História Bad Things - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Sabine Cheng, Tom Dupain
Tags Bruxaria, Drama, Lobo, Miraculous, Sangue, Suspense, Treta
Visualizações 143
Palavras 850
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpe a demora, principalmente pelo capítulo pequeno.. Não me matem por favor. Estou apenas começando..
Boa Leitura 📖🌌

Capítulo 14 - Capítulo XIV


Marinette On

- Finalmente né Marinette, pensei que tinha morrido aí dentro! - Nino e seu ótimo humor

- Deixa de bobagens Nino, eu estava apenas me vestindo! - falo e saio de sua frente, deixando passagem para ele entrar no quarto.

- Aqui. - ele estende uma enorme embalagem e eu fico confusa, e ele percebe - Minha avó tinha feito isso para minha irmã, só que ela foi embora, então ela mandou eu entregar isso a você. - eu peguei o embrulho e o abrir

- Nino, é linda! - falo, olhando para enorme capa vermelha, simplesmente magnífica, coloquei ela em mim, e coube direitinho - Como estou? - faço uma pose, e Nino cai na gargalhada

- Está ótima.

- Agradeça a sua avó por mim. - digo e ele assente

- Agora temos que ir. - diz e eu percebo que nos ainda tínhamos que ir até a aldeia

❄❄❄

O som estridente, de pessoas sorrindo e cantando dava para se ouvir de longe, junto com uma fumaça, estava muito alegre, meu sorriso no rosto já revelava tudo, não tinha mas nada a esconder. E não queria me preocupar com nada essa noite, hoje irei me divertir como nunca antes.

Dançava com umas garotas, e não tirava o sorriso no rosto, enquanto pulavamos e batiamos palmas, mas sempre tudo que era bom dura pouco.

- OQUE ESTÃO FAZENDO!? ESTÃO LOUCOS!? - ouvir um grito, e olhei em direção a todas as pessoas que também pararam de dançar, para prestar atenção no que um senhor falava - VOCÊS VÃO TODOS MORRER SE CONTINUAR ASSIM! DEVEM IR PARA CASA! A LUA ESTÁ CHEIA, ELE IRÁ VIM E ARRANCAR A CABEÇA DE VOCÊS FORA! - arregalei os olhos

- Que diabos está falando Jason!? - um senhor também se pronunciou

- ELE IRÁ VIM AQUI, E NÃO TERÁ PIEDADE EM MATAR TODOS VOCÊS!

- Quem é essa pessoa Jason?

- NÃO É UMA PESSOA! É UM LOBISOMEM! - todos começaram a rir de sua cara, e eu era a única que estava achando essa conversa bastante interessante - VOCÊS ESTÃO RINDO AGORA! MAS ESPERAM ELE APARECER, VOCÊS VÃO TU....- ele não terminou sua fala, um vulto preto voou em sua cabeça e arrancou a mesma

Meus olhos se arregalaram e eu congelei em meu lugar, estava sem reação, pessoas corriam, gritavam, e eu apenas ficava parada no meu lugar. O lobo se virou para mim, e eu conseguir vê melhor sua cara, ele grunia e vinha em minha direção, e eu não pensei duas vezes antes de correr.

Corri o mas rápido que pude, até chegar a um beco sem saída, me virei para sair dali oque foi um erro, o lobo estava me seguido esse tempo todo, andava para trás até sentir algo gélido em minhas costas, era a parede, estava sem saida, era meu fim. Meus pensamentos vieram em Adrien, e em como eu o amo, e que gostaria que ele fosse feliz, e que ele seguisse em frente.

Já estava preparada para morte, algo que ela não veio, abrir devagar meus olhos, ainda com medo, e vir que o lobo não parava de me encarar.

- Marinette.. - uma voz disse e eu olhei para todos os lados, procurando o dono dessa voz - Marinette, não irei machuca-la. - essa voz vinha da minha frente, não, não pode ser

- Oque você quer!? - gritei, com os olhos marejados​, mas não iria chorar, não iria da esse gostinho a ele

- Eu quero você! - ele diz, e eu arregalo os olhos - Quero que fuja comigo. - ele diz e eu abria a boca para falar algo mas não conseguia. Estava em estado de choque, até que pedras começaram a cair em cima do lobo, fazendo eu levantar a minha cabeça, e vê um homem mascarado, era Nino ele estava em um telhado de uma casa e estava jogando as pedras, suspirei, e limpei meu rosto.

O lobo grunia e se encolhia, ele olhou para mim, pela última vez, e eu senti um arrepio em minha espinha, antes de ele ir embora, escorreguei minhas costas pela parede, até já está sentada no chão, ainda estava em pânico, ele me queria, o lobo me queria.

- Marinette, você está bem!? - Nino tocou em meu ombro, e eu o abraçei e chorei muito em seu ombro - Calma, vai ficar tudo bem. - ele fazia carinho em meus cabelos, e eu neguei com a cabeça

- Não, não vai. - digo, me separando de seu abraço e ele limpou minhas lágrimas

- Claro que vai, pare de pensar nisso agora. Vamos para o palácio. - ele segura meus braços e passa o braço em meu ombro, me encolhir entre seus braços, até chegar ao palácio

❄❄❄

Quando finalmente cruzei as portas de meu quarto, Nino me pôs sentada na cama e eu já estava mas calma, apenas olhando minhas mãos, que estavam sujas, Nino se sentou ao meu lado

- Você está bem? - ele perguntou e eu pensei um pouco, ele acharia que eu estava louca, não poderia simplesmente dizer a ele que um lobo falou comigo, não podia, então apenas o olhei e dei um sorriso fraco

- Sim estou bem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...