História Back for me (Jikook/KookMin) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Jihope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kookmin, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Taeseok, Vhope, Yoongi
Exibições 203
Palavras 1.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello, hello, hello, hello. Tell me what you want right now.. Mds.
Oi, gente?! Tudo bem?-espero que sim.
Volteeeei. Aaaee. Ksosksosksos.
Eu não sei se o cap está grande. Eu só sai escrevendo sem contar. Então perdoem. Eu estou ansiosa. :3
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 6 - Estou tentando cuidar de mim


Fanfic / Fanfiction Back for me (Jikook/KookMin) - Capítulo 6 - Estou tentando cuidar de mim

Acordei não pensando em absolutamente ninguém que não fosse eu ou Hobi. Hoje seria meu dia. Eu não pensaria em mais ninguém que não estivesse ao meu lado. E Hoseok era o que mais se tornava presente.

"Mas, Jimin…Você e o Kook deram um tempo."

Isso não importa. Quando eu dei um tempo com uma namorada minha antes do debut, ainda falávamos como amigos, normalmente. Jungkook não está nem mesmo trocando um oi comigo direito. Se esse é o jeito dele de mostrar que está mudando, ele está errando feio.  Se ele quer mostrar que se importa, ele tem que vir atrás de mim, afinal, eu dei esse tempo para ele ver como eu importa, não para ele ficar parado no mesmo lugar esperando que eu vá atrás dele como sempre. Eu o amo e preciso dele, mas preciso mais ainda aprender a me amar mais. Pois do que adiantaria eu amar alguém e não me amar? Não estar feliz comigo mesmo? Nada... Não daria certo, como não está dando agora.

Resolvi retribuir cada favor que o Hobi anda fazendo para mim, não é justo eu viver na aba dele enquanto me recupero da minha decepção amorosa. Ele é tão gentil e merece ser retribuído. Eu fui em direção a cozinha do hotel e preparei um café da manhã para ele. Coloquei tudo arrumadinho em uma bandeja e levei  até o quarto. Parei em frente a nossa cama-Que como eu disse, conversarmos na dele até dormirmos-, e fiquei observando. Ele era delicado e inocente. Tão lindo... Eu senti vontade de protegê-lo. E é isso que eu farei apartir de agora. Vou cuidar do Hobi.. Do meu…meu amigo Hobi. Eu coloquei a bandeja sobre a mesinha ao lado da cama, e me sentei de leve ao lado dele.

-Hey, Hobi! Vamos acordar, hum?-Eu passava a mão de leve no rosto dele. O mesmo sorriu super manhoso me fazendo sorrir de volta.
-O que…que horas são?
-São dez horas, Seok-Ele se sentou na cama esfregando os olhos e se espreguiçou como um gato. Eu sorri.
-Por que acordou tão cedo?-Eu peguei a bandeja e a depositei no colo do mesmo.
-Pra lhe fazer isso-Ele sorriu largo com os olhinhos brilhando e me olhou surpreso.
-P-pra mim?
-Sim-Apertei a bochecha dele e o mesmo me abraçou forte, beijando minha bochecha em seguida, de um modo doce e demorado.

Eu me lembrei de todas as vezes que Kook
Fazia isso para mim. Todas as minhas ele acordava mais cedo só para me dar café na cama. Ou arrumava a mesa de um modo infantil que me fazia sorrir. Quando ele saía mais cedo que eu, deixava sempre uma carta para mim…Ele é muito tímido, então tudo que ele queria falar e não conseguia, ele deixava na carta. E chegava muito ansioso pela resposta, às vezes eu fingia que não havia visto ou que vi e deixei pra ler depois, só para ver a reação dele. Que era sempre a mesma: ficava super triste e contraia a boca em uma linha. Eu sempre o abraçava forte dizendo que era mentira e que havia amado, o mesmo me respondia com um sorriso tremendamente largo e lindo. Não sei como eu nunca havia reparado nisso antes, reparado nas coisas pequenas que ele fazia e me deixavam felizes como se fossem as melhores  do mundo… realmente só sentimos falta quando perdemos. E é isso que quero que ele veja. Veja como eu faço falta e como é ruim perder alguém que ama. Para ele aprender a me valorizar mais. Eu sou o namorado dele, não um menino que ele pega e faz o que quer na hora que quer. Eu o amo e quero que ele demonstre que me ama na mesma intensidade…até mais, talvez..
Eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo quando ele sorria daquele jeito pra mim…eu prometi que não pensaria nele hoje mas não posso…ele está empregando em mim. E eu sinto muito sua falta. Sinto tanto que parece que vou morrer. Cada segundo longe dele, parece que estou desfalecendo…

-Muito obrigado, Minie!-Ele sorriu comendo e me tirando de meus devaneios.-Eu amo, eu amo muito pretzels!-Ele disse enquanto comia e se sujava todo de chocolate e açúcar.
-Eu sei, eu sei!-Eu sorri enquanto passava o dedo limpando o canto da sua boca. A boca dele é linda…e aquela pintinha da um charme só dele.
-Ai, eu 'tô me sujando todo. Desculpa.-Ele dizia rindo.
-Não, tudo bem. Você é fofo e parece uma criança gigante. Termine de comer e vamos sair. Pode ser? Quero ir correr em um parque que tem aqui perto
-Tudo bem, Chim... Depois eu que sou a criança.-Ele bagunçou meu cabelo e voltou a comer.

[…]

-Vamos, Seok?
-Vamos, Chim! Vem!-Ele fechou a porta e começou a correr.-Eu vou ganhar!
-Dashi run run run!-Eu comecei a correr rindo.

Ele saiu do hotel fazendo uma curva e saiu disparado. Eu tentei fazer o mesmo, mas acabei tropeçando e andei capotando pra frente. Eu quase caí no chão, e tive que parar para não fazê-lo. Hoseok se virou para mim rindo e correu de volta até mim.

-ChimChim-Ele parou agachando com as mãos nos joelhos e respirando ofegante.-Se machucou?
-Não!-Eu ri de volta.-Eu só quase caí..-Ele veio até mim e colocou a mão em meu ombro.
-Vamos juntos?
-É... Não! Eu vou ganhar!-Eu ri e saí correndo na frente.
-Sua criança…-Ele tornou a correr.

Eu corri o mais rápido que eu podia e acabei  chegando ao parque primeiro que ele. Eu corri um pouco mais e acabei me jogando na grama para me recuperar da corrida. O gramado estava sujo de orvalho, presumo que deve ter tido uma pequena chuva algumas horinhas atrás. Logo Hoseok surgiu do meu lado e ficou em pé, me encarando enquanto sorria. Eu sorri de volta e dei um tapa na perna dele.

-Deita logo, Hoseok. Para isso!-Eu desviei o olhar.
-Isso o que?-Ele sorriu largo.
-M-me deixar sem graça…
-Eu te deixo sem graça?
-Jung Hoseok…PARA!-Eu disse sério mas acabei rindo com ele sorriu.
-Tá certo, tá certo!-Ele deitou ao meu lado e me puxou pra deitar no peito dele. Não sei porquê mas eu quis ficar.-Está feliz?
-Muito, Hyung
-Por quê?
-Não sei…estou tentando cuidar de mim e das pessoas que estão me fazendo felizes
-E quem são elas?
-No momento há só uma…
-Qual?
-É… você, Hobi Hyung.-Ele sofri  surpreso.
-E-eu?
-Sim vo-você-Imitei ele fazendo-o rir.
-Idiota. Não imagina o quanto feliz fico por isso
-Imagino sim.. Vejo no seu sorriso
-Ah, é. Sou tão fácil assim?
-Pra mim você é. Bem fácil de decifrar
-Agora é você quem está me deixando sem graça
-Aaah, então ria!
-Não!-Disse fazendo bico e olhando pro lado.
-Não vai rir não? Ah, vai rir sim!-Eu sentei no colo dele e comecei a fazer cócegas.

Ele ria desesperada e fofamente. Eu comecei a rir junto com ele. Era adorável a risada dele. Ele implorava para que eu parasse, o que me fazia rir mais. Ele tentava me tirar mas por rir estava sem forças. O coitadinho estava vermelho de tanto rir, então eu parei e me deitei ofegante do lado dele de novo. Eu sorri para o céu. Eu estou feliz com Hoseok Hyung. Mas Jungkook não sai da minha cabeça. Hora nenhuma. Não importa o quanto eu tente. Ele nunca sai de meus pensamentos, sorriso, olhar.. Corpo. Eu sou todo ele e ele é todo eu. Pois eu sou todo e exclusivamente dele, e ele é todo e exclusivamente meu... Mas, será que daremos certo? Ele realmente aprendeu? Acho que…acho que posso tentar me descobrir com o Hyung. Afinal, demos um tempo. Não seria errado…seria? Não sei…minha felicidade importa mais que tudo e eu preciso achá-la. Onde quer que seja. Não importa se eu vou chorar meses até achá-la ou sorrir logo de cara. Eu me chamo Park Jimin e a partir de hoje eu serei um Park Jimin que pensa em si e que quer ser feliz em primeiro lugar.

-Hoseok... A lua é linda
-É mesmo. Mas está de tarde
-Eu sei, só estava pensando
-Em que?
-Que…que ela linda e brilha intenso. Mas, seus olhos brilham mais.-Ele corou forte.
-O sol também é lindo
-Mas está tampado pelas nuvens
-Mas eu também só estou pensando
-No que?
-Que o sol brilha limpidamente no céu azul. Mas quem de luz ao meu dia é o seu sorriso.
-Jung Hoseok Hyung…
-O que?
-Eu amo Jeon Jungkook
-Eu sei disso-Ele disse meio triste mas sorriu.
-Mas…
-Mas o que?
-Eu…pode-se gostar de duas pessoas ao mesmo tempo?
-Sim. De várias. É meio impossível mas pode-se gostar até de dez pessoas, sabe?…mas amar... Uma só, por quê?
-Porquê eu amo Jeon Jungkook…Mas eu gosto de você.
-Q-que?
-Sim.. Eu quero me descobrir. Não digo que terminarei com ele…eu só quero tentar.. Começar a tentar. Mas... Não quero esperar. Eu posso morrer amanhã e não quero morrer infeliz!
-Então… quer ter algo.. Tentar, digo. Só entre a gente?
-Quero!-Me levantei sorrindo e o encarei muito de perto
-Então…estamos.. Ficando
-Ainda não, mas vamos
-Quando?
-Agora!-Eu puxei ele muito de leve e o beijei. Calmo e intenso.

Lento para sentir cada cantinho da boca dele, enquanto que ele percorria a minha com sua língua, como se estivesse a estudando... Fazendo algo que desejava a muito tempo. Eu sentei em seu colo e sorri. Coloquei uma mão em seus cabelos, brincando com os fios, e com a outra eu fazia carinho em seu rosto. Eu seria muito filho da puta por falar que durante todo o beijo, eu estava pensando em Jeon Jungkook? Mas é muito recente… não é culpa minha. Eu disse que quero tentar e estou. Não é fácil. Ele ainda está na minha cabeça… em mim. Mas eu não disse e nem prometi que consegueria. Hoseok sabe disso. Todo mundo sabe. Eu posso seguir minha vida e viver com outra pessoa, mas eu nunca, nunca irei deixar de amar Jeon Jungkook.

-Jimin... Eu te amo... Não.. Não precisa responder-Eu sorri fofamente.
-Muito obrigado por me dar está chance. Está ciente de que eu… eu posso não conseguir?
-Sim.. Mas só de me permitir ter um pouco de você e poder te ajudar, eu fico feliz. Não me sinto usado.. Eu quero tentar também.. Namomigos?-Eu ri. Ele é tão idiota. Vive me fazendo rir.
-Sim! Namomigos.
-Vamos.. Mandar uma foto ao meninos?
-Sim!-Sorri animado e peguei meu celular.

Tiramos uma selca e twittamos. Os meninos iriam ver. A foto ficou linda. Coloquei de bloqueio de tela e sorri vendo que ele fez o mesmo. Decidimos ir comer algo. Levantamos e fomos tomar sorvete. Eu pedi um de chocolate e ele de morango. Acabou que roubamos um pedaço do sorvete do outro e nos sujamos. Rimos igual a dois idiotas e terminamos de comer. No caminho de volta, colocamos máscaras para não nos reconhecerem e como estava de noite, casaco de capuz. Ele deu a mão para mim e eu a segurei de modo firme. Andamos assim até o hotel. Foi bom… eu me senti vivo de novo. Eu sorri o dia todo, mas Jungkook ainda está em mim.. Mas essa é a questão. Ele ainda quer ficar em mim?


Notas Finais


Morreeeendo estou.
Até o próximo.
Beijos, morangos e abraços
* ____ *


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...