História Banguela night fury and Hiccup : A majestic love! (HIATOS) - Capítulo 9


Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Astrid, Banguela, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico
Tags Aventuras, Banguela Human, Dragões, Fogo, Hiccup X Banguela, Lemon, Loucura, Magia, Perigos, Tretas, Voar
Exibições 81
Palavras 803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi oi aqui como prometido, leiam as notas finais.

até a próxima.

Capítulo 9 - Nova Vida - Parte 1


50 baús. 50 baús são total de todas as minhas coisas. 

Banguela só tinha um baú, que eram as suas antigas caudas, mas agora como humano ele não irá precisar delas, por que ela foi restaurada na transformação. Todos os nossos baús foram guardados em uma ''casa de coisas"1 para pegarmos amanhã, nós vamos de navio, por que eu prefiro irmos só pela manhã assim podemos ver melhor os mares e o céu. Mas a verdade não é essa, eu ainda tinha esperança de que minha mãe perceber que eu sou o seu filho, que a escolha de quem eu amar não vai mudar nada entre a gente, eu sabia que isso não iria acontecer, mas a esperança é a última que morre.

Ninguém sabia o motivo de eu ter sido expulso de casa, Banguela pediu para eu não contar a ninguém, segundo ele, não queria que eu perdesse meus amigos, agora que perdi minha mãe. Mesmo depois de eu insistir muito e dizer que eu realmente não me importava, ele disse que não conseguiria dormir sabendo que tirou tudo meu, tentei dizer que ele era meu tudo, mas depois dele prensar seus lábios contra o meu eu não pude obter um linha de raciocínio lógico.

Nós estávamos sentados em uma cabana minha antiga no meio da floresta na clareira onde eu o encontrei, ela era dentro de uma caverna e tinha quase tudo o que precisaríamos lá, a não ser comida, mas Banguela caçou um carneiro para nós e foi o suficiente pela noite, eu, mesmo depois de ter crescido, ainda era pequeno em relação aos outros vikings, mas comia tanto quanto eles. Estávamos deitados na grande cama que eu deixei por lá, ele por baixo enquanto estava sentado em seu colo, nos beijávamos ferozmente, eu rebolava em seu colo enquanto ele soltava rosnados e grunhidos que só me deixavam mais exitado.

''Banguela... espera'' falei interrompendo o beijo. ''Precisamos conversar" Ele se separou de mim após rosnar. Hoje realmente aconteceu muita coisa, precisa saber como ele estava com tudo isso.

"Aconteceu algo? Se você quiser desistir tudo bem eu vo..."

" Eu não quero desistir, eu quero saber como você está com tudo isso. "

"Eu to bem delícia, mas e você? eu sinto muito, eu não deveria ter me descontrolado, se eu não fosse tão descuidado, provavelmente sua mãe não te odiaria agora."

"Banguela, se não fosse agora iria ser quando? eu já tinha falado ao meu pai que eu preferia garotos" culpa preencheu sua face. "escuta, eu não culpo você, acredite, você, não estava em si, o que você faria para impedir ou mudar, hum? Tá tudo bem." Dei-lhe um pequeno selinho. ''Eu te amo, isso é tudo o que importa, ok? É o suficiente para mim, também é para você?''

"claro, claro." ele depositou selinhos em meu rosto. "sempre." quando ele chegou em minha boca, aprofundei o beijo, a sensação de sua língua se enroscando na minha me fez lembrar de nosso primeiro beijo, e eu lembrei de sua frase que até agora eu tinha esquecido. 'eu sei compartilhar sexo, não irei machuca-lo.' Se ele era um dragão como ele sabe fornicar?

''Banguela''disse interrompendo o beijo novamente.

''se vai ficar parando o beijo é melhor nem começa-lo!''disse ele em meio a um rosnado, estremeci. Deveria ficar assustado, mas isso só fez meu pau endurecer ainda mais.

''eu preciso te fazer uma pergunta, sinto muito.''

''fale delícia.'' Oh, ele ainda vai enlouquecer com esse apelido. Ele desceu os beijos para meu pescoço dando pequenas mordidinhas, lambendo e chupando logo após. '''estou ouvindo''

'' como você sabe fornicar? Você já fez isso antes?'' disse mesmo que eu tenha medo da resposta, eu queria saber, mesmo que o ciúme e o desgosto não abandonasse minha voz.

''Sim.''disse ele simplesmente, eu esperei longos minutos para obter mais de sua resposta, mas ele não disse mais nada e com sua língua trabalhando em meu pescoço era um milagre eu ainda pensar.

''e... foi com quem? posso saber" eu tentei disfaçar o ciúme mas acho que não deu certo.  

''não quero falar sobre isso.''

''porque?'' Eu realmente estava curioso sobre isso.

''por que não quero mentir pra vc.'' Essa frase doeu como um soco, ele realmente tinha ficado irritado com a minha pergunta, eu não sabia que isso iria afeta-lo tanto. Ele suspirou.

'' estou com muito sono, se importa se eu ir dormir?'' ele disse após afastar seu rosto de meu pescoço, ele não olhava em meus olhos, eu realmente não deveria ter feito essa pergunta. Após eu balançar a cabeça em afirmação, ele se jogou ao meu lado e puxou o cobertor de lã até a base de seu braço e me cobriu até metade do tronco, murmurei apenas um obrigado que não foi respondido, ele ficou pro outro lado e apenas dormiu.


Notas Finais


oi oi gente, cap curto pq tenho prova amanhã para uma escola federal com técnico e se eu não passar to fodida.
gente, façam orações, macumba e pedidos para eu passar, pq se eu passar faço att de 5 caps no mesmo dia com; 2 MIL PALAVRAS CADA. amo vcs fury's of night.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...