História Batalhadores, inquebráveis e vencedores - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Sakura Haruno
Tags Kakasaku
Exibições 49
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


desculpem a demora para atualizar, estou com muito pouco tempo.

Capítulo 8 - Mudanças para a excursão


- que bom que chegou senhorita Haruno, achei que não viria.

- se eu tenho algum compromisso, senhora diretora, eu costumo cumpri-lo.

- que bom, sendo assim vamos começar.

Os meninos, Kakashi e eu ficamos em silêncio, só aguardando a nossa maravilhosa diretora falar.

- quando liguei para seus pais avisando dessa ‘reunião’, senhorita Haruno, falei-lhes de uma pequena mudança nessa excursão...

- a senhora acrescentaria um professor para ir com nosco, certo? – interrompi-a. já sabia dessa parte então ela já não me interessava mais.

- não me interrompa novamente senhoria Haruno!

- sim senhora!                                                       

O telefone tocou e Tsunade apenas concordava com tudo que lhes era dito. Ela desligou o telefone e olhou ligeiramente para Kakashi, e, nesse momento pressenti que viria mais bomba pela frente.

- bem, continuando, será mandado junto à vocês um professor. Ele será o instrutor de vocês lá. Ele será o responsável por manter a ordem e claro vocês inteiros. O professor será o Kakashi. Ele passará o restante das regras para vocês. Agora podem sair da minha sala e Kakashi permaneça, preciso conversar com você.

- sim senhora!

Saímos de sua sala e seguimos juntos para a saída da escola.

Pelo menos um motivo bom para ir a essa excursão. Com Kakashi lá comigo, seria bem melhor, sem falar que eu não aguentaria muito tempo só com os meninos.

- vai ser bem divertido essa excursão, não acha Sakura-chan?

- Kankurou, cala a boca pelo amor de Kami-sama!

- desculpa!

Segui rumo ao estacionamento da escola. Olhei para trás e percebi que esse monte de abestados vinham atrás de me.

- posso saber o que vocês querem atrás de mim?

- não podemos te fazer companhia não?

- não, irei para a minha casa agora e não preciso de companhia.

- vamos gente – Gaara disse – teremos bem mais tempo na excursão.

- há a droga da excursão! Que saco! – concordo Shikamaru.

- tchau rosinha rsrsrs – não me darei ao trabalho de responde-lo, esse Kankurou ainda me trará grandes dores de cabeça.

Os meninos seguiram rumo a saída da escola, fazendo o que sempre fazem: idiotices.

Estava entrando dentro de meu carro, quando Tayuya passou por mim.

- boa tarde. – ela era a professora substituta da de sociologia, que estava doente.

-boa tarde. – ela tem o carro igual o meu, o que é até bom, assim os meninos que ainda estão bem próximos da escola pensaram que é eu, ai eu poderei esperar o Kakashi. Quando Tayuya passou por me dei um pequeno sorriso, em fim só.

Uns 10 minutos depois vi Kakashi aparecer no estacionamento com uma cara não muito boa.

- oi, amor – disse-me com suavidade na voz e um leve tom de desapontamento.

- oi! – respondi-lhe com o mesmo tom e suavidade. – parece que não teve uma conversa 100% amigável com nossa querida diretora!

- não. Ela disse que teria que mandar outra professora conosco.

- pra quê isso? Só você bastaria, não tem pra que isso! – quanta besteira em apenas uma excursão;

- não sei, só sei que a professora que irá com a gente é a Anko. Eu até tentei dizer que não precisava de ajuda para cuidar de vocês mas você sabe como ela é complicada, não muda de decisão de jeito nenhum.

- é...eu sei bem disso.

Anko era a professora mais durona e severa da escola. Ninguém ia contra uma ordem dela, e se ela soubesse, ela jamais admitia calada o que acontece entre Kakashi e eu.

Ela dizia que a pior imoralidade do mundo era um sensei e uma aluna, acho que por conta da idade.

Eu particularmente acho isso normal, não vejo problema algum em algo do tipo. Acredito, eu que seja por causa da criação dela: pai duro na queda, mãe que exigia tudo perfeito e família um tanto severo. Pesquisei sobre ela, nasceu e se criou em outra cidade, mas não dizia onde, veio de família classe média e famosa pela maneira como criava e educava seus filhos, podendo ser um bom exemplo em um começo de Ditadura Militar¹.

- vamos, Sakura? Quero passar em um lugar primeiro;

- claro.

Entramos em meu carro, com Kakashi dirigindo, e fomos rumo a um lugar deserto da cidade da qual eu não conhecia, nunca tinha vindo aqui.

- é bem bonito aqui...

- é sim... é aqui que eu venho pensar e ver como anda a vida, colocar as ideias no lugar e ver o que está faltando, sabe?

- sei... às vezes é bom ter um lugar só nosso.

- eu tava pensando em como vai ser quando a gente casar...

- ta prevendo o futuro é?

- é, tô prevendo o nosso futuro juntos... – ai que fofo, Kakashi começou a se aproximar de mim e me deu um selinho demorado. Eu não sei, mais quando eu estou com ele eu me sinto tão feliz e tão... tão, há não sei descrever, eu me sinto como em um sonho em que toda aquela estória de príncipe encantado em um cavalo branco existe. Nos separamos com um gostinho de quero mais.

- tava aqui pensando em como as coisas vão acontecer daqui para frente, quando eu for falar com seus pais e eles não aceitarem, e tem toda aquela estória por trás da mídia blábláblá... seu pai é um homem poderoso e influente e esse negócio não vai dar certo, eu não sei eu tenho medo.

- medo de quê?

- medo de te perder, de te tirarem de me, de te levarem para longe, eu não sei direito, eu já gostava de você mais era mais para mim, tipo um amor platônico e secreto algo só meu e de repente o pensamento de te perder me vem na cabeça e tudo começa a girar e...e...

- ei ta tudo bem, a gente vai passar por tudo isso juntos e ninguém vai separar a  gente não, calma tá. Vai ficar tudo bem, a gente vai ficar bem e nada de mais vai acontecer.

Estávamos sentados na grama e Kakashi deitou a cabeça em minhas pernas e ficamos lá pensando na vida em como iriamos passar por tudo isso e em como iriamos nos virar contra o que temos certeza que viria pela frente.

Ditadura Militar = época onde quem ‘governava’ eram os militares, não era permitido permanecer nem na calçada após o toque de recolher, que acontecia, na maioria dos estados, às 18:00hs.

Continua...


Notas Finais


Devo confessar que estou sem ânimo para escrever essa fic e que uma parte da demora foi causa da falta de vontade e inspiração para fazer (se é que me entendem) e uma pequena parte, quase imperceptível foi por causa da preguiça.
Mesmo assim bjs e até o próximo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...