História Bandit Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey
Tags Anastácia Steele, Christian Gray, Cinquenta Tons De Cinza, Damie
Visualizações 37
Palavras 650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi minhas amoras, tudo bem, espero que gostem do capítulo, eu quero dedicar ele a ~daniverano87, obrigado minha amorinha por comenta, e aos fantasminhas, apareçam eu só um amorzinho juro!
.
.
.
Boa leitura...

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Bandit Love - Capítulo 4 - Capítulo 4

Pov - Anastácia 

Mais um dia de trabalho me espera, assim que chego a mansão vejo muita movimentação entre os funcionários vou ate clara perguntar o por que de toda essa pressa.

-oi - digo sorrindo pra ela- por que estão todos animados assim?

-você não soube, o senhor Christian vem passar uns dias aqui, é eu fui responsável por recebe-lo 

Ela disse e pude notar ela endireitar o decote enquanto dava um sorriso malicioso, nojenta! 

-um OK, obrigado - digo e logo saiu dali indo direto por quartinho de limpeza onde pego os materiais pra começar meu trabalho, eram 10:35 quando o Sr. Christian chegou, eu não pude o ver pois estava limpando o banheiro de hóspedes, mãos pude perceber como as meninas que trabalham aqui ficaram animadas, principalmente a clara, resolvi nem ligar pra isso, terminei todo meu serviço as 7:05 logo fui me arrumar pra ir embora, peguei o ónibus e fui pra casa, assim que cheguei vi que tinha chegado na hora do jantar, jantei junto com as meninas e quando estava terminando a campainha tocou 

-deixa que eu atendo - Kate disse se levantando é indo abri a porta, logo ela veio com uma cá estranha - e pra você, e o José. 

Ela disse e pude ver Maria revira os olhos,ela não gostava nem um pouco dele, ela logo se levantou e foi pro quarto, olhei pra Kate que logo entendeu e foi atrás dela, respirei fundo e fui ate a sala, José estava la, com um buquê de rosas na mão

-Ana, oi - ele disse vindo pra perto de mim mais parou assim que viu meu olhar de não pra ele -err.. São pra você 

Ele disse e meu o buquê, eram realmentes lindas mais eu não queria aceitar, mais isso iria ser muita faltado educação da minha parte, coloquei o buquê em cima da mesinha de centro e logo perguntei 

-o que você quer José?

-Ana me desculpa OK, eu sei que fui muito grosso com você mais e que eu só acho que você merece coisa melhor e..

-você me chamou de empregadinha, o meu trabalho pode não ser muito perto do teu que e fotógrafo mais e com ele que sustento minha filha.

-eu posso te dar tudo que você quiser 

-eu sei, mais eu não quero José você fala igual esses mauiricinhos filhinhos de papai 

Eu disse é ele se aproximou de mim

-olha Ana, eu já entendi isso ta bom, me da mais uma chance hum?

Olhei pra ele por um tempo, José não era uma má pessoa, e eu gostava dele.

-tudo bem -eu disse sorrindo, é ele logo me beijou, eu queria, mais todas as vezes que ele me beijava eu não conseguia sentir nada além de carinho por ele, José ainda ficou em casa por um tempo,mais logo foi embora, assim que ele foi Kate apareceu, olhei pra ela sorrindo amarelo é ela logo me abraçou, fui pro me quarto e logo deitei, Maria não dormia comigo, só as vezes que sim, demorei um pouco pra dormi, mais quando o sono me pegou eu dormi feito pedra.

 Acordei com o despertador berrando no meu ouvido, me lenvatei da cama meio sem vontade e logo fui pro meu banheiro, fiz minhas higienes pessoais, tomei me banho e logo fui vestir minha roupa, vesti uma calça jeans e uma blusa azul escura de botões, calcei uma sapatilha preta e prendi meus cabelos em um coque frouxo, sai do meu quarto e fui pro de Maria, acordar ela nunca e uma missão fácil, ela e muito dorminhoca, 

-ain Mamae só mais uns minutinhos

Ela disse com os olhos fechados

-não, não mocinha vamos agora 

Eu disse fazendo cócegas nela que logo começou a gargalhar, ela levantou é eu fui dar banho nela, logo eu arrumei ela, tomamos café e eu deixei ela na creche e fui pro trabalho não sai mais senti que hoje seria um dia bom...


  


Notas Finais


gente ta curto por que minha mãe quer o celular mais amanhã eu continuo beijos 💋❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...