História Bastard (Long-imagine Suga - BTS) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Iamcrazy, Imagine, Sobrenatural, Suga, Você
Exibições 1.957
Palavras 1.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HEY CRAZY INSANES õ/

Então, vim trazer mais um capítulo de Bastard pra vocês, e nesse as teorias vão começar a fazer sentido, ou não, vai depender da reação de vocês XD
Fico muito feliz que estejam gostando mesmo da fic ^^v
Vamos logo acabar com esse mistério, e mais uma coisa, o Klaus aparece aqui também ^.~

Boa Leitura ~*

Capítulo 6 - What the fuck is going on?


Fanfic / Fanfiction Bastard (Long-imagine Suga - BTS) - Capítulo 6 - What the fuck is going on?

Acordei sentindo algo completamente diferente em todo meu corpo, mexi um pouco a cabeça e percebi estar com o rosto nos cabelos de ___________*, que cheiravam muito bem a propósito, continuei ali por mais alguns minutos até ter que levantar pra preparar as coisas pra irmos até o amigo de Jin.

Levantei pegando duas mochilas com o tamanho suficiente pra nós, coloquei algumas roupas minhas dentro de uma e ouvi baterem na porta, a abri e vi Rúùh com Jas paradas ali com sorrisos estranhos no rosto, franzi o cenho vendo algumas sacolas em suas mãos.

-Aqui. Roupas pra ___________*. – Elas estenderam, as peguei colocando encostadas na parede.

-Por que esse sorriso Rúùh? – Questionei a vendo rir baixo para não acordar ___________*.

-Yoongi, sou meio lobo, o que acha? – Retrucou fazendo minha ficha cair, revirei os olhos sentindo um pouco de vergonha. Ela sorriu batendo o indicador de leve em meu queixo. –Sem problemas, não falo nada quando a ___________* estiver por perto. – Ambas sorriram então saíram pelo corredor.

Neguei voltando a fechar a porta, peguei algumas das roupas e coloquei-as dentro da outra mochila vazia, as deixei no chão perto da cama e fui tomar um banho, demorei um pouco enquanto pensava no que poderíamos descobrir indo pra Nova Orleans, quando sai encontrei ___________* sentada na cama com um lençol cobrindo seu corpo e seu olhar confuso caiu sobre mim.

-Hey, o que foi? – Perguntei sentando ao seu lado enquanto colocava uma camisa. Ela franziu o cenho e me beijou, arregalei de leve os olhos, mas retribui segurando um lado de seu rosto.

-Não sei. – Murmurou quando separamos. –Uma sensação nova, como se eu estivesse completa, ela é muito boa. – Confessou me deixando surpreso. Sorri de canto lhe dando um selar rápido e levantando.

-Estou também com essa sensação. – Pisquei. –Agora precisa se arrumar, vamos logo ao Caleb descobrir que misto de sensações são essas que andamos tendo. – Ela assentiu e depressa levantou correndo até o banheiro. Deixei as sacolas que ainda estavam com roupas sobre a cama, sai do quarto e fui até a cozinha, encontrando Jin na companhia de Blair, Kim e Yuri. Todos sorriram me cumprimentando.

-Então... ela revirou mesmo sua cabeça em pouco tempo Yoongi? – Blair perguntou sorrindo de canto, dei ombros sorrindo de volta.

-Parece que sim. Vamos ao Caleb pra descobrir as respostas pra isso. – Avisei sentando ao lado de Yuri que deu alguns tapinhas em meus ombros.

-Já vi isso uma vez. – Kim ergueu um dedo sorrindo. Prestei atenção querendo que ela continuasse. –Comigo e com Jin. – Fiquei realmente surpreso.

-Sério? – Jin assentiu sorrindo de canto. Uau.

-Aham, nunca disse isso a ele, mas eu sentia que havia algo nos conectando de uma forma assustadora. – Disse mexendo as mãos. –Quando nos separamos e fui para os Hale, nunca esqueci o meu propósito, por mais que lá fosse tentador, sempre procurei por Jin. – Sorriu e vi o hyung beijar sua testa de forma carinhosa.

-Nossa, nunca pensei nisso. – Yuri sorriu. –Enquanto estivemos juntos vocês dois só discordavam e quase saíram no soco uma vez. Se não fosse por mim separá-los, nem sei no que havia acabado tudo isso. – Riu alto vendo a careta de Jin e Kim.

-Ta bom, tivemos alguns contratempos, mas nada muda o que estou contando Yuri Villane. – Kim deu um soco no ombro dele o fazendo rir ainda mais.

-Yuri, não estraga o momento. – Blair o empurrou de leve. Ele tentava não rir e ficou quieto.

-Enfim, é algo que considero raro acontecer entre duas pessoas. – Kim contou e isso ficou na minha cabeça mais do que o esperado. Quando virei e vi ___________* já vestida. Calça jeans, tênis, camiseta branca e uma blusa xadrez com os cabelos soltos, eu não consegui desviar o olhar.

-Suga, tá babando. – Rúùh entrou rindo, balancei a cabeça vendo ___________* tapando a boca enquanto ria. –Ficaram boas mesmo, pelo jeito você veste o mesmo tamanho que eu e as meninas.

-Obrigada pelas roupas Rúùh. – Sentou ao meu lado pegando algo pra comer.

-Não foi nada. – Piscou pegando um copo azul com um canudo, ele ficou vermelho e pude notar que era sangue.

-Estão prontos? – Jin levantou junto com os outros, ___________* suspirou e assentiu procurando minha mão, a segurei apertando um pouco. Pegamos as mochilas no quarto e descemos até o lado de fora da casa. Só estavam Rúùh, Kim, Yuri e Blair conosco, os outros devem estar nos quartos. Nos despedimos de um por um. Nathan saiu correndo e me abraçou, quase caímos no chão fazendo todos rirem. O soltei e ele correu pro lado da mãe. Segurei a mão de ___________* ficando de frente com Jin.

-Fechem os olhos e segurem a mão um do outro firme. – Hyung alertou. –Quando os abrirem vão estar em Nova Orleans, em frente ao cemitério, apenas entrem e encontrei Niklaus rapidamente. Caleb já está esperando por vocês.

-Ok. – Sussurrou ___________* com um pouco de medo. Fechamos os olhos e pude ouvir Jin dizer o tal encantamento. Respirei fundo sentindo uma energia nos envolver e pareceu nos levitar.

~**~

Quando abrimos os olhos estamos em frente a um cemitério, ___________* abriu os olhos assustada, Jin hyung estava certo estamos em Nova Orleans.

-Jin é... realmente poderoso. – Ela sussurrou assustada, sorri de canto.

-Ele é o mais forte de todos nós. Jin tem muito tempo de experiência, ele aprendeu muito sozinho e com outros bruxos também. – Expliquei por cima, ela assentiu então finalmente entramos no cemitério. Ali havia as mais diversas covas e mausoléus, novos e velhos.

-Pelo jeito o bruxo conseguiu mesmo. – Olhamos e pude ver o cara que Rúùh descreveu, ele sorriu irônico e aproximou erguendo um celular com uma foto antiga minha com a Rúùh.

-Niklaus, presumo. – Ele arqueou uma sobrancelha rapidamente voltando a guardar o celular dentro do bolso da jaqueta e se curvou.

-Presente. – Voltou ao normal e logo suspirou. –Aquela pirralha, sempre arranjando algo pra minha cabeça. – Revirou os olhos e saiu, quando parou viu que permanecemos no mesmo lugar, ___________* me olhava desconfiada. –Qual é vocês dois, vão ficar plantados ai até os mortos voltarem? – Cruzou os braços. Suspiramos e o seguimos.

Niklaus falava sobre Nova Orleans e não poupava elogios para a história da cidade, não falamos nada, apenas o deixamos contando, chegamos em frente a uma casa de esquina. Klaus abriu a porta e nos deu espaço, ___________* apertou minha mão temerosa. Logo que entramos, vimos um homem de costas folheando um livro grande, quando virou pude ver seus olhos focarem em nós dois. O homem sorriu de canto e acenou rapidamente com a cabeça para Niklaus, que correspondeu da mesma maneira.

-Pelo jeito aquela garota ainda tem controle sobre você Klaus. – Provocou com um sorrisinho irônico no rosto.

-Ninguém me controla Caleb, sabe muito bem disso. Devia um favor a Rúùh e ela o cobrou. Agora cale a boca antes que arranque sua cabeça e coloque-a de enfeite no Quartel Francês. – Ameaçou vendo Caleb rir alto, Klaus se despediu de nós e foi embora fechando a porta.

-Então você deve ser Caleb. – Quebrei o silêncio que iniciou ali dentro. ___________* não dizia nada, apenas parecia observar cada passo daquele homem.

-Seus olhos possuem cores peculiares para uma lobo. – Ele ignorou e olhou diretamente para a garota. -Já vi diversas pessoas com esses olhos em anos de vida. – Piscou atraindo mais nossa atenção.

-Jin já deve ter falado com você sobre meu sonho. – Ela deu um passo em frente determinada, mas sua mão não soltou a minha. Caleb notou isso então sorriu de canto voltando para seu livro. -E então? Pode nos ajudar quanto a isso? - ___________* questionou olhando ao redor.

-Jin adora fazer isso comigo. – Murmurou fazendo um bico, fechou o livro o colocando de volta na grande estante cheia deles. –Ele não conta e cabe a minha pessoa fazer isso, mas nem mesmo sei como. – Caleb parecia ter esquecido que estávamos ali.

-Caleb? – O chamei, ele olhou e suspirou. –Contar o que? – Questionei sentindo um pouco de medo. O bruxo suspirou então veio até nossa frente e cruzou os braços.

-Você e essa garota estão predestinados. – Ok, isso foi um soco no estômago, arregalei os olhos não sabendo o que dizer. –Os sonhos que ambos vem tendo há um certo tempo são lembranças de vidas passadas que estão retornando porque vocês finalmente se encontraram.

-Como é? - ___________* indagou totalmente pasma, eu não estava tão diferente. Que merda está acontecendo?


Notas Finais


AGORA O NEGÓCIO VAI PEGAR \õ/
Sim, tem referências a The Originals aqui nesse cap *---*

Gente, leiam minha primeira parceria com a @KyKai unnie, ela está maravilhosa e quase chegando aos 1.000 favoritos, uau, nem sei o que sentir XD
https://spiritfanfics.com/historia/moon-wild-imagine-jimin--bts-4921812

Kissus ~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...