História Bad boy - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias NU'EST
Tags Nu'est
Exibições 5
Palavras 871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Escolar, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegay

Capítulo 6 - Capitulo- Azar?


Acordo super, mega, iper atrasada, nem deu tempo direito de comer, só sai correndo.

"Porque meu celular não despertou?"

Lembro que meu celular estava no horário brasileiro ainda.

--Que droga, sou muito burra mesmo viu--me bato mentalmente enquanto corria para dentro da escola indo em direção ao meu armário

Depois de pegar meu caderno para as aulas de hoje corro de novo só que dessa vez para a sala.

"Hoje não é meu dia posso sentir"

Estava perto da sala e esbarro em alguém que estava carregando um monte de papeis

"Não disse"

--Me desculpa--o ajudo a recolher as folhas de papeis caídas no chão.

--Tudo bem--Ele diz.

Entro na sala e o menino que carregava as folhas também.

--Professor me desculpa pelo atraso.

--Tudo bem, agora sente-se pois tenho que dar um comunicado para vocês.

Vou para o mesmo lugar que ontem, só que dessa vez nem olho para a cara do tal JR ou Jonghyun,as meninas me cumprimentam e eu presto atenção no que o professor ia nos falar.

--na próxima semana irá ter um acampamento para os estudantes dessa sala e da sala ao lado vocês teram que trazer essa autorização assinada pelos seus pais -- ele mostra o papel-- claro que só precisaram trazer a autorização assinada quem quiser participar.

Sinto alguém me cutucar do lado esquerdo e vejo que era Ana.

--Você vai?-- acho que sim e você?

--Acho que não meus pais querem viajar para visitar uma tia minha que está doente.

--E você Letícia irá?

--Sim,estou ansiosa já--ela diz sorrindo-- tomara que chegue logo o dia.

O menino passa entregando as autorizações e eu guardo direito no meu caderno para não perder.

--Outra coisa, devido a esse acampamento terça, quarta, quinta e sexta-feira não terão aula, e todas as autorizações devem ser entregue segunda-feira para ver quantos alunos irão,o acampamento será na terça e voces voltarão para a casa domingo de tarde.

Todo mundo fica feliz pois não iria ter aula,vejo que o menino da autorização saiu e então o professor retorna a dar aula.

Depois de 2 aulas entediantes de física o sinal do intervalo toca.

--Aleluia que aula entediante--Ana diz se ajoelhado.

--Que drama Ana--Leticia diz.

--Vamos comer gente eu estou com fome.

Fomos para a fila, pegamos nossos lanches e sentamos na mesa mais próxima.

--Comida graças a deus.

O sinal toca e nos voltamos para a nossa sala e enfrentamos 2 aulas chatas de biologia e 1 aula de história, que estava me dando maior sono, foi o cúmulo hoje.

Volto para a casa correndo,tomo um banho e resolvo sair já que precisava conhecer o bairro. Almoço e bato na porta do quarto dos meus pais.

--Entre.

--Mae eu vou dar uma saída.

--Voce vai para onde ?

--Eu quero conhecer melhor o bairro

--Tudo bem, pode ir mas tome cuidado.

--OK--subo e me arrumo um pouco melhor já que estava usando roupas para ficar em casa.

Coloco uma calça jeans, uma blusinha azul e um all star preto e branco.

Saio de casa e fico olhando como era as ruas aqui, as árvores eram lindas no outono tinham cores amareladas, avermelhadas, marrons. As casas também eram bem bonitinhas todas enfileiradas e com cores bem claras.

O tempo vai passando e eu percebo que estava bem longe de casa,olho para o céu e ele já estava bem escuro. Me sinto cansada e então resolvo desacelerar os passos e ir com calma.

Ouço um barulho num beco e como eu sou muito curiosa resolvo espiar o barulho no começo achava que poderia ser só um gatinho nas lixeiras. Fico espiando e vejo que era o menino da escola,aquele que havia sido grosso comigo.

Ele estava com mais 4 garotos e eles estavam ameaçando um menino.

--Fale para seu chefe que se ele não entregar o que queremos iremos explodir o seu miolos e os dele também.--Diz um menino que de todos ali era mais alto.

O garoto que havia sido ameaçado ri e diz:

--Voce acha mesmo que vocês conseguem matar o meu chefe vai sonhando-- ele volta a rir--que foi Minhyun tá bravinho.

Olho para o tal Minhyun e ele estava com as mãos fechadas,ele da um soco bem forte no garoto que sai ate sangue e o garoto desmaia.

Dou um grito bem alto e todos que estavam olhando para o menino viram e me olham.

Saio andando mas percebo que estou sendo seguida então resolvo acelerar o passo, sinto uma mão agarrar o meu pulso com força. Era o tal de Minhyun ele era bem alto mesmo acho que tinha uns 1,80 de altura por aí,tinha cabelos castanhos e olhos da mesma cor.

--O que você ouviu?-- Ele diz.

-N-Nada.

--Eu não sou burro, então não minta para mim, eu sei que você ouviu pois é a única aqui nessa rua.

--Me solta.-- Tento me soltar de seu aperto.-- eu só ouvi algo sobre um tal de chefe mas eu prometo que não conto.

--Eu estou de olho em você.--Ele me solta-- se você contar a polícia irá ver só.

--OK-- saio correndo para casa.

Chego em casa quieta,nao quis jantar pois não estava com fome, só subo para meu quarto tomo um banho rápido, coloco meu pijama e me jogo na cama fico observando o teto.

"O que será que eles estavam tramando,sera que eles são gangster."

-- Que ideia besta Carol.

"Aquele tal de JR ou jonghyun me chama muita atenção e ele estava junto com os outros"

Adormeço com o pensamento ainda naqueles garotos. Eu vou descobrir o que eles fazem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...