História Bad Girls - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Tags Amor, Colégio, Drama, Judre, Mabrina, Majo, Ódio, Primar, Romance, Teobela, Vingança
Exibições 180
Palavras 578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii ^^
Tudo bem com vocês, então está aqui o cap. tão esperado....Espero que gostem.

Capítulo 3 - 3 - Cheguei no Brasil


Manuela

Eu, e as meninas fomos para o Shopping, cinema, lanchonete, etc. Aproveitamos o máximo com nossos amigos. (Michael, Miguel, Benjamin, Lucas, Rodrigo, Lara, Sarah e Eduarda.) , fizemos tudo o que queríamos fazer. Cheguei em casa, faltava 2h pra viagem, avisei que ia dormir. Pois estava cansada. 

-Manu, acorda. - reclamou Isabela. -  Falta 1h pra viagem.

-Isa! - falei, e vi que tinha que acordar, vesti minha roupa, penteei meus cabelos, e pronto. Peguei um bombom, e comi. (Roupa delas nas notas finais) 

-Hum...- lambi os beiços, peguei uma barra inteira e desci. Dane- se dieta. 

Isa estava treinando karatê, Júlia mexendo no celular e Sabrina escrevendo. Priscila, como imaginava se arrumando. 

-Menina, que isso? - riu Brina. Apontando para o meu crush/chocolate. 

-Meu crush.- ri, e comi mais um pedaço. 

-Estou pronta vamos? - perguntou Pri

-Sim. Mas iremos passar pra buscar Regina. - falou Júlia

-O.k. - concordamos e passamos onde ela estava gravando uma novela. O segurança perguntou onde ela ia. 

 - Desculpe! Tenho que levar minhas sobrinha para o aeroporto - falou Regina em inglês. 

O mesmo nós olhou, deu uma piscada e concordou. 

-Segurança tarado. - bufou Júlia.

-Meninas, tem certeza que querem ir pro Brasil?? - perguntou minha tia, desviando a atenção do trânsito para a gente. 

-Sim, tia. - respondeu Isabela. - Infelizmente, apesar de amarmos aqui. Temos que ir lá, você já sabe o porquê. 

-Sim, eu sei. - falou Regina, dando um sorriso triste. - Como eu sei, que vocês são muito amigas comprei isso pra vocês. 

-Tia, não precisava... - ia falar Sabrina. 

-Precisava sim. - disse minha tia, dando um pacote pra cada uma de nós. 

-Tem um presente em comum, e algo só seu. Só abram quanto chegar em casa. - sorriu docemente, e com cuidado nós abraçou. 

Estava curiosa, coloquei o presente nas minhas coisas especias, e me concentrei em pensar em algo pra fazer com Joaquim. 

Ele me humilhou, fez o que quis comigo, me tratou como tapete. Lágrimas ameaçaram cair, me lembrei de tudo o que passamos juntos.

 Não, não você não vai chorar. 

Quando senti as lágrimas,virei meu rosto para a janela, e observei o trânsito, limpei as lágrimas e coloquei algo pra escutar. 

-Queridas, chegamos. - avisou Regina.

Droga, mil vezes droga, você pensou nele. 

Sorri falso, e peguei minhas malas. 

Ela abraçou cada uma de nós, chorando. 

-Manu, cuidado. Vingança é uma coisa terrível, pense duas vezes antes de agir, e siga seu coração. Ele pode ter se arrependido. - sussurrou em meu ouvido. Concordei e a beijei, e me despedi, chorando. 

Vamos lá, né? Brasil, me espere...

(...)

Júlia 

Chegamos no Brasil, e assim que vi minha tia Flora, corri para abraça- lá. 

-Tia, - falei chorando. - eu estava com saudades. 

-Júlia, como você mudou.Está linda. Eu estava morrendo de saudades sua. - sorriu carinhosamente. Olhei pra ela, e ela sorriu. 

-Não. Nenhum dos dois vieram. - sorriu. 

Eu sabia que era difícil pra ela, pois ele era meu irmão, e ela era melhor amiga da mãe do... André. 

-Obrigada. - vi minhas amigas falarem com suas mães e pais, e fomos para casa. 

Joaquim 

-Tia Flora, pra onde você vai? - disse desviando a atenção do meu celular pra ela. 

-Buscar uma pessoa. - sorriu e foi embora.

Dei de ombros, e continuei a falar com uma gata que tinha conhecido. Escutei o barulho da porta se abrindo, e levantei pra ver quem era. 

-Você...

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...