História Battle Cry - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Allison Argent, Chris Argent, Claudia Stilinski, Cora Hale, Danny Mahealani, Derek Hale, Erica Reyes, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Lydia Martin, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Vernon Boyd
Tags Alquimia, Drama, Menção A Suicídio, Slash, Teen Wolf, Yaoi
Visualizações 162
Palavras 3.989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*música dramática de fundo* Eis que a pessoa ressurge dos mortos...
MIL DESCULPAS PELO HIATUS, não que isso vá mudar alguma coisa, né? Mas ainda assim, eu quero pedir desculpas porque eu me sinto mau em deixar voces esperando por SETE FUCKING MESES! WTF!!!??
ENFIM, eu demorei mas voltei, infelizmente eu só tenho dois caps prontos *chora*, mas pelo menos agora eu sei como eu quero que termine a fic.
Sério, eu estava com tantas ideias pra outras fanfics, que eu acabei escrevendo elas, e esqueci da Battle Cry, thefuck!?
Bom, agora eu tenho certeza que eu irei terminar essa fic, eu não sei quantos mais capítulos eu irei escrever, mas eu sinto que o fim está próximo!
Enfim, se ainda tem alguém com paciência e esperança com essa fic, eu só tenho uma coisa a dizer: VÃO LER! *sai correndo*

PS.: prepare-se para o drama * faz joinha*

Capítulo 27 - Capítulo 27


É como dizem: Nada está tão ruim que não possa piorar. 

 

Quer dizer, Derek achou que as coisas começariam a voltar ao normal depois que os Gondors foram embora da cidade. Tipo, ele e Stiles finalmente conversaram e se entenderam, o Pack estava unido, e seu tio voltou a aparecer pela mansão.

 

E esse foi o exato problema. Peter dava até pra entender o sumiço porque era Peter, ele tinha um apartamento no centro da cidade pra onde ele ia à maior parte do tempo, mas Cora... Cora não tem pra onde ir, ela pode pagar pra ficar em um hotel algumas noites, mas só isso. Sem falar que Derek fazia questão de falar com a loba todos os dias pra saber como ela estava ou se precisava de alguma coisa. Então quando os Gondors foram embora, e Cora não voltou pra mansão, Derek achou que ela só estava sendo teimosa. Mas então ele tentou ligar pra ela, e ela não o atendeu, e ela sempre atende o celular, não importa o quão brava ela está. Mas ela não atendeu, e Derek resolveu ir ao hotel para falar pessoalmente com ela. Pense na surpresa dele quando ele não a encontrou lá. O atendente o olhou dos pés a cabeça, meio apreensivo, provavelmente porque Derek parecia pronto pra assassinar alguém, e o informou que Cora Hale havia fechado a conta na noite anterior. 

 

 

Okay, pensou Derek voltando para o camaro, Cora deve ter voltado para a casa do xerife. 

 

Não, ela não estava lá, Peter estava e o olhou de uma forma incrivelmente preocupada porque Cora também não estava atendendo a sua ligação. 

 

Peter e Derek andaram pela cidade tentando achar algum rastro que os indicasse o caminho que Cora fez, mas estava difícil. O rastro mais fresco que eles acharam, os levava de volta para a reserva, um lugar meio esquecido que Peter informou ser onde uma das runas de Stiles ficava, ele apontou um desenho em uma das várias arvores, e Derek viu a mesma runa do quarto de Stiles ali. A diferença era que o desenho ali estava riscado de alguma forma, como se algum animal com garras tivesse arranhado a ilustração. Aparentemente, essa foi à última runa arruinada que fez Stiles passar mal na festa de Halloween, o que se Derek não estava enganado, significava que eles não estavam tão longe da mansão, apenas em um pedaço não muito usado. 

 

Mas era isso, o rastro terminava ali, e sim, tinham algumas marcas que demostravam que alguém passou por ali, mas é como se a pessoa tivesse desaparecido ou sei lá. 

 

Derek não podia pedir ajuda a seu Pack porque eles ainda estavam em aula, então ele e Peter teria de se esforçar mais. 

 

Os dois lobos andaram a esmo pela reserva, tentando reencontrar o rastro de Cora, mas sempre acabavam no mesmo lugar. Depois de mais um tempo sem achar nada, os dois  acharam melhor voltar à mansão, pois Isaac logo chegaria da escola. 

 

Derek não queria demostrar seu desespero por não encontrar sua irmã, mas Peter conseguia ver a preocupação pesar ao redor dos olhos do alfa. Derek era bom em disfarçar seus sentimentos, mas o tom de preocupação em volta dele era impossível de esconder. 

Quando o celular de Derek tocou em seu bolso, o alfa se apressou em atender o aparelho, vendo seu tio para de andar para poder ouvir o que estava acontecendo. 

 

 

-Derek? 

 

-Isaac? O que aconteceu? - Derek franziu o cenho ao ouvir as vozes de Jackson e Scott ao fundo, o primeiro mandando Scott ter cuidado. 

 

-Derek, aconteceu uma coisa estranha hoje... - O jovem parecia indeciso em contar algo, e Derek apertou sua mão no celular. 

 

-O que aconteceu? Eu posso ouvir Jackson e Scott junto de você, onde vocês estão? 

 

-Derek, olha, a gente 'tá aqui na mansão, é que eu encontrei a Cora no- 

 

-A Cora?! Eu estou indo pra aí. 

 

-Espera! Eu acho que-  

 

Derek desligou o celular, cortando a fala de Isaac e enfiando o celular de volta no bolço. Ele olhou para seu tio, mas o mesmo já estava voltando pelo caminho até o camaro, onde eles entraram e seguiram pela trilha estreita que terminaria na mansão. 

 

 

Os dois pularam de dentro do carro assim que Derek terminou de estacioná-lo de qualquer jeito em frente à mansão. O alfa conseguia ouvir as vozes de seus betas vindas de dentro da casa, mas ele não escutava a voz de Cora, e isso o deixava ainda mais nervoso com a situação estranha. Peter abriu a porta para que eles entrassem, e eles seguiram até a sala onde os outros se encontravam parados em volta de alguém deitado no sofá. 

 

Cora.

 

Derek praticamente voou para mais perto de sua irmã, afastando os outros betas de perto dela, e se ajoelhando no chão para ficar mais perto do rosto de Cora. 

 

-O que aconteceu com ela? – Perguntou Derek ao afastar o cabelo do rosto de Cora da forma mais delicada possível, sentindo como a pele geralmente quente dela, estava gelada. Ela estava pálida, e ele podia perceber a movimentação dos olhos dela por debaixo das pálpebras, como se ela estivesse sonhando. Isaac que estava ao seu lado foi quem o respondeu. 

 

-Nós não sabemos o que aconteceu. Nós estávamos no treino de Lacrosse quando eu notei ela andando perto das árvores que separam o campo da reserva. – Explicou o adolescente num tom preocupado. – Eu tentei chamar a atenção dela, mas ela parecia não me ouvir, então eu cheguei mais perto e percebi que ela estava dormindo. - Agora ele parecia confuso, e Derek franziu o cenho, porque aquilo não estava fazendo sentido nenhum. 

 

-Cora não é sonâmbula. – Apontou Derek, ouvindo Jackson bufar irritado dessa vez. 

 

-A gente sabe disso. E a gente tentou acordar ela, mas ela só caiu no chão, e aí nós a trouxemos pra cá. – Derek olhou por mais um tempo o rosto pálido de sua irmã, e então ele a chamou para tentar a acordar. 

 

Cora nem se mexeu, e Derek dessa vez tentou sacudi-la um pouco pelo ombro enquanto a chamava pelo nome, mas nada aconteceu. Sentindo seu estômago gelar, Derek tentou a chamar com mais força dessa vez, mas Cora continuou inerte, apenas sua respiração demostrando que ela realmente estava viva. 

 

Derek sentiu sua respiração mudar, ficar mais pesada, e suas mãos começarem a tremer. Ele não podia perder Cora também. Ele tinha de fazer alguma coisa. Por que ela não acordava?  

 

O alfa levou sua mão para o rosto de Cora mais uma vez, e deixou seus olhos mudarem de cor, antes de tentar chamar o nome de sua irmã mais uma vez, dessa vez utilizando seu tom de comando que seu status como alfa o permitia. Mas nada aconteceu. Cora continuou ali, dormindo. Derek podia ouvir o batimento cardíaco mais lento que o normal de Cora, e isso o estava assustando. O que havia acontecido?  

 

Ele se levantou do chão, se virando para seus betas para olhá-los direito pela primeira vez. 

Isaac, Jackson, Scott e Boyd estavam ali. Os quatro ainda usando suas roupas de treino. Isaac parecia realmente perturbado com o que estava acontecendo. Scott olhava para Cora como se ela estivesse morrendo. Jackson agia como se não estivesse realmente se importando com os acontecimentos, mas Derek conseguia notar a preocupação dele em seus olhos. E Boyd, que raramente demostrava algum tipo de reação facial, usava uma expressão preocupada. Todos eles estavam preocupados, ninguém sabia o que estava acontecendo, incluindo seu tio, que até agora só observou tudo de longe. Peter estava com uma expressão pensativa no rosto, Derek tinha certeza de que ele estava pensando em todas as possibilidades, tentando lembrar alguma coisa que ajudasse no momento, mas nem ele com toda sua sabedoria no mundo sobrenatural, parecia saber o que estava acontecendo. 

 

Por que Cora estava dormindo tão profundamente? O único motivo que passava pela cabeça de Derek, era de que ela estava sob algum tipo de feitiço. Mas ele não sentiu ninguém estranho ultrapassando seu território, e Cora não cairia tão fácil em um feitiço, quer dizer, ela teria notado alguém querendo jogar algum tipo de praga ou maldição nela, não é como se bruxas fossem realmente difíceis de reconhecer, por causa do cheiro forte de ozônio que a magia delas emanava, esquivar e perceber os ataques delas não era realmente difícil. Mas se esse sono estranho de Cora não era causado por magia, então o que exatamente o estava causando? 

 

Derek estava se sentindo tão cansado naquele momento, ele só queria que as coisas começassem a dar certo. Por que sempre que alguma coisa boa acontecia, outra coisa ruim surgia logo em seguida? Por que ele não podia curtir um momento em paz? Qual era o problema com ele? Por que tudo parecia acontecer com ele ou alguém em seu Pack?  

 

Derek levou uma mão à cabeça, passando os dedos pelos fios de seu cabelo e suspirando cansado. Ele podia sentir a fadiga em seu corpo, pesando em seus ombros, e o deixando frustrado. Ele só queria que as coisas parassem de dar errado. Ele só queria que seu Pack ficasse bem e feliz. Ele queria poder aproveitar seu tempo com Stiles e finalmente o levar a algum lugar legal como um casal normal. Ele queria não se preocupar em fechar os olhos e acabar acordando no meio de mais um acontecimento que provavelmente causaria algum tipo de estrago. 

 

Derek se afastou dos olhares consternados de seus betas, ignorando as vozes deles a suas costas para pegar o celular em seu bolso. 

 

-Oi... – Derek ouviu a voz apreensiva de Stiles do outro lado da linha, e deixou seus olhos se fecharem por um momento, sentindo o cansaço em sua própria voz. 

 

-Stiles... – Derek tentou continuar, mas ele só queria poder abraçar Stiles e esquecer-se de seus problemas por um momento. 

 

-Derek, o que aconteceu? – Stiles deve ter percebido o desânimo no tom de Derek, porque ele parecia preocupado agora. 

 

-Cora, ela... Eu não sei o que fazer. – Derek tentou explicar, mas o aperto em seu coração o fazia ficar quase sem fôlego. Ele podia sentir as lágrimas formando em seus olhos, ele ainda podia ouvir seus betas discutindo o que fazer a respeito de Cora que ainda dormia, e Stiles não estava ali com ele. 

 

-Hey... – Derek tentou respirar mais devagar ao ouvir o tom mais calmo de Stiles. – Onde você está? O que aconteceu com Cora? – Perguntou Stiles, ainda usando o mesmo tom calmo,  fazendo Derek fechar os olhos e se concentrar em sua voz. 

 

-Eu... Eu não sei... Isaac a achou andando pela reserva, e ela estava... Estranha. 

 

- Onde vocês estão? 

 

- Na mansão... – Derek respirou fundo mais uma vez. – Stiles, eu não sei mais o que fazer. – Admitiu o alfa em uma voz fraca. 

 

- Hey, nós vamos dar um jeito, okay? Eu estou indo pra aí agora, okay? – Derek respirou aliviado dessa vez, concordando com a cabeça antes de se lembrar de que Stiles não o podia ver. 

 

-Okay... 

 

Eles se despediram depois de Stiles reafirmar que já estava a caminho, e Derek deixou seu corpo descansar o peso contra a bancada a suas costas. 

 

Ele odiava ter de depender dos outros, ele odiava preocupar os outros e parecer fraco. Mas ele realmente precisava de Stiles ali, o dizendo que tudo ficaria bem, porque quando Stiles dizia esse tipo de coisa, Derek acreditava. Stiles era como a força que empurrava Derek para frente, o fazendo tropeçar, mas continuar a andar ao em vez de apenas cair e continuar no chão. Stiles apontava pra frente e continuava porque uma hora ou outra as coisas dariam certo. E Derek precisava disso no momento. 

 

Vinte minutos mais tarde e mais algumas tentativas frustradas de acordar Cora depois, o som do jeep chegando e estacionando em frente à mansão, pode ser ouvido. Boyd, Jackson e Scott já haviam ido embora no Porsche, ate porque eles não tinham o que fazer ali, não é como se a presença deles fizesse muita diferença no momento. Peter havia se retirado para a biblioteca, provavelmente a procura de alguma pista nos livros e diários lá, e ainda não tinha voltado. 

 

Stiles entrou correndo na mansão, e Derek logo o viu entrar na sala, onde o adolescente andou até o alfa que estava sentado na beirada do sofá e observava Cora por qualquer tipo de movimentação. 

 

O adolescente parou ao lado de Derek esperando o alfa levantar do sofá. O que ele logo fez, antes de se deixar ser abraçado por Stiles. O garoto não disse nada, ele apenas deixou Derek esconder o rosto na curva de seu pescoço e o apertar para mais perto. 

 

Derek respirou fundo algumas vezes, tentando se acalmar com o cheiro de Stiles, e ele podia sentir seu coração desapertar um pouco. As mãos de Stiles a suas costas e em sua nuca o causavam um conforto que ele relacionava com a segurança de sua casa, de sua família, e por um momento ele se deixou acalmar e acreditar que tudo ficaria bem. 

 

-Hey... – Stiles virou o rosto para poder deixar um beijo na têmpora de Derek e sentiu o abraço dele ficar mais apertado. – O que aconteceu? – Derek respirou fundo uma última vez antes de dar um paço para trás e voltar seu olhar para Cora. 

 

-É a Cora... Ela não acorda, e eu não sei o que fazer. 

 

Stiles voltou a olhar a garota no sofá. Ela não parecia estar machucada ou doente. Mas Stiles podia sentir algum tipo de presença errada ali, ele só não sabia dizer o que era. Ele observou Derek voltar a sentar na beirada do sofá, então se aproximou do alfa e deixou uma de suas mãos descansar no ombro deste. 

 

-Você disse que Isaac a encontrou? 

 

-É... Ele disse que ela estava andando na parte da reserva perto da escola. De acordo com ele, ela estava dormindo e andando. 

 

-Sonambulismo? 

 

-Cora não é sonâmbula, e se fosse só isso ela já teria acordado.  

 

Derek parecia estar começando a ficar nervoso de novo, então Stiles apertou o ombro dele para chamar sua atenção, e os músculos tensos no ombro de Derek relaxaram mais uma vez. Stiles voltou seu olhar para Cora. 

 

O que será que aconteceu com ela? Ele se lembrou de Silvia, e das palavras dela, sobre Stiles se meter em confusão de novo. Será que isso tinha algo haver com essa tal “confusão? 

Stiles olhou por mais um momento a garota ali no sofá, e tentou procurar em sua mente algo que o ajudasse no momento. 

 

Se esse sono de Cora fosse algo causado por algum ser sobrenatural, ele iria precisar de tempo para pesquisar e encontrar possíveis causadores. 

 

Ele voltou a olhar para Derek, e sentiu seus próprios ombros caírem em desânimo com a feição perdida do alfa. 

 

Stiles odiava não poder fazer nada, ele queria ajudar Derek e o ver sorrir mais uma vez. 

Por que será que as coisas não podiam acontecer normalmente para eles? Por que sempre tem de ter um monstro da semana ou alguma outra coisa ridícula acontecendo e os impedindo de viver normalmente e fazer coisas normais? Derek e Stiles estavam juntos há poucos dias, e eles ainda nem tiveram tempo de sair juntos pra tomar um sorvete! 

 

Mas como sempre, alguma coisa tinha de acontecer pra acabar com a alegria deles, e agora Cora, entre todas as pessoas, foi atacada ou algo assim, e está dormindo como a Aurora depois de espetar o dedo na roca. 

 

Stiles tirou sua mão do ombro de Derek para passar seus dedos por entre os fios escuros do cabelo do alfa, e o viu fechar os olhos antes de se aproximar mais do contato. Stiles sentiu seu coração comprimir ali, porque Derek parecia tão frágil no momento que tudo que Stiles queria fazer era enrolar ele num cobertor, senta-lo no sofá em frente à TV, e o entregar um chocolate quente enquanto ele saia para chutar a cara de quem quer que seja o causador da dor que Derek demostrava em seu rosto. 

 

Okay, se Stiles queria ver aquela expressão triste sumir do rosto de Derek, ele precisava agir logo, tipo, agora seria o melhor momento. 

 

Derek deixou um barulho triste escapar de sua garganta quando Stiles tirou a mão de seu cabelo, e abriu os olhos para olhar confuso o adolescente dar um passo para trás. Stiles viu a cara dele, e sorriu de lado um pouco antes de se curvar para deixar um beijo rápido entre os olhos de Derek, onde suas sobrancelhas estavam deixando o local franzido ao se juntarem em sua preocupação. 

 

 

-Eu preciso fazer uma ligação, é rápido. 

Avisou Stiles antes de sair da sala e seguir para a cozinha, encontrando Isaac ali, com um bule em uma mão e uma caneca com um saquinho de chá na outra. O lobo de cabelo encaracolado o olhou como se Stiles o tivesse pegado com a mão dentro do pote de biscoitos, e este ergueu uma sobrancelha curiosa para Isaac. O lobo pigarreou antes de voltar a se mover e apoiar a caneca na bancada e começar a despejar a água quente do bule para dentro da caneca. 

 

 -Eu imaginei que seria uma boa ideia fazer um chá para Derek, ele parece preocupado... - comentou Isaac em tom baixo, e Stiles ignorou a cor avermelhada das bochechas do outro garoto, para bagunçar o cabelo dele quando chegou mais perto. 

 

-É uma ótima ideia, Isaac. - Cumprimentou Stiles, sabendo que o outro adolescente ficaria feliz em saber que seus esforços eram bem vistos. 

 

Às vezes Stiles esquecia que Isaac viveu com um pai que o maltratava, e que por causa disso, Isaac sempre procurava agradar de alguma forma por medo de ser castigado ou algo do tipo. Apesar da fachada durona e destemida que Isaac tentava manter, todos no Pack sabiam como ele realmente se sentia, e tentavam o ajudar de alguma forma. Informar o garoto de que ele estava ajudando e que ele não estava fazendo nada errado já era alguma coisa, e sempre fazia Isaac sorrir, assim como ele estava fazendo agora, sorrindo o sorriso infantil dele para Stiles antes de pegar a caneca com o chá, e sumir pela porta. 

 

Stiles tirou o celular do bolso, e procurou na sua lista de amigos por Lydia antes de ligar para a mesma. 

 

                -Stiles, eu estou pintando minhas unhas, então é melhor ser algo muito sério. – A voz séria de Lydia se fez ouvir, e Stiles franziu o cenho.

 

                -Lydia, você ainda não ficou sabendo?

 

                -O que aconteceu? Stiles, o que está acontecendo?

 

                -É a Cora, Isaac a encontrou hoje perto da escola, mas ela estava andando e dormindo ao mesmo tempo, e até agora ninguém conseguiu a acordar.

 

                -Eu irei levar o Bestiário pra você. Vocês estão na mansão?

 

                -Estamos apenas Derek, Peter, Isaac e eu aqui na mansão. Eu acho que Jackson ainda não teve tempo de passar aí pra te avisar...

 

                -Hnn... Espera. – Stiles ouviu a movimentação do outro lado da linha, e depois de um tempo Lydia voltou a falar. – Era o Jackson, ele acabou de chegar aqui. Eu só irei trocar de roupa e já, já eu apareço aí.

 

                Os dois se despediram, e então Stiles guardou o celular de volta no bolso.  O garoto ainda ficou um momento parado na cozinha, apenas pensando e tentando entender o que raios estava acontecendo dessa vez.

 

                O que poderia ter causado isso? Stiles nunca tinha visto algo do tipo... Se bem que ele estava com aquela sensação estranha de quando você sabe que está esquecendo-se de alguma coisa lá no fundo de sua mente, mas por mais que você se esforce você simplesmente não consegue lembrar o que é essa coisa.

                Pra conseguir fazer um lobisomem dormir daquela forma só podem ter sido uma de duas possibilidades: uma, ou ela foi envenenada com acônito ou duas, ela foi alvo de algum tipo de feitiço. O problema ali era que ela não apresentava nem um tipo de sintoma ou tinha algum tipo de pista sobre o que teria de fato acontecido. Ela não estava piorando, que é o que aconteceria caso ela tivesse sido envenenada, e nem tinha algum tipo de marca, que era o que acontecia quando alguém era o alvo de algum tipo de feitiço... Espera... Uma marca. Derek não falou nada sobre ter procurado por alguma marca no corpo de Cora.

 

                Stiles voltou apressado para a sala onde Isaac estava sentado no chão perto de Cora e Derek estava de pé ao lado da janela, felizmente, bebericando o chá que Isaac havia o preparado. Os dois lobos se viraram para o olhar quando ele parou na entrada da sala.

 

                -Derek, você procurou por alguma marca estranha no corpo de Cora? Você sabe, quando alguém é vítima de algum tipo de feitiço ou maldição, o bruxo geralmente deixa uma marca pra que a pessoa se lembre dele.

 

                Derek ainda piscou algumas vezes, parecendo processar o que foi dito antes de deixar sua caneca no peitoril de janela e andar até Cora. Isaac se atrapalhando em sua pressa de sair da frente de Derek, acabou engatinhando para mais longe do sofá para não ser atropelado pelo alfa.

                Stiles andou até Derek para ver o alfa erguer os braços da loba para poder olhar de perto a pele dela a procura de qualquer marca estranha, para depois erguer a camiseta dela para olhar na barriga, cintura, e com a ajuda de Stiles, as costas dela.

                Stiles desviou seu olhar para o pescoço de Cora quando a cabeça dessa rolou para o lado.

 

                -Derek, - O alfa ergueu o olhar para ele, e depois de um gesto de cabeça de Stiles, moveu seu olhar para o pescoço de Cora. – O cabelo, ele está na frente...

 

                Derek segurou Cora sentada enquanto Stiles tirava o cabelo longo dela da frente e encara de cenho franzido a nunca da loba. Isaac chegou mais perto para poder olhar por cima do ombro de Stiles, e também franziu o cenho confuso antes de inclinar a cabeça pra lado.

 

                -É um kanji, não é? – Perguntou confuso o lobo de cabelo encaracolado, e Stiles mexeu sua mão para poder encostar um dedo no desenho presente na nuca de Cora.

 

                Stiles podia sentir que a energia estranha em volta de Cora era mais forte ali, mas ele ainda não fazia ideia o que aquele desenho significava.

 

                Stiles ergueu uma sobrancelha quando ambos Derek e Isaac viraram o rosto na direção da entrada, e alguns segundos mais tarde ele também podia ouvir o som de um carro se aproximar.

                Ajudando Derek a voltar Cora no lugar, Stiles voltou a pensar. Pelo menos agora ele sabia que o que estava acontecendo era culpa de algum tipo de feitiço. Mas isso ainda não o deixava sossegado. Quer dizer, Cora foi atingida, e isso não era normal. Acertar um feitiço em um lobisomem era difícil. Derek já o explicou que bruxas tinham um cheiro muito especifico sobre elas, e talvez não seja impossível, mas acertar um lobisomem com algum tipo de maldição era realmente difícil, tipo, o lobo teria de estar paralisado, ou então muito distraído. E Stiles sabe que de todas as pessoas ali, Cora era a última pessoa quem ele chamaria de distraída, ela era muito desconfiada de tudo e todo mundo para deixar a guarda baixa. Então como esse bruxo ou bruxa conseguiu a atacar e a acertar, era um mistério.

 

                Lydia chegou acompanhada de Jackson que trazia um notebook em uma mão, e três caixas de pizza na outra. Isaac pulou em seu lugar para poder ir ajudar Jackson com as pizzas, tirando as caixas da mão deste, e então Jackson entregou o notebook para Lydia antes de andar até um canto afastado no sofá e se jogar lá. Stiles deixou um suspiro cansado escapar.

                Aparentemente, a noite seria longa.

 

 

___________________________________________________sterek end cap 27


Notas Finais


dun! dun! DUUNN!!!!! O que está a acontecer?? Descobriremos no próximo capítulo!
Não, é sério, vai aparecer mesmo no próximo capítulo.... ou pelo menos uma parte do que está acontecendo, hehe
BOM, muito obrigado por terem lido e por terem me esperado!
Eu irei postar o próximo logo dessa vez, sérião! Tipo, talvez eu poste ele amanhã, ou hoje, depende de como minha ansiedade se comporta!
de qualquer jeito, a gente se esbarra por aí!
xoxo o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...