História Bad Girl - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Joseph Morgan, Lily Collins, Nina Dobrev, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Camille O'Connell, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Davina Claire, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Liz" Forbes, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Giuseppe Salvatore, Hayley Marshall, Henrik Mikaelson, Hope Mikaelson, Isobel Flemming, Jenna Sommers, Jeremy Gilbert, Josette "Jo" Laughlin-Saltzman, Josette "Josie" Saltzman, Joshua "Josh" Rosza, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lilian "Lily" Salvatore, Lucas "Luke" Parker, Lucien Castle, Malachai "Kai" Parker, Marcellus "Marcel" Gerard, Matt Donovan, Mikael Mikaelson, Olivia "Liv" Parker, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vicki Donovan, Vincent Griffith, Zachary "Zach" Salvatore
Tags The Originals, The Vampire Diaries
Visualizações 65
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Hey Vampirinho!


Fanfic / Fanfiction Bad Girl - Capítulo 3 - Hey Vampirinho!

Inglaterra, 1507

A festa estava maravilhosa, todos estavam alegres pelo menos era o que parecia, até mesmo nessa época todos fingiam ser o que não são. As moças sorriam para cada homem que aparecia, calmamente desesperadas, alguns dos convidados até mesmo já aparentavam estar bêbados. Era uma festa de gala mas poucos pareciam ter classe, não lembro bem quem nos convidou, Nádia e eu apenas entramos dentro da casa enorme do dono da festa. Minha avó já havia morrido a dois anos estava morando com a minha amiga nesse tempo.

A festa ocorria bem até um determinado momento em que apareceu grupo de pessoas, sobrenaturais na o local apenas eu e a Nádia os outros todos humanos, mas esse grupo nos chamou atenção, eram homens vestidos roupas totalmente pretas, seus corações batiam em um ritmo normal e suas respirações estáveis, alguma coisas aquele grupo iria aprontar. Um deles se aproximou de mim e da Nádia, os dois começaram a conversar por trás da Nádia vi que sua mão estava por dentro do casaco e o olhei por alguns minutos o olhei não poderia hipnotizar ele agora, sabia que a Nádia já tinha percebido algo nele e esperava a hora certa de agir.

Sai de perto dos dois e comecei a caminhar pela casa, todos daquele grupinho estavam dividos, não andavam juntos. Eram Caçadores.

De longe vi o outro deles se aproximando, eu sabia o que eles queriam. Segui ele que havia subindo as escadas indo para o corredor dos quartos, ele entrou em um dos quartos deixando a porta aberta, entrei logo em seguida fechando a porta atrás de mim batendo-a com força fazendo o homem se virar.

-Sabia que me seguiria- Disse ele

-Além de caçador é adivinha?- Perguntei ironica

-Allison Petrova…Sua mãe é a primeira na minha lista, e você está prestes a tomar o lugar dela- Falou levantando uma arma

-Sabe eu sou rápida e mais forte então pode tentar- Desafiei sorrindo

Ele engatilhou a arma com o dedo pronto para disparar, ouvi o som da bala saindo do cano da arma usei minha velocidade correndo até ele quebrando seu pescoço virei a arma em sua direção disparando no seu peito. Sorri tirando o cabelo dos meus olhos, sai calmamente do quarto fechando a porta com naturalidade, desci as escadas procurando pela Nádia e vi ela aos beijos com o homem que conversar antes, revirei os olhos me aproximando dela, vi que em sua mão havia uma faca na certa banhando com verbena, ele está pronto para mata-la. Me aproximei lentamente coloquei a mão nas suas costas a emburrado, senti seu coração encostar na minha mão, ouvi ele ofegar então o puxei na mesma hora. Seu corpo caiu no chão sem vida

-Poderia ter feito alguma coisa não é?- Perguntei vendo minha amiga com cara de idiota

-Eu ia fazer- Se defendeu

-Claro. Nem um "obrigada por salvar minha vida?"- Pergunto sarcástica.

-Não, dispenso- Disse

-Ele não foi o primeiro- Digo- Acabei de matar um no andar de cima, são caçadores

-Então eu estava pensando…

-Você pensa?-Perguntei e ela ficou séria- To brincando

-Quantos você acha que restou?- Perguntou.

-Acho que uns quatro- Respondi

-É hora da diversão baby- Sussurrou

Olhei pra ela e nos separamos cada uma foi para um canto da casa, encostando em uma parede havia um deles, cheguei perto com o maior sorriso safada possível, me vendo ele também sorriu por dentro eu realmente queria vomitar minhas tripas. Coloquei minhas mãos em sua peito ficando na ponta dos pés, a desgraça é maior que eu. Suas mãos na minha cintura, meu estômago revirou com a sensação horrorosa tocando minha pele, puxei ele para um canto onde não era possível que nos vissem, prendi ele entre a parede e eu, me aproximei beijando seu rosto, quando minha mão adentrou em seu peito seus olhos se arregalaram, é um sorriso antes forçadamente safado era de satisfação.

-O que foi? Achou mesmo que eu ficaria com você?- Perguntei com desdém- Achou errado

-Vampira- Ouvi ele Sussurrar

-Últimas palavras-Digo arrancando seu coração- Que nojo

Não me preocupei em limpar minhas mãos sabendo que iria sujar novamente. Caminhei a procura da Nádia que espero muito que não esteja se esfregando com alguma caçadores em vez de matar. Os olhares de muitos foram para mim mais especificamente para minha mão coberta de sangue, revirei os olhos continuando a caminhar. Longe vi a Nádia com um coração na mão e um corpo com o pescoço quebrando.

-Ahh que orgulho- Falei em deboche

-Falta um- Falou sorrindo

-Então love, o que acha de uma caçada ao caçador?- Olhei alegre para a morena a minha frente

-Allison Petrova?-Disse erguendo sua mão

-Nadia Hale?- Falo segurando sua mão

Caminhamos de mãos dadas para o lado de fora onde o último deles estaria. Não ouvi nenhum outro batimento, essa criatura estava escondida em algum canto por aqui.

Nunca o encontrei, foi o único caçador que nem eu e a Nádia matamos naquela noite. O nosso dever mais difícil era fazer com o que todas aquelas pessoas esquecem no que viram essa noite.

Mystic Falls, 2016

Sentei em um banco no balcão do Mystic Grill, estava bem movimentado agora, depois que cheguei aqui para aguentar essa cidade só de porre. Olhei para o garçom muito bonito por sinal, cabelos pretos, corpo razoavelmente musculoso, seu olhar caiu sobre mim e eu não tive vergonha de encara-lo

-O que deseja?- Perguntou sem tirar os olhos de mim

-Uma garrafa de Bourbon- Falo

-Um garrafa? Vai aguentar?- Me olhou incrédulo

-Eu aguento coisas que você nem imagina-Sorri maliciosa

-Tudo bem então, aqui está- Disse entregando a garrafa e um copo

Sorrio em forma de agradecimento e sirvo um copo de Bourbon, bebo tudo em um único gole, como Vampira tinha a consciência que não ficaria bêbada. Uma sensação muito boa passou pelo meu corpo literalmente eu estava feliz com essa garrafa. Ouvi o sininho da porta e ali entrou dois cara, um deles eu conhecia muito bem o outro nunca vi mais gato. Damon Salvatore passou por mim e eu apenas o olhei de cima a baixo, a visão era das melhores, eles sentaram em uma mesa perto de onde eu estava, peguei minha garrafa de Bourbon e o copo e fui até eles sem nem ao menos pedir sentei na mesa juntos com os dois

-Eii- Balbuciou Damon

-Oi Damon e pessoa que nunca vi- Digo sorrindo

-Você me conhece?-Perguntou Damon

-É claro, você foi muito amigo da minha mãe. Mas agora eu quero saber o nome desse bonitão aqui- Apontei para o outro cara que me encarou

-Alaric Saltzman- Disse ele- E você?

-Allison Petrova- Respondo e Damon que antes bebia cuspiu tudo

-Petrova?- Damon Perguntou confuso

-Yep- Falei estalando o "P", bebendo tranquilamente

-Sua mãe é…?-Interrompi Alaric antes que ele termine

-Katerina Petrova- Respondi calma

-A vadia demoníaca teve uma filha?- Damon disse incrédulo

-Sim… eu sou a Vadia Demoníaca 2.0- Respondi

-Tal mãe tal filha- Sussurrou Damon- O que você quer aqui?

-Coisas amor. Conheci seu irmão e uma loirinha que nem tive tempo de falar com ela- Falo e Alaric bate na mesa

-O que você fez com a Caroline?-, Perguntou ele exaltado

-Eitaaa vamos acalmar os ânimos príncipes. Ela está bem, uma dor no pescoço talvez mas ah nada de mais- Respondi bebendo direto pelo gargalo

-Se você a machucou…- Interrompi novamente ele

-O que você vai fazer? Cuidado em princípe- Ameaço fazendo cara séria mas logo em seguida gargalhando alto- Ah vocês tentando me ameaçar é engraçado

-Você é maluca- Falou Damon

-Obrigada- Agradeço colocando meus pés sobre a mesa

-Você vai aprontar alguma coisa por aqui-Disse Alaric

-Eu apronto diversas coisas em diversos lugares, Mystic Falls será apenas mais uma cidade na minha lista- Sussurrei bem perto do Damon que parou por alguns segundos me encarando- Foi bom conhecer vocês e Damon você e o Stefan terão uma pequena grande missão, vão me ajudar

-Nunca vamos te ajudar-Damon gritou pra mim enquanto eu largava o dinheiro em cima do balcão

-Nunca diga nunca Salvatore.

Sai pela porta do Grill sorrindo alegremente. Próximo passo. Elena Gilbert. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...