História Bad boy Vs Bad girl - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 182
Palavras 1.916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Aniversário parte 1


Hoje chegou o tão esperado dia -só que não- estou completando 20 anos de pura lindeza, porque sou linda né amor?
Estou com uma dor de cabeça daquelas, que presente ótimo pra começa um aniversário e ainda melhor, com uma louca entrando no seu quarto as 07:00 da manhã de um sábado!

-PARABÉNS PRA VOCÊ, DESTA DATA QUERIDA...

-Cala a boca Maiara, eu to com uma puta dor se cabeça! -coloco o travesseiro no rosto-

-Com mau humor no dia do aniversário? Essa é a Savannah que conheço. -sento na cama frustada e vejo ela com um bolinho na mão-
.
-Awwn, que gay.

-Parabéns amiga, te desejo tudo de bom e aquelas merda que tudo mundo fala -rimos-

-Velew amor, eu te amo, agora passa esse bolo pra cá -pego o bolo e do uma mordida-  de delícioso! -ela ri da minha cara- agora me trás água e um remédio de dor de cabeça antes que eu exploda.

-Okay querida, estou indo -sorrio e ela some pela porta branca do meu quarto.

Termino de come meu bolo e vou pro banheiro, tomo banho de água gelada pra esfriar minha cabeça. Saiu me enrolando na toalha, escovo meu dentes e vou pro quarto encontrando minha linda amiga tentando destravar meu celular.

-Comando de voz -sorrio e pego o remédio que está encima da mesa com o copo de água e tomo-

-Aarr, menina esperta -solto uma risada e vou pro closet.

Começo a me vestir -Coloco um shorts jeans e uma blusa branca um pouco acima do embigo, meu vans preto e uma touca preta- pego um colar de ouro e ponho em meu pescoço, paso perfume e volto pro quarto.

Me sento enfrente a o espelho e penteio o cabelo, passo uma maquiagem leve -rimel, gloss e pó-

-Arrasa gata -escuto May fala e sorrio-

-Que pode, pode né -rimos- vamos comer? Aquele bolo não mato minha fome. -falo indo pra cozinha e vendo a bagunça que ta minha casa-

-Acho que vou manda a fachineira da minha casa vim aqui -ela me acompanha-

-Se quiser, não vou dispensar ajuda porque estou com uma preguiça daquelas. -Faço quatro misto quente, pego nescau e leite- faz o nescau ai.

-Não sou sua empregada amor. -faz o nescau- mas faço porque é seu niver.

Depois disso passamos a manga comendo -gordas são assim queridas- e conversando sobre os boys. Descobri que May está em um rolo com meu queiro Chris e eu estou feliz por isso!

Melhor ela do que uma louca que só quer fama.

Já era 13hrs e estávamos vendo nossa série -Supernatural- e falando de como Dean era lindo e de como Sam foi trouxa mas é fofo.

Meu celular toca e eu reviro meus olhos, quem está me interrompendo essas horas? Ah, pera, já é quase duas da tarde.

Antendo

-Quem é?

-O amor da sua vida.

-Desculpa moço, mas estou assistindo o amor da minha vida aqui agora e o nome dele e Dean.

-Você acabo com o clima que eu estava tentando criar. -rimos-

-Você é um fracassado Justin!

-Achei que tava brava comigo, por ontem...

-Eu estou brava... Simplesmente não quero estraga meu aniversário e amanhã eu te mato com todo prazer.

-Prazer só na cama -reviro os olhos-

-O mundo está cheio de babacas, então não seja mais um.

-Vou leva isso como um aviso.

-Mas é, agora Tchau que o Dean ta tirando a camisa... Deus -suspiro-

-Vai, me troca por ele.

-Seu pedido é uma ordem.

Desligo.

Volto a assistir meu lindo seriado, que amo de coração, que amo mais que coxinha, pizza e sorvete -é impossível, eu sei -

Pego a vasilha de pipoca e como assistindo, pipoca doce era bom mas, pipoca salgada era melhor ainda!

Pareço até uma orca falando de comida.

Falando em comida, amanhã tem comemoração na casa do meu pai. Dai você me pergunta, que comemoração? Eles chamam a família toda em um domingo ou sábado e comemoram o aniversário da pessoa que fez aniversário na semana e é sempre um tédio essas festas de família e sempre tem aquelas tias velhas me perguntando "e os namoradinhos?" ou "está mais gordinha querida?"

A minha sorte é que May vai com sua família -digamos que a família de May e a minha são bem unidas- e os primos gatos dela, eles são muito legais e ficam fazendo palhaçada a festa toda me fazendo rir e me divertir em meio aquela chatice de festa...

Alguém toca a campainha e reviro os olhos de novo, acho que to tpm das fortes hoje porque nem eu to me aguentando. Levanto e vou até a porta me arrastando -normal- abro ela e do de cara com um ser segunrando flores em uma mão e na outra caixinhas de chocolate.

Eu acho que praticamente pulei nas caixinhas de chocolate porque Ryan começou a rir e não parou, até a May ele acordo com essa risada de hiena e tivemos que rir juntos.

Estamos assistindo tvd agora -outra série que eu amo- enquanto devoro meus deliciosos chocolates que estavam bem apetitosos. Rio com isso.

-Ta rindo do que louca?! -May levanta do sofá e coloca a mão na minha testa e depois no meu pescoço- definitivamente precisa ser internada em algum manicômio -jogo uma almofada nela que ri-

-Ridícula. -eles roubam um chocolate meu- Não acredito!

-Acredite. -Ryan fala de boca cheia-

-Que nojo Ryan. -a campainha toca de novo- Pelo amor, que merda. -vou até a porta e abro a mesma.

Encontro um ser com balões e uma caixa de bombom, puxo a caixa de bombom pra mim e entro correndo Chris vem atrás rindo. Sento no sofá de novo e volto a come meus doces.

-Essa é magra por ruim -Chris fala se sentando a o lado da May-

-Cade os meus bombom Chris? -perguntou-

-O aniversário é meu querida.

Ela revira os olhos e Chaz entra com uma sesta de café da manhã da mão, pulo do sofá e corro até ele que me olha sorrindo, sorrio também e o Abraço. Pego a sesta e levo pra cozinha, guardo ela e volto encontrando todos os meus chocolates comido.

-Meus chocolates! -choramingo-

-Foi o Ryan. -Chris fala e eu fecho a cara-

-Mentira que foi todo mundo. -Faço bico-

-Quero meus chocolates! -a campainha toca-  PELO AMOR DE DEUS, QUE MERDA DE CAMPAINHA.

Caminho até a porta e abro a mesma, encontrando meu Justin com um urso gigante e uma caixa de chocolate, pulo no colo dele e o abraço sorrindo.

-Parabéns amor. -me solto dele e pego os meus presentes, volto pra sala e May encara meu panda gigante com a boca entre aberta-

-Quem foi o louco que te deu isso?.

-Eu.

Vejo os meninos trocarem olhares e depois olhar pro Justin, talvez seja só empresam minha e tal. Vou pro quarto e deixo o panda na cama, pego a caixa de chocolate e vou comendo até a sala, me sento e Deus, que clima pesado!

-Aconteceu alguma coisa? -mordo outro pedaço do chocolate-

-Não. -Justin responde rapidamente o que foi estranho.

-Okay...

-Amor, quero te levar pra um lugar depois... Okay?

-Aham, que lugar? -pergunto curiosa-

-Supresa -reviro os olhos-

-Odeio surpresas e tomara que seja boa Bieber, to de tpm.

Escuto um "vish" mas ignoro voltando minha anteção pro filme que estava passando, era o do Thor e que homem gostoso... Deus. Eu e May suspiramos e os meninos olham pra gente com a cara tipo "sério isso?"

-Que foi? Ele e muito lindo, não é atou que é um Deus -May concorda-

-Bieber aqui é mais -Justin fala se gabando e eu gargalho- Que foi? -May e os meninos me acompanham.

O resto da tarde foi assim, rimos, brincamos, assistimos, comemos e brigamos também. Foi um dia bom ou melhor, uma tarde agradável com minha família, meus meninos, minha menina.

Vocês lembram do dia em que fui sequestrada? E que tinha aquele carinha da máscara que caiu? Então, ele era aquele gato moreno que eu bati uma vez, pseh que mundo pequeno e agora ele está a sete palmos da terra.

No momento estou me arrumando pra sair com o Justin, ele falo que pode ser algo simples, nada muito extravagante então coloquei uma roupa simples -Uma saia vinho até a metade da coxa, uma blusa branca um pouco acima do embigo e um tênis da adidas branco- de maquiagem pó, lapiz, batom e rimel. Meu cabelo ficou preso em uma trança imbutida linda que a May fez.

Chega uma mensagem do Justin: "Cheguei amor, já pode descer"

Pego minha bolsa e me despeço dos meninos e peço pra cuida da May e da minha casa e saiu de casa toda animada, desço de elevador.

(...)

-Fecha os olhos. -obedeço e sinto o carro para- nós vamos descer e eu vou te ajuda, okay? -assinto e logo sinto sua porta bate e a minha ser aberta.

Pego na mão dele e ela me conduz a algum lugar, só sei que meu pé afundava enquanto eu andava, ele tira minha mãos e minha boca bre em um "O".

Era lindo

Tinha uma cabana em meio as arvores, rosas vão subindo até a escada, o mar estava perfeito, estava tudo tão lindo eu nem sei como descrever. Entramos lá dentro e nossa! Era igual uma casa de boneca.

Me viro pro Justin e vejo ele sorrindo, orgulhoso do trabalho que fez sorrio também e o Abraço forte e ele retribui me erguendo chão.

-Amor, isso é lindo! -falo sorrindo igual boba-

-Tudo pra minha primeira dama. -sorrimos um pro outro- Vem, eu não sei fazer comida então... Pedi pizza -rio-

-Amo pizza -entrelaçados nossas mãos e vamos até a mesa aonde se enconteava, velas e uma caixa de pizza, Rio- velas e pizza?

-É... -coça a nuca meio envergonhado-

-Ta lindo amor -nos sentamos e comemos a pizza que estava um delicia.

Como ficar brava com ele? Não dá, ele é muito fofo comigo mas ainda acho que está me escondendo algo, meu sexto sentindo nunca falha.

Depois que terminamos de comer ele me mostro a cabana e ela era muito linda, tipo casa de boneca mesmo. Ele me falou que a casa é da mãe dele e ela decorou como uma casa de boneca mesmo.

-Eu te amo Savannah Jackson. -sorrio e Beijo ele.

Ele me prende na parede e me ajuda a dar impulso e entrelaçar minhas pernas em sua cintura, coloco meus braços envolta do seu pescoço intensificando o beijo enquanto ele tentava achar o quarto.

Sou deitada devagar em um lugar macio, Justin tira sua camisa e eu passo a mão pelo sei abdômen bem definido.

Tiro minha blusa e fico por cima dele, rebolo encima do seu membro e vejo ele soltar um gemido, sorrio com isso e volto a beijar ele. Justin passa a mão pelas minhas costas e em questão de segundos estou sem meu sutiã.

(vo pula essa parte pq não consigo fazer mesmo...)
(...)

Deito ofegante a o lado dele que me puxo pra mais perto, sorrio e olho pra ele, olhos lindos.

-Essa foi a melhor noite da minha vida. -rio-

-Sério?

-Talvez. -me dá um selinho-

-Boa noite Bieber.

-Boa noite linda.

Espero sua respiração ficar calma e logo durmo também. Será que ele está mesmo me escondendo algo ou eu estou apenas delirando?

Espero que seja a segunda opção porque não quero que ele minta pra mim, sou tão boba apaixona...


Notas Finais


Ele conta ou não conta? Eis a questão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...