História Baekhyun Next Door | Long Imagine - Byun Baekhyun | EXO - Capítulo 80


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Taeyeon, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Crossover, Exo, Kai, Kpop, Kris, Kyungsoo, Lay, Luhan, Romance, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 948
Palavras 2.883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Apenas digo que o capítulo tá meio Sad... T-T

Boa leitura 💙

Capítulo 80 - O Nosso Fim


Fanfic / Fanfiction Baekhyun Next Door | Long Imagine - Byun Baekhyun | EXO - Capítulo 80 - O Nosso Fim


Uma semana depois

Nessa semana eu fui atendente no restaurante de frango, no começo foi meio difícil mas as outras atendentes me ajudaram e agora eu já tenho uma experiência básica, e Min se deu bem como o novo entregador.

Baekhyun e eu passávamos o dia todo no apartamento, assistimos um filme, jogávamos vídeo game, fazíamos bagunça na cozinha e ele ficava rindo muito de noite porque eu não conseguia me acostumar a dormir em sua cama junto com ele, era inevitável ficar corada.

Hana— Por favor! - se ajoelhou abraçando as minha pernas. - Me leva hoje no desfile com você!

S/N— Hana, se levanta! - peço sem graça por alguns dos clientes terem olhando aquela cena. Ela se levantou e eu ajeitei o meu avental preto.

Min saiu de trás do balcão segurando sacolas com a logo do restaurante. Estava indo para mais uma entrega.

Hana— Min! - correu em sua direção e abraçou seu braço - Pode me ajudar a entrar de penetra no desfile de hoje? Sei que você é profissional em entrar em eventos escondido!

S/N— Nem pensar! - me aproximo dos dois - Vocês dois podem ser presos por isso.

Min— Desculpa Hana, mas eu não queria ter uma ficha na polícia. - Hana bufou revirando os olhos enquanto Min acenava e saia do local.

Hana— Tudo bem, eu não vou aprontar nada. - levantou as mãos se rendendo.

S/N— Acho bom! 

— S/N! - tio Yang me chama na porta da cozinha - Ele já chegou.

S/N— Obrigada por me avisar. - sorri agradecida tirando o avental e pegando minha bolsa no balcão, depois olhei para Hana e digo autoritária - Você nem pense em cometer a loucura de ir no desfile, entendeu? 

Hana— Sim senhora! - riu apertando minha bochecha.

Fui até a cozinha e me despedi breve do tio Yang e sai pela porta dos fundos vendo o carro luxuoso estacionado no outro lado da rua. Atravesso calmamente e entro no carro recebendo um beijo na bochecha enquanto fechava a porta.

Baekhyun— Como foi no trabalho? - olhei para ele que estava com o rosto próximo ao meu.

S/N— Normal. Não aconteceu nada demais. - digo e ele se aproxima e acaba com aquela distância entre os nossos lábios me beijando com vontade, com saudades, como se há anos que não fizéssemos aquilo.


[...]


Tive que ir de táxi até o desfile. Baekhyun queria me dar uma carona mas alguém podia me ver saindo do seu carro, ainda mais os paparazzis, em eventos como este eles estão em toda a parte!

Na entrada tinha dois seguranças e um cara com uma prancheta na mão. Me aproximo e digo o meu nome ao cara da prancheta que olhou para a mesma por um tempo.

— Park S/N, está na área VIP. - disse me dando passagem para entrar. Sorri me sentindo muito importante estando na área VIP.

Tem uma passarela bem no meio do salão e em sua frente muitas fileiras de cadeiras, tem também um pequeno bar no canto e algumas mesas e cadeiras.

Baekhyun— Você está linda. - escuto sua voz perto do meu ouvido sentido minha pele arrepiar.

S/N— Baekhyun! - o repreendi me afastando enquanto ele estava rindo do meu desespero - Não se aproxime muito, nós estamos em público.

Ele ia responder, mas se interrompeu olhando para algo/alguém atrás de mim, ele ficou com uma expressão séria o que me fez franzi o cenho e me virar, dei de cara com "aquela garota."

Scarlett— Olá Baekhyun. - ela sorriu de um jeito cínico - É bom revê-lo.

Baekhyun— Pena que não posso dizer o mesmo. - senti o clima ruim se instalando entre os dois.

Scarlett— Nossa. Eu não lembrava que você fosse tão frio assim.

Baekhyun— Eu não sou assim, mas tenho que agir dessa forma com certas pessoas que me fizeram mal. - Scarlett riu sem humor.

Scarlett— Eu não te fiz mal, apenas te mostrei o mundo real, sem ilusões ou essa fantasia que vocês chamam de "amor". - fez aspas com os dedos e sorriu daquele jeito irônico e cínico que só ela consegue.

Scarlett se afastou de nós dois. Olhei para Baekhyun que parecia menos tenso sem aquela garota por perto.

Baekhyun— Ainda não consigo entender como você ficou amiga dessa garota.

S/N— Eu não sou amiga, e nem inimiga. - olhei pra cima tentando pensar em uma palavra​ que possa definir minha relação com Scarlett - Já sei! Nós somos "Aminimigas"!

Baekhyun— Acho que vou usar esse termo com o Bambam e com o Vernon. - levanto uma sobrancelha enquanto ele sorria quadrado.


[...]


Eu não sou muito fã de desfiles, vim apenas para dar apoio a Sook que trabalhou muito duro para esse evento.

Eu vi o pai de uma longa distância e nem me dei o trabalho de ir falar com ele, além de ainda não me sentir muito bem ao seu lado ele está falando com o Lee.

Fui sentar na cadeira que estava reservada para mim, ficava na primeira fileira. Olhei para aqueles números nas cadeiras até que finalmente encontrei o meu, o número "42". Sentei e esperei poucos minutos para o desfile começar.

As luzes se apagaram e os refletores do palco se ascenderam dando destaque para as modelos que começaram a desligar pela a passarela.

Fiquei olhando para todas aquelas garotas indo e vindo com tédio. Como disse antes, só estou aqui para apoiar Sook.

Baekhyun— Quanta animação. - olhei para o lado e o vi sorridente.

S/N— Você não estava na cadeira "20"?

Baekhyun— Sim, mas eu troquei com a moça que vinha sentar aqui. - explicou e aproximou sua mão da minha. Eu rapidamente a afastei levando um olhar de reprovação dele - Está escuro, ninguém vai perceber.

Ele novamente aproximou a sua mão e desta vez eu deixei que ele entrelaçasse os nossos dedos. Deixei um sorriso bobo escapar, era tão bom pensar pelo o menos por um segundo que nós dois somos namorados assumidos para o mundo, que não precisamos esconder o nosso amor das outras pessoas.

O desfile estava perfeito, modelos andando pela a passarela e sorrindo para os convidados, mas uma modelo morena me deixou bastante intrigada, o motivo? Bem, ela olhou diretamente para o Baekhyun quando estava e lhe lançou uma piscadela, depois se virou jogando os longos cabelos.

Fiquei boquiaberta com a ousadia daquela garota, depois fiz um bico e fiquei quase o desfile todo olhando feio para aquela modelo.

Baekhyun— Qual o motivo desse bico? - sussurrou perto do meu ouvido.

S/N— Eu só descobri que odeio desfiles! Também odeio muito modelos magrelas e morenas! - ele começou a rir.

Baekhyun— Então você percebeu?

S/N— Que aquela magrela estava dando em cima de você? Sim, eu percebi! - ele riu mais ainda.

Baekhyun— Aigo, estou me contendo pra não te beijar agora! - sorri um pouco tímida enquanto ele apertava mais as nossas mãos ainda unidas. O meu coração acelerou quando ele sussurrou das seguintes palavras - Lembre-se, eu sou só seu.


[...]


Yumi— Oi S/N! - ela sorriu vindo em minha direção e me.dando um breve abraço - E então, o que achou do desfile?

S/N— Estava tudo perfeito. Parabéns! - sorri gentilmente para ela que também não parava de sorrir orgulhosa do próprio trabalho.

O seu sorriso sumiu quando ela olhou para o lado. Ficou com os olhos semicerrados como se estivesse com raiva.

Yumi— Mas que vaca! - rangeu os dentes. Eu então olhei para onde ela olhava, encarei aquela cena com a mesma expressão que Yumi, com raiva nos olhos.

Por que aquela modelo magrela está falando com o Baekhyun?! 

Yumi— É melhor eu ir lá e deixar bem claro para aquela vadia que o Baekhyun é um homem comprometido.

S/N— Isso mesmo! - concordei, mas não disse nada quanto à quem o Baekhyun está comprometido, no caso eu.

Vi a Yimi indo até os dois e falando alguma coisa para a modelo magrela. Eu comecei a me aproximar mais para saber exatamente do que eles falavam, mas o meu celular começou a tocar dentro da bolsa. O peguei e atendi quando vi a foto da Hana.

Hana— Você sabe que eu te amo, não é? - falou com uma voz fofa o que deixando intrigada, ela não é de fazer essas coisas, só quando quer algo.

S/N— O que você quer, Hana? - fui direto ao assunto.

Hana— Um advogado.

S/N— Pra que?

Hana— Quero contrata-lo pra ser palhaço na minha festa de aniversário na semana que vem! - percebi o humor então revirei os olhos - Não fique desesperada, mas eu e Min estamos atrás das grades.

S/N— O que?! - gritei assustada fazendo alguns me olharam com desdém. Sorri sem graça e começo a andar enquanto falava com minha amiga maluca -  Eu disse pra vocês não invadirem a agência, avisei que podiam ser presos!

Hana— Mas a gente não invadiu a agência, quer dizer, estávamos indo fazer isso. Peguei o carro emprestado do papai e no meio do caminho um cara dirigindo em alta velocidade arrancou o retrovisor do meu lado!

S/N— Meu Deus, vocês todos estão bem? - pergunto preocupada.

Hana— Eu e o Min sim, mas os dois caras que estavam no outro carro... - hesitou em completar mas eu tinha em mente o que aconteceu.

S/N— Por favor, não me diga que você deu uma voadora em um deles!

Hana— Eu não dei uma voadora em um deles. Eu dei uma voadora nos dois- bati minha mão na própria testa. Aish, Hana! - No motorista porque ele não queria pagar o concerto do carro e no amigo dele porque me chamou de "baranga", eu respondi "Baranga é a tua avó!". Ele ficou com raiva e tentou me bater mas o Min impediu, e bem, nós dois acabamos sendo culpados por agressão. Não foi nada demais, eu só tirei três dentes da boca do motorista!

S/N— Em que delegacia vocês estão?

Ela me falou o endereço e encerrei a ligação. Procurei por Sook perto do bar, precisava do número do advogado da nossa família que é de extrema confiança.

Avistei vários fotógrafos tirando fotos de Sook e Sehun que estavam lado a lado sorridentes. Eles assumiram o namoro hoje e agora tudo o que os sites de fofocas querem é uma foto recente da nova namorada de Sehun.

Minutos depois eles finalmente foram "liberados" dos fotógrafos.

S/N— Unnie! - chamei Sook que sorriu ao me ver. Ela e Sehun se aproximaram - Me dá o número do nosso advogado?

Sook— Pra quê você quer?

S/N— Hana e Min, acidente de carro, voadora e um cara que precisa urgentemente de um dentista, isso é o resumo. - ela franziu o cenho me entregando seu celular enquanto Sehun tentava raciocinar o que conheceu. Acabei rindo com a sua expressão confusa.

Depois de ter anotado o número, andei em direção a saída distraída no celular tentando enviar uma mensagem ao advogado. Acabei esbarrando no ombro de alguém.

S/N— Me desculpe. - digo olhando para o rosto do indivíduo. Fiquei nervosa quando vi que era o Lee.

Lee— Olá S/N. Onde vai com tanta pressa?

S/N— Não posso ficar no desfile, tenho que resolver algumas coisas. - passei do seu lado.

Lee— Eu pensei que você ia ficar o tempo todo ao lado do Baekhyun. - parei de andar e me virei o olhando confusa - Devia estar com ele agora que estou distraindo minha filha para ficar longe de ambos.

S/N— Do que está falando?

Lee— Do acordo com fiz com Baekhyun. Você não sabia sobre isso? - perguntou e a minha expressão confusa tinha sido a resposta.

Que acordo é esse?

Sai dos pensamentos quando seguraram no meu pulso.

Baekhyun— Vamos embora, não Quero que fique perto dele. - disse lançando um olhar frio ao Lee que tinha um sorriso no rosto que me deu um calafrio.

Baekhyun me levou para fora daquele salão e fomos para o estacionamento. Ele me soltou pegando a chave do carro no bolso e destacou o carro.

S/N— Baekhyun, de que acordo ele estava falando? - pergunto antes que Baekhyun entrasse no carro. Baekhyun hesitou em falar qualquer coisa.

Baekhyun— Eu vou te explico tudo quando chegarmos em casa, eu prometo.

S/N— Mas eu não posso ir agora, Hana e Min estão na delegacia e tenho que ajudá-los. - explico e ele apenas suspira. - Por favor, em diga a verdade.


Flashback On.

Baekhyun— Um mês. - disse ele com uma expressão séria - É só isso o que peço. S/N vai ser só minha por um mês e ninguém vai se intrometer. Me deixem aproveitar esse tempo com ela, se fizerem isso eu me caso com Yumi sem reclamações, sem enrolação e fico longe de S/N durante o tempo do contrato mas não posso prometer nada depois disso.

Kwan— Tudo bem, eu aceito o acordo.

Baekhyun tinha certeza que Kwan tinha pensado que conseguiria fazer com que S/N o esquecesse durante o período do contrato, mas assim como Yumi nunca conseguirá ter o amor de Baekhyun, S/N nunca vai deixar de ama-lo.

Lee— Eu não aprovo. - Baekhyun o olhou - Esse acordo vai beneficiar mais Kwan do que à mim e minha filha.

Baekhyun— O que propõe?

Lee— O nosso trato era que depois do casamento, Yumi continuaria morando comigo e você no dormitório - Baekhyun levantou a sobrancelha já sabendo onde o mais velho queria chegar -. Quero que vocês dois morem juntos em uma casa que irei comprar.

O moreno não gostou daquilo, já odiava ver Yumi todos os dias agora imagine conviver. Seria uma maravilha nunca mais ter que olhar pra cara da garota, mas ele estava disposto a fazer isso para ter o seu desejo concebido, ficar perto da sua pequena e aproveitar cada momento.

Baekhyun— Acordo fechado.

Cristine— Isso é um absurdo! - se pronunciou depois de muito tempo fazendo todos direcionarem o olhar à ela - Vocês não percebem a que ponto estão chegando por não deixarem os dois se amarem?

Lee— E você quer que a empresa vá a falência?! Quer ficar sem dinheiro e morar debaixo da ponte?!

Cristine— Prefiro isso do que estragar o amor deles! - gritou. Kwan e Baekhyun ficaram um pouco constrangidos por estarem no meio de uma briga de casal -  E você Kwan? - apontou para o mesmo - Por que está fazendo isso com a sua filha? Ela já é uma mulher que sabe tomar suas próprias decisões.

Kwan— Ela não é madura o suficiente pra isso, eu sei o que é melhor para ela! - Baekhyun abaixou a cabeça contendo-se para não falar tudo o que estava guardado em seu peito.

Lee— E a Yumi? - perguntou para Cristine -  Você não pensa na própria filha?

Cristine— Ela vai ficar magoada de qualquer jeito, mas será melhor contar a verdade do que continuar a ilundindo. Deus me livre Yumi ter problemas psicológicos por sua causa!

Lee— Yumi não têm problemas com isso, ela só quer ficar com o Baekhyun!

Baekhyun— Mas eu não quero ficar com ela! - gritou olhando fixamente para Lee com ódio no olhar - Você sempre mimou a Yumi comprando tudo o que ela queria, mas você não pode comprar o meu amor.

Cristine— Ele tem razão! - ela o defendeu - Desde a empresa ficou popular você mudou, só consegue pensar em dinheiro!

Lee— Ah claro! Eu sou o vilão da história! - falou alto sarcástico - Eu só estou protegendo a minha empresa e a minha única filha! Pensa que não sei sobre Mark e Dylan não serem meus filhos?!

Kwan e Baekhyun se surpreenderam com aquela revelação enquanto Cristine estava chocada por seu marido saber sobre aquilo. Era verdade, os gêmeos não eram filhos de Lee e só quem sabia disso era Cristine e Beth.

Cristine— Já chega! Eu quero divórcio!

Flashback Off.


Os gêmeos não terem o mesmo sangue que Lee me deixou pasma, ainda mais porque conheço ambos desde o dia que nasceram, mas aquilo não era o que me deixou mais indignada, mas sim aquele acordo.

S/N— Um mês. - falo em um fio de voz deixando uma lágrima cair.

Baekhyun— S/N... - se aproximou para me confortar mas dei um passo pra trás. Ele me olhou sem entender - O que foi?

S/N— Você não devia ter feito isso. - balanço a cabeça em negação lhe dando as costas.

Baekhyun— Está falando do acordo? - perguntou atrás de mim, estava me seguindo - S/N, para de me ignorar! - ele ficou na minha frente. Tentei passar ao seu lado mas ele segurou nos meus ombros. Olhei para o chão, não conseguia olhar para Baekhyun - Ei, por que não está olhando pra mim? Está brava comigo?

S/N— Lógico que sim! - falo em um tom alto olhando pra ele, vinha visão estava turva por causa das lágrimas.

Baekhyun— Mas eu fiz o acordo por nós dois, para aproveitarmos esse tempo juntos, precisávamos de pelo o menos um dia sem pensar nos nossos problemas e apenas focar na gente!

S/N— Baekhyun, você agiu sozinho! Tinha que ter me dito antes! - tiro os seus braços do meu ombro me afastando dele.

Baekhyun— Como?! - aumentou o volume da voz - O seu pai te prendia dentro de casa e Lee sempre me fazia ficar perto da Yumi! Nossos encontros no estacionamento iam acabar e eu não queria isso! Não queria deixar de te encontrar. Nós sempre ficamos calados, precisávamos agir!

S/N— E se você não tivesse feito isso?! - pergunto mas logo continuo - Eu iria morar na casa da Hana e trabalharia no restaurante​ de frango, aos poucos me tornaria independente, você não ia morar com Yumi e podíamos nos ver no dormitório ate o contrato acabar, a gente podia dar um jeito! Com esse acordo você marcou a data do nosso fim!

Baekhyun— Nosso fim?! - seus olhos ficaram marejados - V-você está terminando comigo?



Notas Finais


💔💔💔💔💔💔

Sorry...

Aahhh, e obrigada por quem está participando do grupo no whatsapp 💙💙 Eu pensei que não daria certo por isso não quis fazer, mas criei coragem e fiz o grupo e está sendo um sucesso!! 💙

Até amanhã! :3

~Tiatae


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...