História Bad things (Camila G!p) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren Camila G¡p
Exibições 466
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Confiança


Hoje eu decidi falar para Dinah sobre o meu......vocês sabem, ela me parece ser uma pessoa de confiança e mente aberta, pelo menos é o que eu acho, ela vive falando de.......coisas, então espero que ela não me ache uma aberração como os outros na minha antiga escola. Passei a aula toda pensando se falava ou não, mas a doutora me disse que eu preciso me abrir mais, falando nela........foco camila, ela me encorajou a me abrir mais com as pessoas, ser uma pessoa mais sociável. Então está decidido. 


Depois da aula eu liguei pra minha mãe avisando que eu iria um pouco mais tarde pra casa, aí já viram né, foi bem difícil convencer minha mãe que eu não iria me perder por miame, dei até o número da dinah pra ela ficar mais tranquila se isso é possível. Agora estou eu aqui na casa da dinah sentada na cama apavorada, e se ela me achar uma aberração? E se ela......


- Mila tá tudo bem? - dinah me olhou preocupada


- Ãn.......sim? 


- Você está me assustando com todo esse suspense, por acaso você é uma matadora de aluguel, ou uma psicopata, terrorista - falou brincando


- É........não, não é isso.....- suspirei


- Em mila, eu sei que nos conhecemos a pouco tempo mas pode confiar em mim tá? - falou me acalmando, ou pelo menos tentando. Respirei fundo antes de começar a falar. 


- Eu não sei se depois do que eu te falar você ainda vai querer ser minha amiga.....- falei abaixando a cabeça e dinah se aproximou de mim. 


- Ei! Nada do que você me falar vai fazer eu mudar de idéia em relação a você, pode confiar em mim, até se for pra esconder um corpo - brincou e eu ri


- Não é isso......eu.....eu não sou como você. 


- Eu sei, sua bunda da três da minha - disse brincando


- Eu vou logo direto ao ponto.....- respirei fundo - Eu sou uma aberração - dinah se levantou da cama rapidamente. 


- O quê? Você é um lobisomem um vampiro ou um zumbi? Mila não me mata por favor.....- brincou me implorando. Revirei os olhos


- Não é isso......algumas pessoas me acham uma aberração, mas não por conta disso. 


- Então...? - me questionou. É agora que ela vai surtar. 


- Eu sou.......intersexual...- abaixei a cabeça já esperando o surto. 


- O QUÊ? VOCÊ TEM UM PINTO É ISSO! - não falei. 


- Eu vou entender se você não quiser mais falar comigo......


- Você tá brincando? - lhe encarei e ela viu que era sério - É verdade mesmo. 


- É. - respondi simples


- Nossa! Deixa eu ver? 


- O QUÊ? Pra que? - perguntei me levantando


- Pra ver o tamanho ué. - deu de ombros se aproximando perigosamente


- Eu te falo que tenho um......e você pede pra ver? 


- É......você é minha amiga não tem perigo né - falou


- Não. Não tem mais eu não vou.......- tarde demais, dinah já havia levantado meu vestido.


- Caramba! Você é enorme, tá mais pra Milão. - falou de boca aberta e eu corei abaixando meu vestido. 


- Você......não me acha uma aberração? 


- Claro que não, muito pelo contrário você é especial. Você é gostosa e tem um PAU camila, você tem noção disso - disse se sentando novamente. 


- Parece legal pra você, mas pra mim é difícil. - falei e dinah me abraçou


- Não se você não se achar uma aberração mila, existem pessoas que tem bosta ao invés de cérebro. - falou eu ri - Agora vamos, eu vou te levar pra casa. - disse se levantando e eu fiz o mesmo


- Obrigada dinah, eu achei que você ia me achar uma aberração também. 


- Nunca. Agora eu sei o seu segredo e eu prometo não contar nada até você se sentir pronta. - sorri em agradecimento. Dinah é uma grande amiga. 


Dinah me convidou pra tomar um sorvete antes de irmos para casa, paramos em uma sorveteria, acho que é a mesma que eu vim com a doutora. 


- Você é muito fofa mila, eu adoro sua amizade.  - falou dinah pegando minha mão - Pena que eu não gosto do que você tem entre as pernas.  - falou e eu ri


- Idiota - falei e passei o dedo melado de sorvete no nariz dela


- A é.......Agora você vai ver....- dinah se levantou e veio pra cima de mim e sujou meu rosto de sorvete. 


- Você vai ver.....- dinah sentou no meu colo evitando que eu me levantasse e começamos a ri que nem idiotas. Nem percebemos quando alguém parou na nossa frente, assim que olhamos para a pessoa eu arregalei os olhos em surpresa. 


- Estou atrapalhando? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...