História Bats and Wolfs - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 27
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Festa, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Pessoal eu não usei os personagens originais, eu me baseei neles para criar os meus ok? Espero que gostem, e POR FAVORSAO comente pra eu saber sua opinião, afinal ela é importantíssima!

Capítulo 1 - Encrenca


André queria apenas mais 10 minutos em sua cama, apenas 10 míseros minutos, mas o grande universo sempre conspirava contra e ele precisou levantar.

André querido, se não estiver aqui em baixo em cinco minutos se atrasará!- Disse a mãe do André que preparava o café. 

André adorava quando sua mãe fazia bolo, aquele bolo fofinho e coberto de chocolate. Tomou seu café e foi para escola montado na Jane, que é sua bicicleta; Ele a havia comprado à uns dois anos, e já tinha vivido várias histórias com ela. Já fugiu do senhor Canino, um cachorro meio mal morado,   fugiu de alguns garotos estressados (o que era normal em sua vida), e até já fugiu da polícia uma vez, sem sucesso. 

Parou em frente da casa de Vitor, seu melhor amigo,o qual já estava saindo.

-Preparado para mais um ano?- Perguntou André sendo irônico. 

-Nem um pouco!- disse Vitor. 

Os dois se conheciam desde criança, haviam se tornado melhores amigos de uma forma bem engraçada, André havia derrubado um pote de tinta em Vitor quando estavam ainda na creche, e 14 anos depois a amizade continua. 

Chegando na escola se depararam com Rafael e seus amigos, que estão mais pra "capangas" do que amigos.

-Olha só, o casal do ano chegou!! - Disse Rafael tirando sarro. -Quando os pombinhos irão se assumir em?

-Esquece a gente Rafael!- Disse Vitor com tom de indiferença. 

-Garanto que é bem difícil esquecer vocês, vocês são uma piada ambulante!

Neste momento Igor e Felipe, que são os amigos/capangas de Rafael, soltaram uma risada.

O sino toca 

-Bem, nos vemos por aí pombinhos!- Disse Rafael se dirigindo a sua respectiva sala.

--------

Já na sala de aula,ambos estavam em seus lugares esperando o professor. Mas não foi o professor que entrou, entrou um senhor na faixa dos 40, bem conservado, cabelo grisalho penteado de uma maneira que combinou com seu rosto. As meninas piraram.

- Bom dia alunos, eu sou Lorenzo, seu novo diretor. Espero ser respeitado e ter um relacionamento saudáveis com vocês. 

Depois disso sr.Lorenzo saiu da sala, deixando o professor que havia chegado, dar sua aula. Ou melhor sua Prova Surpresa.        Eba

Ainda bem que Vitor era uma enciclopédia viva ambulante, e que sentava atrás de André. 

-Cara não sei nada de História, sou péssimo, preciso da sua ajuda! - Disse André sussurrando. 

- Senhor Rocha, se não parar serei obrigado a tirar sua prova,e aposto que você não deseja isto não é mesmo?- O professor havia reparado.

-Sim, senhor. Quer dizer, não, senhor!- Se atrapalhar enquanto estava nervoso era um talento natural de André. 

Dado uns cinco minutos depois do ocorrido, André vira e fala com Vitor de novo. Porém o professor viu outra vez.

- Pra direção, os dois!

Eba, mais uma advertência. 

-Cara você só me mete em encrenca! - Disse Vitor aborrecido. 

-Prometo lhe recompensar depois. - Disse André batendo com o cotovelo no amigo.

-Sei...

Chegando a direção,o diretor Lorenzo pediu pra que se sentassem. 

-Senhor Rocha, Senhor Martins, vejo que o histórico dos senhores são bem grande. - Disse pegando um arquivo bem grosso, dava, pelo menos, um palmo de altura.

-É nos somos meio famosos, hehe. -disse André com um sorriso amarelo.

-Com todas essa advertências, serei obrigado a dar uma suspensão.-Lorenzo

-André eu não posso levar uma suspensão, minha mãe me mataria!!-Disse Vitor desesperadamente para André. 

-O senhor não podia quebrar um galho?-André pediu com outro sorriso amarelo.

-Senhor Rocha, o senhor me vê usando uma camisa xadrez? (Não, senhor)O senhor me vê com um machado na mão? (Não, senhor) Sabe o que isso significa, senhor Rocha? (Sim, quer dizer, não, senhor) significa QUE EU NÃO SOU UM LENHADOR PARA QUEBRAR UM GALHO!-Lorenzo

Neste momento os dois adolescentes com 16 anos se encolheram da cadeira. 

Um longo silêncio

-Bem, mas não quero ser visto como o "novo diretor do mal", quebrarei não um, mas DOIS galhos! Foram um serviço comunitário em troca de uma NÃO-SUSPENSÃO.- Lorenzo

-Faço o necessário, Diretor Lorenzo!- Disse Vitor.

-Você parece um bom menino, senhor Martins, só repense um pouco sobre suas amizades. - Disse Lorenzo olhando para André. - Vocês terem até o final da semana para limpar a sujeira da reserva florestal, como copos, papéis e até camisinhas.

-O QUE?? Você sabe o tamanho daquilo? Precisaria de um ano inteiro!!- Disse André levantando-se. 

- Senhor Rocha, sente-se.  Tudo bem 1 mês é o prazo, nada mais que isso. Ou a reserva fica limpa, ou vocês levam uma bela de uma suspensão. -Disse Lorenzo dando a dizer que o assunto terminara. 

---------------------

Quando o sinal tocou, anunciando o encerramento das aulas, André e Vitor correram para o portão, mas ele já estava lá, em pé com um saco grande em cada mão e uma expressão de "acham que vão aonde?".

-André, juro que quando estivermos só eu e você naquela reserva, eu vou te cortar pedacinho por pedacinho!- Disse Vitor furioso.

-E eu voltaria só para te ferrar outra vez! - Disse André virando sorrindo para seu amigo. 

-Eu te odeio! - Disse Vitor voltando a andar.

- Não, não, você me ama!- André logo atrás dele.





Notas Finais


Muito Obrigado pessoal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...