História Bad Boy – Imagine Taehyung | V - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Hoseok, Imaginetaehyung, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Suga, Taehyung
Visualizações 239
Palavras 1.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Jagiya



"Nem pensar!".

Essa foi a frase que recebi de minha mãe ao pedir para faltar na escola. Tudo bem, eu não odiava lá, eu só não estava nada a fim de escrever e coisas do tipo. 

– Não insista (s/n), você não pode ficar faltando! – A mais velha falava indignada.

– Ok, ok. – Falo me sentando na cadeira para tomar café. 

Engoli um suco com alguma bolacha que encontrei sobre a mesa, eu ainda não me acostumei a comer lámen de manhã, mas vou! Com certeza!

Fui caminhando com Jackson, me arrastando praticamente. Eu não estava nada a fim de ir. Ele nem fazia esforço para me puxar, simplesmente continuava andando com a minha pessoa agarrada nele. 

– Lesma! Vamos nos atrasar assim! – O sunbae me adivertiu. 

(...)

MinHa não foi à escola. Droga, eu devia ter fingido uma dor de barriga! Entrei na sala quase por último, quase todos os alunos já estavam ali. Me sentei na mesa de sempre, enquanto a minha direita ficou vazio – nossas mesas ficavam em duplas as vezes –, porque MinHa? Porque me abandonou? 

Drama Queen.

Todos foram entrando, não havia visto Taehyung ainda. Os amigos do mesmo já estavam ali, todos eles, menos ele. O espaço vazio ao meu lado durou por pouco tempo, logo que foi ocupado pelo procurado, Taehyung, V... Ok, algo assim! 

– Bom dia, que cara é essa? – O acastanhado disse se sentando ali.

– Eu não queria estar aqui, e MinHa faltou, vou ficar sozinha. – Falo apoiando meu rosto sobre a mão. 

– Não sou ninguém não? – Ele pergunta me olhando ofendido. 

– Você vai ficar com seus amigos e aposto que só não está com eles porque seis é par e você ficou sem dupla. – Falo jogando os ombros.

– Eu poderia sentar com qualquer uma dessas garotas, sabia? Eu quis sentar com você. – Ele disse meio sério – ainda pensa coisas erradas de mim? 

– Não foi oque eu quis dizer Taehyung. – Digo um pouco arrependida de minha grosseria. 

– Você me vê como alguém que te deixa em segunda opção sempre, eu me esforço para te ajudar sempre, eu nunca fui tão amigo de uma garota, estou me esforçando. Desculpe por decepciona-la, perfeccionista. – Ele diz pegando as coisas e levantando.

Mas uma vez, o lugar ao meu lado estava vazio. 

Totalmente vazio.

Senti uma grande agonia com aquilo, eu não queria que ele fosse embora, queria segura-lo e pedir desculpas. Mas, por ser tão fraca, não o fiz. E lá estava ele, se sentando ao lado da garota que mais odeio. Parabéns (s/n), sozinha e sem nenhuma moral ou argumento para explicar sua ignorância. 

Não parei de pensar nesse menino um segundo sequer! Eu estava ficando louca, e além disso, muito ferrada. As aulas de química eram a primeira e a última. Na primeira, pensei em Taehyung. E na última, agora? Bem, eu estou atrasada porque estava pensando no Taehyung. Oque está acontecendo comigo? Droga. 

O sinal tocou e eu não tinha acabado aquilo, já não bastava estar fazendo a atividade sozinha por não ter uma dupla – ou por ter dado um jeito em despensar a minha –, eu estava 100% atrasada e tinha que terminar antes de ir embora. Os alunos começaram a sair. 

– (S/N), você precisa terminar isso hoje ou vou ter que tirar pontos, você teve duas aulas para fazer e tirar dúvidas, bom, quando terminar leve até a sala dos professores e coloque sobre minha pasta. – O professor levantou pegando as coisas – até amanhã, descanse. 

Opção? Nenhuma. Tudo que pude fazer foi enviar uma mensagem para o meu irmão avisando que não iria sair agora. Por sorte a escola fica aberta até à noite. Suspirei cansada, e continuei com os exercícios que pareciam não chegar ao fim. 

Cansada e mais cansada. Simplesmente devastada e sem conseguir resolver aquele grego disfarçado de química, me pus a chorar. Tudo se juntou em minha cabeça, Taehyung, notas, Taehyung, cansaço, Taehyung... Taehyung... Taehyung. 

Minha cabeça vai explodir! 

– Eu sou muito idiota! – Falo de olhos fechados. 

Sinto mãos em meu rosto e abro os olhos assustada, rapidamente. Vejo o garoto, o motivo do meu atraso e das minhas lágrimas. 

– Espero que essas lágrimas não sejam por minha causa. – Ele diz secando as gotinhas.

– Errou. – Falo rindo soprado e ele sorri.

– Porque está chorand... – Me levanto o abraçando. 

– Me desculpa por ser tão idiota. – Digo voltando a chorar. – De verdade Tae, eu não queria duvidar de você. 

– Está tudo bem (S/A), se acalma e para de chorar. – Ele disse retribuindo o abraço enquanto acariciava meus fios de cabelo. – Boba...

Ouço a risadinha dele e me solto um pouco envergonhada. 

– Oque ainda está fazendo aqui? – Pergunto.

– Bom, eu não pude ir em paz depois de deixar minha garota sozinha o dia todo, e depois de ouvir um choro dela através da porta. – Ele diz se sentando na cadeira ao meu lado – então você está nessa aqui? Bom, vamos, não quero ficar aqui muito tempo. 

O olho e sorrio. Ele é realmente incrível, inacreditável. Taehyung me ajudou, não sei qual foi essa a vez, mas eu sei que ele é alguém admirável, sempre aparece quando meu coração está em chamas, por mais que ele seja o motivo de todo esse fogo. 

– Obrigada por me ajudar. – Sorrio quando saímos pelo portão da escola. 

– De nada, da próxima, trate de me deixar ficar com você, eu não aguentava mais aquela garota no meu pé. – Ele diz e eu dou risada assentindo.

– Fechado. – Sorrio. – Até amanhã Tae. – Caminho para o dar um beijo no rosto do mesmo mas ele recua.

– De duas uma: eu vou levar você até sua casa e de duas, duas. – Ele me dá um selinho inesperado.

– Que tipo de amizade é a nossa? – Digo envergonhada sentindo minhas bochechas quentes.

– Não sei, talvez tão colorida quanto sua bochecha – ele aperta minhas bochechas e me dá mais um selinho – eu só sei que eu amo nossa amizade... Vamos? – Diz me puxando. 

Caminhamos de mãos dadas. Era uma sensação legal, eu me sentia muito protegida com Taehyung, ele me divertia e me fazia rir sempre que falava algo – ora, mas me conte uma novidade –, eu gosto tanto de estar com ele que assim que cheguei no portão de casa, senti vontade de voltar para a escola e caminhar tudo de novo, apenas para estar com ele. Todo meu cansaço sumiu, seria Kim Taehyung minha energia? Bom, eu não sei, mas que meu corpo todo entrou em êxtase quando ele me puxou pela cintura e me beijou, sim, e como. 

– Nossa... – falo ofegante depois daquele ósculo. 

O garoto sorriu sacana. E logo soltou minha mão aos poucos.

– Até amanhã jagiya! – Ele disse finalizando com o terceiro selinho do dia e começando a caminhar.

Me virei para entrar em casa mas logo recuei.

– Taehyung, oque é jagi? – Grito e ele me olha e apenas sorri acenando. 

Huh? Será que Jagiya é "tchau" ou algo assim? Mas seria um pouco estranho... Bom, deve ser isso, certo? 

(...)

MinHa. 

Sunbae, você pode me passar a matéria de hoje? 


Me: Claro, mas porque faltou? Fiquei sozinha MinHa! 


Sinto muito, tive que ir à uma consulta no médico. 


Me: Oh sim, está tudo bem?


Estou ótima! 


Me: MinHa, oque significa "Jagiya"?


QUEM TE CHAMOU DE JAGIYA? 


Me: Taehyung. Oque tem de demais nisso? 


Bebê [maliciosa] hum...


Me: Huh? Tem certeza de que o médico não esqueceu nada do seu exame? 


Sunbae lerda! 

Hahahahaha.

Esquece, descubra sozinhaaa! 


Me: MinHa! 

Me: Aish! Ok. Te levo os cadernos amanhã.


Tá bom Jagiya. 


Me: Omo! Que isso Deus!?



Notas Finais


Bom, pelo que pesquisei "Jagiya" é algo como "Querida/Bebê" coisas assim.

Espero que tenham gostado ❤ ficou curto e me desculpem a demora pra postar, eu estava um pouco ocupada esses dias. Enfim, é isso, me desculpem qualquer erro, ainda vou revisar direitinho. Até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...