História Bad Blood (Snowbarry/Frostar) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, Legends of Tomorrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Cat Grant, Cisco Ramon, Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dr. Martin Stein, Dra. Caitlin Snow, Eddie Thawne, Eobard Thawne / Flash Reverso, Felicity Smoak, Hartley Rathaway (Flautista - Pied Piper), Iris West, James "Jimmy" Olsen, Jay Garrick, John Diggle, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Laurel Lance, Lena Luthor, Leonard Snart (Capitão Frio), Mick Rory (Onda Térmica), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Quentin Lance, Ray Palmer, Richard "Rip" Hunter, Roy Harper (Arsenal), Sara Lance, Slade Wilson, Thea Queen, Tommy Merlyn, Wally West (Kid Flash), Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Barry Allen, Caitlin Snow, Danielle Panabaker, Flashfrost, Frostar, Granielle, Grant Gustin, Killer Frost, Reverb, Romance, Savifrost, Snowallen, Snowbarisco, Snowbarry, The Flash, Vibe, Vibefrost
Visualizações 277
Palavras 1.139
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem e comentem essa reta final! Obrigada pelo carinho!

Capítulo 12 - Solitude.


Fanfic / Fanfiction Bad Blood (Snowbarry/Frostar) - Capítulo 12 - Solitude.

Cada célula que passa pelo nosso corpo deve saber — o pior estado de espírito sempre foi a solidão. São como os dias de inverno em que as noites são tão duradouras e cobrem a claridade do dia, mas você sempre reza para que este logo chegue.

A respiração de Barry estava ofegante. Teve os mesmos sintomas que Savitar, quem em um lugar ainda mais distante ainda se recuperava do ataque doloroso que tivera e direcionado à ele o olhar preocupado da loira.

— Você hiperventilou. O que está acontecendo? — Ele ainda permaneceu em silêncio, agonizando com a pouca dor que ainda lhe restava. — O que diabos você viu para estar assim? — Frost soltou um grito, frustrada com a situação e o moreno passou a balançar a cabeça negativamente.— Seu corpo parece estar reagindo contra algo, já que aparentemente você extrapolou seu limite emocional há pouco, então ele respondeu tentando eliminá-la.

A ideia autêntica era que Savitar, mesmo que, pela primeira vez, estava com medo. Medo de ter Barry roubando tudo que havia conquistado — sua ascensão, sua glória e, principalmente, novamente a confiança de Frost. Em razão de que, ainda sendo Savitar, passou por tudo que Barry Allen havia passado, assim machucando-a da mesma forma que este o fez e o único fato que o tornava diferente de Allen no momento era que o remanescente reconhecia seus erros diante da ex-morena e se esforçava o máximo para compensá-los. O problema era que Barry também queria fazê-lo e isto o assustava.

Em uma recuperação de consciência, ele a encarou fascinado pelas claras pupilas que o direcionavam e, em um ato de desespero, envolveu a loira em seus braços, fazendo com que ela se sentisse confusa por um momento.

— Vejo que está bem agora. — Frost suspirou aliviada, deixando com que os seus olhos fechassem por um momento.

— Melhor do que nunca. — Savitar reagiu da mesma maneira, deixando que toda aquela frustração, que o consumiu por momento, saísse.

Por outro lado, Barry ainda lutava com tal angústia que atingia seu peito. As lágrimas escorriam de uma forma que a culpa o abatia quase que completamente. A mão em seu peitoral batia uma, duas, várias vezes e o cansaço parecia ser inalcançável. Além disso tudo, não conseguia sentir mais nada. Seu redor estava vazio. Ele estava vazio.

(...)

— Vai me contar o que viu há algum momento atrás? — Ela acariciava o peitoral do moreno, deslizando seus dedos levemente e fazendo com que ele soltasse um sorriso de canto. — Apesar de segredos fazer parte da nossa vida... — A loira revirou os olhos e soltou um alto suspiro. — Gostaria que me contasse.

— E se eu não contar? Vai me congelar?

— Me provoca. — Ela formou um pequeno icicle em seu dedo e soltou uma leve risada cínica.

— Uh... — O moreno ergueu as mãos para o alto e soltou uma risada.

— Nunca vi você sorrir. — A ex-morena fixou seu olhar sobre a imagem que mais a agradava.

— Não tinha motivos para isso. — Savitar soltou um pequeno sorriso de lado e arqueou a sobrancelha com o toque de Frost sobre sua cicatriz. Toque que era superficial, porém, intenso.

— Também nunca me disse o que houve nessa face, nem por trás dela.

— Velocidade aconteceu, por isso que utilizo do meu traje. Nunca quis esconder isso, já que pra mim isso foi uma conquista.

— Entendo. Eu que nunca perguntei.

— A verdade é que de um jeito eu sou culpado por tudo que aconteceu com você e o pior disso, é que não quero me desculpar. Eu fiz o que você é e tirei o melhor de você... E, claro, o pior.

— Estou feliz que fez isso. Você sabe o que é ter que guardar tudo para você por simplesmente não querer expressar o que sente de verdade? Era isso que Caitlin fazia, mas agora posso ser quem eu sempre tive dentro de mim.

— Talvez eu concorde que eu prefira essa versão de você.

— Essa conversa de preferência é perigosa. Vai mesmo arriscar?

— Não deixa de ser verdade. — Savitar balançou os ombros de maneira irônica.

— Talvez eu concorde que eu prefira essa versão de você. — Ela lançou um sorriso pouco sarcástico antes de sair de cima do moreno e correr para a porta.

— O que quer dizer com isso? — O moreno arqueou a sobrancelha e bufou um sorriso, mesmo após a saída de Frost.

Ela planejava ir até Barry e o remanescente sabia disso, mas também sabia o por que de ela ter ido ao encontro de seu eu passado.

O ambiente tinha pouca luminosidade e algumas lamparinas pareciam estar quase que caindo aos pedaços, junto com várias faíscas que delas saíam. A loira caminhava atentamente e lentamente em direção ao espaço de taquions, onde uma vez levou café para Barry, que na época, se desesperava para salvar o antigo companheiro, Eddie, que se encontrava desaparecido e se lamentava sobre a reação de Iris sobre a recém descoberta da identidade do Flash.

Dessa vez, ela novamente carregava uma xícara quente de café e caminhou até o moreno que se encontrava agachado na curva da sala.

— Barry... — A voz logo despertou a atenção do velocista escarlate. — O que está fazendo? — A loira se aproximou ainda mais e entregou a xícara para ele, quem logo aceitou sem hesitar.

— Você decidiu. — Barry deu um gole no café e se virou contra a ex-morena.

— Você não salvou ela. Por quê?

— Eu não poderia e nem iria arruinar a vida de todos novamente. Não depois de Julian ter fugido e Cisco ido embora com Gypsy. — Allen decidiu encará-la. — Eu queria ter certeza do que realmente sentia. Não posso lutar por algo sem saber o que eu sinto de verdade em relação a tudo.

— Você decidiu. — Ele assentiu, ainda com a expressão séria. — Devo dizer primeiro? — Barry lançou um sinal com a mão, dizendo para que fosse na frente. — O lugar que mais gosto de estar é onde sou eu mesma. O lugar em que posso ser o que quero ser, não o que eu devo.— Allen soltou um cínico sorriso de canto, fazendo com que Frost o encarasse um pouco confusa com a ação divergente à pessoa quem se encontrava.

— Ótimo. Como você disse desde o começo, você escolheu a si.

— Tem algum problema com isso?

 — Absolutamente nenhum. — O moreno balançou os ombros. — Aqui a minha decisão... — Ele andou pela sala, deslizando os dedos pelas paredes, até que se encontrasse o mais próximo possível da loira. — Eu posso ver agora, Deus não sente dor, Frost, aliás, Ele não pode e isso... É tudo que eu quero.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! O que acharam? O que pensam da escolha de Frost? O que Barry quer dizer com essa última frase? E sobre as ações dele? Já podemos guardar SaviFrost em um potinho? Kkkk beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...