História Barriga de aluguel - Second season - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~LObae

Postado
Categorias Justin Bieber, Rosie Huntington-Whiteley
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Rosie Huntington-Whiteley
Tags Barriga De Aluguel, Drama, Gravidez, Justin Bieber, Romance, Rosie Huntington-whiteley
Exibições 102
Palavras 1.927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi ♡
Boa leitura ♡

Capítulo 6 - Sensations


 

Algo me incomodava desde chegamos no Canadá, como eu já sabia Pattie já tinha organizado e preparado todas as coisas para o batizado de Valentina, não achava ruim a sua atitude de nós ajudarmos, talvez fosse às lembranças do avião, mas tinha deixado isso dentro do avião.

Baguncei minha franja curta recém cortada que caia em meus olhos, e voltei meu braço para meu colo.

- o que você tem Harper? – Justin disse simplesmente, me virei para olhá-lo e ele tinha sua atenção na estrada molhada pela garoa que caia.

-nada. – disse e dei de ombros me virando para a estrada novamente.

Justin não disse mais nada e agradeci mentalmente por isso, queria ficar em silêncio não estava em um dia bom e não queria descontar nele.

Pattie pediu para nós acabacemos de comprar os arranjos de flores que faltavam para o batizado, seriam rosa brancas, rosas e outras flores que Pattie havia anotado em um pedaço de papel, não precisava de tantas flores eu pensei em falar para ela, mas não quis dizer nada ela estava tão entusiasmada, seria algo simples, o batizado seria na igreja e depois um jantar que teria alguns parentes de Justin e amigos mais próximos que moravam no Canadá e claro se não tivesse sido em cima da hora eu teria convidado Cher mesmo que não nos falássemos mais.

Quando o carro parou em frente à floricultura me surpreendi, a floricultura era grande ali com certeza havia flores de todos os tipos.

Fechei a porta do carro e esperei Justin dar a volta no carro, fomos andando em silêncio, ele parecia um pouco chateado eu não queria ter deixado o chateado me senti culpada por isso.

- em que posso ajudá-los. – um rapaz jovem disse dando um sorriso.

- queríamos essas flores aqui... – Justin mostrou o papel que Pattie tinha nos dado – a quantidade de flores que queremos esta escrito.

- sim, isso vai demorar um pouco se quiserem dar uma olhada na floricultura fique à-vontade, com licença – ele disse e se afastou para dentro da floricultura.

- vamos dar uma olhada? – eu disse e Justin assentiu peguei em sua mão antes que ele se afastasse de mim, ele me olhou por alguns segundos e não disse nada.

Era incrível como aquele lugar tinha tantas flores o que deixava o ambiente ser tão bom, soltei as mãos de Justin que olhava uma placa com curiosidade e fui até a ala das rosas, havia muitas cores de rosas, inclusive muitas brancas e vermelhas.

- fiquei te procurando. – Justin apareceu atrás de mim sorri para ele e dei de ombros. – vejo que esta melhor seu humor.

Rolei meus olhos e me virei para olhá-lo melhor.

- não estive com ele ruim! – eu disse e ele colocou as mãos no bolso da calça, me olhando com uma expressão indescritível.

- então tudo bem. – ele disse e eu sorri.

Fui até ele e o selei, Justin continuou com os lábios parados, suspirei, ele se encostou a um balcão com arranjos de flores e me puxou pela cintura passei meus braços por seu pescoço e começamos um beijo lento e calmo começando a ficar pouco a pouco rápido, as mãos de Justin subiam e desciam em minha cintura levantando um pouco meu suéter branco me fazendo sentir sua mão quente, minha mão fazia carinho em sua nuca e depois em seu cabelo macio, eu respondia seus toques na mesma intensidade, mas estava ficando quente e tentei me afastar o rapaz poderia vir dizer que as flores estavam arrumadas, mas Justin me puxava de volta coloquei minhas mãos do lado de seu rosto fazendo um carinho em sua bochecha e me afastei Justin prendeu  meu lábio inferior com os dentes o puxando me arrancando um gemido baixo.

Ele sorriu do seu jeito maravilhoso mostrando seus dentes brancos e as suas marcas de expressões ainda com suas mãos em minha cintura, não tive como não sorrir sentindo minhas bochechas queimarem recebendo um selinho dele.

- você é linda. –ele disse e senti minhas bochechas queimarem novamente.

- você também é lindo, eu te amo. – eu disse e quando Justin iria dizer algo o rapaz apareceu no corredor e vi que ele deu um passo para voltar, mas não fez coçou sua nuca e pigarreou.

- as flores estão arrumadas para serem levadas. –ele disse voltando a sua postura, me afastei de Justin e o lancei um sorriso tímido.

- quero levar também duas dúzias de rosas vermelhas pode preparar um buquê para essa dama, sim? – ele disse e eu o olhei ele me lançou um sorriso e eu apertei sua mão.

- claro que sim. – o rapaz disse e sorriu. – me acompanhe, por favor.

                                                                                   [...]

Depois que chegamos à casa dos pais de Justin, coloquei meu buquê em uma jará no nosso quarto e fui ajudar no que faltava ser arrumado na casa, quase não fiz nada estava já tudo arrumado, Valentina e Lauren tinha gostado da prima de Justin, Lucy, que tinha metade da minha idade e estavam entretidas brincando de boneca e às vezes estavam no jardim, sempre mantida de olho nelas para que não machucassem.

Lauren tinha se machucado em quanto brincava perto da escada, foi apenas um pequeno corte em seu braço, mas ela tinha chorado muito mais pelo susto e pelo alarme que todos fizeram, mas a acalmei e depois voltou a brincar.

Justin estava com Jeremy e os outros homens que havia na casa em um campo de golfe foram depois do almoço e as outras mulheres da casa tinham ido para o salão, e eu tinha simpatizado com a tia de Justin, Lilian, que tinha um bebê recém nascido, ficamos em casa mesmo e claro também a prima de Justin e as meninas.

- você e Justin não pretendem ter mais filhos, vocês têm a Valentina e agora a Lauren não querem mais? Tipo eu tenho a Lucy e agora o Andrew e ainda quero mais filhos gosto da casa cheia, sabe? – Lilian disse e riu arrumando seu cabelo loiro que estava em um coque bonito.

- eu não sei, mas estou bem só com Valentina e Lauren agora quem sabe no futuro. –eu disse e sorri me imaginado com um bebê de novo.

- no que esta pensando, querida? – ela disse me trazendo de volta – já sei eu vejo que você e Justin se amam e não é difícil alguém também não perceber só o jeito como se olham, já podem se programar e tiver outro bebê, Valentina se parece tanto com os dois imagina outra criança?

Sorri nervosa e coloquei uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha, outro bebê agora não estava em meus planos, apenas concordei com ela e sorri.

Passamos à tarde com as crianças e conversando sobre coisas aleatórias.

Pattie chegou com as outras mulheres as três para si arrumarem elas estavam bonitas, mas quase não se via diferença afinal estavam sempre bem arrumadas e bonitas.

Subi para o quarto que as meninas estavam elas precisavam dormir um pouco o batizado seria às seis e meia então tinham tempo de descansarem.

Enquanto Valentina e Lauren dormiam as observava, passei as mãos pelos cabelos lisos quase brancos de Valentina seus cabelos não tinham escurecido desde que começaram a crescer, suas bochechas eram coradas naturalmente e sua boca tinha a cor vermelha reparei quando estávamos na sala que seus dentinhos estavam em crescimento, peguei a mão de Lauren e a observei ela é muito parecida com Vivienne o cabelo castanho claro os seus olhos eram castanho quase verde diferente dos olhos de Vivienne, mas seu nariz arrebitado naturalmente era igual ao dela e seu jeito às vezes.

Sai do quarto pronta para ir para o meu, mas parei quando uma moça,acho que era mulher de um amigo de Justin, me chamou.

- querida, os vestidos chegaram venha. – ela disse saindo na minha frente, fomos para o quarto de Pattie.

- Harper, aqui este é o seu vestido espero que goste quando o vi imaginei em você. – ela disse e sorriu gentil, era um vestido azul claro não era tão longo acho que iria até meu joelho era rodado e com um corte que realçaria minhas curvas.

- é mesmo muito lindo obrigado. – eu disse e ela assentiu, reparei que as outras mulheres me observavam, sorri forçado.

- não vai experimentar? – Lilian disse e eu assenti indo até o banheiro.

Era mesmo como eu imaginaria que ficassem quando vestisse o ele era mesmo lindo tinha um corte “V” atrás que deixava minha costa um pouco amostra.

Quando sai do banheiro elas me elogiaram e tentei ficar ali, mas acabei ficando sem graça por não interagir com suas conversas e sai do quarto.

Fui para meu quarto e resolvi ficar com o vestido, guardei as roupas que estava usando e ouvi a porta do banheiro ser destrancada me virei para olhar e Justin saiu de lá molhado com a toalha em sua cintura o cabelo desgrenhado seu rosto estava levemente vermelho por a água quente o vapor atrás dele não me deixava mentir, senti uma estranha sensação em meu ventre mais uma sensação boa e borboletas no estômago.

- vai só ficar me olhando? – ele disse sabia que ele queria rir, mas se concentrou e eu me repreendi com certeza eu estava com uma cara de idiota, balancei minha cabeça e fui apressada ate a porta para sair dali, mas Justin me puxou me abraçando por trás antes de colocar a mão no trinco da porta, senti minha costa ser molhada e sua respiração na minha nuca, me arrepiando.

- o que foi meu amor, esta fugindo de mim? –ele disse calmo e beijou minha nuca, fechei meus olhos me sentindo queimar, suspirei, e tentei voltar minha postura... Sensações, muitas sensações. – não vai me responder?

- hã não eu não estou fugindo de você Justin é que... As meninas precisam ser acordadas e... – eu disse, mas parei quando seus lábios roçaram meu ombro.

Sua mão desceu ate meu ventre enquanto seu beijo fazia um caminho até meu pescoço, fechei meus olhos sabendo que se não acabasse com aquilo agora iria para algo a mais, mas não quis que ele parasse sua outra mão livre achou o fecho do meu vestido e o abriu deixei que o vestido caísse até meus pés.

- não faça barulho e tranque a porta. – ele sussurrou em meu ouvido.

-n-não vou... – gaguejei e me virei rapidamente procurando seus lábios com urgência.

                                                                                   [...]

O batizado tinha sido lindo Valentina não dormiu hora nenhuma e Lauren tinha ficado com Lucy, pois eu e Justin tínhamos que nos sentar em outra fileira com Valentina.

O jantar que Pattie tinha organizado não tinha sido como eu imaginava, tinha sido ótimo apesar de terem mais adultos logo depois que chegamos às meninas foi para o quarto brincar de boneca me senti mal por Lucy estar sendo quase uma babá delas, mas Lilian me acalmou dizendo que ela amava crianças e tinha amado as meninas e também que estava chato parecia mais uma social de adultos, e ela estava certa parecia uma social, talvez Pattie quisesse reunir a família e os amigos, Justin hora nenhuma queria que saísse de perto dele.

Ficamos o final de semana inteiro na casa dos pais de Justin e na segunda à tarde pegamos o vôo para Nova York, Justin foi o vôo trabalhando em seu notebook nem sabia que ele o trouxera antes, e eu aproveitei para dormir chegamos à Nova York à noite e eu estava ansiosa para chegar em casa logo.

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado muito obrigado por lerem <3
Um abraço e até o proximo cap. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...