História Bad Blood (Camren) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Allysonbrooke, Camilacabello, Camren, Dinah Jane, Karlacabello, Laurenjauregui, Lesbicas, Lobisomem, Michellejauregui, Normanikordei, Norminah, Vampiro
Exibições 503
Palavras 2.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Hentai, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee

Obs: imaginem esse lobo preto, please.
Obrigada

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Bad Blood (Camren) - Capítulo 1 - One

25 de Fevereiro de 2007

O grande lobo negro andava pela enorme floresta a procura de um cheiro que ja o incomodava a um certo tempo. Suas patas doiam, ele estava com fome e cansado, mas ainda se mantia sobre as quatros patas, marchando na direção de onde vinha aquele doce cheiro.

- Cachorrinho! - ele ouviu a voz da pequena criança e a olhou, seus grandes olhos azuis se arregalaram de imediato e uma corrente elétrica passou de suas patas até a ponta de seu focinho. Era dela que o cheiro vinha. - Cachorro bonito! - a garotinha estendeu a mão em direção ao lobo e ele pode ver a marca em seu pulso.

A marca dos lobos do Sul.

Ele deu alguns passos para trás e pensou em correr de volta para o acampamento da sua matilha e avisar a todos que os lobos do sul estavam por perto, mas a garotinha começou a chorar e ele  sentiu um aperto no coração e se aproximou dela.

A pequena se assustou com a aproximação repentina do grande animal e encarou os olhos azuis dele, ela ergueu a mão, ainda com medo, e afagou a cabeça do lobo, assistindo o mesmo aproveitar o leve carinho. Seus olhinhos curiosos passaram por todo o animal e de repente ela pulou sobre ele e o abraçou pelo pescoço.

[...]

O lobo negro havia acabado de voltar para o acampamento e sobre suas costas trazia a pequena garotinha com seu ursinho em mãos. Ele tinha em mente que havia feito uma idiotice tremenda ao levar um lobo do Sul para o acampamento, mas ele não sabia o que o havia levado a fazer esse ato extremamente perigoso.

Ele fez um sinal com a cabeça, indicando para a garotinha um local ali perto onde algumas crianças corriam e gritavam alegremente, ela desceu de suas costas e foi até as crianças, onde logo começou a conversar com outra garotinha e depois foi brincar.

Agora vamos ao problema maior.

Caminhou até sua tenda e voltou a sua forma humana, vestindo uma roupa qualquer rapidamente e saiu novamente, indo para a tenda do alfa.

- Você sentiu a garota, não é? - perguntou, fazendo uma leve referência ao alfa.

- Porque você trouxe um lobo do Sul para o nosso acampamento, Harry?

- Ela estava sozinha e algo em mim me disse que eu deveria trazê-la.

- Você sabe o que pode nos acontecer caso descubram que ela está aqui.

- Eu me responsabilizo por tudo, senhor - se ajoelhou e abaixou a cabeça.

- Você não tem jeito mesmo - o alfa levantou de sua cadeira e afagou os cabelos do mais jovem.

- Traga a garota até nós! Boatos dizem que um lobo do eclipse nasceu entre os lobos do Sul e sobreviveu, pode ser essa garota - a esposa do alfa se pronunciou pela primeira vez.

- Um lobo do eclipse? Porque não me disseram isso antes? - ergueu a cabeça e encarou a mulher a sua frente.

- Eram apenas boatos - deu de ombros.

- Se ela for esse tal lobo do eclipse, o que farão com ela?

- Apenas traga a garota, Harry!

Harry abaixou a cabeça novamente e assentiu, não adiantava nem discutir. Ele se levantou e caminhou a passos lentos até a área onde as crianças brincavam.

- Ei, garotinha - chamou e ela rapidamente correu até ele. - Qual seu nome?

- Você é o cachorro preto? - ela perguntou curiosa e ele apenas assentiu. - Meu nome é Karla!

- Meus pais querem te conhecer - abaixou para ficar na altura da pequena.

- Eles vão brigar comigo também? - seus lindos olhinhos azuis se encheram de lágrimas e Harry a abraçou.

- Claro que não, pequena! Ninguém vai brigar com você - Karla se afastou dele, o narizinho vermelho por ter segurado as lágrimas e um sorrisinho tímido em seus lábios. - Vamos? - Harry levantou e ela assentiu, segurando a mão dele e o seguindo até a tenda do alfa.

Assim que entraram na tenda Harry se ajoelhou e abaixou a cabeça. O alfa se levantou e caminhou até eles.

- Qual seu nome? - perguntou.

- Karla - a garotinha respondeu firme, encarando o alfa. - Karla Estrabao!

- O que você fazia sozinha na floresta?

- Eu fugi... - algumas imagens passaram pela cabeça da pequena e ela fechou os olhos com força.

- Fugiu? Hmm... quantos anos você tem?

- Oito...

- Ela é muito nova - o alfa suspirou. - Não da para saber se ela é o lobo do eclipse - falou para sua esposa.

- Eu sou! - Karla falou, ou melhor, gritou, apertando seu ursinho em seus braços, fazendo todos na tenda a encararam surpresos. - A mamãe morreu e o papai foi embora por minha causa... por isso ele me odeia!

A pequena começou a chorar e saiu correndo em direção a floresta.

- Droga! - Harry resmungou levantando. - Karla! - gritou e saiu correndo atrás da garotinha.

- É ela, não é? - o alfa voltou a se sentar ao lado de sua esposa.

- Uma criança com sangue de licantropo que nasceu durante a lua sangrenta e sobreviveu... - ela respirou fundo e encarou seu marido. - Sim, é ela.

[...]

Depois de correr por um bom tempo atrás de Karla, Harry finalmente conseguiu alcança-la quando ela desistiu de correr e sentou perto de uma árvore.

- Para uma criança que ainda não consegue nem se transformar em ômega, você corre bastante - Harry se sentou ao lado da garotinha que ainda chorava. - Você não precisa mais ficar aqui sozinha, deveria ficar no acampamento com a gente.

- Eu sei que sou um perigo para vocês.

- E quem disse que isso importa? - ele sorriu. - Nós somos uma família, certo? Protegemos todos e você é totalmente bem vinda.

- Mas...

Harry levantou e estendeu a mão para Karla.

- Vem ou não? - Karla pensou um pouco antes de segurar a mão de Harry e levantar. - Bem vinda ao clã  dos lobos do Norte.

[...]

03 de Março de 2007

Camila:

- Como assim eram gêmeas? - ouvi meu pai gritar e desci mais alguns degraus. - A Sinu nunca me disse nada, mas que droga! - ouvi o som de algo se quebrando e olhei com cautela para a sala, vendo meu pai com as mãos sujas de sangue. - E onde está a outra?... como assim você não sabe?... desgraçados, me enganaram esse tempo todo - ele jogou o celular no sofá e levou as mãos até a cabeça.

- Papa? - abracei meu ursinho e meu pai me olhou.

- Oi, minha pequena - ele limpou as mãos rapidamente na calça jeans e agachou para ficar da minha altura. - O que faz acordada?

- Com quem o senhor falava? - abracei ele é tive meu corpo tirado do chão.

- Com o John - assenti e meu pai começou a andar em direção as escadas.

- Eu sonhei com um lobo preto, papa... ele ajudava uma garotinha igual a mim, mas não era eu.

- Igual, mas não era você?

- É, ela até tinha um ursinho parecido com o Timmy.

- Foi apenas um sonho, meu amor - ele me colocou em minha cama e cobriu meu corpo, dando um beijo na minha testa em seguida. - Agora dorme.

[...]

12 de abril de 2016

- Mila, meu amor! Sabe que eu te amo muito, né? - Shawn chegou me abraçando de lado depois de eu ter colocado minha mochila sobre a mesa.

- Vou falar com as garotas - Ariana avisou e jogou a mochila sobre sua mesa antes de sair da sala.

- O que você quer, Shawn?- revirei os olhos rindo.

- O dever de inglês de ontem, a professora disse que vai cair na prova - falou rapidamente e eu arregalei os olhos. - Não vai me dizer que...

- Eu não fiz!

- Como é que é? Camila Cabello não fez dever? É o fim do mundo - ele colocou o braço sobre meu ombro enquanto ria.

- Sai, Shawn - dei um tapa no braço dele.

- A Ally disse que..

- Ariana você é a nossa salvação! - eu e o Shawn falamos juntos e corremos até a garota que nos olhou assustada enquanto entrava na sala.

- O que vocês querem de mim dessa vez? - se sentou.

- Você copiou o dever de inglês de ontem? - Shawn perguntou e a garota assentiu. - Me empresta para tirar duas cópias?

- É tão importante assim? - Ariana começou a mexer na mochila e logo pegou uma folha e entregou para o Shawn.

- Vai cair na prova de amanhã!- respondeu desesperado e correu para fora da sala.

- Vocês dois nunca mudam, não é? - falou divertida e eu sentei na sua mesa sorrindo.

- Que bom que temos você, se não estaríamos fodidos - respondi da mesma forma divertida.

- Acho que temos novas companhias.

Olhei para porta e vi duas garotas idênticas entrando na sala, elas conversavam animadamente sobre algo e nem pareceram notar nossa presença. Logo o sinal soou e elas se sentaram na fila do lado da minha, sai de cima da mesa da Ariana e sentei no meu lugar que era ao lado de uma das novas garotas. Os outros alunos entraram correndo devido a primeira aula ser de inglês e a professora era bem rigorosa com quem chegava depois dela.

- Bom dia, pestinhas - Taylor, a professora de inglês, entrou na sala com um sorriso um tanto estranho e colocou o material sobre a mesa.

Olhei para o lugar do Shawn e ele ainda não havia voltado.

Coitado.

E é só lembrar da peste que ele aparece.

- Professora... eu... estava na... secretária... posso entrar? - falou pausadamente devido a respiração acelerada, a professora olhou para ele e apenas concordou. - Toma - ele me entregou uma das folhas que estavam em sua mão.

- Obrigada! - dei um beijo na bochecha dele e ele foi para o seu lugar sorrindo.

Garoto estranho.

- Bom, temos duas alunas novas, poderiam vim aqui se apresentar por favor?- a professora pediu e as duas garotas se levantaram e foram até a frente da sala.

- Meu nome é Lauren Jauregui - disse a garota que sentava do meu lado.

Ela olhou para todos da sala, mas de repente seu olhar parou sobre o meu e congelou. Os olhos dela eram verdes bem chamativos e simplesmente lindos. Ela continuou o contato visual por bastante tempo e eu só desviei meus olhos dos dela ao ouvir a voz da outra garota.

- E o meu é Michelle Jauregui - falou baixo enquanto olhava para as unhas.

As duas são bem parecidas, até nas roupas, mas parece que o que diferencia as duas é a cor dos olhos.

A Lauren tem olhos verdes e a Michelle azuis.

- Temos dezessete anos e somos irmãs gêmeas, nós nascemos aqui em Haunt, mas devido a alguns problemas fomos morar em Miami por um tempo e voltamos há um ano - voltei minha atenção para a Lauren ao ouvir sua voz e me surpreendi ao perceber que ela continuava a me olhar. De repente ela balançou a cabeça e piscou algumas vezes, me olhou por uma última vez e voltou para seu lugar ao meu lado.

- E você Michelle? Algo a mais para falar? - a professora perguntou se virando para a garota que sorriu e negou com a cabeça indo até seu lugar que era na frente da irmã. - Tudo bem... vou continuar a matéria que passei ontem, Ariana me empresta seu caderno para mim ver onde parei...

Eu poderia simplesmente falar que aula se passou normalmente, mas eu estaria mentindo pois não foi normal!

Em todo momento eu senti que alguém estava me olhando e eu sabia muito bem quem era.

Lauren e Michelle.

Quando o sinal soou a professora encerrou a explicação que eu nem sabia que ela estava fazendo, ela guardou as coisas na bolsa e antes de sair deu uma boa olhada na garota de olhos verdes que ainda estava me encarando e saiu.

Virei de lado um tanto hesitante e vi que a Lauren estava deitada sobre os seus braços que estavam encima da mesa, quando nossos olhos se encontraram ela sorriu, senti meu estômago revirar e uma sensação... boa tomar conta do meu corpo, perai! BOA? Balancei a cabeça expulsando aqueles pensamentos e mostrei o dedo do meio para a garota que sorriu negando com a cabeça e fechou os olhos sem se importar com o professor que havia acabado de entrar na sala.

[...]

Se passaram mais duas aulas e já estava na hora do recreio. Todos já haviam saído da sala, eu, Allyson e Shawn estávamos esperando a Ariana terminar de copiar a matéria do quadro. Depois de longos dez minutos finalmente saímos da sala, eu estava tão concentrada na conversa que nem percebi quando um garoto passou correndo do meu lado e me empurrou fazendo eu bater em alguém e cair sentada no chão logo depois, senti que minha blusa estava molhada.

- O que foi isso?! - olhei para minha blusa que estava com uma grande mancha de suco de... uva?

- Desculpa? - essa voz rouca... tão perto, Deus!

Olhei para a Lauren que estava agaxhada a minha frente, ela estava com uma cara confusa e um tanto preocupada, voltei a encarar minha blusa e senti uma raiva me tomar.

Era minha blusa preferida!

- Você está bem? - olhei para a frente novamente e agora a garota estava de pé e com a mão estendida em minha direção.

Levantei ignorando a mão dela e a olhei, eu estava morrendo de raiva, não sei porque, mas aquela garota me irritava mesmo sem fazer nada.

- Eu te odeio! - gritei e sai correndo chamando a atenção de todo mundo para mim.


Notas Finais


Essa fanfic não será atualizada muito frequentemente até que eu termine a Distance então...

Comentem, please♡

Xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...