História Bad Girl - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Joseph Morgan, Lily Collins, Nina Dobrev, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Camille O'Connell, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Davina Claire, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Liz" Forbes, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Giuseppe Salvatore, Hayley Marshall, Henrik Mikaelson, Hope Mikaelson, Isobel Flemming, Jenna Sommers, Jeremy Gilbert, Josette "Jo" Laughlin-Saltzman, Josette "Josie" Saltzman, Joshua "Josh" Rosza, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lilian "Lily" Salvatore, Lucas "Luke" Parker, Lucien Castle, Malachai "Kai" Parker, Marcellus "Marcel" Gerard, Matt Donovan, Mikael Mikaelson, Olivia "Liv" Parker, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vicki Donovan, Vincent Griffith, Zachary "Zach" Salvatore
Tags The Originals, The Vampire Diaries
Visualizações 60
Palavras 1.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Sem controle


Fanfic / Fanfiction Bad Girl - Capítulo 5 - Sem controle

O silêncio do ambiente estava me deixando tonta, sem som de respiração e até mesmo algum coração batendo. Sentada numa cadeira no meio da sala bebendo, eu via corpos praticamente um em cima do outro, todos drenados sem um pingo de sangue para contar história. Me sentiam aliviada ontem a noite o que eu fiz com aquele cara nos fundos do Grill foi apenas a metade do que eu realmente queria, a festa que havia aqui era agitada pessoas pulavam alegres enquanto bebiam, alguns caim por ter ingerido muito álcool.

Algumas horas atrás:

Entrei sem nem ao mesmo tenha sido convidada.Varios me empurravam enquanto eu tentava passar, sabe sei lá como coube tanta gente em um único lugar. Consegui chegar até o Barman onde pedi a bebida mais forte que ele tinha, bebendo tudo em um único gole. Me escorei no balcão observando todos que dançavam, cantavam ou melhor gritavam, essa empolgação toda começou a me irritar, andei até um grupinho de 6 garotos. Já estavam bêbados posso dizer que o cheiro de álcool era de mais. Me aproximei deles pegando o copo que um deles segurava tomando o líquido que ali havia, eles me olharam assustados na certa pensando como uma garota tomaria aquilo se nem ao mesmo fazer careta, já que seu gosto era ardido, entreguei o copo pra ele.

-Nossa uma garota como você gostar de bebidas é novo- Comentou um deles

-Eu sou o tipo de garota que gosta de experimentar várias coisas- Falei

-Como o que?- O outro Perguntou

-Sangue jovem- Digo avançando no pescoço do rapaz ao meu lado bebendo todo o seu sangue

Os olhares de seus amigos ficaram arregalados, assustados com a minha ação, larguei o corpo olhando pra eles

-Então, quem será o próximo?-Perguntei sorrindo, mostrando meus dois dentes afiados

-Que diabos você é?- Ele perguntou se afastando

-Sangue-suga, monstro, psicótica, assassina, tudo de anormal que vocês pensarem- Digo

-Uma louca- acusou

-Pode ser também, esse adjetivo é o meu preferido- Avanço na sua direção chupando todo o seu sangue- Não me façam escolher na sorte quem é o próximo

Eles correram esbarrando nas pessoas que estavam na frente, revirei os olhos, eles não sabem que vampiros tem super velocidade? Usei minha velocidade e alcancei o que estava mais atrás, suguei seu sangue e quebro seu pescoço logo em seguida. Depois todos os seus amigos estavam no chão junto com todos da festa. Nem tiveram tempo de gritar coitados

(...)

Me preparava para sair dali quando escutei um chorinho de criança que vinha de trás do balcão, andei até ali, achando uma menina encolhida no canto chorando abraçada as suas pernas, o que uma criança estava fazendo numa festa como essa? Me agachei até ficar no seu nível, ela me olhou e se encolheu ainda mais quando meu viu

-Tudo bem, não vou machucar você- Sussurrei tentando não assusta-la- O que você estava fazendo aqui?

-Vim com o meu irmão, ele me disse pra esperar no andar de cima e não vim pra cá, mas aí eu escutei uns barulhos e corri pra me esconder aqui-Explicou com a voz tremendo

-Qual o seu nome?- Perguntei

-Mirianna- Respondeu

Eu acabei de matar o irmão dessa garotinha, ela parecia tão assustada me lembrou muito quando eu tinha sua idade e quando eu me encolhia de medo da minha avó, suspirei estendendo minha mão para ela.

- Olha pra mim, tudo bem?- Ela assentiu- Você vai voltar para a casa e não vai lembrar do que aconteceu, quando você desceu as escadas tudo estava bem e você não lembra como chegou aqui. Se sua mãe perguntou sobre seu irmão você não saberá onde ele está, mas terá a certeza que ele está bem

Minha única opção era hipnotiza-la, seus olhos já estavam secos e não havia nenhuma sombra de que ela poderia ter chorando, sorri vendo ela me abraçar e sair correndo dali indo pra a sua casa. Eu senti pena, pela primeira vez senti pena de alguém, uma criança inocente que não entendia o que estava acontecendo e nem que seu irmão havia morrido, como se explica isso para uma criança?

Andava pelas ruas sem a mínima vontade de ir para algum lugar, não depois que eu vi aquela menina, tudo nela parecia eu, seus olhos assustados ela exalava medo como eu na sua idade, pela primeira veze senti fraca por alguém em quase 600 isso é uma novidade pra mim quase que algo inaceitável na minha "vida". Alguns tinham um olhar indescritível em seus rosto quando passavam por mim, não acredito que Mystic Falls tenha conhecimento das coisas que rodam por aqui ou que Damon tenha feito o favor de colocar no jornal como capa a Filha da Vadia Demoníaca que seria de muito agrado pra mim, não para a Katherine. Passei perto de um beco e escutei uma risada, que de longe eu reconheceria e poderia dizer que odeio

-A Vadia voltou!- O tom maldoso ainda era o mesmo

-Mas que porra é essa?- Perguntei sendo empurrada com força na parede

-Olha a boca Allison, não foi essa educação que eu te dei- Falo minha vó se ajoelhando ao meu lado

-Que educação sua vadia? Você nunca me deu nada..a não ser ódio e rancor- Falei me levantando

-Menina má-Falou quebrando meu braço-Talvez os castigos que te deram quando criança não adiantaram

-Pelo contrário vovó, adiantou e muito…me fez mais forte- Dou uma rasteira nela fazendo-a cair no chão

-Allison, Allison Petrova ou Mikaelson? Tadinha nenhum dos dois te quer- Disse ela

- Cala a boca…você voltou do inferno, encontrou minha mãe por lá?- Pergunto rindo

-Minha passagem foi rápida- Responde

-Nem o diabo te aguentou- Digo rindo ainda mais- Mystic Falls está contaminada

- Olha quem fala, você está sem controle, matando pessoas-Disse acusadora

-Sem controle?Eu sempre fui sem controle- Usando minha velocidade a derrubo no chão ficando por cima,minhas mãos abertando seu pescoço

De repente todas as minha forças foram desaparecendo, cai no chão e minha respiração sumindo aos poucos, olho pra cima e vejo ela balançar uma estava de Carvalho Branco

-Sabia que sendo filha de um Original, você acaba tendo a mesma fraqueza que ele?- Falou rindo

-Porque não se mata?- Perguntei com a voz fraca

-Ah acho que não minha querida, preciso fazer você sofrer primeiro-Ela tirou alguns pedacinho de carvalho branco deixando e volta de mim

-Quem te trouxe de volta?- Lutei pra conseguir falar

-Alguém que quer que você morra, assim como eu- Respondeu virando as costas pra mim

-Entra na fila minha outra vó também quer me matar-Sussurrei

-Bons sonhos querida

Ela saiu me deixando sozinha rodiavam de carvalho branco, me virei ficando de barriga pra cima lutando para conseguir manter minha respiração, lembrei do meu celular no bolso da minha calça peguei ele com um pouco de dificuldade, procurei pelo nome dele na minha lista, não acredito que vou fazer isso mas não tenho escolha.

Ligação on:

Damon:Allison como você conse…

Eu:Me ajuda

Damon:Onde você está?

Eu: Atrás de uma boate no centro, pelo amor que você teve ter a Deus vem pra cá

Damon: Já estou indo, não sai daí

Eu: Como se eu tivesse escolha

Ligação off:

Coloquei meus braços no chão tossindo, eu mato aquela desgraçada, já estava definitivamente perdendo minhas forças, meus olhos fechando aos poucos não é possível que eu vou perder para aquela filha do diabo. Senti alguém me pegar do chão, já sabia quem era, mesmo já longe do Carvalho Branco não estava totalmente bem,fui colocando num lugar confortável ainda com a vista embaçada vi Damon no banco da frente do carro

-Não morre no meu carro- Falou tentando me fazer rir

-Vai se foder Damon- Sussurrei

-Pelo menos agora você está bem-Disse

Sorri fechando meus olhos de novo, sentido o cansaço tomar conta de mim

-Hey Allison?!-Gritou Damon

-Cala a Boca Damon eu vou dormir- Resmungo

Acordei deitando em um sofá, com os olhos meio abertos podia ver a silhueta de algumas pessoas, logo senti um tapa na minha cara olhei pra cima e Caroline

-Aí, misericórdia Caroline por que fez isso?-Pergunto esfregando o lado que ela me bateu

-Pra saber se você está 100% bem- Respondeu balançando os ombros

-Não era melhor perguntar?- Perguntei novamente

-Era, mas fiz isso por você ter quebrando meu pescoço- Falou sorrindo

-Essa aí guarda ressentimento-Sussurrei

-Está melhor?- Perguntou Stefan

-Viu Barbie Vampira é assim que se pergunta como alguém está- Falei olhando pra Loira sorrindo- E si Stefan estou bem

-Aquilo era Carvalho Branco- Damon disse me dando um copo de vodka

-Quem fez isso com você?-Bonnie sentou a meu lado

-Alguém que eu sou o número um de sua lista negra- Falo bebendo- Minha amada e querida vovó

-Ela te odeia tanto assim?- Caroline perguntou sentando no meu outro lado

-Quase na mesma intensidade que eu a odeio- Digo sorriso alegremente

-Você está sorrindo estou com medo-Sussurrou Damon

-O que foi? Vocês são Vampiros e você uma bruxa e estão com medo do meu sorriso? Ah qual é? Estão desconfiando do meu sorriso?- Levanto jogando minha mãos no ar

-Você é Allison Petrova, qualquer coisa de você não é confiável- Falou Stefan

Sentei novamente com os meus braços apoiados nas minhas pernas, encarei todos ali com o olhar que eu sabia que herdei do meu pai.

- Ela tentou me matar e agora eu vou mata-la. Esther Mikaelson é a número um da minha lista


Notas Finais


Heyyy volteiii!

Bem uma explicacao. A Esther vai voltar depois da morte dela na S2 de The Originals, bem aproveitem e até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...