História Bangkay - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Desafiozaruess
Exibições 12
Palavras 207
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, Famí­lia

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Para o #DesafioZaruess, tema 07: Escrever uma fanfic de uma cena real que lhe marcou;
Isso aconteceu faz... Dois dias? Acontecimentos não me "marcam" por muito tempo (eu lavo memórias como você lava a mão com sabão), então ou eu escrevia sobre isso, ou esperava uma próxima oportunidade, que sabe-se lá quando viria. Portanto, cá estamos.
Peço desculpas pela sinopse pouco criativa e confusa que te fez parar aqui.
Até lá embaixo.

Capítulo 1 - Único


 

 

 

Ao contrário do que a jovem moça esperava, o supermercado estava cheio de gente naquela tarde.

Pessoas faziam contas mentais enquanto passava por elas pelos corredores, cheias de problemas que ela não podia ler. Também não podia observar ou indagar o motivo de andarem com tanta pressa.

Isso porque não estava sozinha. Seguia a mãe, a cestinha com poucos itens pendurada no braço.

As duas tinham acabado de sair de um diálogo, a mais nova havia comparado os preços dos achocolatados e se dera conta de que seria melhor levar um não-tão-bom que era um real mais barato do que aquele que gostava. Afinal, não era só isso que tinham para comprar.

Queijo, presunto, margarina. Limão. Chegaram aos frangos, carnes e peixes.

A mãe queria um frango. Passaram a comparar preços, tamanhos, marcas.

Esse é mais barato, a filha apontou para os de marca pouco conhecida. Ela reconhecia pouca ou nenhuma, e não fazia questão como sua mãe.

A mulher pegou um deles, o rosto torcido em nojo enquanto colocava o animal abatido na cesta. Minha mão ficou com um cheiro ruim. Acho que está estragado.

Sem pensar muito, a mais jovem abriu a boca, contradizendo-a com a mais pura incredulidade: Ele não está estragado.

Está morto.

 

 

 


Notas Finais


Bangkay é uma (graciosa) palavra filipina.
Significa cadáver.
Nós comemos cadáveres.
Eu vou ter que dormir com isso hoje, e acho que você também.

É isso, por agora. Até uma próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...