História BaekHyun e a Nave Espacial - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Chanbaek, Nave!espacial
Visualizações 362
Palavras 4.337
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláaaa (*---*)
Finalmente tô estreando aqui no Spirit uhuuu! *adicione sons de fogos aqui*
Bom, para não me demorar muito aqui, essa é minha primeira Oneshot, só pra eu estrear por aqui mesmo, tenho vários projetos em mente pra escrever mas isso vai vir bem em breve.
Por enquanto fiquemos com essa oneshot amadora (;u;) e bem mamão com açúcar - tirando a parte favorita das fujoshi's de plantão ( ͡° ͜ʖ ͡°) que foi feita pela linda da @CamiChanbaek, VALEU SUA LINDA.
Nos vemos nas notas finais papiliones :3

Ps: Eu ainda tô me acostumando com a formatação do Spirit, então qualquer coisa eu arrumo depois, e relevem os qualquer erro, revisei igual minha bunda e.e.

Capítulo 1 - Capítulo Único - Nave Espacial?


Fanfic / Fanfiction BaekHyun e a Nave Espacial - Capítulo 1 - Capítulo Único - Nave Espacial?

Baekhyun e a Nave Espacial

 

Hoje era mais um dia cansativo para o jovem Byun.

 

As aulas se estendiam até às cinco e dez da tarde e ele não poderia sair da escola até tal horário, mas em compensação era Sexta-Feira. Isso significava noite das maratonas.

 

Todas as sextas o Byun ia até a casa de seu amigo, Chanyeol, para maratonar suas séries favoritas. Mas hoje eles veriam todos os filmes de Star Wars novamente.

 

Estava ansioso, mas logo lembrara que não acompanharia o Park depois da escola pois tinha que fazer algumas compras para sua mãe, de qualquer modo mais tarde ele iria para lá e dormiria na casa do Park, como já acontecera em todas as sextas de maratona.

 

Ainda faltava uns dez minutos para o sinal tocar quando sentiu algo duro o atingir bem na nuca, era uma borracha, seguido de um “Baekhyun” sussurrado, se virou com cara de tédio já sabendo quem fizera tal ataque.

 

- Você vai hoje né?

 

- Vou Chan

 

- Suas coisas estão prontas?

 

- Sim Chan

 

- Sua mãe deixou mesmo?

 

- Óbvio Chanyeol

 

- Você se lembrou da es-

 

- Aí Chanyeol que saco já tá tudo pronto, tá parecendo minha omma, relaxa.

 

Falou rápido com um bico emburrado. Chanyeol nunca confiava na memória do pequeno Byun, ele diz que Baekhyun esquece tudo e que não saberia se virar sem ele. O fato é que o Byun realmente é esquecido, além de ser muito ingênuo, e quando digo muito ingênuo, é muito ingênuo mesmo. Por isso pega no pé do pequeno.

 

- Você sabe que se esquece das coisas fácil Baek, só não esquece a cabeça porque tá grudada.

 

- Ah não, nem vem, eu já parei de esquecer as coisas!

 

- Jura? -Arqueou uma sobrancelha vendo o menor balançar a cabeça positivamente- então me diga, qual aula acabamos de ter?

 

- Ah… huh…

 

- O que comemos hoje no almoço?

 

- Foi… bibimbap?

 

- BaeHyun!... Tá, qual a cor da cueca que você colocou hoje?

 

- Er….. E se… Não tiver… - Sua cara estava totalmente vermelha naquele momento, pois é, ele esqueceu da cueca - Ah Chanyeol, f-foi que-

 

Sua fala fora cortada pelo som estridente do sinal de saída, Baekhyun deu um sorriso amarelo para Chanyeol que ainda tentava processar aquilo. Baekhyun estava sem cueca. Sem cueca. Without underwear.

 

Levantando-se apressado o jovem Byun pegou sua mochila e acenou para um Chanyeol estático.

 

- Até mais tarde Chan!

 

Baekhyun se virou andando apressado até a porta morrendo de vergonha. Chanyeol levantou seu olhar, sem querer, até as nádegas do pequeno, e novamente sem querer, imaginou-as sem o tecido da boxer, que é como deveria estar agora.

 

Não, não, não e não. Era o que ele repetia mentalmente, não deveria pensar em Baekhyun daquele jeito, não de novo.

 

“Puta merda Byun, aí fica difícil.”

 

 

~ XoXo ~

 

 

 

Baekhyun já tinha chegado em casa e tomado um belo banho demorado, e quando se vestiu lembrou de colocar a droga da boxer, comeu alguma besteira e pegou a lista de compras que sua mãe queria, tudo era coisa ligada à higiene, então seria tudo comprado na farmácia mesmo.

 

- Mãe! Tô indo! - Dizia já abrindo a porta.

 

- Baekhyun!

 

- Hum? -Se virou para encarar sua mãe que estava com uma cara de tédio pro seu lado. - Que foi?

 

- Me diga Sr. Inteligência, com o que vai pagar?

 

- Oras! Com o din-... Ahh… esqueci.

 

- Novidade - disse sua mãe revirando os olhos enquanto entregava o dinheiro à ele - Vai e volta logo. Já foi?

 

- Tô indo, tô indo.

 

 

~ XoXo ~

 

 

 

Chegando lá pegou uma cestinha e já foi pegando as coisas da pequena listinha, enquanto tentava se lembrar quais produtos higiênicos estava faltando no seu banheiro já pra comprar tudo junto.

 

Estava com praticamente tudo, faltava apenas a pasta de dente, e assim que encontrou a prateleira de cremes dentais viu algo que lhe chamou bastante atenção, por que veja bem: Tu nunca vai encontrar coisa mais legal que Byun BaekHyun encontrou naquele fim de tarde numa humilde farmácia. 

Um gel de cabelo em forma de nave espacial. Baekhyun simplesmente adorou.

 

Ficou tão maravilhado que nem hesitou em colocar um na cesta, era vermelho e pelas frutinhas vermelhas que tinham na frente deduziu que cheirava à morango.

 

Foi até o caixa para pagar os produtos e quando o atendente viu seu gel de cabelo em formato de nave espacial lhe olhou lançando um sorrisinho que não soube decifrar. Oras, que olhar de psicopata era aquele afinal?

 

 - Pegue

 

Disse o atendente estendendo a ele dois pacotinhos quadrados com a embalagem totalmente preta.

 

- Pra quê isso moço?

 

- Proteção em primeiro lugar garoto.

 

Deu-lhe uma piscadela antes de entregar o troco e as sacolas. Baekhyun por outro lado não entendeu bulhufas do que ele estava dizendo. Mas deixou para lá apenas pondo os pacotinhos dentro da mesma sacola do gel de cabelo em formato de nave espacial.

 

 

~ XoXo ~

 

 

Baekhyun quando chegou em casa ajudou sua mãe a desfazer as compras e guardar nos lugares certos os produtos.

 

- Ahn… Baekhyun?

 

- Sim mãe?

 

Respondeu alto enquanto guardava alguns sabonetes no armário abaixo da pia do banheiro.

 

- Vem cá… Por que comprou isso aqui?

 

Falou apontando para o suposto gel para cabelo em formato de nave espacial.

 

- Ah isso aí - falou saindo do banheiro - É pra mim, vou levar comigo pra casa do Chanyeol - disse com um sorriso fofo - bonito né? Tem cheirinho de morango!

 

Sua mãe lhe lançou o mesmo sorriso que o atendente da farmácia deu para si enquanto guardava o tubinho de gel e ia na direção do menor parando ao lado do mesmo, deixou sua mão descansar no ombro do filho e deu leve batidinhas ali.

 

- Meu filhote está crescendo, espero que Chanyeol seja gentil com meu pequeno.

 

Disse e subiu para seu quarto deixando o Baekhyun mais confuso que você respeita para trás parecendo com o meme da Nazaré.

 

- Oi?

 

 

~ XoXo ~

 

 

- Tô indo mãe!

 

Disse Baekhyun ao atravessar a sala como um furacão segurando sua mochila por uma alça só.

 

- Xau bebê! Não esquece da proteção hein! Divirta-se!

 

Proteção pra quê?! Essa mulher tá ficando louca, eu hein.

 

 

 

~ XoXo ~

 

 

Ao chegar na casa de Chanyeol o mesmo já o esperava com o filme pausado e várias besteiras pela cama para eles comerem.

 

Assistiram aos filmes comentando suas partes favoritas e até falando as frases decoradas. Sempre rindo nas mesmas partes a ponto de se engasgarem.

 

No quase final de um dos filmes Baekhyun já não aguentava comer mais nada, então apenas assistia. Até que o filme acabou e ele lembrou de algo que trouxe e que mostraria à Chanyeol.

 

- Chanyeol! Chanyeol! Eu tenho algo muito legal pra te mostrar!

 

- O que é pequeno?

 

Foi até sua mochila tirando a sacola da farmácia e voltando para cama onde Chanyeol o esperava sentado com as pernas esticadas. Retirou o tubinho de dentro da sacola e estendeu em frente o rosto de Chanyeol.

 

- Olha Chan! É um gel de cabelo em formato de nave espacial! E tem cheirinho de morango.

 

Chanyeol analisou o objeto nas mãos do pequeno e seus olhos se tornaram esbugalhados, sua boca se abriu em um ‘O' perfeito enquanto tecia seus olhares do objeto até o menor.

 

- hum… Er… B-baek

 

- Sim?  - respondeu confuso notando a vermelhidão nas bochechas do mais alto, em todos seus 16 anos nunca vira Chanyeol ficar vermelho de vergonha - Chan você está vermelho.

 

Chanyeol se sentiu ainda mais desconfortável sabendo que suas bochechas estavam entregando sua vergonha por aquilo.

 

- Er… - tossiu algumas vezes logo se recompondo - Baekhyun… I-isso não é um gel de cabelo.

 

- Hein? Como assim não é Chan?

 

- Er… como eu posso explicar… Sabe Baek, isso não se usa no cabelo, isso é… Droga… É utilizado numa troca de carinhos! Isso! É, troca de carinhos.

 

- É? Então oque exatamente isso faria numa troca de carinhos Chan?

 

- Hum… É-ér

 

A cara de Chanyeol estava passando de vermelho pra roxo.

 

- Isso é utilizado em um momento na troca de carinhos, na hora do amor, i-isso é…

 

Baekhyun percebendo a dificuldade do outro em explicar resolveu ajudar. Ou não.

- Demonstra pra mim Chan! Fica mais fácil.

 

A cara de Chanyeol foi ao chão.

 

- Quê?!? D-demonstrar?

 

- É Chan! Vai por favor.

 

Chanyeol relutou muito internamente, mas acabou sedendo ao pedido.

 

- Tá.. Presta atenção - estava morrendo por dentro, mas começou a explicação enquanto gesticulava - digamos que algo quer entrar em um espacinho muito apertado... Pra entrar - “socorro” - ele utiliza esse gelzinho pra lubrificar esse espacinho e entrar com facilidade. Entendeu?

 

- huh… Sim… Mas como isso funciona num momento de amor Chan? Como é!?

 

“Puta merda, lerdo e ingênuo junto não dá.”

 

- Ah Baekhyun, isso é entre duas pessoas em seu momento de amor!

 

Disse Chanyeol tentando acabar o assunto ali, mas o que BaekHyun não tinha em memória ele tinha em teimosia.

 

- Chanyeol.

 

-Sim?

 

- Eu quero ter um momento de amor com você.

 

Era uma vez Park Chanyeol.

Sua alma subiu e foi pro céu, mas logo desceu pro inferno depois de verem seu histórico de “homenagens” no banheiro para as nádegas do pequeno Byun.

 

Chanyeol está desmaiado.

 

- OI?!?! Q-q-quê que você disse?

 

Baekhyun, meio impaciente e com um fofo biquinho nos lábios, se sentou de frente para o Park com os braços cruzados, ainda segurando aquela “nave espacial”.

 

- Você ouviu Chan! Eu quero um momento de amor com você, estou curioso, quero ver como é.

 

Chanyeol engoliu em seco ignorando a leve fisgada em seu baixo-ventre só de imaginar o momento de amor que poderia passar com o Byun. Mas ele não negaria, vontade não lhe faltava.

 

- Você quer?

 

- Sim!

 

Chanyeol agora mantinha o semblante sério, se aproximou do menor ficando muito perto de seu rosto.

 

- Você tem certeza Byun?

 

- Eu… - Baekhyun de repente se sentiu tímido com o olhar de Chanyeol sobre si - T-tenho Chan.

 

Chanyeol abriu um sorriso ladeado, mandando toda vergonha e dúvida para a puta que pariu.

 

- Está bem.

 

Baekhyun abriu bem aqueles seus olhinhos asiáticos, logo tendo um sorriso fofo nos lábios.

 

- Sério Chan??

 

- Eu nunca falei tão sério Byun.

 

E após a frase dita Chanyeol quebrou a distância dos dois, selando demoradamente e com um carinho papável os lábios do pequeno Byun, que se mantinha atônito à ação do mais velho. Seus olhinhos piscaram em confusão, mas ao ter seu lábio inferior sugado delicadamente todo seu corpo estremeceu e ele fechou os olhos com força, ao mesmo tempo que comprimiu os lábios por impulso. Estava nervoso de repente.

 

- Relaxe. - Sussurrou Chanyeol contra os lábios do outro, atento à todas as expressões do menor.

 

- Ch-chan, vamos fazer a-aquilo que adultos fazem? - Alguém anda vendo coisinhas. Não é mesmo?

 

- Vamos ter um momento de amor Baek. - Falou o mais velho com um sorriso nos lábios e uma vontade enorme de por o mais novo num pote e proteger do mundo. - Agora relaxe e apenas me siga.

 

Baekhyun abrindo minimamente os olhos visualizou o sorriso de Chanyeol e balançou a cabeça levemente. Após o aceno positivo do menor Chanyeol distribuiu alguns selares propositalmente lentos nas bochechas do Byun, que sentiu as mesmas formigarem com uma pequena vontade de rir.

 

O maior voltou sua atenção aos lábios do mais novo vendo que o mesmo já estava mais relaxado, novamente um selo demorado fora deixado ali, Baekhyun suspirou ao sentir novamente os lábios mais grossos que os seus o tocar, tendo em seguida o seu inferior sugado fazendo com que fechasse seus olhos afim de sentir mais daquele contato. Ele era inexperiente nessas áreas e nunca havia imaginado que ChanYeol poderia fazer isso, especialmente com ele, seu amigo de longa data.

 

Enquanto tentava se acalmar e seguir o que o maior fazia, uma mão quente se instalou em sua cintura e com um jeito delicado o deitar na cama fazendo com que voltasse a ficar nervoso. Se separou do ósculo e olhou para ChanYeol que prontamente sorriu para o mais novo, com o intuito de passar-lhe calma.

 

- Eu sei que você está nervoso, Okay? Mas não se preocupe, eu farei com que você tenha sua primeira vez da forma mais especial.

 

O mesmo lançou um sorriso ao baixinho e deixou um selo demorado em sua testa, logo afagando os fios do mesmo com um carinho papável, então Baekhyun assentiu com a cabeça passando confiança ao mais velho.

 

Novamente iniciaram o ósculo, a mão antes livre de Chanyeol passeava pelo braço direito do mais novo indo de encontro à mão pequenina e entrelaçando os dedos num ato carinhoso.

 

Se separou minimamente de Baekhyun para deixar um breve selar nas mãos juntas, enquanto um pequeno sorriso sapeca enfeitava seus lábios, então o mesmo passou a trilhar selinhos da mão até o ombro do menor, logo sussurrando no ouvido do mesmo:

 

- Você é muito lindo... - Uma leve sugada fora deixada em seu lóbulo e um forte arrepio percorreu pelo corpo pequeno, o que o fez segurar o lençol da cama para não rir e se encolher devido as cocegas que aquilo fazia.

 

- Byun... BaekHyun.... - Aquele foi como o estopim para o baixinho que mordeu seu inferior sentido um certo incômodo nas partes baixas. Uma sensação estranha, mas gostosa.

 

O maior desatou as mãos juntas e levou à cintura do garoto inquieto e curioso, logo dando uns certos apertos ali e voltou a beijá-lo com um pouco mais de agitação devido aos hormônios se manifestando por todo corpo do mesmo.

 

ChanYeol estava fazendo o menor sentir algo que nunca sentira antes, era um desejo que havia despertado no momento em que ele o beijou mas não sabia retribuir e sim só obedecê-lo.

 

Com mais ousadia Chanyeol adentrou a camisa do mais novo com as mãos grandes tocando diretamente a epiderme arrepiada, o que fez o corpo abaixo do seu estremecer e soltar sem querer um curto gemido.

 

Baehyun pôde sentir o peso do olhar de ChanYeol sobre si, o fazendo abrir os olhos, ficando ainda mais corado ao constatar que realmente ele o fazia. Sua camisa começa a ser levantada, um músculo molhado passeou em linha reta por seu abdômen pouco definido, ao olhar para baixo pôde ver ChanYeol beijando toda a extensão até chegar em meus mamilos na qual este passou a língua de leve por cima.

 

Baekhyun prendeu um gemido mais alto com uma mordida nos lábios, pois havia pessoas na casa do maior e não queria que ninguém os pegasse fazendo aquilo e também que os atrapalhasse, mas ‘o que era aquilo?’, ‘Como ChanYeol sabia daquelas coisas?’ Baekhyun se perguntava internamente, mas sabia que aquilo era muito bom.

 

Sua camisa é retirada assim como a do maior, colocando-as perto da cama, o pequeno Byun corou até as orelhas com vergonha de suas poucas gordurinhas, porém o outro apenas sorriu e mordeu o seu inferior voltando a beijar todo o tronco do mais novo, dando leves sucções por onde sua boca passava.

 

Sua boca veio de encontro novamente aos mamilos já rígidos e passou a língua em ambos. Tratou de segurar no lençol da cama descontando o prazer sentido, enquanto o maior judiava dos botões rosados, mas não se concentrou ali e foi descendo com a boca novamente e em uma linha reta foi fazendo vários pontos vermelhos até chegar no cós de sua bermuda.

Baekhyun engoliu a seco pois estava nervoso e com medo mas ao mesmo tempo não queria que ele parasse.

 

Chanyeol insinuou que iria desabotoar sua bermuda mas foi parado por um Baekhyun corado.

 

- E-Eu... tô com medo... - Disse para o outro que apenas o abraçou forte.

 

- Apenas mantenha a calma pequeno, eu vou ser muito cuidadoso com você, certo? A única coisa que quero que faça é confiar em mim e fechar seus olhos pra sentir melhor a sensação de como é fazer amor.

 

Sem pestanejar o Byun apenas balançou a cabeça em positividade e fechou os olhos para sentir melhor o momento.

 

Seu peito subia e descia de preocupação em fazer aquilo, tudo adrenalina e hormônio no momento, aquilo estava sendo bom.

 

De olhos fechados pôde sentir sua bermuda ser retirada junto a boxer preta, o deixando totalmente exposto para ChanYeol.

 

E novamente ele estava igual um tomate por se ver tão exposto à Chanyeol, que por instinto levou sua mão para esconder seu amiguinho acordado, contudo ChanYeol com cuidado beijou sua mão e a retirou dali assim deixando tudo para ele ver. Ainda não querendo abrir seus olhos, cobriu o rosto com suas mãos e logo uma risadinha vinda do maior é ouvida.

 

- N-Não ri de mim Chan... - Falou com a voz manhosa ainda cobrindo o rosto.

 

- Desculpe, mas você está muito fofo. – Chanyeol se inclinou e tirou as mãos do pequeno dali, capturando novamente seus lábios, para depois ele se pronunciar:

 

- Você é lindo pequeno, não precisa sentir vergonha do corpo esbelto e maravilhoso que tens... Hm?

 

Enquanto falava com o menor na maior doçura, sua mão foi até o membro do Byun e o agarrou delicadamente começando uma leve masturbação.

 

Suas orelhas estavam ficando quentes com aquilo, a sensação de choques em seu corpo estava ali novamente, até o maior começar a ir mais rápido nos movimentos. Não estava contendo os gemidos e bem baixinho chamava pelo nome de ChanYeol.

 

Os dedos dos pés de Baekhyun se encontravam envergados por se aproximar do ápice, porém seu membro é deixado de lado o fazendo abrir os olhos para reprovar o ato.

 

Não sabia se foi o certo a se fazer, já que se sentiu acanhado e hipnotizado com a cena. O maior estava tirando a boxer vermelha, logo o membro ereto do mesmo estava exposto, com uma quantidade considerável de pré-gozo.

 

Baekhyun, tímido, mordeu o lábio inferior mudando sua visão para o teto que nem de longe seria melhor que a visão anterior.

ChanYeol se inclinou novamente para o Byun de modo que ficou em sua visão, mantiveram assim os olhares cravados, repassando muitas coisas que não precisavam ser ditas.

 

As mãos ágeis de Chanyeol percorriam um caminho perigoso que causava arrepios, para logo encontrar a mão do pequeno e guia-la até seu membro ditando uma masturbação em si. Enquanto sua mão conduzia a do menor, as feições dele eram as melhores.

 

Baekhyun nunca havia visto um ChanYeol de olhos fechados, cenhos estreitados e com os lábios meio abertos sentindo prazer com um masturbação meio desajeitada. Aquilo foi bonito de se ver, mas o Byun queria mais, assim se inclinando para frente e capturando os lábios volumosos do maior por vontade própria.

 

Após um curto tempo, Chanyeol utilizou o gel da nave espacial, despejando uma quantidade na mão do Byun e espalhando por seu membro, como se o ensinasse para o que aquilo servia, mas dessa vez na prática.

Baekhyun ficou impressionado com o tamanho do amigo de ChanYeol e o quão bonito ele era, pois não era muito longo mas também não muito pequeno, tinha um tamanho mediano e a cabecinha era de um vermelho meio sangue e era muito bonito.

Realmente, nunca havia reparado em outro membro a não ser o seu próprio, mas eis que enquanto olhava para o amiguinho de ChanYeol, meio fascinado, o mesmo sussurra em seu ouvido para olhar em seus olhos.

 

Concordou perdido com a cabeça mantendo o contato visual, suas mãos separaram ainda mais as pernas do Byun e sem delongas, sentiu algo gelado em sua entrada, fazendo-o contrair a mesma com uma sensação esquisita.

- Cha- ChanYeol... I-Isso... é o gel? - Perguntou ao mesmo fechando os olhos por este estar circulando a sua área delicada.

 

A sua resposta é apenas "Uhum" antes do menor se assustar ao sentir algo forçar contra sua entrada. Abriu seus lábios e iria gritar mas ChanYeol foi mais rápido e o beijou assim abafando o grito. Aquilo doía muito, era algo muito novo para o Byun, então segurou a mão de ChanYeol e mordeu seu lábio em forma de descontar a dor. O maior se afastou e encostou a cabeça na do mais novo falando:

 

- Vai doer um pouco mas eu preciso te preparar para se acostumar...

 

- Mesmo assim.... Tá doendo muito... - Mordeu seu lábio inferior pela dor que estava sentindo.

 

- Eu sei meu anjo mas é normal quando se é a primeira vez, certo? – Um selo é dado no pequeno – Eu vou movimentar e vou te beijar assim você judia de mim e desconta sua dor.

 

Dito e feito, o maior o beijava novamente e passava lentamente a mexer seu dígito dentro do mesmo. Enquanto estavam nisso, um segundo dedo é colocado e agora o Byun passou a puxar os fios escuros de Chanyeol sendo o ósculo continuado de ambas as partes, até que o terceiro passa a entrar com um pouco mais de facilidade e então Baekhyun se separou do mais velho com a respiração ofegante e sem o controle de si começou a fechar os olhos e entre abrir os lábios soltando gemidos baixos de um prazer sem igual.

 

Aquilo era novo para ele, porém tudo o que viu ChanYeol fazer, ele repetia e parecia dar muito certo pois o maior tirou os dedos de dentro de si e o mesmo o olhou feio pronto para protestar, até sentir algo macio contra sua entrada.

 

Curioso com a sensação boa, olhou para baixo e viu o membro do outro passar por sua entrada, que contraia ansiosa por algo, como um pincel e logo depois se forçar contra a mesma querendo entrar. E assim a explicação de Chanyeol sobre o gel em formato de nave espacial estava fazendo mais sentido para si.

 

Não demorou muito e, com uma lentidão torturante cada centímetro do outro foi entrando em Baekhyun, e o mesmo já pensava o quão bom era aquilo que os adultos faziam.

 

Vendo que o menor havia se acostumado com a invasão, o maior apoiou seus braços ao lado da cabeça do Byun e começou a se movimentar vagarosamente, mas o suficiente para ambos gemerem hipnotizados com o prazer que os movimentos proporcionavam.

Baekhyun se sentia nas nuvens de tão bom que aquilo era para si.

O maior de olhos fechados havia começado a ir um pouco mais rápido e de vez ou outra beijava o pequeno e nisso as estocadas começavam a ir um pouco mais fundo que acabava acertando algum ponto especifico do menor que não aguentava segurar um gemido mais alto.

 

O maior saiu de dentro do Byun e pediu para o mesmo virar de costas para ele, lhe obedecendo ficou na posição em que o mesmo queria, com o tronco deitado e a bunda empinada, ou seja, estava bem exposto mas a essa altura do campeonato Baekhyun não sentia mais vergonha, estava querendo mais daquela sensação boa.

 

As mãos de Chanyeol apertaram cada nádega do mais novo, beijando cada lado em seguida, fazendo-o morder o lençol para se segurar, murmurou um: ‘Delícia’ soprando um ar quentinho em sua entradinha o fazendo estremecer, e logo depois disso o penetrar novamente.

 

Do jeito que o menor estava, as estocadas do maior passaram a acertar seu ponto sensível mais vezes fazendo com que ficasse entorpecido de prazer, levou sua mão até seu membro esquecido mas Chanyeol o impede e põe a mesma sobre a cama. O único som que se podia ouvir no quarto era das peles se chocando e as respirações ofegantes:

 

- Chan... Chan... E-eu vou... - Em um uns gemidos curtos e pouco audíveis acabou se desfazendo sobre a cama em várias linhas devido o maior ainda continuar os movimentos.

 

Seu corpo estava fraco e cairia na cama mas segurou firme no lençol, ChanYeol estava gemendo um pouco alto quando aumentou as estocadas, como seu ponto continuava sendo estimulado e o prazer se prolongar sua entrada contraiu-se fazendo Chanyeol chegar ao limite sentindo algo quente jorrar dentro de si.

Ainda com alguns movimentos durante o ápice, Baekhyun mordeu seu inferior para não fazer qualquer barulho a mais.

O maior saiu de dentro do mais novo, caindo um tanto cansado ao lado do Byun que também havia deitado.

 

- Você está bem pequeno? – perguntou carinhosamente passando as mãos pelos fios loiros do baixinho ofegante.

 

- Estou Channie – falou baixo observando os traços do mais velho – Só estou cansado e tem algo grudando nas minhas pernas Chan – Falou manhoso com um bico engraçado nos lábios.

 

Chanyeol como não aguentava tanta fofura de uma vez só, riu se aproximando e aconchegando o mais novo em seus braços.

 

- Que tal um banho agora, huh?

 

- Hum... Quentinho? – perguntou olhando de baixo para Chanyeol.

 

- Quentinho – acenou positivamente ganhando um sorriso retangular do mais novo.

 

 

~ XoXo ~

 

 

Os dois amigos, já de banho tomado e vestidos confortavelmente para dormir, estavam deitados na cama, a luz  estava apagada com uma precária iluminação da lua que vinha da janela de Chanyeol.

 

Baekhyun como o bom manhoso que era, estava deitado com a cabeça no peitoral de Chanyeol e bem aquecido pelas cobertas quentinhas. O maior fazia um casto cafuné nos cabelos loirinhos do mesmo enquanto o observava dormir.

 

- Chan.

 

Se assustou minimamente ao ouvir o menor falar ainda de olhinhos fechados, parecendo com bastante sono ao ouvir seu apelido seguido de um bocejo.

 

- Sim?

 

- Eu gostei de fazer amor com o Channie.

 

Seu sorriso não podia ser maior.

 

- Mesmo? - perguntou não contendo o sorriso bobo.

 

- Mesmo, mesmo, mesmo - falou ainda grogue de sono.

 

- Isso é ótimo - falou deixando um selar sobre os fios loiros de Baekhyun.

 

- E… Chan?

 

- Fala Byun.

 

- Podemos repetir?

 

 

 

 

~ XoXo ~ The end ~ XoXo ~

 

 


Notas Finais


BOOM, olá de novo papiliones.
Tô com medinho :'3
Eu espero que tenham gostado dessa coisinha que eu escrevi.
E eu tenho um negocinho a declarar: Essa história foi baseada em algo que aconteceu comigo, pse pse, MAS TIRANDO A PARTE DO LEMON TÁ?
Eu só confundi os produtos ;-;
mas eu não posso demorar muito aqui, ta tarde e amanhã tem aula *chora*

Quero dedicar essa coisinha pequena e simples pras lindas das minhas amigas :3 @M_Gabiih, @Gabriella_Park aand @MedWoo <3 SUAS LINDAS

Então espero que tenham aproveitado, e nos vemos em breve nhaaa (*-*)

PS: A capa é temporária :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...