História Bad Boy - Imagine Jungkook. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Imagine Jungkook, Você
Visualizações 63
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ^^

Capítulo 3 - Eu preciso ajudá-lo.


   _____ on

 

   Seguro meu livro contra meu tronco e, com passos calmos, ando á caminho do refeitório. Chegando no mesmo, me sento em uma mesa afastada. Não que eu seja do tipo antissocial, simplesmente gostava de passar um tempo sozinha, no meu mundo imaginário.

 

   -Ei - alguém fala e eu levanto o olhar, vendo Jeon.

   - Sim? – pergunto, sem o menor interesse.

   - Aonde é o clube de música? – se senta na minha frente e eu já trato de guardar o livro, afinal, sabia que com Jeon Jungkook ali, não teria um momento de paz.

   - Por que quer saber?

   -Eu entrei para ele – diz simples.

   - Ohh... – respondo surpresa – você já teve experiência?

   -Na verdade, eu canto. Meu pai me ensinou antes de... – solta uma tossida forçada, como se tentasse tirar o foco do que iria dizer - ...algumas coisas – completa e se ajeita no assento.

   -Certo – respondo meio duvidosa – de qualquer forma, vou te levar até lá. – me levanto e ele me segue – Só preciso levar meu livro até meu armário e vamos.

   Caminhávamos lado-a-lado, sem trocar sequer uma palavra. As pessoas pareciam estar calmas agora, o que era raridade. E então eu vi minha chance perfeita.

   - Me desculpa – sussurro.

   - O que? – me olha – Eu não ouvi.

   - Sabe, aquele dia eu estava nervosa com uma coisa – mexo as mãos, nervosamente – E acabei por descontar em você.

   - Tá’ de boa. Você foi idiota aquele dia, eu sou o tempo todo. – chegamos em um armário e abro o mesmo. Ele se escora no do lado, me olhando – Aliás, não pense que vou perguntar por que estava mal. Eu nunca pergunto. Até por que se isso acontecer algum dia, significa que eu me importo. E, bom, eu não me importo com você.

   Reviro os olhos e ponho minha cabeça dentro do armário, imitando silenciosamente sua voz irritante. Tento colocar o livro no meio dos outros, porém eram vários, o que dificultava que mais um entrasse. Forço mais um pouco e ele finalmente encaixa, mas com esse ato um papel acaba por cair de dentro do armário. Pego o mesmo do chão.

   - O que é isso? – me pergunta Jungkook.

   - Não tenho a menor ideia – viro o papel e por fim dou de ombros, colocando o mesmo no bolso da saia do uniforme que eu trajava.

   - Não vai ver o que é?

   - Depois eu vejo – tranco a pequenina porta e volto a andar, com Jungkook atrás de mim.

   Vamos para o prédio ao lado, aquele que era exclusivo para os clubes. Andamos mais poucos minutos e finalmente chegamos na porta de metal, que continha uma janela retangular.

   - Com licença – digo, adentrando a sala. Haviam três pessoas lá. Park Jimin, um amigo e presidente do clube de música. Park Hye-Min, a irmã dele e vice-presidente do clube. E, por fim, uma outra garota que eu não conhecia. – Esse é Jeon Jungkook, ele é novo aqui na escola e, agora, está no clube – sorrio singelo.

   - Jungkook?! – diz Jimin e eu concordo. ChimChim (apelido carinhoso que dei ao mesmo) é sempre tímido e educado. Mas só foi ouvir o nome de Jeon que seus olhos que, antes eram como dois risquinhos estavam maiores e com uma cor vermelho sangue -. O que está fazendo aqui? – pergunta com raiva.

   - Vim estudar – Jungkook responde com um sorriso vitorioso.

   - Quem deixou ele fazer a inscrição para esse clube? – Jimin olha para a irmã.

   - Fui eu mesma que deixei.

   - Hye, você sabe que eu odeio esse filho da puta. Por que fez isso? – ele estava nervoso, completamente fora do controle. Ele estava agressivo.

   Minhas mãos começam a ficar trêmulas e eu não sei o que fazer. Meu corpo vai para frente. Ou para trás, nem sabia mais o que fazia. Começo a suar e o desespero toma conta do meu corpo. Eu odeio brigas.

   Depois de mais alguns minutos (que para mim pareceram horas de) os dois param de discutir e Jungkook sai, meio nervoso. O sigo, afinal vai lá saber o que pode acontecer quando ele está irritado.

   - JUNGKOOK – grito,  correndo atrás do mesmo. Ele não me da atenção e continua a andar para trás dos prédios da escola –. O que está fazendo? – fico em sua frente.

   - Eu vou embora, não vou ouvir aquele moleque – antes que eu pudesse dizer algo ele escala, se inclina e pula o muro da escola, me deixando totalmente confusa. O que será que aconteceu entre esses dois?

   Volto para a sala, até por que ele pode ser imprudente, mas eu não.

   Algumas horas se passam e as aulas finalmente acabam, fazendo assim o sinal soar. Guardo meu material na bolsa, meus livros no armário e pego a mochila de Jungkook. Aquele irresponsável deixou ela lá.

   Ando pelas ruas, segurando minha mochila em um ombro e a dele em outro, enquanto cantarolo uma música que não sei de onde tirei. Pulo as linhas que marcavam a calçada, fazendo uma espécie de brincadeira.

   Como estava distraída, bato com a cara em um muro que ficava entre um beco sem saída e escuro, colocando em seguida a mão em meu nariz, sentindo uma ardência seguida de algo úmido. Era sangue.

   - Ahh, que ótimo. Agora meu nariz está sangrando – digo e me agacho, procurando um paninho para limpar minha mão e estancar o sangue, porém ouço um barulho vindo do mesmo beco em que me encontrava. Acendo a lanterna do meu celular e aponto para o local que veio o barulho.

   Era uma pessoa. Estava de costas e deitado sobre o chão. Parecia desacordado.

   Ando em passos lentos até a ou o mesmo. Tinha cabelos castanhos, lisos, curtos e, como suspeitei estava desacordado. Fico de joelhos e retiro o cabelo do rosto, tentando ver quem era.

   - Droga – sussurro. Era Jungkook, ali, totalmente debilitado, com a boca sangrando e respirando ofegante.

   Eu preciso ajudá-lo.

 


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim.Até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...