História BANGTAN LOVE - BTS Imagines - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Love, Bangtan Sonyeondan, Bts, Hobi, Imagine, Imagine Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung, Thebl, Yoongi
Exibições 161
Palavras 4.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente voltei! Espero que não tenha demorado muito dessa vez. Quero agradecer as mais de 4.000 visualizações e aos mais de 150 favs ♡♡ 😍😍 Vocês são demais! 🎉🎉

beijos e boa leitura!

Capítulo 12 - Diferente - Taehyung 03 imagine


Fanfic / Fanfiction BANGTAN LOVE - BTS Imagines - Capítulo 12 - Diferente - Taehyung 03 imagine

Taehyung estava em turnê com os meninos por vários países. Vocês tinham passado os últimos meses juntos aproveitando. As festas de fim de ano foram as melhoras da sua vida, estar ao lado dele te fazia se sentir completa.

Agora esse novo ano veio lotado de trabalho, shows, programas de tv, e tudo isso era muito bom, claro mas em compensação você estava morrendo de saudade. Fazia dias que ele não te mandava notícias, você estava triste com essa distância.

Seu telefone toca, chamada em vídeo de Taetae♡

- Alô! – você disse com um sorriso de orelha a orelha. Eram dez e meia da noite, você se surpreendeu em ele te ligar agora.

- Oiii, S/N! Como você está ai? – ele falou em tom eufórico.

- Com muita saudade! – você respondeu no mesmo tom.

- Ah, verdade. – ele estalou a língua - Bem, acabamos um show agora mesmo, estou super cansado. Mas demos o nosso melhor esta noite.

- Que bom Taetae! Estou orgulhosa de vocês! – você falou realmente orgulhosa dele. Dava pra perceber que o cabelo dele estava todo molhado de suor. Pelo jeito ele havia acabado de sair do palco mesmo.

- Nossas armys daqui são muito calorosas, e nos deram muito amor. – ele sorriu e fez aegyo pra você na câmera.

- Finalmente você me mandou notícias,  não sabe o quanto eu sinto sua falta. Faz três dias que não nos falamos.

- Ah, sim S/N, é que... – nessa hora o Jimin passa por trás do Tae, ele percebe que o Tae estava em vídeo chamada com você e acena para a câmera sorrindo.

- Oi S/N! – diz Jimin.

- Oi Jimim-ssi! Parabéns pelo seu trabalho duro!

- Ah, obrigada. Nós devemos tudo isso às nossas armys. – ele riu e o Tae deu um empurraozinho nele de leve pra ele sair da frente da câmera. Jimin fez careta pra ele e um tchauzinho pra você.

- Não faz isso com ele Tae... – Você disse tampando o riso com a mão.

- Ah, S/N vai defender ele agora? Você reclama que não nos falamos a três dias e quer dividir a atenção com o Jiminie pabo.

- Hm...

Ele se levanta e vai com a câmera até fora do camarim, onde tinha uma varanda.

- Aish... ta calor, estou morrendo. – ele diz se abanando.

- Quando vocês voltam?

- Ah, bem já estamos a quase um mês nesse tour. Falta só mais uma semana com três shows e estamos de volta.

- Ai, você fica tão lindo com essas lentes de contato e esse colar no pescoço, eu queria estar aí agora...

- Oh, sério? Obrigada. E eu também queria que estivesse aqui. – ele fez uma carinha sapeca.

- Nossa, agora estou com do de vocês. Vejo como está exausto.

- Não, na verdade nós amamos tudo isso. Apenas, estou um pouco cansado S/N, só isso. Eu estava ocupado esses dias que não te liguei.

Vocês ficaram se encarando pelo vídeo um tempo.

- Então é melhor eu desligar e deixar você descansar, Taetae. – ele te olhou com a cara pensativa dele e passou rapidamente a língua pelos lábios como fazia às vezes, parece até que era pra te provocar.

- Certo, obrigado S/N. Eu vou tomar um banho e descansar um pouco.

- Ei! Eu te amo. – Você falou.

- Te amo. – ele disse e desligou.

Você colocou o celular no bolso e voltou o que estava fazendo. Você estava em horário de fechar a cafeteria onde você trabalhava. Seu chefe fechava o caixa e você pegou sua bolsa e saiu pelas ruas de Seul até em casa.

Chegou em casa você tomou um banho, colocou uma roupa confortável e se jogou na sua cama. Ao lado, em cima do criado mudo havia um vaso com uma flor, um livro e dentro do livro um envelope,  a carta que fez tudo começar entre você e o Tae. Você a retirou do livro e ficou relendo ela até adormecer.

Uma semana e meia depois...

Tae estava de volta a dois dias porém vocês ainda não haviam se encontrado, ele não havia ate ligado nem dito nada, então você ainda nem sabia.

Era um sábado à tarde e você decidiu sair um pouco, caminhar pelas ruas e vê se comprava uma roupa que você viu outro dia no shopping. Na volta você acabava passando pela rua do apartamento dos meninos. De longe você viu algumas pessoas na frente de onde é o dormitório deles.

Você resolve se aproximar mais e ver o que era e ao se aproximar mais você vê que eram alguns dos meninos, e eram Jimin, Hoseok e o Taehyung mais encostado ao muro, conversando com uma garota.

Jimin te vê e sorri pra você, logo Hoseok também e você se aproxima para falar com eles. Quando Taehyung percebe sua presença ele rapidamente se recompõe e se afasta da garota. Você acha estranho pois ele pareceu surpreso em te ver.

- Vocês chegaram hoje? – você perguntou a Jimin na maior inocência.

- Não S/N. – Jimin te olhou um pouco desconfiado e olha para Hoseok e em seguida esse lança um olhar de reprovação para o mesmo.  Seus olhos às vezes desviavam para o Tae ainda perto da garota, e você viu quando ela pegou um envelope de suas mãos.

- Então, chegaram quando? – você insiste para Hoseok, tentando voltar a atenção para ele mas tava difícil.

- Chegamos a dois dias S/N. O Tae hyung não te avisou?

- Não... – Você viu o Tae sussurrar algo e a garota se despedir sutilmente indo embora pela rua. Sua vontade era pular no meio deles e perguntar quem era ela, mas se segurou.

- Ah, é que  estávamos descansando. Nossa, um mês! – ele suspirou. Você viu que Taehyung foi chegando na conversa de mansinho, ele ficou atrás do Hoseok e pôs uma da mãos no ombro do garoto, até que ele terminasse de falar.

Quando seus olharem se cruzam ele sorri pra você e você força um sorriso de volta. Depois de um mês sem vê-lo e agora ele estar de novo a metros de distância de você torna difícil de sustentar seu ciúme de maneira perfeita.

Hoseok se afasta dando passagem pro Tae chegar perto de você. Tae se aproxima de você e te da um abraço que você retribui.

- S/N! – ele diz teu nome e te da alguns  selinhos tentando matar a saudade mas logo se separam.

- Por que não me disse que havia chegado a dois dias?

- Bem, S/N, eu sei – ele faz biquinho – eu sei que eu deveria ter avisado mas estávamos muito cansados como o Hoseok hyung falou.

- Hm, bem.

- Você vem Tae? – pergunta Jimin para ele – por que não traz a S/N conosco?

- Ah, sim. Se ela quiser.

- Aonde vocês vão?

- Vamos a uma pequena reunião na BigHit, os outros já foram na frente. Quer ir?

- Não, eu... o que vou fazer lá? Pode deixar, eu acabo de vir do shopping, vou pra casa tomar um banho. – Você estava com uma sacola no braço.

- Comprou algo pra mim? – ele pergunta com um sorriso brincalhão.

- Comprei sim, depois eu te dou, mas... tem algo que quero te perguntar.

- Sim, pode falar.

Você ficou envergonhada dos outros meninos estarem ali mas não pode deixar pra depois.

- Quem era aquela garota que estava conversando com você quando cheguei?

- Ah, bem. Era só uma amiga. Eu sabia que você ia perguntar sobre ela.

- Ah, sabia? Por que?

- Bem, eu sei de tudo. - ele riu.

- É? Convencido demais você.

– Bem, S/N se não se importa agora eu preciso ir andando. Já estamos atrasados.

- Certo. – Vocês se despediram com um beijo e você aproximou-se mais dele, passando os braços ao redor de seu corpo, dando um abraço rápido nele. Ele sorriu de novo e correu até os meninos que estavam na frente.

Uma lágrima escorreu por seus olhos enquanto você fazia caminho para sua casa e você não sabia porque estava assim, sentindo essa sensação no coração, esse aperto que parecia que tudo estava ficando pequenino dentro de você.

Ele não havia insistido pra que você fosse com ele e você não podia mentir que não havia gostado da cena de minutos mais cedo.

Por que o Tae parecia que estava ficando estranho com você? Desde o ultimo tour do Bts era como se ele não sentisse tanta falta de você como você sentia dele. Você enxugou as lágrimas e resolveu ignorar, talvez fosse coisa da sua cabeça.

Você fez sua higiene e se deitou em sua cama. Lembrou-se que esqueceu de perguntar o que ele entregou a ela, mas sinceramente isso não era muito indiscreto? Pra você não, mas porque ele como seu namorado não deixava as coisas claras, como dois adultos maduros fazem para evitar esse tipo de coisa?

Talvez porque o Tae não seja tão maduro assim? Pensado nisso você fechou os olhos e adormeceu.

No outro dia você acordou um pouco tarde, com os raios de sol entrando pela janela e batendo em seu rosto. Quando viu o relógio, já era quase hora do almoço. Nossa, você nem percebeu o quanto dormiu, mas era domingo então tudo bem.

Quando viu seu celular, várias ligações perdidas do Taetae♡. Você pensou se deveria retornar, apenas se levantou e foi fazer sua higiene e talvez pensar em algo pra comer.

Mas depois de alguns minutos o telefone toca e era o Taehyung. Você atende e ele fala todo animado.

- Bom dia, minha flor do dia!

- Nossa, isso é tão brega. – Você responde com um risinho. Só em ouvir a voz dele tinha o poder de fazer isso com você. Aish! Esse garoto tinha um poder ainda não totalmente conhecido sobre você.

- Então, S/N, hoje é domingo, estou de folga e... – ele fez uma pausa e você pode ouvir o barulho do outro lado da linha. Eram os meninos fazendo bagunça a essa hora da manhã.

- É, hoje é domingo dia de preguiça! - disse uma voz conhecida do outro lado que você reconheceu como sendo Jungkook.

- Eu estou te convidando pra almoçar hoje aqui com a gente, o que acha? - disse o Tae.

- Ah, ótimo. Estou saudades de todos esses pestes! – você riu escutando a risada dele na linha.

-{ Jungkook, S/N te chamou de peste!} – você ouviu Tae dizer do outro lado.

- Ei, foi com todos não só o Kook! – Você  tenta se redimir em vão.

-Então, ok S/N. Te espero. Venha rápido, ou esses hyungs não vão lhe esperar muito tempo.

- Ei, calma aí, me espera!

Você desliga o telefone e vai se arrumar para ir até lá.

Chegando você cumprimenta a cada um, já que fazia tempo que não os via, recebeu alguns abraços de Jin, Namjoon, Kook e do Hoseok, mesmo que esse você já tenha visto um dia antes.

Jimin jogava no video game com Suga até que foram todos almoçar e teve ate uma guerra de resto de comida no final. Sobrou pra Jin ter que arrumar com a ajuda de Hoseok e você se ofereceu também, mas eles recusaram e então Tae te chamou.

Vocês subiram as escadas, você nunca havia ido na parte de cima do apartamento deles.

- Pra onde está me levando? – ele te levava pela mão. Logo vocês chegaram num quarto que o Tae abriu a porta e te levou pra dentro.

- Pro meu quarto. – ele te olhou e percebeu que você ficou meio sem jeito ao entrar lá.

- Relaxa S/N. – ele se jogou na cama soltando sua mão. – fica à vontade - Bem, o quarto não é só meu, divido com o Jimin e o Hoseok.

- Hm... é bem bonito.

Você olhou em volta e viu as outras duas camas. Você foi até uma delas e se sentou. Ele ficou de barriga pra cima, olhando pro teto e voltou a cabeça pra você te olhando. De cabeça pra baixo.

- Vem pra cá. Deita aqui comigo.  – ele deu duas batidinhas na cama. – está me evitando? – ele sorriu.

- Claro que não. E é você que parece estar me evitando a um tempo.

Nesse momento vocês ouvem um barulho de celular vibrando na mesinha ao lado da cama onde você estava.

- Celular tocando! – você avisou.

- Deve ser o do Jimin.

Você se levantou e olhou.

- É o seu. Com a capinha do Iron Man! – você pegou o aparelho para dar a ele. Na tela estava escrito “Nara”. Ele se levantou quando viu o nome.

- Ah, eu... eu vou atender. Com licença S/N.

Ele levantou e foi até o banheiro atender o telefone! Uma voz em seu ouvido dizia que era ela, a garota do outro dia. Seu coração começou a bater mais forte.

Um anjinho no seu ouvido direito dizia que o Tae era digno de sua confiança mas a voz do diabinho do lado esquerdo dizia que estava na cara que isso era suspeito e muito, muito estranho!

Você se levantou devagar e foi a “pés de lã”, quase encostou o ouvido na porta para tentar ouvir alguma coisa. Ele falava baixo, praticamente sussurrando. Definitivamente tinha alguma coisa!

<> ligação on <>

- Ah... na semana que vem? Ah... no sábado! 

Ele fazia um silêncio, provavelmente esperando a vez dela responder.

- Não, não posso. Ah... desculpe Noona.

[...]

- No sábado. Sim, tenho certeza, no sábado.

[...]

- Sim, pode marcar. Obrigado Noona.

<> ligação off <>

Você voltou correndo pra cama, então você olhou pra ele quando ele vinha saindo do banheiro.

- Quem era?

- É só assunto de trabalho S/N. – ele falou e você ficou pensando em sua resposta.

- Sabe, Tae, você está diferente comigo, Taehyung. Não é de hoje e quando voltou da viajem te vi naquele dia, você nem me disse que já tinha chegado e...

- Calma S/N. Eu estava cansado. Achei que o Jimin hyung tinha de dito. – ele disse e deu as costas para você.

- Aquela garota que estava com você?  - Você perguntou com receio, mas era o que estava querendo saber a muito tempo.

- É uma colega de trabalho meu amor. Já te disse. – ele se aproximou de você e tocou seu cabelo.

- Hm... – Você só resmungou sentindo seu toque, sempre que ele estava perto tinha esse poder de mexer com todos os seus sentidos.

- S/N, eu te trouxe aqui hoje por que queria te convidar pra sairmos semana que vem. No sábado, eu e você, o que acha?

- Sábado? – você se lembrou que ele disse sábado com a garota ao telefone. – Sábado que vem?

- É, você tem compromisso?

- Não...

- Então, pode sair comigo nesse dia?

- Sim, posso.- Mas e a garota com quem ele marcou? – mas você não tem trabalho pra sábado?

- Ah, pra sábado? Não. O meu dia no sábado vai ser todo seu. -  Ele chegou mais perto de você, pôs as mãos em seu queixo e começou um beijo calmo de início, mas que você foi cedendo até estarem sem fôlego e precisarem se separar.

- Hm... ok. Eu já vou. Tenho algumas coisas pra fazer em casa e depois a gente se vê. Obrigada pelo almoço. – Você sorriu fraco mas antes que você fosse embora ele te abraçou por trás te prendendo e impedindo que você saísse e  encostou o queixo em seu ombro, te fazendo cócegas.

Você tentou se virar de frente pra ele, mas ele te apertou ainda mais não deixando você fazer isso, e ele era mais forte que você.

- Tae... – Você estava sorrindo porque era muito sensível a cócegas. (desculpe se você não for)

Ele te virou com cuidado pra ele. - Ei, minha leoazinha! – Você se surpreendeu com o "novo apelido". Ele iniciou um beijo mais uma vez e você o correspondeu embora ainda estivesse com uns pensamentos duvidosos a respeito de tudo isso. Vocês ficaram juntos até que você finalmente foi pra casa.

A semana passou normal. Você viu ele uns dois dias na semana à noite apenas. Você tinha seu trabalho e ele o dele. O sábado parecia que não ia mais chegar até que ele chegou, e às oito da manhã tinha alguém tocando a campainha da sua casa até que você atendesse.

- Tae, já?  - Você disse ao atendê-lo na porta.

- Hora, eu disse pra você se aprontar cedo.

- Sim, eu acordei cedo mas não sabia que você chegaria tão cedo.

Quando ele entra você percebe que ele estava bem arrumadinho e o aroma do perfume te invade.

- Hm... você está tão bonito, aonde vamos? Eu ainda nem troquei de roupa. – Você estava usando um shorts e uma camiseta simples, só sua maquiagem já estava pronta e seu cabelo penteado.

- Você precisa levar uma mala com algumas coisas para passar um dia e seu passaporte está em dia?

Sim, seu passaporte estava em dia e mala? Vocês iam viajar? Mas como assim?

- Quê? Nós vamos viajar? Como assim Tae você não diz nada?

- É uma surpresa S/N. E eu estou dizendo agora por isso meu lovinho.

- Omo! - Você disse isso e foi correndo em direção ao quarto.

- Bem, uma viagem rápida. Simples. – ele sorriu e dava alguns passos pela sua sala.

- Senta aí então, me espera que vou botar uma roupa.

Ele olha pra você subindo as escadas do corredor para ir ao seu quarto.

- Eu vou com você!

- O quê? Não, me espera ai. – Você disse com metade do corpo pra fora da porta, impedindo que ele entrasse.

- Aish... você vai demorar! Se eu te vestir você vai mais rápido.

- Não!

- Então me deixa fazer sua mala? Nosso vôo tem horário!

- Vamos de avião? Aish..

- Sim, claro, demoraria muito se fôssemos de metrô, e não nem quero ir de carro, quero que seja um momento só nosso.

- Ah, ta bom então. Eu arrumo tudo rapidinho! - Você fechou a porta e ele foi pra sala. Aish... só mesmo o Taehyung pra fazer isso.

•••

Chegando no aeroporto com as duas malas pequenas, o Tae comprou as passagens e logo vocês pegaram o avião. Tae sentou do seu lado e segurou sua mão durante toda a viajem, que demorou pouco.

Ao aterrissar ele te levou para um hotel onde deixaram as malas.

- E então? – ele te perguntou e você estava parada admirando a beleza do apartamento enorme.

- Nossa, é muito bonito mesmo. – Você caminhou até a enorme janela de vidro que dava vista para a cidade. Estava de tarde e vocês estavam em uma cidade a alguns quilômetros de Seul. O Taehyung sentou no sofá em forma de "L" que tinha no quarto do hotel.

- Você pode deixar as malas ai que vamos a um lugar .

- Que lugar? – você perguntou deixando a mala ao lado da cama redonda e relativamente grande que  tinha bem no meio do quarto.

- É surpresa.

- Só tem uma cama aqui? – você perguntou e o fitou.

- Só tinha suítes de casal a essa hora, não me olhe assim. Desculpe.

- Tudo bem, vamos? Estou muito curiosa para a surpresa que você tem.

- Hm... – ele se levantou do sofá caminhando até você – ótimo então vamos.

Vocês deram as mãos e saíram. Ao chegar a uma certa distancia do local, já dava pra ver. Ele te levou ao maior parque de diversões da cidade, um parque da Disney na Coreia e que funcionava o ano todo. Você sempre quis visitar esse parque mas nunca foi.

- Tae, é lindo! – Você o fitou. – Ommo, eu sempre quis vir na Disney!

- Você gostou? – ele te olhou com um sorriso de canto e seu rosto também demonstrava o quanto estava ansioso para se divertir ali.

– Era essa surpresa que estava guardando pra você, mas quase você não me deixa guardar segredo, uff!

- Ah... é que, como ia saber?

- Por isso se chama surpresa. E ainda ficou com ciúmes da Nara noona, parece até que não confia em mim. – ele cruzou os braços.

- E quem é Nara noona?

- A amiga que me vendeu as passagens, com quem você me viu naquele dia.

- Ah... – Você disse e foi segurar no braço dele que estava cruzado ainda sobre o peito. – Então era isso? - agora tudo fazia sentido.

- Hm... agora você vem ne?

- Taehyung, você me ignorou, não me disse que tinha chegado, sabe como eu estava louca pra ver você de volta? – você disse e sentiu que devia estar corada.

Ele te olhou, provavelmente percebeu o quanto suas bochechas estavam vermelhas e ele ficou fitando elas, seus olhos e sua boca.

- Hm... o que eu devia fazer com você ahn?

- Co-como assim, vai me castigar? – você perguntou e ele sorriu. – Não vai ficar com raiva né, vamos nos divertir! – Você falou com uma voz manhosa.

Ele sorriu achando engraçado. - Claro que não. Eu te entendo, eu devia ter te ligado, mas fazia parte da surpresa.

- Me ignorar fazia parte?

- Aish... me desculpa, não pensei bem nisso.  – ele pediu baixinho.

- Tá, tudo bem agora vamos. – Você falou e o puxou mas ele impediu de fazer isso.

- Espera – ele puxou você de leve pelo braço te trazendo para os braços dele e levou as duas mãos ao seu rosto, em seguida selou os lábios nos seus num beijo calmo e um pouco demorado.

Ao fim ele ficou te fitando por um tempo. Sempre assim de perto você podia observar bem o rosto tão perfeito que ele tinha até que ele sorriu e cortaram o contato quando ele finalmente falou e te puxou.

- Vamos!

•••

Primeiro ele te levou pra montanha russa e você foi sem nem pestanejar.

- Tae! Eu to com medo! – Você gritou lá de cima. Era a montanha russa mais alta que você já tinha ido. Ele segurou sua mão e de repente o carrinho desceu com toda velocidade te fazendo gritar ainda mais.

O frio na barriga toda vez que aquele troço descia era a pior coisa do mundo mas ao menos você podia apertar a mão de Tae tanto, até ela ficar bem branca e marcada pelos seus dedos. Ele gritava mais de dor que de medo do brinquedo.

Quando saíram você pediu a ele para descansar um pouco. Ele ficou rindo e ao mesmo tempo reclamando da mão que ainda doia, logo te chamou pra irem na roda gigante e depois desceram de minhocão por um túnel temático.

- Você quer comer alguma coisa? – ele perguntou ao final de irem em todos os brinquedos.

- Poderia ser algodão doce. – Você apontou para uma barraca de algodão doce onde tinha uma personagem Minnie na frente e um pato Donald.

Tae te puxou até lá e ficou fazendo brincadeiras com os bonecos e te pediu pra tirar foto dele com os personagens. No final vocês ganharam tiaras com orelhas de Mickey e Minnie e o algodão doce.

Depois vocês estavam indo pro hotel caminhando de mãos dadas, que não ficava longe do parque.

- Nossa, foi muito bom!

- Não, foi muito, muito bom! – Você respondeu. – Estou cansada!

Ao chegar você tomou um banho e pôs um babydoll cor de rosa e confortável que havia trazido. Ele não era nem muito curto mas também não era comprido. Você saiu do banheiro um pouco com vergonha de ele te ver assim.

Quando ele te viu ficou te fitando e fez uma cara engraçada revirando os olhos e sorrindo.

- Ei! Seu pervertido. O que está olhando?

Ele saiu gargalhando para o banheiro tomar banho também e no final saiu só de shorts, você estava sentada na cama olhando a tv ligada na parede, mas ele passou bem na frente tirando sua concentração. Você não pode deixar de olhar.

- Você está me olhando! – ele disse ainda de costas para você, guardando algo em sua mala sem nem te fitar.

- E-ei! O que está dizendo?! – Você desviou o olhar. – Eu não. Por que eu faria isso? – disse voltando a olhar pra tv.

- Ah é? – ele se levantou e subiu na cama indo de joelhos até você até que te deixa encurralada.

- E-ei Tae!

- Não estava me olhando? – ele diz olhando em seus olhos e você tentava desviar o olhar, estava vermelha.

- Por que está perguntando isso? – você começou a sorrir e a bater de leve no ombro dele – Não estava! – Você mentiu sorrindo.

- Bom.

- Você vai dormir aqui?

- Nessa cama? Sim. Só tem ela. Ou você quer que eu durma no sofá? - Ele se deitou de barriga pra cima ao seu lado e te olhou.

Você suspirou quando ele finalmente te deu um espaço pra respirar.

- Já dormimos juntos uma vez, se lembra?

- Mas foi em um lugar público, não foi assim. Estou, um pouco envergonhada.

- Não fique tímida, estamos só eu você a sós. - ele te olhou em seus olhos.

- Exato... - Você sussurrou pra você mesma.

– Bem, se quiser eu durmo no sofá. Não tem problema pra mim. – ele disse e ia se levantando mas você segurou se braço.

– Não. Pode ficar ai. – Você achou que seria muita maldade. – Eu quero que fique.

Ele sorriu. – Eu entendo mas não precisa ter vergonha de mim. Não sabe que eu... eu gosto muito de você?

Você fechou os olhos e se aproximou mais dele, depositando um beijo em seu nariz, bem em cima de onde ele tinha um sinal de nascença, e você amava aquele sinal.

Tae passou um braço ao seu redor e você repousou a cabeça em seu ombro.

Dormiram juntos naquela noite. Aquele dia foi mesmo perfeito.


Notas Finais


Gente me inspirei um pouco em um anime, é. Se alguém souber pode dizer.

O que acharam?

SE VOCÊ GOSTOU, FAVORITA E COMENTA pelo AMOR do seu BIAS e me deixa FELIZINHA 😆😆 VAI AMORE

Não esqueci dos próximos, vem ai! Bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...