História Balloons - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Exibições 10
Palavras 2.074
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas!
Espero que gostem! E desculpa pelos erros!
Espero que tenha uma ótima leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction Balloons - Capítulo 1 - Capítulo Único.

“Livres como balões!”

AIR ADVENTURE.

B.B(Balloon Boy) não sabias  onde se encontrava. O local era como um fechado quadrado azul.

“Onde estou?” Perguntava a si mesmo.

Vira uma espécie de plataforma. Pulara na mesma, e lá encontrava dois balões que logo depois pegaras, e pulou em outra plataforma um pouco mais alta onde possuirá apenas um balão. Logo depois se dirigi-o a uma que ficava na parede e tinha um outro balão lá. Estava parecendo aqueles videogames em sua opinião. Aquele parede lhe parecia estranha, mas não se importou muito, pois logo depois pulou para a plataforma seguinte onde tinha dois balões novamente, e a última que também  era na parede possuirá novamente apenas um, mas, aquela parede lhe parecia normal. Viu lá onde tinha acordado que aparecera uma porta, onde estava escrito “Exit”. Estava descendo as plataformas em direção a porta quando algo sussurra em sua mente.

“ Lá não é o lugar certo!”

Parecia que estava morrendo, mas, por algum motivo, aquela voz lhe era familiar. Voltou para a plataforma aonde vira aquela parede estranha, e, com um toque, atravessou-a no mesmo instante. Estava caído, mas de uma forma lenta. Quando chegara ao chão, tudo ao seu redor era cinza. Decidi-o andar um pouco mais e encontrara três figuras idênticas a si, só que negras e estavam chorando, e se encontravam imóveis. Havia também uma árvore lá, mas não dera muita bola. Andou mais um pouco e vi-o novamente aquele quadrado azul, dera apenas um pulo e estava dentro dele. Subia novamente plataformas que tinha ali só que em posições diferentes as anteriores. Quando chegou ao final, vi-o um balão que mudava de cor, e, ao toca-lo, sumiras daquele local.

MANGLE’S QUEST

Mangle tentava pegar a última parte de seu corpo que faltava, mas aquela criança não ajudava em nada. Acordaras antes naquele lugar apenas com sua cabeça, e teve que ficar pulando de plataforma em plataforma para pegar suas peças, e finalmente faltava a última. Aproveitou que aquela criança estava distraída e foi a plataforma onde se encontrava sua última peça e finalmente conseguiras de volta sua “segunda cabeça” por assim dizer, sendo apenas seu endo. Vi-o uma porta que tinha escrito “Exit”, mas se importou mais com uma estranha parede onde havia uma plataforma que logo abaixo ficava a porta. Algo lhe dizia que seu caminho era para lá. Resolveu seguir seus instintos, e , quando menos percebeu, atravessou a parede. Se encontravas em um lugar completamente vermelho onde havia um tipo de escultura pelo que pode identificar. Era de uma criança chorando. Andaras um pouco mais e achou um monte de balões, e sem muita escolha começaras a subir em cada um deles. Dava para ver as estrelas,e logo depois viu a lua.

- Que lugar é esse?- Perguntou a si mesma estranhando o ambiente.

Viu no último balão uma espécie de bolo, e foi rumo a ele. Uma voz sussurra em sua mente.

“ Você consegui-o a chave, muito bom, Mangle, ou melhor, Toy Foxy!” Senti-o um calafrio em seu corpo. Algo ou alguém havia falado com sigo em sua mente, e havia dito o verdadeiro nome lhe dado. Pegara o bolo e sumiras.

CHICA’S PARTY

Toy Chica não reconhecia o lugar em que se encontrava. As paredes do local era verde em um tom que lhe dava tranquilidade. Neste exato momento se encontrava tentando acalmar duas crianças que choravam.

- Calma, calma! Esta tudo bem.- Dizia aos pequenos. Mas de nada adiantava.

Sairá a andar por ai em busca de algo que os acalma-se. Subiras em algumas plataformas onde achou dois cupcakes. Deu para as crianças que logo se acalmaram. Desceu em um buraco em busca de achar uma saída, mas achou mais duas crianças chorando. Procurou novamente pelos cupcakes, e , quando os achou entregou a eles, e, no exato momento, uma porta escrito “Exit” apareceu lá. Mas sente algo errado, uma parede. Se dirige a mesma e a atravessa. Vê uma criança, uma menina pra ser mais exata, chorando em cima de uma plataforma, onde tinha dois balões como escada. Algo cairá em sua cabeça.

- O que é isso?- Pegou o tal objeto, vendo ser uma mascara de sua old, Chica.- O que faz aqui? Não me diga que...!- Olhara para a criança, já sabia o que estava acontecendo.- Chica...-  Murmurou para si mesma, e foi rumo a menina.

- Olá!- Disse a mesma ao perceber sua presença.

- Oi!- Respondeu Toy Chica.- Isto é seu?- Perguntou mostrando a mascara.

- Sim! Estava procurando!- Pegou a mascara e ajeitou em seu rosto.

- Chica...- Chamou a Toy. Embora a menina estive-se de mascara dava para ver seu espanto ao ser chamada pelo seu “outro nome”.- Deixe me tirar você daqui!- Estendeu a mão mas a menina apenas se virou.

- Do que vai adianta?- Disse com a voz meio manhosa.- Nunca seremos livres.

- Não é verdade!-  Toy Chica não queria deixa-la lá. Queria tirar a alma que viveu dentro de sua Old durante anos daquele lugar que foram forçados a chamar de lar.

- Não vai adiantar nada!- Ela tentava a todo o custo segurar as lagrimas e não chorar na frente da toy.

- Nos de apenas uma chance!- A menina se virou e viu que Toy Chica segurava um prato de bolo.

- Por favor! Salve-nos!- Pega o prato com o bolo e ambas somem.

AIR ADVENTURE

B.b estava lá de novo. Fez a mesma coisa que houvera feito antes. Mas, ao cair depois de atravessar a parede, vê que foi parado por um balão. Havia uma tralha deles, e ia pulando de um em um até chegar a uma plataforma longa. No final dela vê um menino na ponta.

“ Olhe em volta, e veja se nada foi esquecido!” Aquela voz novamente. Mas assim fez, e, localizara uma mascara de raposa, a do Foxy. Se aproximou do menino e lhe deu a mascara, o mesmo pegou com certa grosseria.

- No mínimo peça obrigado!- Disse B.b mas o menino permanecera quieto.- Vamos Foxy, pra que ser assim comigo, sabe que eu sou seu amigo!- B.b falou enquanto se senteva ao lado de Foxy.

- Custa tanto sonhar?- Perguntou olhando para o nada.

-Tenho certeza que cedo ou tarde vocês serão livres.

- Fala pois não é você que ficou todo esse tempo dentro de um robô, e, em busca de vingança!- O menino dos balões se calou. Não sabia o que dizer. Ficara encarando seu balão, e logo um sorriso se forma em seus lábios.

- Dizem que balões voam até onde podem quando soltos. E nada pode para-los. Tenho certeza de que vocês serão livre.- B.b esticou o balão que segurava para Foxy, que só havia notado na hora que mudara de cor.- Toma! Estes são os seus convites para a liberdade.- Completou entregando um bolo a Foxy, que, antes de sumir, disse:

- Obrigada, Balloon Boy.

- Tenho certeza de que serão livres como balões!

??????????

Golden Freddy, ou melhor, Fredbear se encontrava no passado. Spring Bonnie ao seu lado, e algumas crianças os olhando no palco. Sentiu uma sensação estranha em seu peito. Sua outra parte estava com problemas. Desceu do palco em busca de uma saída, mas, embora desse para ver o lado de fora, não achara uma saída. O palco estava estranho, se aproximou e foi como se estivesse sendo sugado por ele, e, quando viu, estava do lado de fora.

- Mas o que?- Se perguntou. Sentiu outro aperto no peito, tinha que se apresar e achar uma saída logo. Quando vê, esta em outro lugar, mas ainda é o mesmo. Podia se mover para o lado que quisesse, para cima e para baixo, via várias salas aonde ficava mas eram diferentes em algo, como se atravessasse dimensões. Em uma delas, achou uma porta que tinha escrito “Exit”, mas sabia que sua outra parte não o queria lá. Achou finalmente um lugar aonde havia um menino, sentado encostado na parede e uma mascara de um urso marrom a sua frente. Fredbear entrara dentro do local e pegara a mascara.

- Freddy... Sabe que ainda a esperança!- Disse se aproximando do menor.

- Olá para você também Golden... ou deveria dizer Fredbear!- Diz a criança sem demonstrar expressão no rosto.- E só para dizer a esperança já se extinguiu para mim.

-  Ainda a esper...- O dourado foi interrompido pelos berros do outro urso por assim dizer

- NÃO AH MAIS ESPERANÇA! Não ah!- Lagrimas escorriam pelo seu rosto de menino enquanto seus olhos azuis se inchavam de tanto que havia chorado nesses últimos tempos. O menino levanta a cabeça e vê sua mascara e um bolo, que Fredbear indicava para o mesmo pegar.

- Sempre a esperanças! Chica e Foxy já estão esperando por você!- O menino se surpreende ao ouvir aquilo.- Basta apenas pegar.- Freddy pega a mascara e a ajeita na cabeça.

- Por vocês apenas!- Ele pega o bolo e some.

??????????

Shadow Bonnie “acordou”. Algo o chamava.

“Em algum lugar... vá o salvar.”

Aquela voz pertencia a uma única pessoa, alma ou ser.

- Puppet!- Murmurou a sombra. Logo estava aonde se encontrava Mangle. Os robôs já não estavam mais “conscientes”, então não tinham ideia da presença de Shaddow Bonnie. A sombra chegou a uma sala um pouco sombria. Do lado de fora viu um ser chorando. Chegou na sala aonde estava B.B e foi para o lado de fora. Se terleportou novamente mas era a sala da Toy Chica, e mais umaa vez, e chogou na sala certa.

- Olá pequenino!- Disse se abaixando.

- Oi!- Respondeu secando suas lagrimas.- Tudo bem?

- Sim! Mas você não parece! Não quer ser livre?- Perguntou a sombra.

- Sim! Mas não é possível!- O pequeno volta a chorar.

- Nunca diga nunca!

- Você disse.- Ambos riram. Mas o pequeno volta a chorar.

- Não se preocupe! Você será livre, Bonnie.- Bonnie levanta a cabeça mas a sombra não se encontrava mais lá. Havia no chão uma mascara de coelho e um bolo. A criança ajeita a mascara e pega o bolo sumindo.

HAPPIEST DAY

Puppet estava em uma sala toda decorada por balões, havia vários convidados comendo bolo, atrás dele se encontrava aquela porta que só servia mais para atrapalhar. Ele se via com um penetra naquele local, mas não ligava. Passava entre as mesas sem ser percebido até chegar no final da sala, onde lá se encontra os Olds e Golden.

- Olá!- Disse se aproximando de Golden.- Não vai aproveitar a festa?

- Não ah o que aproveitar!- Falou em um tom frio.

- Sinto que em breve seremos livres!- Fala com um sorriso no rosto.- Esta festa é para recuperar o que perdeu! Estou aqui a mais tempo que tu, e ainda tenho esperanças.  E vou cumprir minha promessa e tirar vocês daqui!

- Não ah como sair daqui!- Ainda tinha o tom frio em sua voz.

-Não perca as esperanças!- Disse Freddy desviando o olhar. Chica riu soprado.

- Sim, nós seremos livres!- Confirmou a menina tentando mostrar seu mais sincero que conseguia.

- Eles nos disseram!- Foi a vez de Bonnie. – Nossos amigos disseram que seriamos livres!

- Amigos?

- Sim!- Completou Foxy, enquanto olhava para o balão.- Eles são nossos amigos.

- Mas este mun...- O dourado foi interrompido pela marionete.

- Nós criamos esta mundo mas não significa que quem esta nele não seja real. Nós criamos a vida deles então eles vivem em nosso mundo. Nós os criamos para nos ajudar a ser livre, e eles fazem de tudo para nós sermos livres.

Puppet bota o bolo em cima da mesa e estica a mão direita para Golden a pegar enquanto segura uma mascar de Fredbear na esquerda.

- Venha conosco.- Golden começou a chorar. Foi levantando devagarinho seu braço em direção ao de Puppet, excitando um pouco de vez em quando, mas agarra a mão do amigo. O mesmo lhe da a mascara, que coloca logo depois.

- Nós seremos livres!- Diz Golden, e todos os 5 sorriem para o amigo. O balão que Foxy ganhara de B.B começa a brilhar. Suas almas já não eram mais visíveis, o balão agora era seis, e suas mascaras caem no chão.

- Obrigada de novo Balloon!- Murmura Foxy.

- Era como eu esperava!- Falou Puppet.- Valeu a espera! Agora somos finalmente livres” – E suas lagrimas roxas somem. Agora eles são...

“...livres como balões!”


Notas Finais


Olá novamente pessoas!
Espero que tenham gostado da minha primeira fanfic e one-shot.
Novamente desculpe-me qualquer erro.
Acho que alguns notaram que esta fanfic é inspirada nos minigames de fnaf 3.
Só isso!
Tchau pessoas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...