História Baekhyun Next Door | Long Imagine - Byun Baekhyun | EXO - Capítulo 81


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Taeyeon, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Crossover, Exo, Kai, Kpop, Kris, Kyungsoo, Lay, Luhan, Romance, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 1.079
Palavras 1.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Muito obrigada pelos 1.000 favoritos!!
💙💙💙🌈🌈🌈🎉🎉🎉

Eu nunca imaginei que chegaria em um número tão grande de favoritos, logo eu que sou uma garota jovem ainda que escreve fanfics há apenas um ano e meio.
Estou muito grata de verdade!! :3

Essa é com certeza uma das melhores metas que consegui cumprir! 💙🌈🎉

Amo muito vocês, minhas pequenas garfanhotos 💙

Boa leitura 🎅

Capítulo 81 - Atrás das Grades


Fanfic / Fanfiction Baekhyun Next Door | Long Imagine - Byun Baekhyun | EXO - Capítulo 81 - Atrás das Grades




S/N— Não estou terminando com você - seu rosto expressou alívio com minhas palavras -, mas preciso de um tempo sozinha.

Baekhyun— Como assim um tempo sozinha? Você não quer continuar morando comigo? - perguntou cabisbaixo.

S/N— Não é isso. - me olhou confuso. - Entenda Baekhyun, eu não quero me afastar de você, nunca quis isso, só estou pedindo um tempo pra pensar sobre isso, é muita informação pra processar.

Baekhyun— Tudo bem. - ele continuava triste, sabia que eu ainda estava um pouco brava com sua atitude - Eu vou te esperar em casa. Por favor, me mande uma mensagem quando chegar na delegacia.

Confirmo com a cabeça e lhe dou as costas caminhando para fora do local. Andei pelas ruas movimentadas com a esperança de encontrar um táxi. Quando avistei um se aproximando, fiz um gesto com a mão chamando a atenção do motorista que estacionou o veículo próximo a mim. Entrei sentando no banco de trás, disse o endereço e ele começou a dirigir.

Aproveitei aquele tempo de espera para colocar as coisas em ordem na minha cabeça

Primeiro tem esse problema da Hana e do Min que terei de resolver.

Peguei meu celular e vi que o advogado me enviou uma mensagem dizendo que já estava indo a caminho da delegacia. Ótimo, vou deixar que ele resolva esse problema!

Agora tem aquela história dos gêmeos não serem filhos do Lee, o que significa que Cristine teve um caso durante o casamento. Mas com quem? E por que ela trairia Lee? Tudo bem, eu sei que conviver com Lee não deve ser fácil, mas Cristine gostava muito dele.

Talvez eles tivessem tido uma briga feia e ela afogou as mágoas na bebida, de tão bêbada acabou dormindo com outro homem. É apenas um palpite.

Agora tem esse acordo entre Baekhyun, Lee e o meu pai.

Baekhyun pode ter feito uma grande burrada propondo aquele acordo, mas ele só estava tentando melhorar as coisas. Nos sentiamos sufocados por ter que obedecer às ordens dos nossos superiores. Toda criança aprende que deve-se respeitar os mais velhos, mas quem disse que eles sempre estão certos?

Era isso que odiavamos, aceitar calados aquela injustiça.

Baekhyun não quis continuar quieto e agiu por impulso, queria alguma oportunidade para que nós dois ficassemos juntos, foi disposto até mesmo de morar com Yumi.

Mesmo que tenha sido um erro, ele fez isso por nós dois.

S/N— Um mês. - repito em voz baixa o tempo que ainda nos restava.

Irei aproveitar ao máximo esse tempo com ele.


[...]


S/N— Muito obrigada por ter ajudado. - faço uma reverência ao advogado que repetiu o gesto - Por favor, espere por Park só mais um pouco, ele já está chegando para pagar o seu serviço.

O advogado concordou e sentou-se em um banco com sua pasta de couro em cima do colo.

Cruzei os braços batendo o pé no chão impaciente. Esperava a liberação dos meus dois amigos. 

Hana— Eu não entendo o motivo dessas algemas sofá estendeu no meu pulso se eu já fui liberada! - olhei para o final do corredor vendo um policial segurando no braço de Mim enquanto dois seguravam os braços de Hana a fazendo sair do chão, ela balançava as pernas pra frente e pra trás tentando se soltar - Me soltem, eu fui considerada inocente! Isso é falta de ética!

S/N— Ai meu santo Yoongi. - suspiro balançando a cabeça em negação.

Os policiais largaram Hana e tiraram as algemas dos pulsos dela e de Min. 

Hana— Liberdade! - colocou uma mão no outro pulso que estava um pouco vermelho. Ela olhou para os policiais que a carregaram se afastando - Esses idiotas me machucaram! Por que eles não usam aquelas algemas pra fazer coisas melhores?! - arregalei os olhos entendendo a sua indireta maliciosa.

S/N— Hana! Você quer ser presa de novo?! - ela deu de ombros como se não ligasse.

Min— Eu não acredito que estou com a ficha suja por sua causa! - reclamou para Hana que o olhou com tédio.

Hana— Deixe de drama, Min. - ele fez um bico frustado, com certeza arrependido de ter aceitado a ideia maluca de Hana.

— Onde ela está?! - escutei a voz masculina se aproximando, Hana ficou em choque por saber a quem pertencia aquela voz. - Aí está você!

Hana— Aigo. Eu vou levar bronca. - fez uma careta se virando vendo o mais alto se aproximando.

Chanyeol— Você me prometeu que não ia entrar no desfile de penetra, e no meio da noite recebo uma ligação da S/N dizendo que você e o Min estão presos!! 

Hana— Pense pelo lado positivo, eu não quebrei a promessa porque não fui no desfile

Chanyeol— Mas pretendia! - ele cruzou os braços inflando as bochechas.

Min ficou do meu lado apenas olhando para a briga do casal. Um indivíduo ficou do meu outro lado, olhei para o mesmo vendo Kai.

S/N— O que faz aqui?

Kai— Eu trouxe o Chanyeol. Você acha mesmo que eu ia perder essa treta? - ri fraco enquanto ele me abraçava de lado.

Hana— Você não devia estar me dando bronca, e sim nos dois caras que tentaram me bater! - ela bufou de raiva. Chanyeol franziu a testa.

Chanyeol— O que?! Eu não soube disso.

Hana— Agora você sabe. São aqueles dois alí. - ela apontou para ambos que estavam sendo levados por dois polícia pra sala do delegado.

Chanyeol olhou para os dois com ódio.

Min— Isso não vai dar certo. - afirmou e em um gesto rápido, ficou na frente do yoda que tentou avançar nos dois caras, mas Min segurou nos seus braços o impedindo.

Chanyeol— Não encostem um dedo na minha namorada! Aigo, me solta Min! - ele se rebateu tentando se soltar mas foi em vão. Os dois caras gargalharam, Kai também não segurou a risada - Vocês ainda estão rindo?! Aish, quando eu me soltar é melhor vocês começarem a rezar!

— É melhor acalmarem o garoto. - disse o advogado se levantando - Ele pode ser preso se continuar ameaçando bater nos dois indivíduos.

S/N— Parece que todo mundo quer ser preso hoje! - revirei os olhos.

Hana falou com Chanyeol e ele se acalmou aos poucos. Kai não parava de rir da situação do amigo e eu acabei rindo fraco com o seu modo de agir.

— Senhorita S/N - o advogado me chamou - Já está ficando tarde, quando o seu pai irá chegar?

S/N— O meu pai? - fiquei confusa mas logo entendi o seu engano - Não vai ser o meu pai que ira pagá-lo, quando eu disse "Park" estava me referindo à Park Chanyeol. - apontei para o mesmo enquanto o advogado assentiu.


[...]


O apartamento estava com as luzes acesas o que me fez pensar que Baekhyun estava acordado.

Subi as escadas e fui em direção ao seu quarto. Fiz menção de abrir a porta, mas parei quando percebi que a mesma estava um pouco aberta me possibilitando de ver o cômodo. 

Olhei por um tempo Baekhyun dormindo na cama abraçando um travesseiro. Eu queria tirar uma foto pra nunca esquecer dessa imagem, ele parece uma criança quando dorme abraçada a um ursinho.

Abri a porta adentrando o quarto com cuidado para não fazer barulho e acorda-lo. Fui até o closet e peguei no meu guarda roupa um pijama. Vestir ali mesmo e coloquei a roupa que antes usava dentro do cesto de roupa suja.

Sai do closet vendo Baekhyun na mesma posição. Como não quero acordar aquele ser muito fofo, caminho em passos lentos para fora do quarto, pretendo dormir no quarto de hóspedes.

Baekhyun— Pra onde está indo? - perguntou com a voz um pouco rouca por ter acabado de acordar. Me viro sorrindo um pouco sem graça, me sentia como se tivesse sido flagrada fazendo algo errado.

S/N— Estava indo para o quarto de hóspedes.

Baekhyun— Você ainda quer um tempo sozinha?

S/N— Não. Eu só não queria te acordar.

Baekhyun— Então... você não está com raiva de mim? - ele rapidamente sentou na cama sorridente. Eu não segurei um sorriso pois o seu cabelo está todo bagunçado e os seus olhos estão semiabertos, parece se esforçar para ficar acordado.

S/N— Não estou. - ele então ajeitou aquele travesseiro que antes abraçava deixando um espaço ao seu lado.

Baekhyun— Deita aqui comigo.

Timidamente caminhei até a cama e deitei ao seu lado olhando para o seu rosto. Ele abraçou minha cintura me puxando para mais perto.

Baekhyun— Eu queria, pelo o menos por um minuto, ficar com você sem ter que me preocupar com o Lee, Kwan e Yumi... Como se eles não existissem no mundo. - ele olhava nos meus olhos.

S/N— Baek-ah... - ele sorriu.

Baekhyun— Eu amo quando você me chama assim. - ele depositou um breve selar nos meus lábios.

S/N— Baek-ah, vamos sair amanhã? Eu quero aproveitar o tempo que temos juntos. - ele sorriu sem mostrar os dentes e depois fechou os olhos.

Baekhyun— Tudo bem. Eu te levo pra onde quiser. - falou em um tom baixo. O seu sorriso foi diminuindo, ele já estava caindo no sono.

E pensar que eu vou dormir e acordar esse mês inteiro olhando para ele!



[...]


No dia seguinte


Baekhyun— Confesse que esse é um ótimo plano! - disse enquanto estacionava o carro em uma das vagas da escola.

S/N— Tudo bem, é um bom plano!

Baekhyun— Lógico que sim, fui eu quem pensei nele. - o olhei tediosa enquanto ele ria.

S/N— Eu não me sinto muito confiante em fazer isso. - digo repensando no plano de Baekhyun.

Baekhyun— Devia se sentir segura, primeiro que ela não é mais a sua diretora, e também já te manipulou mais de uma vez, está na hora de você fazer o mesmo com ela.

S/N— Tudo bem. - ajeito minha postura me sentindo mais confiante.

Baekhyun— Fighting! - beijou a minha bochecha me incentivando.

Sai do carro e segui até a entrada da escola. Acabei encontrando alguns alunos pelos corredores, com certeza estão trabalhando na organização do baile de formatura.

Fui até a sala da diretora, bati três vezes na porta logo escutando um "Pode entrar". Abri a porta com a cabeça erguida. A diretora estava sentada e fez uma expressão confusa e surpresa ao me ver.

S/N— Olá senhora diretora. - me esforcei para não gaguejar. É a primeira vez que vou fazer isso, manipular uma pessoa.

— O que faz aqui? Por acaso está na organização da formatura com os outros alunos?

S/N— Não, mas vou ser direta com o assunto que quero tratar com a senhora. - ela se levantou curiosa, sem noção alguma de qual seria o assunto retratado - Baekhyun está nesse momento em um carro no estacionamento da escola.

— Sério? - ela esbanjou um enorme sorriso saimdo de trás da mesa - Por que ele não entrou aqui? Gostaria muito de conhecê-lo! 

S/N— Espere. - a impedindo de sair me sentindo mais nervosa do que ainda - A senhora só poderá conhece-lo se liberar a piscina de natação da escola pra nós dois, e que ninguém mais saiba sobre isso.

Eu não sei dizer a sua reação ao certo, ficou com os olhos um pouco arregalados pela a surpresa, logo arqueou a sobrancelha pensativa.

— O que vão fazer na piscina?

S/N— Nadar. - digo óbvia demais ao ponto de ter sido um pouco grossa - M-me desculpe.

Ela não disse nada. Foi até a sua mesa e abriu uma gaveta e tirou de lá uma chave. Veio em minha direção, pegou minha mão e me entregou a mesma.

— Essa é a chave da quadra de natação. Agora, onde está o Byun? - ela sorriu.





Notas Finais


Ainda bem que a Geraldinha não terminou com o Baekhyun. (Referências ao grupo do whatsapp​ 🌚)
Hauahuaau 💙🌈

Mds, estou amando conhecer melhor vocês!!! 💙💙

Meu plano era postar dois capítulos hoje, mas tenho um compromisso agora...
Mas amanhã vai ter dois capítulos! 💙

Ah, e obrigada pelas pessoas que se ofereceram para fazer a capa da minha outra fanfic e pelas que me indicaram pessoas que podiam fazer, mas eu já consegui uma capa :3
💙💙🌈🌈

Bjs

~Tiatae_ 🎅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...