História Bad things (Camila G!p) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren Camila G¡p
Exibições 654
Palavras 1.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Ciúmes?


Fanfic / Fanfiction Bad things (Camila G!p) - Capítulo 20 - Ciúmes?

              POV LAUREN


Hoje o meu dia começou horrível, pra começar o Brad tentando ficar comigo ontem a noite, até parece que eu quero ficar com ele, aquele idiota estragou um dia maravilhoso ontem, é, eu tô falando do meu beijo na camila. Que beijo. E pra completar fui acordada de um sonho erótico com a camila de novo sentido Beijos no meu rosto, sorri achando que era a camila, nossa como eu sou idiota. Brad. Me levantei com raiva e fui direto pro banheiro apagar meu fogo com água gelada, porque com Camila é impossível. 


Desci pra tomar café, dei um beijo no meu bebê e fui direto pro hospital, infelizmente hoje eu não tinha consulta com Camila. Passei o dia fazendo consultas e ainda fiz uma cirurgia simplis. Almocei na cantina do hospital mesmo. Quando deu umas três e meia da tarde fui até a sorveteria onde eu fui com Camila uma vez, talvez diminuiria o estresse, certo? Errado. 


Estava eu tranquila comendo um sorvete observando o movimento quando escuto risadas bem mais na frente. Ignorei e continuei até ver uma garota alta e loira indo em direção a uma pessoa e elas começarem a ri, até dei um sorriso achando a cena fofa, até que eu vejo a garota sentar no colo da camila. Espera.......camila? Não pode ser, observei mais um pouco até ter certeza de que era realmente ela. 


Senti meu sangue ferver de raiva, como assim? Ontem ela estava me beijando e hoje já está com outra no colo? Tentei me segurar o máximo possível pra não ir lá e acabar com aquela palhaçada, quer saber? Tentei. Me levantei e a medida que eu ia me aproximando a raiva só aumentava, elas pareciam se divertir. 


Vamos aos meus motivos.......droga! Não tenho nenhum pra impedir camila de está se divertindo com outra pessoa, mas.......é mais forte que eu. 


- Estou atrapalhando? - falei e elas me oolharam surpresas, camila arregalou os olhos assustada com o meu tom, mas a outra garota continuou no seu colo me encarando. 


- Do-Doutora lauren......- camila falou nervosa, mas aquela garota não saia do colo dela que saco! 


- Oi camila - falei tentando manter a calma, mas ver aquela garota no colo dela não estava ajudando nem um pouco. 


- Você conhece Milão? - como assim Milão? por que ela chamou ela assim......não! 


- É.......sim ela.....ela é a doutora Lauren - falou ainda nervosa. Eu estou a quase meia hora aqui e essa garota nem fez menção em sair do colo dela. 


- Eu não sabia que você já estava conhecendo melhor Miami. - falei e a garota passou a mão no pescoço da camila que não fez nada. 


- Na verdade eu sai hoje......ah....deixa eu te apresentar - a garota enfim se levantou - Essa é a dinah minha amiga. - sorri forçado


- Prazer - apertei sua mão


- V-você não quer ficar aqui com a gente? - perguntou receosa


- Claro! - falei me sentando - Estava mesmo precisando de companhia


- Legal, então você é a médica da mila né? 


- Sim - respondi seca


- Então você deve saber do brinquedão da mila - falou e camila se engasgou com o sorvete.


- DINAH! - falou e a garota começou a ri


- Sei sim, mas eu não sabia que ela já havia falado pra outra pessoa - falei olhando para camila que procurava alguma coisa nas mãos como sempre faz quando está nervosa. 


- Eu.......confio na dinah - falou corando, fofa. Para ainda estou com raiva. 


- Que bom, fico feliz por você - falei e o telefone da dinah tocou


- Sim.......mas mãe......tá bom.- suspirou e olhou pra mim e pra camila - Desculpa doutora, mas minha mãe precisa do carro agora, e como você conhece a mila você pode levar ela pra casa? 


- Claro! Sem problemas. - falei e ela deu um beijo na camila e saiu. 


Um silêncio se instalou na mesa, camila estava mexendo nas mãos sem me olhar, suspirei e resolvi quebrar o silêncio. 


- Fico feliz por você ter uma pessoa de confiança além de mim que sou sua médica. - falei e camila me olhou sorrindo tímida


- Você disse que eu tinha que me abrir mais, então eu resolvi falar com a dinah, ela é legal e eu confio nela. 


- Tanto assim? - perguntei com a sombracelha arqueada


- É, ela foi a primeira a me ajudar quando eu cheguei na escola. 


- Você.......gosta dela? - perguntei e camila me olhou


- Sim, ela é minha melhor amiga. 


- Só amiga? 


- Aham..- falou abaixando a cabeça


- Parecia que vocês eram mais que amigas.....- falei e camila me encarou confusa. 


- Por quê? - perguntou, suspirei. Esqueci que Camila é muito inocente em relação à essas coisa, ainda bem. 


- Deixa pra lá. Você já tem que ir pra casa? 


- Sim, minha mãe deve está arrancando os cabelos de preocupação - camila deixou o dinheiro na mesa e se levantou. 


- Vamos - falei e camila me seguiu até o carro. Abri a porta pra ela que corou, será sempre assim? 


Seguimos para sua casa em um silêncio confortável, camila estava bem nervosa. Estacionei o carro em frente a sua casa e fiquei lhe encarando. Eu preciso disso. 


- Camila.......eu queria te pedir um beijo - comecei a ficar nervosa enquanto ela me encarava, parecia está pensando. 


Camila tirou o cinto e eu fiquei apreensiva achando que ela iria sair do carro, mas não, ela se aproximou de mim e colocou as duas mãos uma em cada lado do meu rosto e foi se aproximando até nossos lábios se encostarem, dessa vez a iniciativa foi de camila que pediu passagem com a língua, cedi lógico, senti sua língua explorar cada canto da minha boca, fiquei sem reação, camila já estava beijando com maestria à puxei pela nuca aprofundando ainda mais o beijo sugando seu lábio inferior. Nos afastamos por falta de ar e eu dei um selinho no seus lábios. Camila olhou pra baixo envergonhada e segurei a vontade de ri da sua fofura. 


- Ãn.....tchau....- antes dela sai lhe puxei pra mais um selinho. Camila me olhou surpresa e saiu do carro as pressas. Fiquei sorrindo que nem uma boba e foi assim até o caminho pra casa, esse beijo salvou meu dia. E lá se foi mais uma calcinha, se cada vez que eu beijar a camila eu vou virar uma cachoeira, eu vou precisar encher um guarda roupa só de calcinhas. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...