História Bad Decisions - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Visualizações 288
Palavras 1.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Eu gosto


Fanfic / Fanfiction Bad Decisions - Capítulo 6 - Eu gosto

Eu escutei bem? Dei gargalhadas ao ouvir aquilo, você ainda vai ser minha,  haha.

Entrei no meu quarto e me joguei na cama,peguei no sono.

No outro dia.

Acordei um pouco tarde, fiz minhas ingienes e desci para a sala, não tinha ninguém, fui na cozinha e me assustei com uma outra mulher.

Jade" Oi?" Perguntei curiosa.

Xxx" Olá" ela respondeu suave.

Jade" Desculpe perguntar, mas quem é você? "

Xxx" Sou a empregada meu bem, me chamo Marília" estendeu a mão para mim com um sorriso.

Jade" Prazer Marília, me chamo Jade" a comprimento.

Marília "Trabalha para o senhor Bieber? "

Jade" eu meio que sou prisioneira ou melhor refém" 

Marília" Seu pai é Barney West ?"

Jade" Sim, como sabe?"

Marília" trabalho para os Bieber's a anos, Justin sempre disse que um dia iria vingar a morte de sua mãe e seus irmãos, ele não pegaria qualquer pessoa se essa pessoa não fosse uma West"

Então é verdade, meu pai matou mesmo a família de Justin, agora entendo o ódio que ele tem em mim.

Jade" Nossa, para onde eles foram?"

Marília" As garotas foram para o shopping e depois disseram que iam para praia e os meninos saíram para resolver negócios e o senhor Bieber saiu com uma mala bem depois deles" 

Apenas assenti.

Marília" Deve está com fome venha fiz uma macarronada"

Dei um sorriso ao ouvir o nome macarronada, minha mãe fazia todos os domingos, mas hoje não é domingo, mas de boa. Comi toda a macarronada que ela colocou para mim, e admito estava uma delícia, assim que terminei fui escovar os dentes, mas estava bastante calor então resolvi colocar um shortinho curtinho e um top branco, calcei minhas rasteirinhas.

Desci as escadas e me sentei no sofá da sala e comecei a assistir a minha série favorita. As horas se passaram e nada de ninguém chegar, eu estava com fome então Marília fez pipoca para mim. Me sento no sofá novamente, vi a porta ser aberta, Justin entra, apenas ele, o mesmo estava suado e vermelho, nossa como ele tá gostoso, para Jade. 

Justin" Cadê a Jade?" Ele pergunta para Marília e a mesma aponta para mim.

Ele vem em minha direção bufando de raiva, o que fiz agora ?

Justin" Sua vadia" ele me dá um tapa.

Eu sem entender nada, ele pega meu cabelo e me arrasta até meu quarto, lá ele fecha a porta e começa a me xingar.

Justin" Você merece morrer"

Ele da um chute em minha barriga que eu me contorci de dor.

Jade" Para Justin, o que eu fiz ?"

Eu tentei impedir ele mas não deu em nada.

Justin" Você vai ser minha"

Eu olhei para ele com os olhos molhados.

Jade" Eu nunca vou ser sua" 

Ele me olha e da outro chute.

Jade" Eu nunca vou ser sua, você nunca vai saber como é ser amado de verdade"

Ele me levanta com brutalidade e da um tapa forte em meu rosto.

Jade" Bate, bate mais, ou melhor me mata, aí me poupa a chatice de ficar vivendo no mesmo teto que você"

Justin" Garota não me provoca"

Jade" Mata Justin, me mata logo" 

Ele me dá um chute e mais um tapa.

Jade" Você nunca foi amado por ninguém além de sua mãe que está morta graças a meu pai, isso eu tenho certeza, ninguém nunca vai te amar Justin Bieber" 

Ele ficou com mais raiva ainda. Me puxou pelo braço e eu fiquei cara a cara com ele.

Justin" não ouse em falar o nome da minha mãe aqui"

Ele me começou a me espancar, já estava saindo sangue do meu nariz e do meu lábio.

Jade" eu te odeio"

Ele me arrastou para o porão onde me jogou com força no chão.

Justin" vai ficar aí o tempo que eu quiser"

Ele saiu e fechou a porta e eu comecei a me acabar em lágrimas 

P.O.V Justin Bieber 

Aquela vadia, vadia, não quis dar para mim e agora vem com frescurinha, estou com o sangue fervendo, o pai dela está mais na frente que eu, e por causa disso quase a matei hoje. Resolvi tomar um banho para relaxar um pouco, eu preciso, assim que saí do banho vesti uma calça moletom e fiquei sem camisa, fiz a minha famosa trilha e cheirei com vontade, me joguei na cama e acabei pegando no sono.

(...)

A galera toda está na casa de Chaz, me chamaram mas não estou afim de ir, acabei de foder uma puta qualquer aqui e nesse momento, estou olhando pela grande janela que tem no meu quarto.

Flahsback on 

Jade" Eu nunca vou ser sua, você nunca vai saber como é ser amado de verdade"

Dei um forte chute em sua barriga.

Jade" Você nunca foi amado por ninguém além de sua mãe que está morta graças a meu pai, isso eu tenho certeza, ninguém nunca vai te amar Justin Bieber" 

Flahsback off 

Senti uma lágrima escorrer em meu rosto, a única mulher que realmente me amou foi minha mãe, ela não está mentindo, resolvi ir no porão, ela estava lá dormindo , seu nariz estava sujo de sangue.

Justin" acorda" falei calmo 

Ela se mexeu, quando me viu se assustou e se encolheu. Abri a grade e a tirei de lá. A coloquei no quarto, ela tomou um banho e sentou na cama.

Justin" Me desculpa"

Ela estava com medo, é claro, um monstro como eu, sentei do lado dela e a abracei de lado, a mesma começou a chorar.

Jade" eu quero meu pai Justin" 

Justin" desculpe mas isso não será possível"

Jade" ele é o único que gosta de mim"

Justin" eu gosto de você !"

Ela me olhou e eu enxuguei suas lágrimas 

Jade" mesmo?"

Justin" sim"

Eu gosto da pirralha

Eu coloco a minha mão na sua nuca e a puxo para um beijo, a mesma coloca a mão em meu rosto e continua com o beijo perfeito.  O beijo era calmo, eu a deitei na cama e fiquei por cima dela, mas a mesma colocou a mão em meu peitoral nu e me afastou.

Jade" Justin eu s... sou v..virgem" ela falou pausadamente nas palavras.

Puta que pariu aumentou mais meu desejo de foder ela, deve ser tão apertadinha fiquei duro só de imaginar.

Justin" Não tem problema, eu resolvo isso"

Tento voltar ao beijo mas ela impediu 

Jade" não estou pronta Justin" 

Fiquei com raiva mas já bati muito nela hoje então deixa para lá, me levantei e se retirei do quarto, mas uma coisa não saía da minha cabeça eu vou foder ela todinha. Meus desejos aumentaram ao ouvir aquela voz doce dizendo que era virgem, meu pau latejou dentro da cueca, ainda vou acabar com essa buceta apertadinha ela não perde por esperar.

Dei um sorriso malicioso ao lembrar do beijo e meus pensamentos sujos, escuto uma zoada enorme vindo da sala, peguei minha arma e fui andando devagar, vi dois caras estranhos abordando Marília e perguntando por mim.

Eu não podia atirar nos dois sozinho mas vou dar um jeito, me abaixei na varanda da escada e mirei na cabeça de um, quando ele menos espera eu aperto o gatilho e ele cai no chão, o outro ficou procurando de onde veio e disparei outra bala no seu peito. Desci as escadas e chamei meus seguranças para retirar os corpos da sala.

Subi para o quarto de Jade e vi que a mesma estava deitada enrolada assustada.

Justin" Calma, tá tudo bem"

Ela assentiu assustada.

Justin" eles vinheram atrás de você e pelo meu conhecimento não eram capangas do West" 

Eu avisei a ela e saí do quarto, as meninas e os meninos não chegaram e eu estou sozinho em casa, não posso foder, eu posso mas para isso teria que estuprar a Jade, então é melhor não, já maltratei muito ela, é melhor deixar ela em paz.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...