História Batman: Ano Um - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman
Personagens Alfred Pennyworth, Bruce Wayne (Batman), Comissário James "Jim" Gordon, Dr. Thomas Wayne, Lucius Fox, Martha Wayne, Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Batman Bruce Wayne
Visualizações 11
Palavras 421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A continuação do diálogo entre Bruce Wayne, e Cobblepot, relatada pelo próprio Cobblepot.

Capítulo 12 - Bruce e Cobblepot


Cobblepot: ... nem todos são envolvidos na nossa justiça**

Bruce: Por que quer dominar Gotham? Tem algum motivo específico? 

Cobblepot: Sim, tenho. Claro que eu tenho; não apenas eu, mas todos os que são a favor do nosso pensamento. Você pode se unir a nós se quiser, será de grande ajuda. 

Bruce olha firmemente para Cobblepot

Bruce: Confesso que estou sem reação. Sem palavras. Mas você acha mesmo que eu ia apertar a sua mão para selar uma contribuição para os seus sistemas fracos, sujos, e ilícitos?! Como pôde? Como as pessoas de Gotham puderam votaram em você? Você ainda tem ainda a cara de pau de me pedir ajuda com as máquinas que eu uso. 

Cobblepot: Ei, espere! 

Bruce: O que mais você quer? 

Bruce Wayne se levanta, e Cobblepot aponta uma arma para o rosto de Bruce. 

Bruce: Hm, apelão. 

Bruce tira as armas da mão dele e dá dois socos na cara de Cobblepot. Cobblepot cai sentado na cadeira, Bruce observa firmemente para Cobblepot. 

Bruce: Você e seus amigos são uns lixos humanos. Tenho nojo de apertar a mãos de tipos como vocês. 

Rapidamente Cobblepot se levanta para tentar dar um soco em Bruce, porém, Bruce segura a sua mão, e de raiva ele dá mais três socos em Cobblepot jogando-o no chão. 

Bruce: Sua própria fraqueza é a falta de paciência, você é um completo idiota, e um idiota corrupto não merece o meu respeito. Eu só não o mato apenas pelo fato de não praticar a 'justiça' de vocês. 

Bruce pega Cobblepot pela roupa e pergunta:

Bruce: Que facção é essa que você tanto falou? Onde está o Harvey Dent?  O que pretendem? 

Cobblepot olha com olhar fraco, dando a entender que estava tonto

Cobblepot: Bruce, você não é assim. Eu não direi nada. 

Depois ele desmaia. E Bruce larga-o e apóia as suas mãos na porta, Cobblepot estava fingindo que havia desmaiado, ele enfia a mão no bolso de seu palitó e tira um quadrado com o botão vermelho, e ele aperta esse botão. Esse botão era o sinal de alerta para a chamada de alguns atiradores. Os atiradores chegam num mesmo helicóptero. Um deles estavam com uma arma modelo AA-12. Tinha uma injeção de calmante, ele mira em Bruce, especialmente nas costas, e atira. 

O tiro acerta as costas de Bruce, ele tira mas acaba fazendo efeito nele, ele tenta resistir mas não consegue. 

Bruce: O que foi isso? 

Ao se virar, Bruce ver Cobblepot de pé, e o mesmo lhe dá um soco, para o fazer dormir. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...