História Balada proibida. - Jikook - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 101
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Balada.


Jungkook *POV*

Cheguei-me em casa, querendo so um pouco de paz. Sem minha "esposa", sem negócios pra cuidar, sem responsabilidade.

Disabotoando o terno e andando pela casa pra ver se tinha alguém.
Mas so vi empregados, e mais empregados.

- Hey. - Chamei por uma empregada que estava na cozinha. - Onde esta todo mundo? - Perguntei.

- Sua esposa? - Ela me perguntou.

- Sim. - Disse seco.

- Senhora Chaeyoung precisou fazer uma viagem. Ela deve chegar em 3 dias.

- A sim.. E você sabe pra que serve essa viagem? - Perguntei.

- "Viagem de negócios" ela disse.

- Ah.. Obrigada. - Sorri - Não irei jantar em casa hoje. - Disse me retirando.

Finalmente um dia de paz.

Ou uma noite.

Fui-me pro quarto e me joguei na cama.

O que eu iria fazer nessa noite de paz?
Sair? Me diverti? Dormir?
Kim taehyung.

Peguei meu celular e disquei o número de Tae. 

Taehyung : - Alô?

Jungkook : - Taehyung? 

Taehyung : - Sim?

Jungkook : - Está ocupado hoje a noite?

Taehyung: - Não, não estou. Por que?

Jungkook: - Está afim de sair?

Taehyung: - Ah, Claro! Pra onde quer ir?

Jungkook: - Em qualquer lugar que eu me divirta.

Taehyung: Vocês quis dizer, qual quer lugar que você transe até esquecer o caminho de casa, estou certo?

Jungkook: * Risos * - Sim, você está certo. Então.. onde vamos?

Taehyung: - Fique pronto. As dez horas passo aí.

Jungkook: - Ok. Até la.

Taehyung: - Até.

*Ligação encerrada*

E até que fim, irei ter um noite digna sem Chaeyoung enchendo minha paciência.

Ainda era oito e meia, então daria tempo de dar um cochilo breve e colocar o celular pra despertar as nove e meia.

~ Quebra de tempo ~

Eu odeio alarmes.

Eu odiava mesmo qualquer tipo de alarme, nem que colocasse minha música favorita em um deles eu iria gostar.

Acordei e me sentei na cama, abriando a boca diversas vezes e passando as mãos em meus olhos.
Levei meu braço até até mesa ao lado da minha cama pegando meu celular.

21:35

Levantei ainda coberto de "preguiça" e fui tomar uma ducha.

A água gelada batia em meio corpo, e eu so queria ficar ali mais cinco minutos.

Terminei o banho e sai com uma toalha enrolada na cintura e outra na mão passando pelos meus cabelos.

Fui pegar minha roupa, demorei séculos pra escolher pois não sabia onde iria.

Então so coloquei uma calça colada preta, uma blusa xadrez vermelha, meus cabelos bagunçados e alguns caindo nos meus olhos, um tênis qualquer minha carteira, e celular. Passei meu perfume preferido. E então finalmente desci as escadas.

Olhei novamente no relógio e marca 22:00 Em ponto.

So me sentei no sofá esperando taehyung e fiquei mexendo em algo qualquer no celular.

22:11

A campainha toca.

"Deixa que atendo" Gritei.

Fui até a porta e me deparo com um lindo Taehyung.

Sempre tão belo.

Cabelos loiros, uma calça colada, uma blusa azul social, um tênis e seu lindo sorriso quadrado.

- Estou bem? - Taehyung perguntou sobre sua roupa

- Está ótimo. - Respondi sorrindo.

- Então.. Vamos? - Perguntou

- Vamos.. No seu carro, ou no meu?

- No meu. - Taehyung disse.

Narradora *POV*

Logo Tae e Kook saíram.
Entraram no carro e colocaram uma música.
Eles cantarolava uma música qualquer. Até chegar no destino.

Jungkook *POV*

Logo chegamos em frente a um lugar, movimentado. Muito movimentado.
Tinha gente de todo tipo.
Tentei olhar o nome do local, mas não consegui.
Taehyung estacionou rápido o carro, como se soubesse exatamente aonde coloca-lo.

Descemos do carro e fomos direto pra entrada principal.

Pagamos e entramos.

- Tae? - Tentei falar o mais auto possível pra que taehyung escutasse por que o volume da música estava alto demais. - Onde estamos? - Perguntei

- EM UMA BALADA! - Taehyung gritou

- Eu quero beber, onde fica as bebidas? - Perguntei gritando pro taehyung.

- ali! - Taehyung me mostrou apontando com o dedo.

- Vou la, até! - Disse saindo de perto de taehyung que ja estava dançando com um grupinho ali.

Ele fazia amizade rápido.

Logo quando cheguei, pedi um bebida forte.
E esperei chegar. Me virei vendo o movimento da balada.

Alguém tocou meu ombro.

Me virei e deparei com o "Garçom" me dando a bebida.

Vermelha era a cor da bebida.
Pudi sentir meu estômago queimar so de olhar.

Então so virei o copo sem qualquer cerimônia.

Horrível, a pior bebida de todas.

Fiz algumas caretas depois de beber, me virando novamente pra ver as pessoas dançando na pista.

Pudi ver alguém sentando ao meu lado.
Mas não me dei o trabalho de me virar pra ver.

Fiquei alguns minutos ali, olhando. Até que

- Novo por aqui? - A voz ao lado me chamou

Me virei e pudi notar um tremendo filha da puta de lindo, me olhando.

Cabelos lilás, calça colada, blusa vermelha, tênis e vários brincos na orelha.

- Sim. Vim com um amigo. - Respondi

Ele disse algo que não consegui escutar, por causa do barulho da música.

Me aproximei - Desculpe, o que disse?

- Park Jimin, o meu nome é Park Jimin. Prazer! - Ela falava alto, fazendo assim com que eu escutasse.

- Ah sim! Jeon Jungkook, o prazer é todo meu! - Eu disse gritado.

Conversamos algumas horas.

Horas?

Peguei meu celular e, puta merda, HORAS! Ja era exatamente duas horas da madrugada.

- Ei! - Gritei chamando atenção de Park.

Park olhou pra mim com uma expressão de "Sim?"

- Ja estamos conversando a horas.

- E quantas horas são? - Park Perguntou

- Duas e vinte de cinco.

Park aproximou de meu ouvido pra nao ter que gritar novamente, ja que em todas essas horas gritamos pra podermos nos falar. - Me desculpe! Ja esta ficando tarde, e tenho mesmo que ir! Espero que te ver em breve Jungkook!

- Mas ja? Não está cedo demais? - Perguntei

- Não, não! Eu queria mesmo ficar, mas tenho que ir! - Park respondeu

- Não pode nem menos deixar seu número? - Sorri malicioso.

Ele pegou um guardanapo qualquer, pediu uma caneta ao garçom que estava do nosso lado.

Escreveu. E veio até mim, abrindo o bolso que havia em minha blusa é colocando um papel com seu número.

- Até mais Jeon! - Park disse aproximando de mim e selando um beijo em minha bochecha.

- Até Park. - Sorri


   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...