindo cada toque de forma inebriante. E quando chegou no cós da calça, ele a segurou, descendo-a junto com a box de Jimin.

Quando parou de mamar os mamilos de Jimin, amou o que viu.

O direito estava todo lambuzado, e vermelhinho, enquanto o outro, estava um pouco destorcido, e vermelho. Mas, ele amou mais ainda, foi a expressão de Jimin; que estava corada, com a borca entre-aberta, e seus olhos estavam fechados.

Namjoon liberou seu lado sexual ativo na hora. 

Ele desceu para baixo, vendo o membro desperto do menor, e deu uma lambida nele, logo após, o abocanhando de forma feroz. 

Jimin gemeu novamente, pois, o boquete que estava recebendo era quase divino. Namjoon descia sua boca, lambuzando cada centímetro do membro, e quando subia, sugava toda a sáliva. E fazia sucções, deixando o membro mais eréto ainda por um segundo. E roçava seus dentes. Para dar um toque de rigidez.

Enquanto mamava, Namjoon estava querendo preparar Jimin, massageando a entrada do menor, sem penetrar nenhum dedo, apenas estimulando o prazer dele. E Namjoon parou subitamente, engatinhando por címa de Jimin. E colocou sua cintura em címa de Jimin, roçando seu membro ainda coberto pelas roupas na bochecha do menor.

Namjoon tirou sua camisa, enquanto o Park abaixava o shrots do maior.

Jimin sorriu, pois ele viu o quanto Namjoon queria. Afinal, seu membro, além de totalmente duro, manchou a box-preta de pré-gozo. 

Ele deu uma lambida, e logo após, sugou um pouco do pré-gozo. E abaixou a box do maior. Vendo aquele membro tão grande, e sorriu.

Ele amava o dote de seu namorado.

Ele iniciou um boquete, colocando apenas a glande na boca, e chupava, sugando, e lambuzando o pênis de Namjoon. 
 
Mesmo apreciando o boquete, Namjoon queria mais. Então. O mesmo começou a estocar lentamente na boca de Jimin. 

- sua boquinha é tão quentinha e macia, Jiminnie... - disse Namjoon de forma sexy, e Jimim ficou animado.

Ele apenas falava o seu apelido na hora do sexo, e quando falava, falava com tanta... essência.

como o dominador que é nas horas vagas.

Enquanto sentia cada estocada, Jimin se masturbava, de forma rápida e necessitada. 

Jimin gemia de forma ofegante e prendida, pois, crê em Deus pai, o  Membro de Namjoon, além de ser grande, era grosso. Jimin ainda não sabia como aguentava aquilo.

Talvez ele amasse coisas grandes.

Namjoom saiu da boca de Jimin, e sem aviso-prévio, colocou Jimin de quatro.

- está pronto, Jiminnie? - disse Namjoon de forma rouca. Anciando aquele momento. E Jimin assentiu.

Namjoon o penetrara, suspirando de forma pesada. E beijou a costa de Jimin. Dando um trilha de selinhos.

- J-Joonie... - Jimin estava corado. E mesmo não terminando a frase. Namjoon entendeu.

O mesmo começou a estocar dentro de Jimin. Ambos gemiam de forma sincronizada.

A cada estocada, Jimin soltava um grito manhoso, e Namjoon soltara um gemido forte e rasgado.

Jimin foi virado bruscamente, colocado na posição "frango assado". E Namjoon o penetrou de forma violenta, estocando de forma forte e rápida. E Jimin ficava gemendo, com um misto de dor e prazer.

Namjoon ficava o estocando, cada vez mais rápido e forte, e, quando chegou no limite, se desmanchou dentro de Jimin. E Jimin ainda não gozou. E queria mais, muito, muito mais.


- Joonie, quero ser ativo! - falou Jimin todo sorridente, e Namjoon o olhou de sobresalto.

- não, não, não. Eu não deixo! - falou Namjoon, e Jimin ficou vermelho. E com as bochechas inchadinhas, e com os lábios tremulos - e nem pense em chorar, Jiminnie. Se não... - Namjoon sorriu de forma maliciosa, e segurou o seu membro, o apertando , e Jinnie se calou. Mas depois, soltou um berro

Ele sabia o que ia acontecer. E então, chorou; pois ele vai ficar tão esfolado quanto Joonie ficara irritado quando Jimin estava chorando, berrando, e gritando.


Notas Finais


Modeuso rsrs


Tchau tchau! Beijinhos de caramelo


Link do projeto
---->

http://socialspir.it/9438280


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...