História Barriga De Aluguel - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan
Tags Amor, Barriga De Aluguel, Contrato, Directioner, Fanfic, Gravidez, Louis Tomlinson, Love Story, One Direction
Exibições 204
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Emprestei minha barriga


        Nós compramos algumas roupas no shopping, depois fomos almoçar e ir ao cinema para ver algum filme. Ao voltar pra casa estava quase na hora de pegar as meninas e Isaac, então coloquei minhas sacolas no quarto e vou tomar café antes sair para ir busca-los.
        Na volta passamos em uma confeitaria e compramos cupcakes para depois do jantar, Aly conta sobre seu dia e que vai precisar ir na casa de uma amiga pra fazer um trabalho e estudar. Quando chegamos em casa mando todos irem trocar de roupa e colocar as mochilas em seus quartos, logo eles voltam com um sorriso no rosto e felizes pelo presente que havia dado.

— Vocês querem dar uma volta no parquinho? — pergunto depois de Maia me abraçar vortemente.

— Sim!  — as gêmeas dizem em uníssono.

        Eu pego meu celular e aviso Aly que vou sair, porém ela decide ficar no apartamento para poder estudar para a prova de matemática e ciências. Durante todo o tempo que ficamos ali no parquinho eu pensei muito e decidi que contaria a eles hoje sobre a gravidez. Mais tarde quando voltamos pro apartamento eu liguei para uma pizzaria e fiz um pedido e depois fui arrumar a sala de jantar enquanto eles tomavam banho.

— Você e Louis não estão se falando? — Aly senta em um baquinho e encaro o celular.

— Ele está bem ocupado — digo sem desviar o olhar da geladeira.

— Vocês brigaram na última vez que ele esteve aqui, não é? — eu a encaro feio e ela da de ombros — Eu ouvi quando ele chegou e Elliot foi embora, depois acabei dormindo.

— Não aconteceu nada Alysson, por favor, não vamos falar mais sobre isso — eu pego a jarra com suco e fecho a porta da geladeira com os pés.

        Eu ajeito a mesa e ouço a campainha indicar que a pizza chegou, pego o dinheiro e vou até a porta. Quando retorno para a sala de jantar com a pizza, todos já estão em seus devidos lugares prontos para comer.

— Depois do jantar quero todos na sala, precisamos conversar — digo enquanto coloco um pedaço de pizza pra cada um.

— A gente fez alguma coisa ruim? — Taylor perguntou olhando para mim.

— Não, preciso contar uma coisa... mas vamos comer e depois conversamos sobre isso.

        Nosso pequeno jantar discorre bem, eu pergunto como foi o dia de cada uma delas e depois corto pedaços de pizza para dar a Isaac quando o vejo caminhar sonolento até mim. As meninas me contam que Aly estava conversando com  um garoto no intervalo hoje, e a mesma fica irritada quando pergunto quem era e deixamos o assunto para outra hora.

— Me ajudem a levar as coisas para a cozinha — digo pra gêmeas enquanto Alysson leva Isaac para assistir desenhos.

        Elas me ajudam colocar a louça na pia e depois pegar os cupcakes e levar para sala. Todos eles estão sentados no sofá e Isaac está com a boca e o nariz sujos de glacé por conta do cupcake, eu encaro todos eles e tento não ficar nervosa ou imaginar quais seriam as reações de cada um, é bem provável que as gêmeas não entendam no começo ou que com o passar dos meses elas se apeguem ao fato de saber sobre a gravidez, mas farei o possível para evitar isso.

— A gente já cansou de esperar  — resmunga Maia e morde um pecado do cupcake.

— Nos últimos meses vocês sempre tem visto meus enjôos e vômitos e quando perguntam o que é, eu digo que não é nada. Certo? — eu começo devagar, Aly sorri pra mim como se me incentivasse e desse seu apoio.

— Você está doente? — pergunta Maia.

— Você vai morrer? — dispara Taylor logo em seguida e deixo uma risada escapar.

— Não meninas, tenham calma — digo rindo — Eu tenho um amigo, e a irmã dele queria muito engravidar e não podia... aí eu me ofereci pra guardar o bebê dela aqui — digo apontando para minha barriga — Durante os meses até ele ficar forte e saudável pra poder vir ao mundo.

— Você vai ter um bebê da irmã do seu amigo?  — Tay perguntou inquieta.

— Não Taylor! Minha professora disse que a mulher só engravida do homem, Serena não tá grávida da irmã do amigo dela... — Maia disse e eu e Alysson rimos.

— Vou explicar, o médico colocou aqui dentro o bebê que seria da irmã do meu amigo. E ele vai ficar aqui por nove meses e depois vamos leva-lo para a mãe...

— Oh, você emprestou sua barriga pra ela  — Maia fez uma cara tão engraçada que não pude conter o riso.

— Quase isso, Tay — afirma Alysson.

— Mas isso é segredo ouviram meninas? Ninguém pode saber que tenho um bebê dentro da minha barriga, isso é um segredo nosso... — as encaro e elas concordam.

— A gente vai poder ver ele?

— Não Mai, trago algumas fotos... mas ele não vai ser nada nosso, só vamos cuidar dele por nove meses. Podemos fazer isso, não é?

— Podemos — as três dizem em uníssono.

— Sua barriga tá grande? Você sente ele aí dentro? Vai ser uma menina? — Maia se aproxima de mim e toca a minha barriga.

— Ainda não sinto ele e será um garoto — a respondo.

— Oh, igual o Isaac — Taylor observa.

        Nós ficamos mais um tempo ali conversando sobre o bebê, a suposta família da irmã do meu amigo e os motivos deu emprestar a minha barriga. Logo depois eu mando elas escovarem os dentes e levo Isaac para o meu quarto e em seguida vou fazer a mamadeira,  quando volto as meninas estão deitadas em minha cama e me esperam para dormir.

— A gente vai machucar o bebê? — perguntam as gêmeas.

— Hum... — coloco a mão no queixo como se estivesse pensando sobre isso e abro um sorriso — Não vão não, querem assistir alguma coisa?

        Aly pega o controle no criado mudo e nos ajeitamos na cama.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...