História Bad Things - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Adèle Exarchopoulos, Alice Wegmann, Cody Simpson, Fifth Harmony, Krewella, Machine Gun Kelly, Nicky Romero, One Direction, Shawn Mendes
Personagens Adèle Exarchopoulos, Alice Wegmann, Ally Brooke, Calum Hood, Camila Cabello, Cody Simpson, Harry Styles, Jahan Yousaf, Lauren Jauregui, Machine Gun Kelly "MGK", Nicky Romero, Normani Hamilton, Shawn Mendes, Yasmine Yousaf, Zayn Malik
Tags Bad Things, Camila, Camine, Camren, Krewella, Larry, Lauren, Shawn, Zauren, Zayn
Visualizações 46
Palavras 1.973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Você é incrível.


Era mais de oito horas da manhã de sábado quando Lauren acordou sentindo o seu lado na cama vazio.

-- Camz? -- sussurrou ficando de barriga para cima e abrindo os olhos lentamente.

Ao finalmente acostumar-se com a luz que adentrava pela janela, se sentou na cama e olhou em volta. A mochila de Camila até então largada perto do armário estava aberta e desarrumada, com algumas roupas caindo para fora.

 -- Camz? -- chamou mais alto ao notar aquilo.

Não obtendo resposta levantou-se lentamente, ainda se despreguiçando. Imaginou que Camila já tivesse descido, e ainda grogue caminhou até o banheiro. Seu membro marcava a calça de moletom, mas ela não se importava mais tanto, afinal sua melhor amiga já sabia daquilo à tempos e já se acostumara a esse fato desde que começaram a dormir juntas - mesmo que isso ainda a constragesse.

Iria abrir a porta do banheiro quando ouviu um pequeno ruído dentro do mesmo. A morena franziu o cenho.

-- Camila? -- chamou, e houve mais barulhos dentro do outro cômodo.

-- Lauren! Finalmente! -- exclamou a latina do outro lado da porta. -- Pensei que não iria acordar.

-- Camz, o que aconteceu? -- Lauren foi direta devido a preocupação que surgiu.

Cabello suspirou hesitante. Pensando em como iria explicar aquilo,  não era difícil, claro, mas se tratava de algo íntimo, algo que Lauren não entenderia. Porém, era Lauren ali, sua melhor amiga.

Você já a viu com o membro duro, não seja idiota! - seu subconsciente gritou, a garota revirou os olhos para tais pensamentos. Apesar de não ser nenhuma mentira.

-- Camila, está me deixando preocupada. -- a de olhos verdes falou dando dois suaves socos na porta.

-- Ah, está tudo bem. -- respondeu ainda incerta.

-- Lauren, preciso de um favor seu. -- disse.

-- O que? --a morena de preocupada passou para curiosa.

 -- Você lembra da aula de biologia que tínhamos juntas no segundo ano? -- indagou.

 -- Sim. -- respondeu a outra confusa, mas se deixando levar.

 -- Então, lembra daquela aula em que eu dormi sem querer e, depois, você teve que me explicar o assunto? -- continuou.

 -- Lembro, Camila. Seja direta. -- pediu a morena, já imaginando aonde a amiga queria chegar. 

 -- Então, você sabe. Nós temos um período todos os meses e eu... queria que fosse ao mercado comprar absorvente pra mim. -- murmurou tudo de uma vez em tom baixo. 

 Se não fosse pelo silêncio no quarto e a atenção dedicada à conversa, Jauregui não a teria escutado tão bem.

 -- Você... -- a morena engoliu seco e antes que terminasse obteve a confirmação de Mila. -- Então, você quer que eu compre... -- corou, deixando a frase morrer.

-- Sim, isso, Lauren. Vai logo, por favor. -- a mais nova quase choramingou. 

 -- Mas, Camzi! Nunca fiz isso! -- exclamou assustada.

 -- Não, Lo... Lo, não é tão difícil. É só chegar lá, pegar um e trazer. Você escolhe. -- tentou soar convincente.

-- Eu escolho, e se eu escolher errado? Não sei... Camz... -- choramingou e Camila imaginou o biquinho que amiga estaria fazendo.

-- Lo, você consegue. Por favor. -- pediu.

Lauren estava com a testa encostada na porta, e abriu os olhos suspirando.

 -- Tá bom... -- balbuciou, e ouviu uma respiração ser solta do outro lado. -- Tá bom. -- falou mais confiante.

Jauregui foi até sua bolsa e pegou uma roupa qualquer, que basicamente era uma calça jeans surrada e uma camisa cinza. Enquanto se trocava, no outro cômodo, Camila se praguejava por esquecer algo tão essencial.

Agora, na próxima vez que for fugir, você não esquecerá mais. -- pensou, e quase riu de sua própria desgraça.

-- Camila, onde devo ir? -- Lauren perguntou, enquanto guardava os últimos trocados no bolso e calçava seu tênis.

 -- Ahn.. em uma farmácia. -- respondeu. -- Ou em um mercado mesmo.

-- Por que você não vai comigo? -- tentou.

-- Lauren, eu não vou andar dessa maneira. Vai logo! -- exclamou a latina, sentindo seu humor se alterar.

-- Tá, tá bom. Já... já tô indo. -- a de olhos verdes encarou a porta do banheiro por alguns segundos e logo voltou-se para a porta do quarto.

-- Não demore! -- exclamou Camila.

 A Jauregui assentiu sussurrando um Okay para o nada e saindo pela porta. Apressou seus passos ao chegar na escada que daria ao hall do prédio e freiou assim que lembrou não saber onde havia uma farmácia.

-- Droga... -- murmurou, olhou para trás, depois para a porta que daria à cozinha.

Estavam apenas alguns ali conversando e rindo, então pensou que talvez Zayn já estivesse chegado e quase correu para lá. Ao chegar na porta olhou para todos, mas o moreno não estava lá e imaginou que ele pudesse estar em seu quarto. Sem ser notada, novamente correu para as escadas, subiu o primeiro degrau.

-- Lauren? --  alguém chamou antes que chegasse a pisar no segundo degrau e parou.

Virou e avistou Yasmine vindo da cozinha com uma expressão confusa.

-- Ah, oi. -- a morena subiu o segundo lentamente, ainda encarando a outra que se aproximava.

-- Você tá bem? Parece preocupada. -- notou, vendo a cara quase de desespero que Lauren fazia.

-- Ah, estou bem, está tudo bem. Você... Você viu Zayn? -- indagou rapidamente, quase tropeçando em suas palavras ao tentar disfarçar.

-- Ele ainda não chegou. -- respondeu e Jauregui deixou os ombros caírem.

 -- Aconteceu algo?-- disparou.

-- Não, é que... é... -- a morena a encarou e desceu os dois degraus ficando quase em sua frente. -- Eu queria ir à uma farmácia.

 -- Está doente? -- a outra insistiu. 

-- Não. -- respondeu.

-- É Camila? -- sentiu uma pontada de preocupação em seu peito.

-- Não, ela está bem. Eu só preciso ir à uma farmácia, você sabe onde tem uma aqui perto?

-- Sim. -- respondeu simples.

-- Pode me levar lá? Tipo... agora. -- Viu a maior encolher levemente os ombros, mas logo responder.

-- Ahn... claro, vamos. -- assentiu rapidamente.

 Lauren não pensou duas vezes antes de passar quase voando ao lado da paquistanesa rumo ao portão, logo tendo a mesma em seu encalço.

 O caminho foi rápido devido a pressa de Jauregui, mas também lento por conta do silêncio entre as duas, que apenas trocavam olhares às vezes quando Lauren a encarava para confirmar que estavam indo na direção certa.

Quando enfim chegaram, Lauren ficou acanhada, porém tratou de procurar a prateleira que tinha o que procurava e logo encontrou - uma montanha de opções, que quase a fez desmaiar. Caminhando por entre as prateleiras, ela não sabia o que escolher dali. Até parar e ficar encarando o tudo aquilo a sua frente.

-- Meu Deus. -- sussurrou inaudível.

 -- Então é isso? -- a voz de Yasmine atrás de si a assustou, fazendo-a a dar um leve salto para o lado.

Encolheu os ombros, sentiu seu rosto esquentar tanto que parecia estar perto de uma churrasqueira. Assentiu levemente e abaixou a cabeça, fechando os olhos.

 -- Por que tem tanta vergonha? Não tem porquê, passo pelo mesmo, afinal. -- comentou a paquistanesa dando de ombros.

 -- É que não é pra mim. -- murmurou ainda de cabeça baixa. 

-- Ahh.. é pra Camila? -- indagou, tendo um aceno cabisbaixo como resposta. 

-- Você quer ajuda? -- mais um aceno. -- Ok. A maior se aproximou da prateleira e encarou alguns dos produtos, caminhando até os que ela sempre usava.

-- Ela prefere interno ou externo? -- perguntou segurando dois pacotes diferentes e virando para a morena.

A mesma que a encarava como se estivesse vendo um centauro a sua frente. Ela não sabia de nada daquilo, tudo que sabia era do que aprendeu na aula de biologia, mas o professor não entrou na área de qual melhor absorvente ou sequer Camz a explicou. Afinal, ela disse que era apenas pegar um e levar, que não seria tão difícil, mas em  sua opinião estava sendo.

Mais uma vez abaixou a cabeça, agora levando as mãos até seus cabelos e os puxando para trás. A Yousaf permanecia da mesma maneira encarando a menor com a maior confusão do mundo, já havia visto garotas terem dúvidas quanto à tudo isso, no entanto, não da forma em que a garota a sua frente se encontrava.

 -- Lauren, você tá bem? -- resolveu quebrar o silêncio.

-- Yasmine, eu nunca fiz isso. -- balbuciou sentindo o rosto esquentar como brasa novamente.

 -- Como assim? É sua primeira vez? -- sua voz soou incrédula.

 -- Pera, pensei que fosse pra Camila... 

 -- Não, eu não... -- respirou fundo não acreditando no que estava acontecendo. 

Levantou seu olhar e olhou para os dois lados, aproximou-se rapidamente, quase prendendo Yasmine contra a prateleira com seu próprio corpo. A garota arregalou os olhos assustada e deixou os pacotes cair de sua mão, deixando o som ecoar pelo local vazio e só não tão silencioso por conta da TV na parede onde passava uma série qualquer.

 -- Calma, calma. Eu só preciso te contar uma coisa, só por favor não me xingue. -- quase soou como se implorasse, ela não aguentaria ter alguém ali que a maltratasse como tantos outros.

 A maior assentiu nervosa demais para fazer outra coisa. A morena respirou fundo uma e duas vezes, já sentia o suor escorrer pela lateral de sua testa.

-- Okay, Okay... -- murmurou se afastando um pouco, por estar próxima demais da maior. -- Eu nasci com um problema, uma condição, sabe. Isso me faz diferente de... vocês. -- falou, vendo a outra franzi a testa.

 Yousaf já imaginava o que poderia ser, afinal já tinha estudado sobre e não era boba, havia notado um volume além do normal no shorts de Lauren quando passaram o dia na praia. Mas pensou que pudesse ser só impressão.

-- Eu sou... I-intersexual.

Jauregui deu um passo para trás, quase pronta para correr caso a maior resolvesse fazer algo. Algo que para tudo que imaginava, se mostrou apenas  por  um dar de ombros.

 -- Ow... -- abriu a boca, surpresa mesmo que já tivesse suas teorias. -- Ahn, é... -- abaixou para pegar os pacotes que havia deixado cair e virou-se para a prateleira novamente, pensando no que dizer.

 -- Yasmine? -- Jauregui chamou incerta.

-- Sim? -- a mais velha respondeu, mas não virou.

 -- Ahn... Eu... -- travou.

O silêncio se instalou enquanto Yasmine apenas deixou os dois pacotes e optou por aquele que ela sempre costumava usar, pois era um dos únicos que não era desconfortável e nem lhe dava alergias.

 -- Acho que esse está bom. -- virou rapidamente, assustando a outra garota, estendeu para a de olhos verdes, que assentiu, e seguiu o caminho até a saída.

Lauren estava um tanto surpresa pela forma com qual a maior lidou com o fato de sua condição. Ela abaixou o olhar para o pacote e checou o preço vendo que o dinheiro daria para dois, pegou outro antes de seguir o mesmo caminho que a paquistanesa. Pagou no caixa e saiu do estabelecimento a procura da maior, que estava do lado de fora à sua espera.

-- Obrigada, Yasmine. -- agradeceu ainda sem graça ao parar ao seu lado.

-- Ah, tudo bem. -- assentiu..

-- É. -- assentiu também, focando seu olhar para o caminho.

-- Você não precisa se preocupar tanto em relação a ser intersexual, você deve ter sofrido muito com isso, mas eles são só babacas hipócritas, sabe. Vi como ficou lá dentro e... eu não vou te xingar, muito menos te bater. -- falou a mais velha enquanto caminhava com a morena ao seu lado. -- Você é incrível do jeito que é. -- concluiu.

Mais uma vez Lauren estava surpresa com a paquistanesa, a encarou e recebeu um sorriso reconfortante - como se ela já tivesse passado pelo mesmo e a entendesse perfeitamente.

-- Ahn... obrigada... -- sorriu e voltou o olhar para frente. -- Você também é. -- murmurou.

Trocaram um rápido olhar e seguiram seu caminho, agora em um silêncio mais confortável.  


Notas Finais


Momentinho Laumine/Yauren. Porque vai ter amizade entre os bolinhos da Camilinha, sim! Only love 🌹


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...