História Bad Girl - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~QueenLaufey

Postado
Categorias Amber Heard, Benedict Cumberbatch, Megan Fox, Tom Hiddleston
Personagens Megan Fox, Personagens Originais, Tom Hiddleston
Tags Alexia Houston, Amber Heard, Benedict Cumberbatch, Tom Hiddleston
Visualizações 35
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - My jealousy is mingled with love.


Fanfic / Fanfiction Bad Girl - Capítulo 11 - My jealousy is mingled with love.

1th, January, 10am.


Alexia acordava, e tinha um braço envolvido na mesma, ela sabia quem era, era Thomas, ela temia em se mexer. Ela estava vestida com uma camisola de seda, da cor bege, e um pouco transparente, ela sentiu o copro nú de Thomas encostar sobre o seu, coberto pela camisola, ela soltou um sorriso, e beijou o braço de Tom. Ela acariciou o braço do mesmo. Aos poucos ele despertou, ela virou de barriga pra cima, virando seu rosto para encarar aquele rosto sereno, e aqueles olhos entre abertos.


- Bom dia. - sussurrou, e o homem abriu um sorriso de canto.


- Bom dia. - ele sussurrou de volta.


A mulher beijou o braço do homem, que sorriu novamente.


- Que horas são? - bocejou ele, ela apenas acariciou o rosto dele.


- Talvez, não sei bem, mas deve ser umas dez da manhã. - disse ela sorrindo, Thomas sorriu.


- Só? - indagou ele.


- Queria que fosse que horas? dez da noite? - indagou rindo.


- Exagerada.


- Sempre fui. - os dois riu juntos.


Alex se movimentou na cama para se levantar, Thomas a segurou, puxando pela mão, a mesma caiu sentada na cama, ele beijou ela, de forma quente, o corpo de Alex entrou em um choque enorme, o corpo foi tomado por um fogo. Alexia envolveu os braços sobre o pescoço do homem.


- Não é um bom dia ao certo. - falou Tom enquanto tirou a camisola de seda que Alex usava.


- E qual seria?


- Espere e verá. - Tom sussurrou, jogando Alex sobre a cama, ele começou a beija-la com intensidade.


Ele fez ela arrepiar, ele beijou cada traço de seu corpo, deixou marcas em cada canto, fez ela ficar curva, fez ela esfolar os lábios, deu o enorme prazer a ela, ela gemia seu nome, copiosamente, por dentro daquele quarto, onde só os dois estava, aquela casa enorme onde Alex vivia era apenas deles dois naquele momento. Thomas selou o lábio no dela, e penetrou-a, ela descolou o lábio do dele, soltando um gemido bem baixo, Thomas sorriu. Ambos suados, se amavam, de forma selvagem, e deliciosa, era uma explosão de prazer. Alex encarava Tom, e pedia por tanto, para que ele fosse o quanto mais rápido.


Tom se deliciava, e amava cada toque da mulher, ele sussurrava coisas no ouvido dela, que sempre soltava um suspiro bem pesado, ou um gemido abafado, Alexia não resistia tanto aquele homem, e não queria o vê-lo longe, ser possuída por ele, era a melhor coisa que tinha naquele momento.


Ambos tiveram o clímax, e agora, Alex estava jogada sobre os ombros de Tom, recuperando sua respiração, suas mãos trêmulas, por ter tido múltiplos prazeres, esse homem não cansava, ela suspirava calmamente, Tom já estava recuperando sua respiração, enquanto acariciava os cabelos da morena, que tentava se recuperar, mal havia recuperado o momento que teve na noite passada, naquela noite, saciando aquele homem que Tom era.


Thomas levantou-se com Alexia no colo, ela riu e beijou seus lábios levemente, ele levou-a até o banheiro, por lá, ambos ligaram o chuveiro, Thomas não conseguia mais resistir, ele retornou a penetra-la, ela arranhou suas costas, assim como minutos atrás, e na noite passada, ele soltou um gemido de dor e prazer.


Eles se amavam, como dois jovens. Ele queria ela, e ela queria ele. Ambos se amavam a tempos, só não sabiam que um dia isso cresceria dentro deles.


...


2th, January, 7am.


- Alex. - Túlio acenou.


- Oi. - sorriu Alex, enquanto parou para o amigo acompanha-la.


- Você viu sobre a peça? - perguntou Túlio.


- Aaa, eu vi.


- Mentira, você estava degustando o boy isso sim. Me fala, ele te pediu em namoro?


- Não. - falou a moça sorrindo sem jeito.


- Tá dormindo no ponto então. - Túlio rolou os olhos. - me fala foi bom? a virada, viraram a cama, o banheiro, a casa toda?


- Túlio! - riu ela.


- Fala sério, eu gosto destes assuntos. E não venha falar que tem vergonha, porque você sempre me contou suas aventuras, até com o traste. - Túlio deu ênfase na última palavra.


- Tudo bem. - ela sorriu. - bom a gente dormiu, sim, dormimos juntos. 


- Aaaa, logo vem um mini Thomas, ou mini Alexia. Adoro, já sou madrinha.


- Túlio! - Alex riu novamente.


- Hey, não é a Felipa? - disse uma garotinha que estava em grupinho escolar.


- Fãs mirins. - disse Túlio sorrindo.


- Oi. - Alex se abaixou, vendo as pequenas aglomerar-se e aproximar.


Alexia assinava todos papeis ali, logo uma pequena a reconheceu.


- Lembra de mim?


- Oi Geovana. - Alex arregalou os olhos animada, e a garotinha lhe abraçou.


No mesmo momento, ela havia fechado os olhos, e sentido o abraço, e no mesmo momento, que abriu, deparou-se com Tom, sentado em uma cafeteria, conversando com Nayla, e ambos pareciam com uma intimidade tensa, ele tocava a mão dela, e sorria, sem falar que ela sorria de volta, apertando a mão de Thomas. Alexia murchou o sorriso, fitando a cena, e sentiu uma pontada de ciúmes.


- Até. - Geovana beijou seu rosto.


- A-ate. - disse Alex fitando a cena, ainda sem jeito.


- Alexia? o que foi?.


Thomas se levantou, e abraçou Nayla, que retribuiu, eles então iam trocar beijo sobre o rosto, e acabou saindo em um selinho, Alex desmontou, ela deu um suspiro.


- Santa Maria da garnisé! - explanou Túlio. - aquele não é o Thomas? com a galinha loira da sua amiga? - Túlio ajeitou os óculos, forçando a ver melhor. - preciso ver mais de perto. Para tudo, eles beijou?


- Foi só um selinho Túlio, mal.. aaa, esqueça vamos. - Alex não sabia o que sentia, era um misto de decepção com raiva, com uma pitada de ciúmes, e tristeza.


Notas Finais


Vai dá uma treta. 😓

Espero que tenham gostado. 🌟

Qualquer erro, será corrigido. 🌙

Disponível no wattpad : https://my.w.tt/UiNb/fbw96SYu3H

- Autora;
Babe. 🌝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...