História Bagunça de amor (Pentatonix) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pentatonix
Personagens Avi Kaplan, Kevin Olusola, Kirstie Maldonado, Mitch Grassi, Scott Hoying
Tags Avi Kaplan, Mavi, Mitch Grassi, Pentatonix, Ptx, Scott Hoying
Visualizações 27
Palavras 2.381
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nota: Como perceberam eu adiantei um pouco o capítulo que era para eu postar amanhã (Sexta- feira), a justificativa é simples, amanhã estarei o dia todo fora de casa, vou trabalhar e encontrar as minhas melhores amigas para gente "bebemorar" porque foi meu aniversário semana passada, então estarei meio no brilho, vulgo bêbada, e não sei se conseguirei postar, então resolvi adiantar por via dúvida, mas continua no mesmo esquema, postar três capítulos por fim de semana, então sábado eu postarei o outro capítulo e assim em diante, então me desculpem o transtorno. 

Esse é um capítulo um pouco mais simples, mas o acho muito importante para mim, porque mostrar como tudo acontecem através da ótica do Avi. Espero que estejam gostando, porque eu simplesmente estou amando escrever e estou muito empenhada nisso.

Capítulo 14 - Treze passos ao passado


Fanfic / Fanfiction Bagunça de amor (Pentatonix) - Capítulo 14 - Treze passos ao passado

Avi

No outro dia acordei e vi o Mitch pronto para ir embora, me aproximei dele, mas do que nunca queria o beijo dele. Me aproximei devagar e disse:

- Iria embora assim sem falar um Bom dia?

Ele levou um susto

- Que me matar do coração Avi?

- Desculpe, não foi a minha intenção- Eu disse simplesmente hipnotizado por tanta beleza, eu não conseguia nem me mover.

- Eu iria deixar um bilhete que eu iria já descer e tomar o café e só iria voltar para encontrar com todos.

Eu queria está com ele, eu sabia que ele estava me evitando, mas as coisas não poderiam ficar estranhas entre nós dois, primeiro porque não agüentaria ficar longe dele e segundo pelo pentatonix.

- Ok!! Eu vou com você.

- Não Avi, eu vou sozinho, é melhor, é mais fácil, é melhor.

- Por que motivo eu não iria com você? – Eu queria que ele fosse claro, será que ele só me beijou por causa do álcool ou será que ele sentia algo a mais por mim?

- Não sei Avi, só não to sabendo o que falar.

- Eu vou com você, vou me arrumar, em 10 minutos eu estou pronto.

- Avi é melhor não...

- Mitch! – Eu me aproximei dele, queria beijá-lo e acabar com esse desejo, mas eu não poderia fazer nada sem a vontade dele então só disse: - Eu vou com você, não adianta me impedir, as coisas não podem ficar estranhas entre a gente.

Me arrumei e peguei tudo que precisava.

- Não esqueceu nada né Avi?

- Não baby, fique tranqüilo. –

Saímos , não falamos nada, ele não puxava assunto, muito menos eu, mas eu queria pedi a ele pra gente sair, sei lá. Mas nós dois estávamos tensos, quando chegamos no saguão encontramos Scott e Alex.

Chegamos no restaurante do próprio hotel lá estava Kevin com a namorada dele, Kirstin e Jeremy, então nos juntamos a eles para um café.

Eles conversavam empolgados eu quase não falei e Mitch também não.

- O que houve com você Mitch? Está calado. – Kevin perguntou.

- Não estou bem, estou com dor de cabeça, só quero logo minha casa.

Ficamos ali por um tempo quando chegaram Esther e Darien.

- Bom pessoal a van está pronta. – Esther nos falou.

- Graças a Deus.- Mitch disse, estava me matando o fato de Mitch está me ignorando, e resolvi falar com ele, será que ele realmente estava totalmente arrependido do que fez?  Será que ele não entendeu que eu também queria? Ele nem me deu chances de conversa.

Enquanto ele caminhava um pouco mais na minha frente o puxei pelo braço para conversar. Olhei nos olhos castanhos deles, que tinha um olhar preocupado e disse.

- Por favor! Para de me ignorar, isso está me matando, pelo menos me trate com menos frieza.

- Eu só estou chateado com o que aconteceu ontem, e eu preciso pensar sobre isso.

- Eu te darei espaço, é que eu o considero parte importante da minha vida, um ... – ele me interrompeu.

- irmãozinho...

- Vamos Avi e Mitch – Esther nos gritava.

Chegamos no aeroporto coloquei a minha mala pra dentro deixei com a namorada do Kevin, e ajudava Kevin a colocar a dele pra dentro quando vi Mitch chegando, meu coração quase saiu pelo meu peito, parecia que eu não o via a anos, eu simplesmente não conseguia para de olhá-lo que merda é essa que está acontecendo comigo.

- Entendeu Avi? – Kevin perguntou. Eu não ouvir uma palavra, concordei sem nem saber do que se tratava, as malas estavam todas la dentro, fui ao lado de fora para pegar o meu celular que estava na van, quando estava voltando para dentro do aeroporto ouvir Scott me gritando:

- Avi vem aqui, por favor!!

- Oi Scotty?

- Já levou suas malas?

- Sim todas lá dentro.

- Tem como ajudar o Mitch ele ta enrolado – Scott falou normalmente.

- Claro! – Eu fui na direção dele, eu já estava suando frio só de sentir seu corpo próximo do meu.

- Não precisa! – Ele falou me olhando parecendo com um pouco de vergonha

- Para com isso Baby, eu sempre irei te ajudar. – Eu falei baixo para não chamar muita atenção.

Eu olhava para os olhos de Mitch meu coração ficou mais acelerado ainda, senti meu coração sair pela boca, e tive um flashback do nosso beijo, e me deu a vontade de beijá-lo mesmo que ali na frente de todos, não faria pois respeito o Mitch acima de qualquer coisa.

Eu realmente não conseguia não olhar para o Mitch e eu torci para que ninguém tenha percebido.

Foi um vôo cansativo, mas enfim cheguei em casa depois de passar no super mercado e comprar algumas coisas para casa, estava sozinho Kevin estava com a namorada, e eu resolvi dormir a tarde.

Acordei meio confuso por causa do fuso horário, levantei umas 18:30, comi alguma comida, sentei na sala e liguei para os meus pais.

Depois de um tempo resolvi que precisava falar com o Mitch, talvez ele me desse à chance de falar o que eu estava sentindo, pra gente falar sobre o ocorrido, eu sentia que queria esta perto do Mitch resolvi mandar mensagem pra ele na esperança de que ele me respondesse

Eu: Mitch  você esta bem? Dormir a tarde toda agora estou aqui sem sono, queria conversar com você.

Acho que ele estava me ignorando, meu coração se entristeceu

Eu: Eu queria pelo menos ligar pra você.

Quando já estava sem qualquer esperança de Mitch me responder chega a mensagem.

Lindo Anjo :Avi aconteceu o mesmo comigo, dormir a tarde e agora estou acordado esperando a minha pizza. E Avi acho melhor a gente ficar um pouco afastado, sem conversas fora do PTX.

Meu coração se entristeceu, eu queria lutar, mas como insistir com alguém que não quer te ouvir, talvez o Mitch tivesse razão, então resolvi que respeitaria Mitch

Eu: Tá bom Mitch eu não te incomodarei mais, respeito acima de tudo.

A semana passou e eu resistir a não mandar nada para Mitch, mas muitas vezes peguei o celular com vontade de ligar somente para ouvir a voz dele, nos encontramos nesse período por causa do grupo e falei o essencial com ele nas reuniões do pentatonix,  tínhamos que resolve algumas questões mais burocrática como agenda de shows e apresentações. Gravamos vídeos para colocar no Youtube. Agora as estávamos de férias, nos encontraríamos algumas vezes na semana para alguns ajustes de arranjos.

- Você está animado para hoje a noite Mitch? -  Kirstin perguntou para Mitch.

- Pra quê? – Kevin perguntou curioso.

- Ele vai sair com o Lui enfim! – Kirstin respondeu  ela parecia bem animada assim como o Mitch também, nesse momento eu não resistir sentir um pouco de tristeza e ciúmes, sei que eu não teria esse direito e perguntei tentando ser natural

- Você vai sair com ele, mesmo?

- Eu falei que iria Avi. – Ele me respondeu com muita naturalidade, ele nem percebeu o meu desconforto, minha vontade era chorar parecia que eu estava perdendo o Mitch, mas de fato eu nunca tive o Mitch

- Eu falei com ele já Avi, e não consegui fazer ele mudar de ideia. – Scott falou.

- Eu vou sair com ele hoje e vamos ver no que vai dar, eu dei a minha palavra. – Mitch disse parecendo certo do que estava fazendo.

Eu não estava me controlando, meus olhos estavam enchendo de lagrimas resolvi procurar algum local pra eu ficar sozinho, e assim o fiz. Encontrei uma sala, sentei na poltrona que tinha nela, e chorei, chorei tudo que estava guardado a uma semana no meu peito, eu estava perdendo o Mitch, e eu nem tive chances de conversar com ele. Quando ouvi uma batida na porta

- Avi?

- Mitch?- não olhei para a porta estava com medo, não queria que ele me visse chorando.

- Você estava chorando?

- Talvez.

Eu não queria falar, mas o meu coração estava triste, eu precisava tirar o peso de mim, eu precisava entender o que estava acontecendo comigo.

- Fala comigo o que está acontecendo com você?

- Nada Baby.

- Como nada? Você está aí vermelho de tanto chorar, com os olhos tristes, e vem dizer que não é nada? É alguma coisa com sua família? Existe algum problema? – Ele falou gentilmente, como ele pode não perceber todos os sentimentos que eu sinto por ele, como ele não percebe que eu ainda quero ele? Como ele não percebe que essas lágrimas são de saudades dele?

- Mitch pelo amor de Deus, não é nada, só me deixa aqui. – Eu respondi sem me mover porque tinha medo que não resistir a ele.

- Avi pelo amor de Deus o que aconteceu? Fala comigo;

Enfim resolvi olhar, levantei e cheguei o mais próximo que poderia dele, e resolvi fazer ele entender que eu queria ele, os beijos e risos. Que pelo menos pudéssemos ser como antes, sem ser ignorado o tempo todo.

- Mitch você quer que eu realmente fale o que aconteceu?

- Sim quero. Você não está bem.

- A culpa é sua, Mitch Grassi, somente sua – Falei com sinceridade, esperando que ele entendesse que eu não resistia mais a distancia, que eu queria que ele me ajudasse a entender o que eu estava sentindo.

 - O que eu te fiz Avi? –

Eu me aproximei mais dele, o fazendo encostar na parede e resolvi falar.

- Depois do beijo que você me deu, você se afastou de mim...

- Eu não queria ter feito isso...

Ele não entendia que não era o beijo, que eu não estava com raiva, mas eu queria mais, eu queria entender o que sentia, que eu não queria ser ignorado.

- Você não percebe nada a sua volta Mitch? -  Eu chorava mais.

- O que eu deveria perceber Avi? – Os olhos dele também encheram de lágrimas, talvez por está me vendo chorar.

- Eu queria aquele beijo, eu queria está com você, eu queria seus beijos Mitch, eu queria sentir seus lábios encostando os meus, eu estava esperando para ter coragem de te beijar por muito tempo, eu estava me sentindo atraído por você.–  Falei tudo de uma vez esperando a reação dele

- Avi!!? Você! Eu pensei, que você gostava de garotas.

- Eu também não me imaginava nessa situação, mas questão aqui não é minha sexualidade, é o que eu sinto. – Falei sinceramente.

- O que você sente?

- Vontade de está com você e te beijar, estou com os sentimentos confusos, mas ficar longe de você está acabando comigo, eu não agüento mais essa sua frieza comigo. –Eu chorava lembrando os dias que passei querendo falar com ele e não podendo.

Ele colocou mão em meu rosto, eu o olhei em seus olhos, eu queria beija-lo, ele abaixou a cabeça e disse:

- EU preciso ir embora eu tenho um encontro hoje-  E saiu sem nem olhar para trás.

Eu me sentei no chão aos prantos, encostado na parede, ele realmente não queria nada comigo, nem uma simples amizade, nem uma conversa, o que estava acontecendo conosco?

- Avi? O que aconteceu?- Era a voz do Kevin

- Nada!- Falei ainda chorando.

- Como nada irmão? Olha o seu estado. A semana toda você estava triste, ou você acha que eu não reparei? O que anda acontecendo?

Eu literalmente não conseguia falar. Só conseguia chorar, só senti os braços do Kevin me envolver:

- Estou aqui com você irmão. – Ele me disse enquanto estava no chão abraçado a mim.

Parei de chorar 5 minutos depois Kevin me largou virou de frente para mim e disse:

- Agora você pode me falar o que aconteceu pra te deixar assim?

- Agora não, ainda não estou pronto, mas obrigado irmão, eu só preciso ir para casa, e precisava desse abraço seu.

- Você sabe que sempre poderá contar comigo né?

- Eu sei, é que às vezes as coisas se desequilibram e a gente acaba ficando sem chão, é muita pressão irmão. – Falei querendo evitar mais perguntas.

-  Se quiser eu posso passar o fim de semana em casa com você podemos jogar alguns jogos, eu desmarco com a Anne e fico com o meu amigo em casa,te fazendo companhia.

- Não precisa Kevin pode ir ficar o fim de semana com a sua namorada, além do mais, segunda estarei indo ficar com os meus pais. Eu irei ficar bem, só preciso de uma boa comida. – Sorri tentando amenizar a situação.

Não queria contar a ninguém, só queria realmente ficar sozinho, ir para casa tomar um banho e me afundar nas cobertas e passar o fim de semana afundado na minha tristeza.

- Quer que eu te leve em casa Avi?

- Não Kevin, eu vim com o meu carro.

- Quem pode me levar em casa? – Scott entrou pela porta assustando eu e o Kevin.

- O que houve? – Scott perguntou vindo até mim.

- Nada Scott eu estou bem. – Falei desviando o olhar.

- Cadê o Mitch? – Kevin perguntou ao Scott para evitar que ele me fizesse pergunta.

- Ele foi embora, e simplesmente esqueceu que eu iria com ele e que o Alex não iria poder me buscar, ele disse que esta ansiosa para o encontro.

Enquanto Scott falava, eu ficava mais triste eu precisava sair dali e ir para casa.

- Eu vou embora. – Falei.

Em seguida Kevin disse.

- Calma Avi! Vamos fazer assim Scott você vai com o meu carro, e eu vou com o carro do Avi e levo ele, como você pode perceber ele não está bem, vou leva o carro dele você vem me seguindo com o meu carro até a minha casa pego o que preciso e te levo na sua casa. A não ser que você esteja com pressa!

- Não to com pressa não. Eu levo o carro pra você. Ô você não percebeu que fui largado pelo meu namorado e pelo meu melhor amigo. E Avi! Vai ficar tudo bem, você pode contar com a gente.

Eu sabia que Scott estava sendo sincero, ele sempre foi um cara muito bom e preocupado com cada um do grupo.

Cheguei em casa, fiz uma comida bem pesada regada com carne e muito macarrão, comi e fui para o meu quarto ficar em baixo das cobertas, enquanto tocava uma musica de fundo, estava sendo consumido pela minha tristeza, quando ouvir a campainha tocar, não estava esperando ninguém, fui até a porta e quando abrir...

- Boa noite Avi!!

Eu estava completamente em choque não sabia o que dizer só disse:

- O que você está fazendo aqui Mitch? – Estava totalmente surpreso.

- Posso entrar? Precisamos conversar. – Ele tinha os olhos um pouco vermelhos e um ar sério o que não era normal para ele.

- Claro! Entre. – Falei abrindo mais a porta permitindo sua passagem, fechei a porta assim que ele entrou.

- Sente-se Mitch!


Notas Finais


Nota: Espero que tenham gostado, comentem muito e me deem opinião e me digam se querem que aconteça algo especial, sei la. Beijos obrigada por lerem. Até sábado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...