História Barriga De Aluguel - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan
Tags Amor, Barriga De Aluguel, Contrato, Directioner, Fanfic, Gravidez, Louis Tomlinson, Love Story, One Direction
Exibições 297
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Apenas tente


        Eu não sabia dizer que horas Louis iria embora, ele ficou ali sentado no sofá e assistindo um filme da Disney comigo ora olhando para a TV ora para o celular. Eu fechei os olhos e respirei fundo, era estranho ficar com ele, mas também era bom.

— O que você está olhando? — pergunto assim que vejo ele encarando a minha barriga.

— Estou pensando que tem um bebê aí, meu bebê — ele ri como se aquilo fosse idiotice. Eu me sento no sofá e me aproximo dele.

— Quer falar com ele? — Louis olha para mim como se aquilo fosse loucura e eu dou risada pegando o celular da mão dele e colocando em cima da mesa de centro — Dizem que os bebês gostam de ouvir a voz dos pais, e como eu não sou a mãe dele... Acho que você deveria falar com ele.

— O que eu vou falar? Não tenho nada para falar — Louis ajeita o cabelo e me deito no sofá novamente.

— Sai daí é senta aqui no chão do meu lado — ele não se move — Vai logo Louis!

— Tá, tá — ele gargalha e balança a cabeça negativamente enquanto se ajoelha no chão e fica perto da minha barriga, eu subo minha camiseta para cima e ele encara a elevação com certa curiosidade.

— Bebê esse é seu pai, e Louis esse é seu bebê — eu sorrio e ele da risada.

— Isso foi ridículo — ele começa a rir e noto que está nervoso.

— Para de besteira, da sua mão aqui — eu seguro na mão de Louis e coloco-a em minha barriga, ele exita por um pequeno instante e então relaxa.

— Conta para ele o que você faz, quais as coisas que você gosta... — Louis comprime os lábios e suspira logo em seguida.

— Ok — ele começa a contar quem ele é, as coisas que ele faz e sobre alguns amigos de banda. Também conta sobre a infância e sobre a mãe dele, quando vejo Louis já está mais empolgado e ri sozinho de algumas coisas que fala.

        Eu sei que com tão poucas semanas de vida os bebês não vou ouvir você, mas queria que Louis tentasse ficar mais confortável com a idéia do filho e começasse a amar o pequeno. Eu me levantei e fui preparar um lanche para quando as crianças chegassem e Louis continuou sentado no sofá, eu arrumei a mesa e as crianças chegaram rindo e cantando algumas música que ouviram no caminho.

— Oi — ouvi Louis dizer sem jeito.

— Oi amigo da Serena — May e Taylor falam juntos.

— Quero todos lá pra cima levando as mochilas e lavando as mãos antes de comer — eu entro na sala de estar e paro em frente a porta da cozinha.

        As três me dão um beijo e Isaac fica em meu colo, elas correm para o andar de cima e eu encaro Louis. Ele está olhando para o chão e então finjo uma tosse forçada e ele me olha.

— Acho que está na hora de ir — eu caminho até ele e o mesmo concorda pegando o boné e o óculos escuros.

— Acho que Simon marcou uma consulta para você, eu mando mensagens — eu concordo e Louis sai fechando a porta.

— Ele já foi? — Aly está no último degrau da escada e procura Louis.

— Sim, vem, vamos lanchar.

•••

— Você conseguiu ver o apartamento? — Brooke puxa a cadeira e senta a minha frente.

— Sim, vou levar as crianças para ver ainda e se aprovarem vou acertar tudo... — eu pego o cardápio e olhos as opções.

— Você vai ficar mesmo esse tempo todo em casa?

— Sim... na verdade eu tenho que estar a disposição de Louis Tomlinson. — eu digo revirando os olhos e ela ri — Não dessa forma Brooke!

— Eu sei, mas foi engraçado como você falou... — a garçonete vem até nossa mesa e anota os pedidos — Já tem fotos suas por aí.

— Não são minhas — pontuo — São da Briana.

— Ele te chama assim? — ela da risada e acabo rindo também.

— Na frente dos outros sim — digo brincando com o canto das minhas unhas — Mas quando não tem ninguém por perto ele me chama de Serena.

— Onw — ela faz uma cara fofa e arqueio uma das sobrancelhas para ela — Sei que nunca vi vocês juntos, mas seria errado shippar?

— Seja lá o que for isso, pare com suas idéias malucas — digo.

— Nunca — ela da risada.

        A garçonete trás nossos sucos e logo depois o nosso almoço. Brooke tem que voltar para a cafeteria e eu vou dar uma volta no shopping e ver se compro algumas roupas para as meninas e Isaac, algumas pessoas passam olhando para mim e tento andar com a cabeça baixa.

"Mensagem de Elliot:Oi Serena, podemos marcar a visita no apartamento para terça-feira as 5p.m?"

"Oi Elliot, podemos sim. Obrigada"

        Eu compro algumas coisas e decido voltar para casa para dar tempo de buscar as crianças.

— Eu acho que conheço você de algum lugar — uma garota do balcão da lanchonete fala.

— Deve estar confundindo, obrigada — digo rápido e saio.

        Eu pego um táxi e volto para casa, levo as coisas para o quarto das meninas e de Isaac. Sento no sofa e penso em algo que poderia fazer com eles no fim de semana, já que faz tempo que não saímos pelo dia para fazer algo juntos.
        As três e meia eu pego um casaco, as chaves de casa e o celular, então vou buscar os pequenos. Nós passamos no mercado na volta e compramos sorvete para o jantar, Brooke me manda uma mensagem perguntando se ela é Holder poderiam vir jantar hoje e respondo que sim.

— Louis? — pergunto ao abrir a porta e vê-lo com sacola nas mãos.

— Odeio ficar sozinho e no tédio — ele diz entrando e me deixando sem saber o que falar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...