História Battle Royale: Italian Edition - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Battle Royale
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Battle Royale, Drama, Romance
Visualizações 4
Palavras 1.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Romance e Novela, Seinen, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sejam Bem Vindos, Royalers!

Giulia Castellazzi (👧5) está em perigo, enquanto Cesare Torricelli (👨18) está disposto à matá-la e nada pode impedí-lo, o que está para acontecer?

Veja Agora! 😊✌

Capítulo 14 - Feridas Abertas (Parte II)


Giulia fechou os olhos e ouviu um som da lâmina rasgando carne, mas...não era a sua, ela abriu os olhos, uma linha vermelha caminhava por todo o corpo do rapaz, em seguida, o corpo de Torricelli haviam sido retalhado, o corte era vertical e se estendia da cabeça à genitália do rapaz, em seguida ele se partiu em dois, e quando as duas partes caíram no chão, Giulia pôde ver o rosto de sua heroína, era Sofia Rosabianca, seu rosto e um pouco de seu cabelo estavam cobertos de sangue, seus olhos azuis estavam arregalados, como se ela estivesse surpresa por vê-la, em sua mão estava uma katana cheia de sangue, era nítido que foi com ela que Sofia cortou Torricelli em dois, Giulia mantinha-se calada, ela não falava com Sofia fazia quase 4 anos, ela gostaria de agradecer, mas não conseguia dizer nada, mas eis que Sofia tomou a frente e perguntou:

- Giulia, você está bem?

- Meu rosto...ele machucou o meu rosto...

- Ei, relaxa, é um corte pequeno demais para formar uma cicatriz!

- Meu pai...meu pai vai me bater quando me ver assim!

- O babaca do seu pai não poderá fazer nada contra você, estamos lutando pela vida, não são como os malditos comerciais que você faz, você não é a atriz ou a modelo aqui, você é somente a Garota N°5!

Enfurecida com o que acabara de ouvir, Giulia empurrou Sofia, gritando:

- Vai se foder, Sofia, você tem inveja de mim porque eu fiz sucesso e você não, eu não tenho culpa que eu não preciso me perfurar 3 vezes ao dia!

- Inveja do quê? De ser sexualizada para o país inteiro ver, de mascarar falsos sorrisos enquanto se é uma alcoólatra beirando à depressão, de ser agredida cada vez que errar uma fala? Eu prefiro ser somente diabética mesmo!

- Mentira, você sente inveja, nós duas fazíamos "Dolce Ragazzi" juntas, quando eu despontei, você começou a me tratar diferente...

- Diferente? Você queria fazer comigo o que Pasqualini faz com Belluzzo, você não queria uma amiga, queria uma serva!

- Sua ingrata, eu te coloquei naquele programa?!

- Mas fui eu que impedi o seu programa de ser cancelado, além disso, você não seria o que é hoje se eu não tivesse te deixado famosa e depois sair do seu caminho!

- O que está dizendo?

- Que o dono da emissora não iria escolher você, ele me escolheria!

- Que diabos você está dizendo?

- Que eu larguei a STI para que o seu sonho não fosse destruído!

- Por que não diz logo? Diga?!

- Eu larguei a porra da emissora para que você vencesse a Menarca Televisiva?!

Ah, o que é Menarca Televisiva? Claro, isso foi criado faz uns 20 anos por aqui, pela própria STI, o canal de televisão mais popular da Itália, eles pegavam meninas de 14 anos na própria emissora ou em um show de talentos e escolhem uma para ser a grande estrela adolescente, e em 1990, Dolce Ragazzi deslanchava na audiência, Rosabianca e Castellazzi apresentavam aquele programa de televisão desde os 9 anos, era 1990, na época da Copa do Mundo, que naquele ano foi justamente na Itália, as moças fariam 14 anos, era a época da Menarca Televisiva para elas, muitos sabiam que uma das duas seria a nova estrela adolescente da STI, mas misteriosamente Rosabianca desistiu e saiu da emissora, e assim, Castellazzi se tornou a adolescente mais famosa e desejada da televisão nacional.

Regressando aos acontecimentos na ilha, Giulia não escondeu uma certa cara de espanto, no entanto, ela sabia que era verdade, Sofia era multitalentosa, ela cantava, dançava, atuava, apresentava, sabia tocar vários instrumentos, e além de tudo isso, ela era bonita, muito bonita, quase que perfeita, enquanto Giulia sabia somente atuar e apresentar, e tinha um nariz muito grande, grande ao ponto dela ter que fazer cirurgia plástica aos 15 anos (Sim, à partir dos 14 anos, as garotas poderiam fazer cirurgia plástica por estética neste país!) para que estivesse adequada ao padrões estéticos de nossas mídias, com o nariz bonito, ela tinha tudo, beleza, carisma, submissão, submissão que era tanta que lhe rendeu apelidos, como "Cadelinha da Itália" e "Fantoche da Mídia", por exemplo, e por fim, o fato dos seios dela posteriormente ficarem quase que idênticos aos da Mai Shiranui foi somente a cereja do bolo para aqueles ratos, mas já chega de falar de passado.

Voltando à patética e calorosa discussão entre as moças, que continuava à todo vapor:

- Você sempre sentiu inveja de mim, sempre foi assim, desde que éramos crianças!- Disse Giulia, com um tom de voz fortemente enérgico.

- Inveja? Inveja do quê? A vida inteira você sempre achou que eu queria o seu mal, quando eu estava torcendo por você, sempre que eu tento te ajudar, você me trata como se eu fosse a invejosa que você tanto diz, eu me cansei de ser apedrejada por você por querer te dar a mão, agora fique por sua conta e risco, adeus!

Após dizer isso, Sofia saiu andando, mas Giulia ainda tinha uma coisa para falar:

- Então se você não sente inveja, sente o quê, Sofia?

- Na verdade, eu sinto pena, não sinto inveja, sinto pena, Giulia, você se tornou escrava de sua própria fama, será que você não percebe isso?

- E o que você tem à ver com isso?

- Nada, mas como amiga de verdade, é o meu dever te dizer a verdade, estamos no "Programa", eu só não quero que você ponha o show business à frente de sua vida, e acabe morrendo por isso!

- O que está querendo dizer?

- Que não faça aqui, o que você fez nos últimos anos, isso não te levará a lugar nenhum!

- E o que eu fiz nesses últimos anos?!- Gritou Giulia, no ápice de sua raiva.

Foi então que Sofia respondeu à altura:

- Você usou Leonardo só para suprir a sua carência do Dario, que te trocou por um homem, algo que você não aceita desde que viu ele transando com o dançarino de boate, você usa o coitado do Leonardo, mas está apaixonada por outro rapaz, e estava esperando ele se tornar famoso para largar tudo e dizer o que sente, tudo para não danificar a sua inquebrantável imagem, agora me diga, isso tudo vale a pena? Você abdicar até do seu próprio livre arbítrio para se manter na televisão? Olha onde estamos agora, olha a sua recompensa pelos anos de serviços prestados à aqueles ratos, agora tudo o que você vai conseguir com ele se resume à sexo, quando você poderia ter sido a namorada dele, ao invés disso, se fingiu de patricinha antipática, agora me diga, sua tática valeu à pena?

- Você é muito hicropita...

- Eu sou hipócrita, Giulia?!

- Sim...você é uma...hipócrita, você jamais disse o que sente para Enzo Cannaglia e ainda quer me julgar?!

- A diferença é que eu não uso ninguém para satisfazer os meus desejos!

- Você não passa de uma hipócrita de merda, uma invejosa metida à heroína?!

Sofia se irritou e deu um forte tapa no rosto de Giulia:

- E a história se repete, você continua sendo a mesma, assim como há quatro anos, sempre usando a força para ter razão!

- Giulia, eu...

- Me deixe em paz?!

Com lágrimas no olhos, Giulia saiu correndo e sumiu do horizonte em questão de segundos, Sofia pensou em correu atrás, mas já era tarde demais:

"Droga, será que eu fui dura demais com ela?"

Pensou Sofia, que apesar de ser constantemente maltratada por Giulia, não conseguia deixá-la se ferrar sozinha por suas inconsequências, na escola ela sempre a protegia e geralmente era criticada por isso, pois é, parece as feridas na amizade delas não se curaram, somente foram bruscamente reabertas.

(RESTAM 34 ESTUDANTES)



Notas Finais


Grazie! 👍😆

Agora restam 34 estudantes, mas ainda há muito jogo pela frente, o que o futuro reserva à estes jovens, quem será o próximo à morrer? qual será a próxima aliança?

Vejam nos próximos capítulos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...