História Back on love: uma história Bethyl - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Beth Greene, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Beth Greene, Bethyl, Daryl Dixon, Romance, The Walking Dead
Exibições 66
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi de novo galerinha! eu queria agradecer a todos que leram e todos que comentaram o capitulo anterior. Se eu pudesse eu daria um abraço em cada um de vocês, mas como não é possivel, vai aqui meu simples agradecimento ♡

Se você está lendo isso é por que não desistiu da fic, então mais uma vez muito obrigada S2

Espero que gostem desse capitulo, e não deixem de dizer sua opinião ai nos comentarios. Boa leitura.

XoXo 😘

Capítulo 2 - Maybe we met again


Fanfic / Fanfiction Back on love: uma história Bethyl - Capítulo 2 - Maybe we met again

 Desde que chegaram em Alexandria, Daryl não conseguia parar de pensar em Beth,  em como foi doloroso carregar seu corpo inerte, antes quente e esperançoso para fora do hospital, e em como se sentiu ao largar o corpo da garota dentro de um carro qualquer, sem poder nem mesmo fazer um enterro decente.

" Ela salvou a sua vida tambem, não foi?" 

 As palavras de Carol ecoavam em sua mente. Por mais que tenha sido dificil, agora ele era capaz de adimitir, Beth Greene salvara sua vida, não só salvara, como lhe dera razão para viver. E agora ela simplesmente se fora. 

Daryl estava deitado no sofá da casa que Deanna tinha designado para ele em Alexandria, o antebraço sobre os rosto, como se a luz machucasse seus olhos, enquanto estava imerso em pensamentos, profundos demais para que prestasse atenção em qualquer outra coisa.  Tudo em Alexandria ainda lhe parecia muito estranho, principalmente a forma como todos alí se compotavam como se o mundo por trás daqueles muros não estivesse uma merda, como se nunca tivessem tido que lutar para sobreviver, e em como eles estariam despreparados se toda aquela segurança desmoronasse ao redor deles. 

- Daryl? - soou uma voz conhecida, e ele foi interrompido de seus pensamentos por um toque suave em seu braço, o que o fez descobrir os olhos e olhar para a mulhér de cabelos curtos e grizalhos parada em frente a ele. 

 -Algum problema? - Perguntou em um tom um pouco mais rude do que queria, não que isso fosse surpreende-la. 

 - Eles encontraram uma garota nova, me disseram que ela estava desacordada a três dias. 

 - Acho que o Rick pode cuidar disso. - deu de ombros e voltou a fitar o teto, não estava com saco para as "entrevistas" de Deanna, mas logo percebeu que ela não se daria por vencida, então ele apenas deu um grunido cacteristico e se levantou. - está bem! tanto faz. Eu chego lá em alguns minutos.

 Ele deixou a mulhe sozinha na sala e disparou para o banheiro com a inteção de jogar uma água no rosto e afastar tudo aquilo que martelava em sua mente. "Que bela bichinha você está se tornando", ele quase podia ouvir a voz de Merle caçoando dele. 

{ ¤¤¤ }


 Beth seguia pelas ruas de Alexandria ao lado de Tara, ela se sentia desconfortavel com os olhares curiosos que todos lançavam à ela, de forma que quase se sentiu aliviada, quando a mulher lhe avisou que já haviam chegado, e apontou para uma casa logo a frente delas. 

 Assim que entrou na casa, encontrou uma mulher de idade, os cabelos claros cortados na altura dos ombros e um olhar sereno. Porem o que mais lhe chamou a atenção foi a camera que havia alí, por algum motivo aquilo fazia algo inquietante revirar dentro dela.

 - Deanna, essa é a Beth - Tara disse em um tom calmo, enquanto Deanna guiava a loira até o sofá.

 - É bom finalmente te conhecer Beth, o Rick estará aqui em alguns minutos e então nós poderemos começar. - ela dizia,  no instante em que um homem alto, de olhos claros e postura ereta entrou pela porta, como a deixa perfeita.

 - Desculpe a demora. - ele dizia enquanto fechava a porta, porem ao se virar, e ver a garota alí, o homem paralisou, ele havia visto Beth morrer, ele e todos os outros sofreram pela perda... como poderia então...

 - Beth, esse é o Rick, e Rick essa é a garota que te contei, Beth. - Tara começou, despertando o ex cherife de seus devaneios. 

 - Bom, agora que estamos todos devidamente apresentados, vamos começar. - Disse Deanna, com um ar de liderança enquanto ajeitava a camera, o que fez Beth se remecher no sofá, que se tornava repentinamente desconfortavel. - Você se importa se eu filmar nossa conversa?

 - Eu acho que não - a loira respondeu baixo, as mãos remechiam na manga do suéter rosa que era grande demais para ela, transparecendo seu nervosismo. 

 Enquanto isso, Rick ainva a fitava de forma interessada, parado ao lado do sofá em que Deanna estava sentada. 

 - Então Beth, como encontrou Alexandria?- Começou Deanna

 - Eu estava atrás de mantimentos, estava  fraca e precisava comer algo, ou acabaria desmaiando,  avistei os portões e corri para cá, quando finalmente cheguei aqui, eu apaguei.  

- E a quanto tempo você está por ai? Você tinha um grupo? Como conseguiu sobreviver? 

 - eu acordei alguns dias atrás, dentro de um carro abandonado, aparentemente eu levei um tiro na cabeça e perdi a memória, mas antes disso... tenho vagas lembranças de lugares e nomes dos quais não me lembro os rostos. Não sei muito sobre quem eu era. - ela dizia em tom monotono, como se contasse uma história, quando na verdade só Deus era capaz de saber o quanto aquilo a atormentava.

Rick ouvia todo o relato dela, derrepente retornando ao momento em que eles  haviam a abandonado, enquanto Tara o fitava sem entender sua expressão de culpa.

   Foi só quando ouviu o barulho da porta se abrindo que ele conseguiu voltar a realidade, e encontrar Daryl estatico, ao lado dele.  


Notas Finais


( Só esclarecendo: a relação da Beth com o Rick é unicamente fraternal, ele se sente no dever de cuidar dela, após a morte de Hershel. )

Boas noticias: Proximo capitulo tem Bethyl!!

Obrigada a todos que estão acompanhando a história e não deixem de comentar. ♡

Me digam o que vocês pensam. ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...