História Bad Ghost - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Comedia, Drama, Ficção, Romance, Yaoi
Visualizações 34
Palavras 1.937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo fofo de hoje! ><

Capítulo 14 - ... Casal


Fanfic / Fanfiction Bad Ghost - Capítulo 14 - ... Casal

 

 

Mesmo depois de conhecer vários e novos sorrisos,

o dele ainda é o meu preferido.

Tati Bernardi

+ + +

Jimin e Jungkook se fitavam e desviavam o olhar, claramente acanhados com os comentários que ouviram, eles eram um casal? Ambos queriam que fosse verdade.

...

Jimin, decidido em não pensar muito nisso, pegou a blusa listrada que segurava e pagou para a senhora vendendora que perguntou, com uma voz fraca após ter recebido o dinheiro pela blusa e a ter entregado:

-Meu jovem, vocês são namorados? - Ela disse, a senhora tinha uma estrutura frágil mas mostrava um sorriso franco. Jimin, entrou em desespero, claro. 

 Jungkook, para surpresa e felicidade de Jimin, disse com um sorriso entrecortado e segurando nas mãos de Jimin o levando para fora da van:

 -Eu não me decidi ainda. 

 Jimin sentiu como se estranhas borboletas voassem em seu estômago, o que era aquilo? Jungkook ainda andava em frente, com um ar decidido. Parou abruptamente e olhou para Jimin, com uma linda confusão no seu semblante:

 -Eu não sei o caminho. Não sei aonde estou te guiando. (risos envergonhados)

Jimin não pode conter a risada, debochando de Jungkook que só deu um outro sorriso envergonhado. Então disse, pegando a liderança:

 -Vamos, eu mostro o caminho. 

Jimin, então pegou nas mãos de Jungkook e o guiou feira adentro, mostrando tudo. Era um lugar muito, mas realmente muito grande. Por fora era simples e parecia um estacionamento, porém ali havia uma movimentação intensa e parecia um lugar realmente maior por dentro. Ao lado da feira tinha uma extensa área de gramado preservado, era separado da feira e era um lugar muito bonito e tinha famílias e casais fazendo piqueniques, se divertindo. Na feira, em meio dela havia um chafariz pequeno porém majestoso de certa forma. Ele era um pouco gasto mas trabalhava muito bem soltando água por todos os lados mantendo uma imagem muito agradável com todo o lugar em si. Mas, o que mais era relevante para os dois garotos, o suposto "casal" era a presença de cada um para si mesmo. Eles estavam contentes em apenas ter a companhia que tinham, genuinamente. 

 -Ei, vamos ali! -Jimin disse, apontando para um pojangmacha que vendia Hotteok*. Jungkook o olhou e disse, apontando para o lado oposto, para outro  pojangmacha que vendia Kimbap:

 -Prefiro Kimbap. 
 

Jungkook olhou novamente para seu lado e viu que Jimin corria até o hotteok, ele era mais baixinho de longe e corria devagar. Jungkook  tornou a pensar "Jimin é muito, mas muito fofo. " e riu sozinho. Jungkook foi andando até o kimbap e comprou dois e se voltou, quando viu Jimin acenando para ele, sentado em um dos bancos de madeira escura que ficava postado aos lados da fonte com chafariz, ele tinha dois copos de Hotteok ao seu lado.

 -Jungkook-ah! Venha! -Jimin sorria, era muito lindo. O sol fazia o parecer alguém realmente belo, sorrindo sinceramente. Jimin transbordava animação e... algo mais que Jungkook não sabia o que era, ele apenas o sentia presente. Jungkook foi andando até Jimin, devagar. Apenas admirando a beleza extrema que via na sua frente. Uma enorme beleza, algo que Jungkook queria guardar e preservar pela eternidade. Calma, desde quando passara a pensar assim de Jimin? Sim,  desde a primeira vez que o viu. Ele não havia parado desde então. Agora, tinha ele em sua frente, sentado em um banco rindo para ele. Sem perceber, Jungkook, não conteve a sua mão, que apenas foi indo automaticamente para as bochechas rosadas de Jimin, que, parara de sorrir, petrificado. Jungkook, percebendo o que fazia, as tirou rapidamente e sentou-se ao lado de Jimin, balduciando algo como "Desculpa." e Jimin apenas o fitou, e deu um sorriso curto. Um pouco acanhado, Jimin estendeu o copo com Hotteok, oferecendo para Jungkook, que, fez o mesmo com o Kimbap ao mesmo tempo, o que fez com que batessem as mãos. Os dois se entreolharam, e riram da situação, riram confortavelmente. Jimin falou, secando as lágrimas:

 -Pegue um pedaço Jungkook-ah. (risos) 

 -Certo! (mordida)

-Ei! Foi muito grande! Aigoo!

 Jungkook riu, achando graça na raiva de Jimin. Jungkook começou tossidinhas histéricas, o que fez com que seu rosto se contraísse em uma careta engraçada,  Jimin riu e tirou um pouco do guardanapo do copo e deu para Jungkook, que limpou a boca e disse em seguida:

-É muito, mas muito doce. 

 Jimin perguntou, de bom humor:

 -Nunca comeu Hotteok? (risos)

-Sim, eu comi. Muito, por sinal.

 Jimin olhou para Jungkook, interrogativo. Jungkook, continuou:

 -Eu gostava quando era criança. Acho que o doce me agradava mais nessa época. 

 -Eu também comia muito Hotteok. Me faz ter boas lembranças. -Jimin disse, dando outra mordida. Jungkook observou, dando igualmente uma mordida, porém no Kimbap, esperando que Jimin continuasse. Jimin o fez:

-Eu e minha mãe costumávamos vir muito aqui quando eu era pequeno. Andávamos pela feira inteira, comendo Hotteok. Conversávamos sobre tudo e ela me dava conselhos sobre a minha... - "capacidade de ver gente morta" Jimin pensou, porém apenas disse:

 -... escola.

 (Boa escolha)* 

 Jungkook riu sozinho e perguntou:

-Como eram os seus pais? 

 -Bem... -Jimin pensou um pouco e depois disse:

-Eles são ótimos na medida do possível. -"Pelo menos, eram."

 -E os seus? -Jimin indaga para Jungkook, enquanto morde outro pedaço de Hotteok.

 -Meus pais? Minha mãe morreu quando eu tinha três anos, meu pai era um tanto brusco comigo as vezes. Acho que ele só queria que eu me esforçasse. Ele tinha uma maneira bem estranha de me ensinar algo, ele ficou muito agressivo quando eu estava na adolescência. Quando eu era menor nos tínhamos um relacionamento melhor, eu não me lembro muito bem. Enfim... -Jungkook se espreguiçou e se levantou, batendo uma poeira inexistente das calças. Depois, disse com um de seus sorrisos encantadores:

 -Eu terminei meu Kimbap, vamos? 

 (Me leva Jungkook, hehehe me ignorem~~)*

Jimin concordou e se levantou, depois passou a andar ao lado de Jungkook. Já era tarde, por volta das 2:00 e eles jogavam conversa fora e riam bastante. Jungkook contava piadas que faziam Jimin rir histericamente, o tempo passou muito rápido. Por volta das 3:00 eles pararam para comprar um sorvete, Jimin escolheu morango e Jungkook um de flocos. Era um dia tão bonito que Jungkook sugeriu, enquanto contornavam pela segunda vez a feira:

 -Ei, vamos ao campo aqui ao lado Jimin? 

 Jungkook havia abandonado o "hyung", Jimin gostou e preferiu não dizer nada. Jimin, como resposta, pegou Jungkook pelas mãos e foi correndo pela feira com ele até um portão de ferro, instalado em uma cerca igualmente de ferro, um pouco ienferrujada. Ficava um pouco nos fundos da feira, ao lado de uma antiga van em pedaços, era um lugar esquecido. Jimin olhou para Jungkook, ofegante e deu uma piscadela enquanto abria a eminente porta com uma chave que ficava embaixo de um tapete. A chave era bem velha e fez um barulho quando Jimin a girou na fechadura. A porta dava para o campo e eles entraram. Tinham algumas pessoas mas, elas estavam todas afastadas, ali era como uma área particular. Jungkook olhou para Jimin e deu uma risada, e depois perguntou:

-O que é esse lugar?

 -É o meu esconderijo. Minha mãe e eu vínhamos aqui. Uma senhora era a dona da van que fica aqui na frente, ela vendia hotteok e nós dois éramos clientes regulares que ela gostava de receber. Era dona de um coração bom e humilde. Ela morreu, eu continuei vindo e conversava com ela e só soube de sua morte um mês depois. Ela tentava me avisar sempre que eu vinha aqui, mas eu não prestei atenção. 
 Jimin só se deu conta do que disse quando viu o rosto de Jungkook, ele parecia confuso com algo. "Ela tentava me avisar sempre que eu vinha aqui, mas eu não prestei atenção." Por que eu disse isso?! Jimin se condenava. Ele havia acabado de dizer que falava com mortos, então, rapidamente tentou mudar de  assunto com a primeira coisa que pensou:

 -Alface?

 (Muito bem Jimin)*

Jungkook o fitou, tentando entender o motivo do "Alface", inutilmente. Jungkook apenas deu uma gargalhada tornou a tomar o seu sorvete. Jimin suspirou, aliviado. Jungkook não parecia ter notado algo errado. Eles se sentaram na grama, o sol estava baixo e o calor era confortável e suave sob a pele. Eles ficaram em silêncio, tomando o sorvete olhando o por do sol, as crianças correndo, as famílias conversando distraidamente e... um casal se beijando fervorosamente. Jimin olhou de relance para Jungkook. Jungkook olhou de relance para Jimin. Os dois se fitaram profundamente por 30 segundos então, rapidamente desviaram o olhar,e se dedicaram firmimente em olhar para o outro lado. Jimin queria dizer alguma coisa. Jungkook queria dizer alguma coisa. Os dois queriam dizer alguma coisa. (Eu quero dizer alguma coisa)*   ...  (Tá, parei)*

 Então, os dois se olharam e disseram, em uníssono:

 -Eu quero te dizer... 

 Jungkook deu uma risada e disse:

 -Você primeiro. 

 -Não, você pode falar. -Jimin diz, massageando a nuca, acanhado.

 -Bom... Hoje foi um dia muito bom. -Jungkook disse, desviando o olhar. Jimin percebeu que Jungkook corava, mas... Por que?

 -Para mim também. -Jimin disse, olhando a linda vista do por do sol.

 Jungkook fitou Jimin, um pouco envergonhado, disse:

 -Você... -Jungkook se interrompeu, e, depois continuou:

 -O sol é lindo. 

Jungkook agora voltou a olhar para a vista do por do sol e Jimin tornou a fitar Jungkook. O que... ele ia dizer?

 -Jungkook... Eu acho que...
 Jungkook olhou para Jimin, os dois agoram se fitavam. Jimin sentia seu coração acelerar sobre a pressão de ter Jungkook o fitando com tanto fervor. Jungkook queria que Jimin dissese, ele queria que Jimin dissese o que ele queria ouvir, porém, Jimin apenas falou, olhando o relógio:

 -Puxa, hãm... Está tarde, eu acho que devemos voltar por agora. São 5:15 e...

Jungkook, decepcionado, se levantou e ficou de costas para Jimin, ele ia embora. Jimin pensou "Eu sou um imbecil, por que eu não consigo falar nada?" Então, Jungkook se virou para ele e mostrou um sorriso treinado, não era natural, era robótico. Jungkook falou:

-Vamos, está ficando tarde. 

 E eles foram, eles mantiam certa distância entre eles, eles deram a volta pela feira devagar e silenciosamente, separados. Jimin queria fazer algo. Jungkook estava magoado. Eles depois de cerca de 20 minutos estavam fora da feira e a noite era fria, Jimin se encolheu um pouco, a blusa dele era manga curta. Jungkook avançava e atravessava a rua. Jimin estava se sentindo muito triste e só conseguia pensar em Jungkook e seus lindos sorrisos que ele vira em uma única tarde. Aonde esses sorrisos foram? Jimin queria eles de volta, seu coração se partia apenas em ver Jungkook sem rir, monótono. Jimin, então, quase por automático foi atrás de Jungkook, apressado. Jungkook abria a porta e iria entrar no carro, mas, Jimin, em puro intuito empurrou a porta e a fechou de novo. Jungkook o fitou, sem entender nada. Jimin disse, sério.

 -Jungkook, eu não acho que está ficando tarde.

 Jungkook o fitava, em uma clara confusão em seu semblante. 

-N-nunca fica tarde quando estou com você. Eu... quero seu sorriso de volta. 

 Jungkook sorriu. Jimin fitou aquele belo sorriso naqueles lábios vermelhos. Aqueles lindos lábios vermelhos que chegavam cada vez mais perto dos seus.  Aqueles lindos lábios vermelhos que Jimin beijou. Aquele lindo beijo. Jimin não podia acreditar, era muito bom. Sentir os lábios de Jungkook contra os seus foi além do esperado. Jungkook o envolveu em um abraço apertado e disse com uma voz abafada pela camisa de Jimin:

 -Alface? 

 Jimin sorriu e disse, entre risadas:

 -É, alface.
 


Notas Finais


Olá! Eu vou ser sincera, A-D-O-R-E-I escrever esse capítulo, gostei mesmo.
Então, para sua felicidade, provavelmente eu vou trazer mais capítulos fofos e gostosos de escrever como esse.
Espero sinceramente que você tenha gostado e espere o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...