História Back for me (Jikook/KookMin) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Jihope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kookmin, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Taeseok, Vhope, Yoongi
Exibições 108
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI MUITO MAIS CEDO DESSA VEZ. :3
Mas o cap. está menor que minha paciência com hater. Por quê? Estou em semana de prova. Não que eu precise estudar, já passei em tudo. Mas não quero ficar com nota baixa logo no último bimestre. (Menos matemática. Odeio. Vou estudar não. Tá 'marrado. xD)

Esse cap não está aquilo tuuuudo. Tá meio tipo pombo. Mas vai servir muito pro próximo.

Tipo, eu deveria estar dormindo. Mas sou muito legal e estou aqui. Então me amem. Ksospsosksos. Zoa, eu que tenho que amar vocês e eu amo mesmo muito obrigado aos 88 fvs. nessa fic fodona pra não dizer o contrário, pra eu não chorar. SZ

Boa leitura, morekos. [\_^_^_/]

Capítulo 10 - Ele não pode


Fanfic / Fanfiction Back for me (Jikook/KookMin) - Capítulo 10 - Ele não pode

-C-como assim de volta pra Busan?-Todo meu corpo tremia, eu sabia que a culpa era minha. Eu sabia que ele havia mudado mas não, eu quis continuar brincando com os dois. 
-Jimin… eu te avisei, Jimin!-Yoongi dizia com um tom decepcionado. 
-Desculpas, Hyung-Eu falei abaixando a cabeça. Algumas lágrimas se formaram em minhas pupilas, mas eu as segurei. 
-Não é pra mim que deve se desculpar!..anda, Jimin
-Hã?
-Vai resolver sua vida, abestado. 



Sem dize nada, eu apenas me virei e corri da sala. Iria voltar para onde Hoseok se encontrava, mas fui impedido por mim mesmo. Uma cachoeira de lágrimas caía de meus olhos e me impediam de enxergar qualquer coisa que fosse. Eu me encostei na parede e escorreguei até o chão. Eu fiz meu Grandão ir embora, e agora o que eu vou fazer? Ele deve me odiar com todas as suas forças, sendo que eu o amo com todas as minhas. Senti duas mãos tocarem meus ombros e suspendi o olhar. Aigoo! Era o Hoseok. Ele se mantinha agachado a minha frente e balançava a cabeça de forma negativa ePOV

anto secava minhas lágrimas e me olhava com carinho. 

-Sabia que não deveríamos ter feito isso. Mas meu coração falou mais alto..
-Desculpa por isso. Eu tentei te amar de  verdade... Mas...mas…
-Mas o que? Não guarde nada para sí. Isso é horrível. Não importa o que aconteça, eu prometi ser sempre seu melhor amigo e meu amor de irmão ultrapassa qualquer outro. Não ligo se estiver com ele. Só ligo que esteja bem, meu amor passa um dia mas minha amizade não. Nos conhecemos a cinco anos, se não me engano, isso vai durar pra sempre. 
-Hyung… eu tentei cuidar de mim, eu juro. Mas ele não sai da minha cabeça nunca. Eu quero abraçar ele, quero dizer que amo ele e quero que ele me proteja... Quero ele de volta
-Tá esperando o que então?
-Como assim?
-Você é lerdo ou o quê? Vai atrás do seu homem, cacete.
-H-Hyung... Eu
-Você. Você pediu um tempo pra você agora chega dele. Vai atrás dele... Vem!-Hoseok me puxou pelo pulso e me levantou.

Ele saiu andando pelos corredores da Big Hit e eu ia seguindo, sendo arrastado por ele. Passamos na sala dos meninos. Hoseok abriu a porta apenas para gritar "Vamos buscar a criança" e seguiu me arrastando até o carro. Ele me tacou no banco carona e entrou em seguida dirigindo rápido.

-Hyung. Não precisa fazer isso. Eu po…
-Pode nada. Senão fosse eu você ainda estaria chorando no corredor. Cala a boca e pensa muito bem no que você vai falar pra ele
-Onde vamos?
-Primeiro na casa do indivíduo depois no aeroporto caso ele não esteja. Agora liga o rádio e não fala. Eu vou dirigir rápido e não quero bater....

{…}

Assim que chegamos a casa de Jungkook eu sai correndo afobado e bati na porta várias vezes, tentei girar a maçaneta mas ele não estava. Vi um pedaço de papel caído no chão. Me agachei apressado e o virei para o lado certo para então poder ler.

Se veio atrás de mim. Sabe muito bem onde eu vou quando estou triste... Talvez eu passe antes de realmente ir embora. Passe lá, talvez não seja tarde de mais pra você me buscar... Talvez.

Eu corri de volta para o carro e entrei um tanto nervoso. Será que ele ainda estava lá?

-Hyung... Lembra do parque que eu falei, onde eu beijei aquela criança pela primeira vez? Aquele parque abandonado que tem uma cerejeira enorme perto do lago?
-Sei sim, o que tem?
-Me leva lá.. Ele deve estar lá!-Amostrei o bilhete a ele.
-Calma... Não morra antes de chegarmos.-Ele disse começando a dirigir.

A cada vez que eu piscava pensava em algo diferente! Ele estava lá? Havia ido embora? Estava bem ou chorando? Me odiava? Eu quebrei o coração dele mas DL que ele quebrou o meu? Hoseok chegou ao local e eu esci antes mesmo dele parar o carro. Larguei a porta aberta e corri com passos largos quase caindo. Olhei ao redor e não o encontrei... Não no parque. Eu arregalei tanto os olhos que pensei que saltariam para fora. Eu achei Jeon Jungkook… mas ele não estava deitado na árvore como fazia, estava estirado no chão. No meio da rua..

Será que ele.. Não.. Ele não pode ter morrido… 


Jungkook's POV


Eu estava deitado na cerejeira esperando pelo Hyung. Apesar de tudo eu amo ele e tenho esperanças de que venha atrás de mim. Eu deixei um bilhete na minha porta de casa. Eu realmente quero vê-lo antes de ir, talvez isso nem me faça ir mais. Porém, já faziam meia hora que eu esperava por ele. Suspirei comigo mesmo e coloquei na cabeça que ele não viria. Realmente ele me esqueceu e está com o Hoseok Hyung. Peguei minhas duas pequenas malas e me levantei. Segui de cabeça baixa para a rua e segui andando devagar, como se duas bigornas estivessem presas em ambos meus tornozelos. Ouvi um barulho forte e alto de derrapagem. Mesmo que eu quisesse eu não poderia correr. O carro veio com tudo pra cima de mim. Jogou meu corpo no asfalto com tods força causando uma dor e um impacto tão grande que eu não conseguia me mexer. Eu poderia morrer, estava só e tinha medo. Não conseguia evitar de chorar. Apesar de tudo eu só mantinha um pensamento na cabeça: Não posso morrer sem falar o que sinto e o que aprende duarente esse tempo a ele. Não posso morrer sem abraçar meu Hyung.


Notas Finais


Que horror sou uma pessoa horrível.
Não me odeiem.


Agora me vou pois tenho apenas cinco horas para dormir. Estudo a tarde mas sempre acordo entre as nove e dez. e.e


Até o próximo.
Beijos, morangos e abraços.
~Kissus da Myka. =^•^=


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...