História Barriga De Aluguel - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan
Tags Amor, Barriga De Aluguel, Contrato, Directioner, Fanfic, Gravidez, Louis Tomlinson, Love Story, One Direction
Exibições 404
Palavras 1.158
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Sinto sua falta


        As crianças chegaram em casa pouco depois de mim e pareciam bem cansadas, elas contaram poucas coisas sobre o passeio e foram direto tomar um banho para ir dormir. Eu arrumei o despertador e fui olhar se estava tudo bem com Isaac e dar o remédio para que ele pudesse dormir, depois fui para o meu quarto. Eu peguei o celular e desbloqueei indo direto nas mensagens para ver se Louis tinha mandado alguma coisa, mas quem eu queria enganar? Sabia que ele não mandaria nada.

         Na manhã seguinte acordei mais cedo do que o esperado, visto que não estava conseguindo dormir por que estava com dor nas costas e enjoada, fiz o café da manhã e fui acordar as meninas e fazer a mamadeira para Isaac e arrumar sua mochila para a escolinha. Depois de arrumar Isaac o peguei no colo e fui até a cozinha onde as meninas estavam tomando seu café e discutindo sobre os professores e as aulas que teriam neste dia, eu pedi que elas se apresassem para que não perdessem o horário.

"Mensagem de Brooke: Dia de folga, quer fazer alguma coisa?"

"Cinema"

"Mensagem de Brooke: A tarde? Podíamos sair e dar uma volta no shopping, depois almoçar e ir ao cinema"

"Esta ótimo, que horas você vem?"

"Mensagem de Brooke: Posso levar as crianças, aí depois passo aí para te pegar"

"Vou dizer a elas para te esperarem lá em baixo"

"Mensagem de Brooke: Certo"

        Eu volto para cozinha e digo pras meninas que hoje elas iriam com Broo para o colégio, pedi que Aly levasse Isaac no colo e que Maia a ajudasse levando a mochila dele. Dei um beijo em cada um e elas saíram do apartamento, fui até a cozinha e peguei a caixa de remédio onde busquei algo para dor e enjôo então fui tomar um banho rápido e vestir outra roupa. 
        A barriga já era bem nítida e eu precisava usar blusas mais largas do que esperava, fora que sentia outras mudanças no meu corpo e tinha que tomar cuidado quando pegava Isaac no colo e ficava pert das meninas. Precisava conversar com elas e contar sobre a gravidez e precisava ser logo, pois daqui a pouco não daria para esconder.
        Depois de tomar meu banho eu caminhei até o armário e procurei uma roupa para usar, peguei um jeans que o cox era de moletom e era feito para gravidez e uma blusa de mangas compridas azul mais folgada que caia em meu ombro. Me olhei no espelho e gostei do resultado, peguei uma sapatilha e penteei os cabelos.

        Brooke mandou mensagem dizendo que estava lá em baixo me esperando então peguei as chaves, carteira, celular e desci ao seu encontro.

— Você está tão bonita — diz ela rindo — O que Louis diz para você quando te vê com essa barriga? E definitivamente seus seios estão maiores!

— Brooke! — eu dou risada devido ao seu comentário — Podemos simplesmente não falar sobre Louis?

— Aconteceu alguma coisa entre vocês? — ela tira as mãos do volante e se encosta no banco.

— Brooke, você pode só dirigir e deixar ele pra lá? — peço evitando olhar pra ela.

— Nah, me conta o que aconteceu Serena... reprimir as coisas faz mal para o bebê — diz ela.

        Eu respiro e inspiro, parece que sinto dificuldade em respirar. Isso é pior do que quando contei que não era mais virgem. Lembrar do que tinha acontecido entre mim e Louis era algo que eu era ataca reprimindo nestas semanas, não sabia o por que me arrependia tanto de ter pedido para que ele parece. Talvez fosse apenas carência, carência de ter alguém me amando.

— Conheço essa cara, Serena, conte logo — ela segura minha mão e olho pra ela.

— No dia em que Isaac saiu do hospital, Elliot preparou um jantar pra nós em meu apartamento. Estava indo tudo bem, as meninas foram dormir e eu e ele conversávamos no sofá até que alguém bateu na porta — eu comprimo os lábios e olho para fora — Louis estaca bêbado, pedi a ele que fosse embora, mas ele pediu pra entrar e Elliot acabou indo embora...

— O que aconteceu depois? — ela me encara com uma expressão séria.

— Louis começou a falar algumas coisas e depois me beijou, eu disse que ele estava bêbado e que chamaria um táxi — eu comecei a chorar, parecia que um nó se instalava em minha garganta e uma dor em meu peito — Ele puxou o telefone da minha mão e voltou a me beijar, em um instante eu estava no colo dele e sentia algo como ansiedade, desejo e medo... Quando percebi que estávamos no meu sofá e sem camiseta, quando me dei conta que meus irmãos estavam a passos dali e que não poderia simplesmente transar com Louis eu o afastei... e brigamos.

— Droga Serena — diz ela — O que ele fez?

— Foi embora, disse que eu precisava viver por mim mesma... e desde então ele não dá sinal de vida — digo deixando as lágrimas quentes rolarem pelo meu rosto — Sinto falta dele Brooke... Termos algo é muito errado, vai contra o contrato, contra tudo... e ao mesmo tempo, parece certo.

— Você está apaixonada por ele? — ela arqueia as sobrancelhas.

— Não! Somos bons amigos Brooke, e acho que sinto carência em ter alguém assim... — fecho os olhos e jogo a cabeça para trás.

— A relação de vocês é complicada, qualquer passo que derem pode tornar isso uma grande confusão e você sabe disso Serena.

— Eu sei, mas o que posso fazer? — eu mordo o interior da bochecha.

— Deixa-lo, uma hora ele aparece... Esta no contrato — ela sorri.

        Eu enxugo minhas lágrimas pouco depois eu Brooke dirige para o shopping, ela me pergunta sobre Elliot e conto a ela sobre nosso encontro e sobre as coisas que conversamos.

— Você pensa em dar uma chance pra ele? Caso essa amizade de vocês chegue a ir mais pra frente? — nós estamos saindo de mais uma loja e carregamos mais duas sacolas.

— Acho que sim, gosto de Elliot... Acho que me apaixonaria por ele facilmente — digo e ela ri — Sério. Fora que ele me entende e as garotas o adoram.

— Ele não tem problema em você ter irmãos?

— Nunca demonstrou.

— Podíamos fazer um encontra duplo, o que acha? Eu e Holder e você e Elliot...

— Brooke...

— Vamos nos conhecer ue, você não pode ficar com um cara sem que eu o conheça — ela ri.

— Vamos ver. E você já aceitou o pedido de Holder?

— Acho que depois de pensar, eu realmente cheguei a uma conclusão... — ela me mostra a mão e vejo que sua aliança de namoro não está no dedo anelar — Ele vai me pedir em casamento oficialmente para mim mãe e me dar a aliança de noivado!!!

— Sério!? Sua vaca, achei que você tinha terminado com ele... Não posso tomar sustos assim! — digo rindo.

— Se prepare, por que você será nossa madrinha de casamento... Você e Elliot — ela provoca e lhe dou um tapa no ombro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...