História Bad Princes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Gay, Principes, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoonseok
Exibições 65
Palavras 1.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prologo


- Jungkook! Jungkook ! Você é um grande de um mal educado, seu adolescente idiota e rebelde ! - Disse o Rei Jeon, enquanto seguia Jungkook.

- Papai, não me venha com essa ! Mais que porra, eu não posso sair uma única vez que você pira e vem atrás de mim? Vai se ferrar, serio ! - Disse Jungkook, que andava em direção ao seu quarto.

- Uma única vez? Jungkook você parece uma criança ! Uma grande criança boboca de 19 anos! Jungkook... - Tentou falar o Rei Jeon, porem fora interrompido pela porta do quarto de Jungkook que bateu em sua cara.

Ao sentir o impacto da porta com a sua cara, o rei apenas se permitiu sentir a dor do impacto, e assim suspirou e encostou sua testa na porta de madeira que ali estava. O rei estava preocupado... Preocupado com o futuro de seu povo, preocupado com o futuro de seu filho, o unico herdeiro para o trono.

- Por que você é assim, Jungkook ? Por que eu não consigo entender você... - Disse o rei, ainda com a cabeça encostada na porta, segurando suas lagrimas.

O fato era que, desde que entrará na adolescência, Jungkook havia se tornado imaturo, impulsivo, que fumava e gastava seu dinheiro com garotas e coisas fúteis que não fariam mudança alguma em sua vida. Um verdadeiro Play Boy, rebelde e arrogante. O rei se culpava, se culpava por não ter sido tão presente na vida do filho, por não ter dado todo o apoio que o mesmo precisava, por não ter sido um pai presente.

E hoje era mais um dos dias em que Jungkook havia chegado tarde em casa, provavelmente estava em alguma festinha com namoradas e amigos, como todas as outras vezes. E o rei culpava-se, e o rei lamentava-se. Queria ajudar seu filho, mas o mesmo não sabia como. Talvez fosse melhor conversar com sua esposa, e juntos decidirem o que fazer com Jungkook.

E assim decidiu, e retirou-se da porta do quarto de seu filho, indo a caminho do seu próprio quarto, amanha seria um outro dia.

( ... )

Jungkook estava na cozinha esperando o café da manha ser posto sob a mesa e enquanto isso, pensava no que faria durante o dia. Em seus pensamentos, ele poderia ir para a escola ou poderia matar aula e ir apostar racha em algum lugar... Ir para o shopping também parecia uma boa opção para si.

Porem, Jungkook foi despertado de seus pensamentos quando o seu pai fingiu uma falsa tosse, e o mesmo olhou para o lado e viu que seu pai estava sentado do seu lado, e o mesmo se servia de bolinhos e salgadinhos que havia sobre a mesa. Olhou para o outro lado e avistou sua mãe, que também se servia. Ambos pareciam estar tranquilos demais, e isso estava assustando Jungkook, por que o mesmo esperava uma baita de uma bronca.

E então decidiu que o melhor seria comer o mais rápido possível para fazer o que quer que tenha decidido. E assim o fez, comeu igual ao flash e levantou-se rapidamente logo pegando sua mochila e caminhando em direção a porta e ia continuar seu trajeto ate ela, se não fosse pela palavras '' você não vai a escola '' que saíram da boca de seu pai.

Puta que pario eu to fodido, pensou Jungkook.

E assim, Jungkook virou-se para novamente encarar a mesa que diversas comidas e bebidas diferentes e que possuía cadeiras em volta dela, e assim em duas dessas cadeiras, Jungkook encarou seus pais.

- Por que não vou para a escola? - Perguntou Jungkook simples, seu pai soltou um pequeno sorriso e logo tratou de responder.

- Sei que você so diz que vai á escola, por que provavelmente você não iria... Deixa eu pensar... Estava pensando em ir em um Shopping, apostar um racha? Há ! Já sei, ia pagar alguma prostituta? - Perguntou o rei, Jungkook nada respondeu, apenas abaixou a cabeça.

- Meu filho... - O rei suspirou - Sei que nunca fui o melhor pai do mundo, mas sei lá que tento. Eu não quero começar uma briga com você agora falando as mesmas coisas de sempre, não irei te passar um sermão... - Falou o pai e no mesmo momento, Jungkook levantou a cabeça.

- Então, posso ir ao meu quarto ? - Perguntou, e logo Rei suspirou fundo e massageou as têmporas.

- Você... Jungkook... Sente-se - Disse o pai olhando firmemente para o filho, o mesmo suspirou e andou em direção a cadeira que ficava ao lado de seu pai, logo sentando-se.

- Meu filho, eu e seu pai queremos apenas seu bem, então peço que escute e não nós interrompa... Ok ? - Falou a rainha, que como resposta recebeu ''  tá '' de Jungkook.

- Pois bem - Começou o rei - Você é meu único filho, meu único herdeiro, futuro rei do Japão. Mas você não tem escrúpulos para ser um Rei. Então, eu e sua mãe decidimos que vamos te mandar para um lugar, que é como uma escola, mas uma escola apenas para futuros reis e rainhas - Disse o rei olhando profundamente para Jungkook.

- Você ficara por algum tempo lá, ate que tenha uma postura de um rei de verdade, e você partirá amanha mesmo - Disse o rei, e foi ai que Jungkook se desesperou.

- Como é ? Vou partir de um dia pro outro? Mas eu não quero ir pra esse lugar! Papai, e a minha namorada ? O que vou dizer pra ela ? - Disse Jungkook, enquanto se levantava da cadeira.

- Qual das namoradas, Jungkook ? - Perguntou sua mãe em puro tom de ironia.

- Jungkook, você não tem querer, entenda é pro seu próprio bem e para o bem desses pais também - Disse o rei.

- '' desse país '' - Disse Jungkook fazendo aspas com as mãos - Tudo é a droga desse país, acha que eu pedi pra ser a droga de um filho de um rei ou coisa do tipo ? Eu não pedi pra ser seu filho ou qualquer coisa do tipo - Disse Jungkook que andava de um lado para o outro.

- Você... Você... - E a fala do rei morreu ali, e o mesmo já se encontrava em lagrimas. Jungkook parou de andar, e parou parar observar seu pai. Ele estava chorando? Jungkook perguntava-se.

Ao ver seu pai chorando de tal forma, Jungkook teve noção das palavras que havia usado, tinha noção do  que havia falado, tinha noção de suas atitudes... Ver seu pai chorando de tal forma fez com que a '' ficha caísse '', e então Jungkook pensou... E então Jungkook decidiu.

- Ok papai, eu vou e darei o melhor de mim... Érr... Desculpa - Disse Jungkook enquanto coçava seu cabelo. Imediatamente a rainha e o rei olharam em sua direção surpresos - O que é ? Não me olhem assim, eu iria de qualquer forma... - Disse Jungkook.

- Não é isso... é que... - A rainha tentou falar, porem foi cortada pelo rei.

- Isso é ótimo meu filho err... - Limpou algumas de suas lagrimas e deu um sorrisinho.

- Vou lá arrumar as minhas coisas err... Tchau - Jungkook disse logo esperando uma resposta de seus pais, que apenas acenaram com a cabeça. Jungkook logo virou- se e foi em direção ao seu quarto.

( ... )

Quando chegou em seu quarto, Jungkook andou logo em direção a cama, logo jogando-se encima dela. Sentiria falta do seu tão amado cantinho, assim como sentiria falta das curtições com os pessoas desconhecidas, da namorada ou melhor namoradas...

De qualquer forma, não tinha mais nada que pudesse fazer. Teria que ir ate aquele local e fazer o que quer que o mandassem. Daria o melhor de sí. Ver seu pai, o rei chorando foi como um tapa na cara para sí.

Talvez fosse ate bom, futuros reis e rainhas estariam alí. Faria amizade com gente importante e quem sabe ate encontrasse a Rainha de sua vida, esse tal pensamento o deixará com o pingo de esperança que ali seria legal.

De uma forma ou de outra, coisas grandiosas o esperavam, sua vida mudaria a parti dali.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...