História Badlands - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jennie, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Jungyeon, Lisa, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sana, Suga, Tzuyu, V
Tags Apocalipse, Badlands, Blackpink, Bts, Drama, Hentai, Jikook, Jimin, Jungkook, K-pop, Long-fic, Namjin, Romance, Sexo, Survivance, Treta, Twice, Vhope, Yaoi, Yoonmin Mentions, Yuri, Zombies
Visualizações 37
Palavras 2.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hola Hola
Guess who's back?
Boa Leitura!

Capítulo 16 - Treino


Fanfic / Fanfiction Badlands - Capítulo 16 - Treino

Pov Sana

 

10:04h – 05/09/2016

 

O Jimin contou-me o que se passou ontem no ex-quarto dele. Eu não acredito que a Lisa foi capaz de fazer isto tudo, desde provocar a discórdia até ocupar o que era dele. É de loucos. Ela parece-me ser tão simpática. Isto devem ser paranoias do Jimin. Só pode! Ele está caidinho pelo Jungkook e, como eles agora estão juntos, ele deve ver na Lisa um inimigo ou um alvo a abater. Ela não pode ser tão má como ele a pinta.

Quem também veio falar comigo ontem foi a Jisoo. Ela disse-me que a Lisa vai começar a treinar para combater e perguntou-me se eu estou interessada. Por muito louco que possa parecer, eu aceitei. Já que estou num mundo que me obriga a sobreviver ou sucumbir, eu acho que prefiro combater pela minha vida. Pelo que eu percebi, os treinos começam hoje às 11:00h com a Jisoo.

- Então, já sabes se apareces lá em cima ou não? A maioria vai trabalhar e o V vai começar os estudos com a Jisoo, ou seja, quem vos treina somos só eu e o Jungkook, mas se tu não fores eu não vou ser preciso e nem vou querer lá estar tão pouco. – diz o Jimin. Faz mais sentido serem eles. A Jisoo trabalha em laboratório …. Porém, no inicio, as aulas devem ser uma merda, aposto. Espero que eles se entendam depressa.

- Não te preocupes, eu vou. Só não entendo porque é que tu e o Kookie não se entendem. – digo.

- Porque há limites para a conice aguda, Sana! – diz o Minnie revoltado. Ixi! TPM não faz bem a ninguém.

- Pronto! Desculpa, Oppa! – digo, abraçando-o por trás.

Ele começa a olhar para o ar pensativo e diz:

- Não há problema. Olha, temos de decorar o quarto!

- Como assim? – pergunto confusa, olhando também para o ar.

- Sei lá! A cor é meio morta. – diz ele e, após observar aquelas paredes despidas de qualquer cor, concordo com ele.

Saímos do quarto e subimos as escadas até à sala. Quando lá chegámos quem é que se estava a comer à força toda no sofá? Lisa e Jungkook, óbvio! O ambiente vai ficar tenso.

- Oi, Lisa-Unnie! Oi, Jungkook-Oppa! – cumprimento ambos e sento-me no sofá perto do deles. O Jimin apenas se senta mudo.

- Oi, Sana, como foi a noite? Chata sem mim e com esse aí ainda mais chata, presumo. – diz a Lisa virando-se para trás, sem me deixar responder. Ela estava de frente para o Jungkook, sentada no colo do mesmo. O Jimin resmunga perante a boca. Realmente, qual era a necessidade?

- A noite foi ótima, obrigado por perguntares. E a tua? – pergunto de volta, por pura cortesia.

- Agitada! – diz ela e volta a beijar o moreno. O Jimin parece que vai chorar. Arrependo-me tanto de ter perguntado. Estúpida!

Murmuro para o Jimin um “lamento imenso” inaudível e vejo que ele murmura de volta um “não tem mal, Sana”. Depois ele volta-se para o casal.

- Não ouvi barulhos nenhuns … -diz o Jimin, pondo um sorriso claramente falso.

- É que eu dou pontapés. A cama era apertada. – diz o Kook.

- Ah, ok! – dizemos eu e o Chim em uníssono. Eles voltam a comer-se, ignorando-nos por completo. Que seca, estes dois!

 

 

 

 

 

Já são onze da manhã, temos de ir ter com a Jisoo. Já estamos os quatro na subcave, mais precisamente, na sala de combate e a Jisoo ainda não chegou.

- Onde é que anda aquela porca? – pergunta o Jimin.

- A porca está aqui, idiota! – diz a rapariga de cabelo novamente avermelhado que acabara de chegar, com o Tae atrás.

- Ó porca, onde andavas? – pergunta o Jimin a rir, divertidíssimo com a situação.

- Andava a prepara toda a teoria que tu e o outro parvalhão vão por em prática. – diz ela, atirando um dossier contra o peito do ruivo. – Tentem não se matar. Vem, Taehyung! – diz a Jisoo, arrastando o loiro para fora da sala. Ele deve de ir começar com as aulas …

Ele abre o dossier e olha com uma cara de quem não percebe nada daquilo. Eu olho por alto para o seu interior e vejo uma data de esquemas, diagramas, gráficos e histogramas. Como eu te compreendo, Jimin. Ele atira aquilo para longe e, com um sorriso de como se nada se tivesse passado, começa a falar:

- Bem, meninas, nós estamos aqui hoje porque vocês têm de aprender a lutar e não havia mais ninguém … - eu tenho que fazer um esforço dos deuses para não me rir com esta situação. Park Jimin é muito cómico, socorro! Ele olha para mim e percebe que eu estou a controlar o riso, o que o faz sorrir ainda mais. A sua expressão é tão fofinha quando ele sorri …

- Que pena! – diz a Lisa. Caga e continua, Jimin, caga e continua …

- … para tal, vamos ter que vos ensinar, primeiro, golpes básicos e também temos de vos ensinar a manusear armas de pequeno porte, sobretudo armas de fogo pois armas brancas já exigem um certo contacto físico. Alguma duvida? – diz o Jimin. Eu levanto o braço.

- Diz, Sana! – interpela o Jungkook.

- Vamos aprender a manusear que tipo de armas para já? É que eu nunca usei uma arma. – digo, com um pouco de receio.

- Para já, só vos vamos ensinar a usar pistolas pequenas. Revolvers e 9 mm, sobretudo. Tem calma, são armas fáceis de manusear. Vais-lhes apanhar o jeito rapidinho. – esclarece-me o moreno, piscando-me o olho. Aquilo acalma-me bastante. Mas espera aí um pouco, tu tens namorada seu malandro …

- Agora, para vos ensinar alguns golpes … - o Jimin começa, mas a Lisa interrompe-o.

- Tu e o Jungkook vão lutar? Diz sim, vá lá …

- Lisa, eu não acho que … - desta vez é o Jungkook que é interrompido pelo Jimin enquanto fala.

- Olha, porque não? Vamos lá! – diz o Jimin, pondo-se em posição de ataque. Ele está demasiado ansioso para o meu gosto. Alguém vai descarregar a raiva hoje … e não vai ser pouco não …

- Está bem, vamos a isto! – diz o Jungkook assustado, pondo-se na mesma posição. Não pode, ele deve estar mesmo assustado com o que vem aí. Ele está a fazer o sinal da cruz.

- Muito bem! – diz a Lisa entusiasmada, enquanto eles se descalçam. Meu Deus … esta rapariga adora criar a confusão! – 3, 2, 1, GO!

As próximas cenas são bem fortes. O Jimin atira-se, com toda a sua fúria acumulada, para cima do Jungkook e dá-lhe logo um pontapé no ombro direito, fazendo com que o moreno se encolha. O rapaz mais novo tenta dar um murro no Jimin, mas este bloqueia-o e atira o Nochu contra a parede. O Jungkook, quando se recupera, corre na direção do alaranjado e para a um metro de distância dele. Se fosse eu também tinha medo de me aproximar. Há diversos pontapés e socos que são ou bloqueados ou evitados pela parte de ambos, mas rapidamente a luta volta a ficar acesa. O Jungkook tenta passar uma rasteira ao ChimChim. No momento em que este devia cair desamparado no chão, apoia as mãos no mesmo, fazendo uma ponte a qual passa a ser um pino. Assim que ele desfaz o pino, ainda agachado, aplica um golpe no pé do Jungkook com a sua mãozinha que faz com que o Kook caia ao chão, virando-se assim o feitiço contra o feiticeiro. Très magnifique, Jimin! Com as pernas, o Jimin consegue imobilizar o Kook da cintura para baixo. O Ruivo prensa os braços do mais novo ao chão de tal forma que, neste momento, a única coisa que o Jungkook consegue mover é o peito. Num piscar de olhos, o Jimin já está de pé a explicar o que acabara de fazer.

- Como podem ver, meninas, há diversos golpes técnicos associados a socos e pontapés que nós … AI!

OH MY GOD! WHAT? O Jungkook atirou-se para as cavalitas do Jimin e começou a dar-lhe pancadas no ombro. E porque é que a Lisa começou a rir com isto tudo? Mas ela é parva, ou só se faz? Foda-se!

- PARA, CARALHO! – esganiça o Jimin.

- Tu não paraste quando devias! – Refuta o Jungkook.

Depois disto só se ouve uma orgia de vozes masculinas em que não se compreende nada. Apenas são percetíveis, à medida que o Jimin anda à roda, as frases “Tu não tinhas o direito de fazer isto!” e “Eu só a defendi porque a amo!”. Em alternância com estas vozes ouvem-se também risos femininos escandaloso. A sério, Lisa, eu já parava! Eu e a loira (assim que a estupida para de rir) decidimos ir lá separa-los.

- Solta-me! – diz o Jimin a espernear, quando o agarro. – Solta-me para eu ir ali desfazer a cara àquele traste.

- Nem penses! Vocês têm de se dar bem! Eu e a Lisa precisamos de aprender algo útil. – digo.

- Ah, Fine! – diz ele, acalmando-se.

- Bem, - diz o Jungkook também mais calmo. – se calhar é melhor ensiná-las individualmente, não achas Park? – Ouch!

- Sem duvida, Jeon! Parece-me esplêndido! – responde o Jimin, um pouco ressabiado.

- Então eu fico com o Jungkookie-Oppa e vocês os dois ficam juntos! – diz a Lisa, agarrando-se ao braço do Jungkook. Lisa, por favor, menos.

Eu e o Jimin ficamos com o lado vermelho da sala dicromática. Este é o lado direito da sala e dá acesso à porta. A Lisa e o Jungkook ficaram com o lado de cor azul.

- Bem, vamos começar com golpes simples. – diz ele e, logo em seguida, exemplifica um soco no ar. – Faz o mesmo!

Eu repito o gesto básico feito pelo rapaz mais velho. Ele felicita-me pelo gesto.

- Muito bem! Agora quero que faças este. – diz e dá um pontapé lateral no ar com a perna direita.

Eu faço o gesto que ele me mandou na perfeição. A diferença entre combate a zombies e Cheerleading, para já, não é grande.

- Boa!

Ele ensina-me mais alguns golpes e, a maioria, eu aprendo sem dificuldade alguma. O dia está quase a acabar e ele vai ensinar-me o ultimo golpe da sessão.

- OK, eu a este golpe gosto de chamar O Troca Voltas. É muito simples! Consiste em agarrar no braço do adversário e, só de o puxar para baixo, fazer com que o inimigo dê uma volta de 360º. Não estou à espera que consigas à primeira. Apesar de ser simples, o golpe é difícil e …

Enquanto ele está para ali a faladrar, eu agarro o braço dele e puxo-o para baixo o mais consigo. O Jimin dá uma volta no ar completa, cai de cu no chão, mas também com aquele tamanho dever ter feito o efeito amortecedor. Este cala-se e olha para mim com a vista arregalada. Fiz alguma coisa de errado?

- Como é que fizeste isso? – pergunta o Jungkook admirado. – Ninguém conseguiu virar o Jimin alguma vez, tipo, nunca.

- Eu estava distraído1 – desculpa-se o ruivo. Realmente ele estava a explicar-me coisa quando eu fiz aquilo.

- Desprevenida estava a tua mãe … para te ter feito … - diz a loira. Foda-se, ó Lisa, já chega! O que é demais também cheira mal!

- Bom, por hoje é tudo! – diz o Jungkook, mesmo só para isto não dar mais merda. – Vemo-nos aqui amanhã à mesma hora!

Duas semanas depois

É hoje! Eles andaram a treinar-nos Á duas semanas para isto! Eu e a Lisa, finalmente, vamos ter um confronto físico uma contra a outra. Eu estou tão nervosa. Eu acho que as lições não correram assim tão mal, mas eu nunca estive numa luta técnica oficial. Só espero que corra bem!

- Sana, estás-me a ouvir?

- Han?

- Perguntei-te se entendeste a estratégia! – o Jimin acorda-me da minha mente. Oh, merda! Eu não ouvi nada! – Entendeste?

- Não! Estava distraída! Desculpa! – digo honesta e envergonhadamente.

- Não tem importância. O que é preciso é que tenhas calma e que te foques, ok? – diz ele. Este rapaz tranquiliza-me de uma forma tão fraterna. Até parece que é meu irmão mais velho. Adoro isso nele!

- Ok! – digo, com um sorriso bem dentário.

- Então, é o seguinte. Eu tenho reparado numa coisa quando vejo o Jungkook e a Lisa treinar. Ela não tem muita força e coordenação na parte inferior do corpo. Podes usar isso a teu favor. Fá-la perder o equilíbrio de alguma forma. Um padrão que podes seguir é: soco, pontapé, soco, soco, pontapé. E, se tiveres oportunidade, troca-lhe as voltas. Entendeste?

- Acho que sim! – afirmo.

- Força, Sana, tu és capaz. Eu acredito em ti! – diz o ChimChim, tranquilizando-me ainda mais.

- Está bem!

Vou para a arena e fico do lado vermelho de frente para a Lisa, que está do lado azul. Faço reverência e aguardo em posição-base pelo sinal.

- 3, 2, 1, GO!

Ouço o sinal e começo a saltitar em balanço. A Lisa é a primeira a atacar com um soco e eu esquivo-me do ataque dela. Ela tenta aplicar-me um golpe cross, mas eu baixo-me e ela volta a falhar. É a minha vez de investir! Tento socá-la pela direita, mas ela esquiva-se, então decido pontapeá-la do lado oposto. Acerto-lhe na cintura. Ela levou lá a mão direita, indicando o desconforto que sentiu na zona atacada. Estava tudo a correr muito bem até ela me aplicar um gancho de esquerda, fazendo-me cair desamparada no chão. Sou rápida a agir e passo-lhe com a perna por de trás dos calcanhares, fazendo-a tropeçar. Assim que ela cai, e antes que ela tenha tempo de atuar, vou para cima dela, imobilizando-a por completo. Ela ainda se debate, mas eu consigo aguentá-la por dez segundos presa contra o chão.

- … 9, 10, GANHA A SANA! CHUPA JUNGKOOK! – grita o Jimin entusiasmado. Ouvi-lo gritar isto faz-me sentir estupidamente bem.

Foi tudo tão rápido! Eu não estava à espera, para começar, de ganhar e ainda mais com este tempo. Olho para o relógio e vejo que a luta só durou 4 minutos. Meu Deus, como assim? Eu estou exausta!

- Muitos parabéns, Sana! – o Jimin vem na min há direção, felicitando-me e, realmente emocionado, abraça-me com toda a força. A principio correspondo, mas o aperto torna-se forte.

- Jimin, estás-me a esmigalhar.

- Oh, desculpa!

- Filha, foste fabulosa! A sério, muito bem. – diz o Jungkook, dando-me mais cinco.

- E tu, Lisa? Não tens nada a dizer à Sana? – diz o Jimin, provocando-a. Ainda não sei se ela merece ser tão provocada assim. Afinal, o Jimin também não facilita que eu sei.

- Não! – afirma a loira, de braços cruzados. Ela não está amuada, ou está?

- Vá lá, Lisa! Ao menos foi uma luta limpa. – digo, estendendo-lhe a minha mão.

Ela faz-me um mau olhado, dá com o cabelo para trás e vira-me as costas, saindo da sala. Eu observo-a a abandonar o recinto. A sério, eu tenho tentado não pensar isto …, mas, foda-se, esta miúda é cá uma cabra! Começo a não gostar nada dela.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E pronto
Por hoje é tudo
volto ainda algures esta semana meus amores ;)
N se esquecam de comentar





Uri dasi maneunnan geunalkkaji annyeong!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...