História Bad boy Vs Bad girl - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 168
Palavras 677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Aniversário Parte 2


Eu dormi tão bem, mas a o acordar lembrei que tinha que contar sobre a traição pra Savannah. Eu estou tão nervoso, nunca fiquei assim poha! Quase quebrei minha mão naquele dia de tanto dar soco na parede.

Ela vai ir embora e eu não vou poder fazer nada, eu apenas vou ver a mulher que amo me deixar por minha culpa! Minha e de mais ninguém. Eu sei que fui un filho da puta com ela, mas eu espero que ela me perdoe.

Suspiro e arrumo a mesa pro café da manhã -frutas, pão, torrada, suco, ovos mexidos, café-. Volto pro quarto e encontro ela saindo do banheiro com o cabelo bagunçado e vestida com uma blusa minha que fica no joelho dela, fazer o que se ela é baixinha.

Uma baixinha gostosa. O

-Bom dia Bieber. -sua voz estava meio rouca, o que dizia que ela tinha acabado de acorda.

-Bom dia linda.-coloco as mãos na cintura dela-

-Que cheiro bom, fez comida? -seus olhos brilharam.

Rio- Não, a empregada veio aqui com as coisas. -ela fecha a cara na hora.

-Que empregada? Não é aquela que tava na tua casa né Bieber?! -se solta e cruza os braços na altura do peito.

-Era por que? -bufa.

-Se você não demiti ela, eu mesma a mato! -ela sai andando pelo corredor-

-Hm, Savannah?

-O que? -me olha brava.

-A cozinha é pro outro lado. -aponto e ela se vira e vai pro lado em que eu disse.

Sigo ela e sento na sua frente na mesa.

-O que você não perdoa? -pergunto.

-Traição -engulo seco.

-Hm, morango? -ofereço.

-Não obrigada.

O resto do café da manhã foi em silêncio o que não é tão comum por que como a May, Savannah é tagalera.

Terminamos o café e ela vai se arruma enquanto eu limpo a cozinha. Estou nervoso pra caralho com isso, ela falo que não perdoa traição, eu devo estar suando agora.

JUSTIN BIEBER COM MEDO, Deus é o fim do mundo!

Eu pareço uma pessoa legal né? Mas já matei friamente várias pessoas, menos inocentes, fiz uma promessa com os meninos.
Meu celular toca e eu atendo.

Ligação.

-Fala viado!

-Daew Dreew!

-O que você que?!

-No carro que você e Savannah atiraram, não era polícia por causa do assalto e sim por causa da velocidade do carro.

-E quem estava indo pro banco?
-Era aquela vadia Bieber! E sabemos que foi um dos nossos seguranças que deu a letra pra ela.

-FILHA DA PUTA DESGRAÇADA! Me espera que chego ai em 10 min.

Desligo.

Termino os negócios o mais rápido o possível e vou pro quarto e encontro Savannah saindo do banheiro. 

-Troca de roupa, rápido! -coloco minha blusa e meu tênis, ponho a arma na cintura.

Ela já estava pronta, linda como sempre.

Saímos da casa tranco a porta, entro no carro no qual Savannah já está dentro e acelero.

Mais vo mata esse filho da puta desgraçado!

(...)

Entro em casa quase que correndo e vou pro escritório, entro e do de cara com Ryan, Chaz e Chris sentados no sofá que tem lá. Quando me vêem o três levantando.

-Cara, mandamos todos os seguranças pro jardim, estão lá te estando. -recarrego a arma e vo no jardim.

Eles estavam todo em fila com as mãos para trás, fico de frente pra eles e olho um por um, solto um sorriso maldoso.

-Olá meus queridos, sabem porque estão aqui? -silêncio- EU FIZ UMA PERGUNTA CARALHO!

-NÃO SENHOR -respondem em coro-

-Sabe do que eu não gosto? Traição, assim como minha querida namorada. -rio e um deles me olha- E UM DE VOCÊS ME TRAÍRAM FILHOS DA PUTA! TIREM A CAMISA AGORA!

Eles obedecem e tiram a camisa, o que estava me olhando estava suando muito, sorrio e vo na direção dele.

-AGORA VOCÊS VÃO APRENDER A NUNCA MAIS ME TRAIR CARALHO!

-Não, por favor, eu tenho dois filhos. -o cara já chorava-

-Pensasse nisso antes de me trair, babaca. -atiro três vezes nele, na cabeça, no peito direito e esquerdo.


Notas Finais


Gente, vai ter Aniversário parte 3 pq eu to sem tempo pra continua esse capítulo, amanhã ou sábado eu posto, bjs e fiquem com Deus.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...