História Battle cry - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anime Tenchou
Personagens Personagens Originais
Tags Grito De Guerra
Exibições 1
Palavras 2.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Luta, Magia, Poesias, Saga, Super Power, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigado desde já a todos que leem meu livro, eu posto ele pelo whattpad sou novo aqui. me ajudem, me ensinem obrigado a todos e tenham um grito de guerra.

Capítulo 1 - Minha tragetória


 Muita coisa mudou Depois que você se foi. Parece que foi ontem que você me ensinou a usar minha primeira katana, a lutar daquele jeito. Com apenas 12 anos de idade tive que aprender a me virar sozinho, embora eu já soubesse, afinal aos 8 anos você me levou ao meu primeiro treinamento ninja, lembro-me como se fosse hoje.

Jungue living, aquela floresta gelada e cheia de arvores em volta. você foi e eu fiquei lá, hum me virei muito bem por lá. Depois de alguns meses você voltou lá, para ver como eu tinha me saído e para sua "surpresa" eu estava muito bem.Procurou-me e nada de me encontrar, mas ao esbarrar em uma arvore avistou uma casa improvisada ,e lá estava eu.

Bateu a porta e quando eu abri pude perceber em seu olhar, um olhar de aprovação como se quisesse dizer (meu garoto) ,estava muito bem e aconchegado também, tinha matado um urso, que ali estava, quando ele me viu tentou me atacar mas eu fiz uma espada improvisada de um galho bem grosso que tinha em uma daquelas arvores no começo era só um galho que tinha encravado no urso, mas depois que o matei comecei a trabalhar nela.

O lixei com uma rocha que tinha ali a dei formato e a empunhei e a chamei de "flora". Minha mãe vendo tudo aquilo só me disse "vamos pra casa seu treinamento só está começando" e depois disso,cada vez meu treinamento foi se aprimorando e se alongando ,aonde aos 10 anos eu já merecia ser chamado de (mitsiu) yamada ,meu sobre nome vinha de uma vasta linhagem de ninjas e assassinos , mas eu ainda não me dava o luxo de me graduar assim.

Depois de um tempo treinando com a flora ela quebrou ( pois era madeira não tinha nada de especial nela) fiquei triste por sinal mas.E fiquei alguns meses sem treinar. e foi quando fiz 11 anos ganhei um presente muito especial, minha mãe (ieniram yamada) me deu o melhor presente que eu pude receber uma katana, mas não uma qualquer ela reestruturou a minha antiga (flora) dando-lhe um aspecto de novo melhor a banhou toda em cristal diamante (um tipo de cristal prata altamente resistente , poderoso e brilhante), tudo corria bem e meu treinamento estava perfeito com muito suor e determinação ,me tornaria um ninja perfeito e meus estudos estavam em alta, pois tudo que sabia minha mãe tinha me ensinado, porém eu precisava de escola ,por isso fui matriculado em chinchia macktang uma escola especializada em ninjas e conhecimentos , aonde todos os clãs estudavam mediante a cada especialidade ,eu fiquei na parte dos (mitsius)denominados assassinos , caçadores e guerreiros zelta), fiz amizades com algumas pessoas mas meu treinamento vinha primeiro de tudo.

Eu o melhor e mais aplicado aluno, passava em todas as provas,práticas e teóricas,foi lá que tive minha primeira batalha com alguém (mas já tinha enfrentado um urso).Foi fácil até, e eu passei em uma prova que me transfonaria em ninja da classe shord panchai,havia várias classes de ninjas até o posto de guerreiro zelta(minha mãe era desse nível incrivelmente habilidoso e frio com as laminas).

Aos 12 anos tudo veio a acontecer, tudo de ruim, minha mãe saio em missão, coisa que ela fazia frequentemente,pois os guerreiros zelta trabalhavam para o governo e sempre havia uma missão de assassinato ou proteção . Mas ela foi e depois de um tempo eu fiquei preocupado com ela. Semanas depois um grupo de guerreiros "z" foram em minha casa me contar o ocorrido "ela tinha sumido e não sabemos o porque, a missão era difícil e perigosa ela se dispôs a ir, depois de um tempo o seu transmissor começou a parar de dar sinal e ela sumiu".

Isso me deixou arrasado, pois não sabia mais a onde ela estava, mas o pior podia acontecer ?, Sim. Um grupo enorme de outros clãs inimigos atacou nossa aldeia matando a todos e quando eles tentaram invadir minha casa os assassínios que ali estava tentaram me defender, pois o outro clã usava um tipo de magia ou algo do tipo e nas suas mãos haviam coisas metálicas, algo muito desenvolvido que não sabia o que era.

Me escondi,a mando dos guerreiros "z", e só ouvia gritos e explosões,tempos depois sai do esconderijo que tinha em minha casa,para ver o que acontecia ali, empunhei minha espada e fui( aguardando o pior),porém não vi ninguém do outro clã.Mas a cena que até hoje não sai da minha mente,todos da minha aldeia mortos, mulheres, crianças, idosos todos mortos, e tive que sair daquela aldeia, pois sabia se que ficasse lá eu seria o próximo.

Fui então procurar por coisas que iriam me ajudar a fugir dali, pois sentia que eles voltariam logo. Dito e feito, pude ver que 5 deles vinham na direção da aldeia( talvez em busca de alguém que não morreu).Fui até a loja de armas da região em busca de algo para minha proteção, pois não tinha nada de mais resistente ,minha roupa era de couro e aquilo que eles lançavam através daquilo que eles empunhavam não parecia ser algo que couro segurava.

Cheguei na loja e procurei por tudo, e nada que pudesse ajudar-me, nem escudo nem nada,(havia umas katanas lá, mas eu já tinha a minha),havia também kunais e shurikens. Bom eu não tinha mesmo e o dono da loja havia morrido. Para minha sorte avistei uma roupa preta parecia ser bem resistente e talvez fosse o que eu precisava. Mas quando fui pegar ela uma daquelas bolas me atingiu, um daqueles caras tinha me visto e começou a atirar,seja lá o que era aquilo, e comecei a correr em direção a minha casa, pois era em direção contrária a aquele cara, ou seja lá o que era ele,não dava pra ver muito, o seu rosto estava tampado com um tipo de mascara eletrônica.

Consegui chegar em casa,tinha lembrado que minha mãe guardava armas na parte de baixo da casa,uma sala secreta que existia por lá. Porém foi difícil despistar aquele cara, ele era muito rápido, mas eu tinha jogado uma das kunais que tinha pegado na loja e isso fez desacelerar, mas isso não foi o bastante consegui entrar em casa e tranquei a porta, fui logo a parte secreta da casa ,porém logo em seguida ele entrou em casa quebrou a porta, tinha conseguido trancar ela, mas nada adiantou e estava a minha procura, e eu estava lá em baixo na sala secreta,procurando algo que poderia me ajudar contra aquele cara e na mesa da minha mãe,avistei um mapa grifado com tinta vermelha,um lugar chamado "brokenland down" e uma foto de um cara( que não dava para ver o rosto, estava tampado com um capuz).

Pude perceber que ela tinha ido para lá, (juntei uma coisa com a outra). Esse era meu destino também, iria achá-la a todo custo. Porém eu tinha que sobreviver daquele cara primeiro e pensei em tentar ver se ainda tinha alguma arma ali, de longo alcance para despistá-lo ,para cortar ele com minha espada ,foi quando eu me deparei com um armário de madeira com um cadeado de ferro ,e escrito "seven kill" na fechadura, não entendi muito o que era mas tinha em um papel escrito "senha" era a data do meu aniversario e percebi que era pra mim, e quando abri me espantei uma roupa totalmente ninja exatamente do meu tamanho com tudo que eu precisava e um bilhete escrito "para meu filho que irá se tornar um homem " ela se referia aos meus 16 anos, pois eu iria fazer o teste de ninha warrior ( um tipo de passagem para outra classe de ninja ),que me definiria um assassino permanente no clã ,mas acho que não irei fazer ele.

Sem demora coloquei o traje e fui ao encontro daquele cara, fui com cautela para pega-lo de surpresa e tive uma chance ele estava de escotas para mim ( perfeito para um ataque silencioso). Consegui matá-lo, mas para meu azar tinha quatro homens do mesmo tipo do lado de fora dois longe da minha casa, bem mais longe e 2 mais perto na parte lateral e fiquei meio sem saída. Percebi que aquele cara tinha umas coisas em sua cintura e cada uma tinha um botão e um desenho em forma oval e cada uma tinha um símbolo de (fogo, de gelo e fumaça), e para minha sorte eram bombas.

Usei primeiro a de fumaça para deixá-los sem visão mas eles me viram com um tipo de visor que usavam e a luta foi inevitável, consegui ferir um gravemente e ele estava caído, o outro atirou contra mim, com aquele objeto que estava em sua mão ,porém aquela roupa me protegeu (parecia que minha mãe sabia que aquilo ia acontecer) ,taquei a bomba de gelo nele( quando ele estava distraído) e ele ficou imóvel , tirei minha espada da bainha e consegui decepar seu braço que estava aquela arma estanha, mas ele também possuía aquelas bombas e me jogou a de fogo porém a roupa me protegeu.

Depois de muita insistência ele deixou a guarda baixa e eu consegui encravar minha espada em sua barriga, e matando ele de uma Vez por todas, porém ainda tinham mais 2 para me perturbar ,que vinham em minha direção ,joguei a bomba de fogo neles e consegui despistá-los e fugi para fora do arraial. E estava indo em direção a lugar nenhum, aonde eu não podia fazer nada e nem pensar em nada só em achar minha mãe, sendo que nada eu consegui encontrar, nem pistas nem nada.

Aquele mapa não me dava data exata que aquele barco sairia e o local que ele iria estar para eu ir até a ilha (ele só tinha o desenho da ilha e sua planta e cidades que tinha e locais que existia em um lugar próximo ali), que minha mãe poderia estar.

Quatro anos se passaram e nada de minha mãe, completei 16 anos, mas meu maior presente seria ela do meu lado ,mas eu não tive esse sonho realizado, mas algo que fez ele andar mais rápido ou pelo menos andar um passo, andando sem rumo ,me encontrei em uma vila pequena ,aonde um homem que relatou que iria pegar um barco para ir para uma ilha que só os melhores e mais fortes lutadores iriam para se desafiar e para ganhar o que seria o premio máximo .

Na hora eu o interroguei o joguei contra a parede (literalmente) ele até tentou me atacar mas eu o enforquei ao ponto dele desmaiar, dei um tapa em seu rosto e ele voltou a si, perguntei sobre, e mostrei o mapa ele confirmou o que eu pensava que fosse (mas até então não havia sentido minha mãe ir pra essa ilha disputar ou fazer seja lá o que ).

Mas o deixei ali e fui em direção ao lugar que eles iriam embarcar ,consegui chegar lá demorou 2 dias de viagem .Até lá estava um pouco longe do meu objetivo, mas embarquei com a passagem daquele homem que por sinal me deu sua carteira com medo que eu o mata-se , entrei no barco.

Vi muitas pessoas discutindo sobre o que era esse tal de premio máximo, mas meu premio será eu encontrar minha mãe e espero que bem. Já é de noite e nada de chegar a ilha, acho que vou dormir um pouco e pensar qual será meu próximo passo, embora tenha deixado tudo para trás continuarei a seguir os passos de minha mãe, e a acharei. (deita na cama do quarto em que se encontra), amanhã será um novo dia, espero que com notícias novas de minha mãe( fecha os olhos e adormece).

(NO DIA SEGUINTE..). Ouço um homem gritando que chegamos a tal ilha e todos saímos dos quartos e fomos até a saída principal ,havia mais de 500 pessoas naquele barco que por sinal era bem grande, e quando sai me deparei com um Homem que estava olhando disfarçadamente pra mim(parecia que ele queria me roubar ou algo do tipo) junto a ele desceu também um outro garoto que olhou pra mim olhou pro barco e foi em direção a floresta e eu fui em seguida. Estando no meio da floresta ,ouvi uma grande voz como se estivesse em uma caixa de som dizendo "vai começar a luta e todos começaram a lutar uns com os outros e um cara forte com uma faca que ficava de lateral ao seu punho veio em minha direção para me atacar( desviei nele) ,ele deu um soco na arvore e arrancou a metade dela com um simples soco, percebi que ele era realmente forte mas o encarei e fui pra cima.

 

 

 

  CONTINUA..

todo sab tem capítulo novo. (vlu tamo junto).

link do meu canal aqui que estarei falando e postando coisas sobre o livro https://youtu.be/A6dN4SU9tzk

 

link do canal de um amigo meu parceria https://www.youtube.com/channel/UCjGevAoooaIJZajr5HhfOmw


Notas Finais


obrigado a todos e tenham um grito de guerra


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...