História Bawdy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags 2won, Bdsm, Hyungwonho, Porn Without Plot, Porn!au, Pwp
Visualizações 127
Palavras 3.961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Ficção, Kodomo, Lemon, Romance e Novela, Saga, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLAAAAAAAAAAA
socorro, eu tô muito nervosa com essa fic e com esse plot.
Boa leitura.

Capítulo 1 - Take 01


Fanfic / Fanfiction Bawdy - Capítulo 1 - Take 01


Hyungwon havia conhecido Hoseok há três anos e a exatos dois anos os dois descobriram um mundo novo dos fetiches sexuais, Hoseok sendo mais velho que Hyungwon apresentou-lhe o mundo do bdsm ao dongsaeng, esse acabou por se identificar com os atos que lhe eram apresentados e, até mesmo, se excitar imaginando como seria sentir alguém lhe prender em uma cama, fazê-lo gemer enquanto se entrega ao prazer de ser penetrado ou ser torturado com cordas e afins.  


Durante dois anos Hyungwon apenas imaginava como seria ser tomado pelo prazer de uma relação tendo o bdsm introduzido, porém nunca teve coragem de falar com Hoseok de como ele queria tornar todos os seus desejos sexuais se tornarem realidade, nunca até ter a famosa ideia de transformar seu fetiche e o do colega em algo público.




“Hyung, eu tive uma ideia.” Hyungwon disse assim que chegou na sala de aula, todas as terças os dois tinham aula de matemática aplicada durante o período da tarde como uma matéria extra, o mais novo se sentou ao lado do amigo que o olhava atentamente, enquanto esperava-o falar sobre a tal ideia. “O que você acha de fazer um perfil fake no twitter para postar vídeos ou fotos sobre aquilo?” Hyungwon disse baixinho, temia a repreensão pelo amigo além de temer alguma chacota por parte de Hoseok, nunca haviam passado de um link de pornô aqui e outro ali, para uma conversa sobre isso.



“Como assim, Wonie?” Hoseok havia se aproximado do amigo para ouvir a ideia do mais novo sem ter o perigo de ninguém ouvi-los. — Eu já vi alguns vídeos assim, eles gravam vídeos sem mostrar o rosto ou com uma máscara e postam para quem gosta dos mesmos fetiches. — Hyungwon comentou baixinho, o mais velho se afastou um pouquinho, passando a mão pelos fios descoloridos enquanto tentava pensar nos prós e nos contras de fazer isso. “Vou pensar sobre isso e depois falamos sobre, ok?” Hyungwon apenas afirmou com a cabeça ao ouvir o amigo responder para si com as bochechas levemente vermelhas, voltou sua atenção para o professor que explicava a matéria da aula. O mais novo só queria sentir como era ser dominado, sentir o que sempre imaginou.


Tentava resolver alguns exercícios da última aula, mas não sabia como concentrar em limites se sua mente não o deixava em paz, sempre passava o momento em que falava com o seu hyung para gravarem vídeos com conteúdos sexuais e postarem em uma rede social qualquer. Hyungwon suspirou largando o caderno com cálculos pela metade, se jogou na cama afundando o rosto no travesseiro macio, só o ergueu quando ouviu seu celular avisar que uma mensagem havia chegado. O menino pegou o aparelho sentindo suas mãos voltarem a tremer, não só por ler de quem era a mensagem, mas pelo “eu concordo.” que estava escrito na pop-up.








Hyungwon estava sentado sobre a cama macia de um motel qualquer que havia ido com Hoseok, em seu rosto havia uma máscara preta e no do amigo também. Sobre a cama uma corda na cor vermelha estava jogada, já havia passado dois meses desde que havia feito a proposta para o mais velho, nunca havia cogitado que Hoseok iria aceitar fazer vídeos pornográficos carregado de bdsm.



— A câmera já tá pronta. — Hoseok disse ao se sentar sobre o colchão macio depois de arrumar um tripé improvisado em frente a cama que estavam, não que nunca tivessem feito sexo antes. Tanto Hoseok quanto Hyungwon já haviam feito sexo, mas incrementar o sexo vanilla com apetrechos e ações relacionadas ao bdsm era algo novo. — Podemos deixar para outro dia se você não estiver preparado. — o mais velho disse pela última vez, na última semana Hoseok havia falado aquilo por mais de dez vezes por dia, fazendo Hyungwon ficar um tanto nervoso e até mesmo ansioso por esse dia.


— Já estamos aqui, é melhor irmos logo. — por mais que estivesse nervoso e ansioso pelo ato a seguir, Hyungwon, continuava confiante de que iria ser bom. Hyungwon respirou fundo ao se virar para o amigo, Hoseok ficava extremamente sexy com a máscara, mas na mente de Hyungwon, o mais velho ficaria muito mais sexy dominando-o como sempre almejou.


O moreno sentiu os lábios de Hoseok tomarem os seus em um beijo singelo, nada além de um selar demorado, como se o mais velho estivesse experimentando os lábios fartos, para então adentrar a cavidade bucal com a língua, dominando a língua alheia. Hoseok deixava suas mãos correrem pelo corpo esguio do amigo, deixando-o entregue aos toques delicados e, às vezes, firmes. Chupava a língua alheia sem pressa alguma, como se estivesse chupando o melhor pirulito que já provara, Hoseok sentia Hyungwon gemer cada vez que aumentava a pressão em sua língua.



Hoseok se soltou de Hyungwon apenas para observar o quão lindo seu amigo ficava quando corado, o mais velho fez Hyungwon deitar sobre os lençóis finos e brancos, Hoseok deixou seus dedos roçarem na pele levemente acobreada antes de começar a remover a camisa fina que Hyungwon usava. A pele acobreada estava arrepiada, talvez pela excitação presente no quarto ou por causa dos selares que Hoseok deixava no ombro desnudo, Hyungwon havia fechado seus olhos ao tombar sua cabeça para o lado contrário ao de Hoseok, deixando uma área bem maior para que o mais velho fizesse o que bem lhe entendesse ali.


“Sua pele é tão macia.” Hyungwon teve de morder o lábio inferior para não gemer ao ouvir a voz alterada de Hoseok tão perto de sua orelha, o mais novo pode sentir a mão fria do seu dominador passar por seu peitoral, sentiu as unhas curtas de Hoseok arranharem seus pequenos brotos sem força, causando uma ardência que agradava Hyungwon. “Eu quero ouvir seus gemidos, meu submisso.” Hyungwon suspirou em deleite quando seu cabelo foi puxado para trás, Hoseok era bruto e ao mesmo tempo carinhoso, o que fazia Hyungwon vibrar em excitação e expectativa pelo que podia acontecer naquele quarto.


Hyungwon sentiu as mãos ágeis de Hoseok irem de encontro ao cós de sua calça, não que esperava já ser tocado ali, mas nunca saberia decifrar o que Hoseok havia preparado para si. O mais novo sentiu os dedos gelados tocarem sua pele, ameaçando adentrar a calça jeans já apertada demais para uma calça normal. “Seok.” Hyungwon gemeu, 'quebrando’ o beijo quando sentiu as unhas curtas do mais velho voltarem a entrar em contato com sua pele, Chae sentia os vergões arderem pouco tempo depois de Hoseok terminar sua obra de arte na cintura alheia.


Sentiu a boca de Hoseok beijar seu pescoço enquanto suas mãos iam de encontro ao zíper e botão da calça apertada. Hyungwon só pode gemer ao se ver livre do aperto em seu falo teso, deixou seu hyung deitá-lo na cama para começar a usar o apetrechos que haviam trazido. Observou seu hyung pegar a corda vermelha que estava sobre a cama com um sorriso malicioso nos lábios, viu Hoseok sentar em seu colo, passando a rebolar lentamente sobre sua ereção dolorida, e iniciar um beijo lento. Hyungwon sentia suas mãos serem guiadas sob sua cabeça, sentia a corda roçar na sua pele causando um atrito gostoso tal como a língua de seu dominus causava, moveu seus braços tentando ver o quanto de corda ainda tinha para se mover suspirando ao perceber que não tinha como se mover muito.  


Hyungwon gemeu entre o beijo ao sentir um aperto em seus pulsos, a corda agora era traçada por todo o braço, fazendo um contraste bonito do vermelho vivo com a pele levemente acobreada. Hoseok se afastou do menino afobado que tentava continuar o beijo, seu sorriso aumentou ao perceber que Hyungwon estava desesperado querendo tocá-lo, mas não podia. O mais velho voltou a mover sobre o membro teso do amigo, jogando a cabeça para trás ao senti-lo contra si, Hoseok suspirou ao sair do colo alheio apenas para retirar ambas as calças, voltou a sentar sobre o membro alheio e a se mover, como se estivesse se fodendo no membro alheio. Sabia que Hyungwon adoraria fodê-lo, mas não deixaria o mais novo experimentar a dominância tão cedo assim.


“Está gostando, submisso?” Hoseok disse baixinho, mas alto o bastante para que a câmara pudesse gravá-lo. Viu o mais novo afirmar gemendo baixinho, o loiro deferiu um tapa na coxa direita alheia “fale, quero ouvir sua voz.” mandou com um sorriso maldoso nos lábios definidos. Mesmo tentando falar Hyungwon não conseguia formar uma palavra completa quem dirá uma frase com coerência, se movimentava na cama querendo manter o contato de sua ereção as nádegas de Hoseok.


O dominador, nesta seção, sorria com o desespero alheio, mostrando o quanto aquilo excitava-o. Todo o jogo de dominação e submissão era muito excitante para ambos os meninos, tendo isso em vista Hoseok sorriu ao passar o olhar pelo corpo esguio e tão entregue de seu amigo. O mais velho retirou a única peça existente no corpo alheio, a cueca já melada de pré-gozo, antes de se afastar para apreciar a visão do melhor amigo deitado na cama de um motel, ofegante e o olhando com tesão o bastante para fazer seu pau latejar.


Hoseok ouviu seu nome ser dito na forma de um gemido manhoso assim que pôs todo o membro alheio na boca, mesmo com a boca ocupada o bastante os cantos de sua boca subiam, em um sorriso desajeitado. Passou a apertar as coxas enquanto movia sua boca lentamente por toda a extensão alheia, sua língua brincava pelas veias salientes do membro teso, fazendo Hyungwon gemer em deleite. Hoseok arranhava as coxas alheias enquanto dava uma atenção especial para a glande do amigo, chupando-a lentamente e, às vezes, passando a língua na fenda que expelia o pré-gozo com abundância.


Mesmo ocupando a boca com o falo duro e pulsante, Hoseok olhava a expressão prazerosa do seu submisso. A cada sugada mais forte podia ter Hyungwon se contorcer sobre o colchão macio, tentava mover os braços de qualquer forma ao arquear suas costas. Sentia o gosto do gozo em sua língua, essa que passeava pela glande enquanto os dedos ágeis de Hoseok brincavam desde os testículos até a entrada que era contraída a cada instante.


Um gemido alto ecoou pelo quarto branco no momento em que Hyungwon gozou na boca alheia, Hoseok sorriu ainda com o gozo em sua boca. O mais velho se ergueu para se sentar no colo alheio, segurou o rosto do submisso forçando-o a abrir a boca, Hoseok olhava para os olhos arregalados de Hyungwon sabendo que ele havia entendido o que viria a seguir. Hoseok observou os lábios fartos do mais novo entreabertos, logo deixando com que o gozo ainda mantido em sua boca fosse de encontro a semelhante, deixou a mão sobre os lábios fartos impedindo-o de expulsar o líquido.  Sabendo que o mais novo iria tentar jogar aquilo em si Hoseok passou a mover a mão no falo sensível de Hyungwon, fazendo-o gemer ao engolir a porra.


— Não seja um submisso malvado. Vamos brincar. — Hoseok disse baixinho ainda movendo a mão em seu membro recém desperto. O mais velho tinha tantas ideias do que fazer com o outro naquele momento, mas teriam muitos outros encontros para isso. — Agora vamos mudar um pouquinho. — ditou puxando as cordas que prendiam Hyungwon, desamarrando-as logo em seguida, Hoseok saiu do colo alheio para puxar do chão uma coleira preta com uma guia média.


Hoseok fez o mais novo ficar de quatro, fazendo-o ficar exposto para a câmera que continuava a filmar todos os atos que faziam. Vestiu a coleira no pescoço alheio, puxando-a de leve só para observar seu submisso arfar baixinho. — Abra as pernas. — Ordenou ao pegar a corda fina que prendia os pulsos alheios, levou uma das mãos até o membro duro de Hyungwon, masturbando-o lentamente antes de deixá-lo. Pegou a corda vermelha passando-a pela pele leitosa das coxas alheias até o membro rijo, a colocou na base, pouco antes dos testículos, logo se pondo a fazer um pequeno nó ali, passou a trançar apertando o falo alheio de uma forma moderada.


Podia ouvir os gemidos de Hyungwon ao sentir o membro antes liberto de qualquer aperto ser apertado pela corda colorida, podia ver a pele acobreada fazer contraste com a cor vermelha do objeto. Hoseok terminou o bonito 'bondage peniano’ com um laço simples, apenas para enfeitar sua obra de arte, deu até um curto espaço para que quem fosse ver aquele vídeo pudesse ver sua obra prima. — Você é tão bonito. — sussurrou antes de deixar um breve selar na nádega esquerda de Hyungwon, o ouviu gemer de forma manhosa pedindo para que o tocasse. — Você não manda aqui. — Hoseok falou erguendo-se, logo deferindo um tapa estalado na mesma nádega que havia beijado.



— Eu sou o dominador e você é o submisso, consecutivamente eu mando em você. — Continuou depois de deferir mais um tapa, esse sendo na nádega direita. — Você não vai se tocar até que eu mande e se você me desobedecer você não vai gozar. — Hoseok ditou apertando as duas nádegas com força, podendo ver seus dedos marcados ao soltar. — Estamos entendidos? — disse baixo movendo o dedo na entrada, torturando o submisso mais um pouco. Logo ouvindo um “Sim, master.” manhoso e um tanto quanto choroso.


Hoseok pegou o lubrificante que iriam usar naquela seção, despejou o líquido em sua mão passando-o em seu membro em um masturbar lento, espalhava o líquido viscoso por toda a extensão, misturando-o com o pouco gozo que saía de sua fenda. Voltou a pegar o lubrificante pondo uma boa quantidade em seus dedos, Hoseok sorriu iniciando a preparação do melhor amigo, rodeou a entrada alheia com os dedos lubrificados antes de introduzir um dedo. Movia o dedo lentamente da mesma forma que se masturbava, podia ouvir os suspiros de seu submisso quando procurou pela próstata alheia, Hoseok sorriu ainda mais quando introduziu outro dedo no interior alheio, ouvindo-o gemer sôfrego e mesmo assim rebolar contra os dedos que lhe preenchiam.


“Master…” Hyungwon gemeu contra os dedos alheios, logo recebendo um tapa em uma de suas nádegas, Hoseok havia aumentado a velocidade que fodia seu submisso. O mais velho tirou os dedos do interior quente do amigo, ignorando o muxoxo que o mais novo havia dado, para se posicionar na frente da entrada alheia. Hyungwon queria ver a expressão prazerosa que Hoseok iria fazer quando fosse penetrá-lo, o moreno olhava sob seu ombro aguardando sem paciência alguma o membro alheio invadir seu interior, fodê-lo sem piedade ou dó alguma. O mais novo gemeu alto quando sentiu o membro alheio penetrá-lo, sentia seus braços baterem contra o colchão por não aguentar o peso, sua respiração foi cortada quando a coleira foi puxada com força.


Hoseok o olhava com um sorriso vitorioso nos lábios, a corrente fazia sua mão doer porém nada faria o loiro soltá-la. O mais velho passou a movimentar o quadril de forma lenta e, relativamente, forte, podia ouvir o submisso arfar sem ar fazendo-o relaxar um pouco a coleira, antes de puxá-la com força novamente. Hyungwon havia deitado os ombros no colchão, fazendo seu quadril ficar mais empinado. — Assim mesmo que você tem que ficar, submisso. — Hoseok disse entre arfares, sua pélvis chocava contra o quadril alheio fazendo o barulho das peles se chocando ser ecoado pelo quarto. Hyungwon gemia, um tanto rouco, por causa do couro que apertava seu pescoço, a cada impulso do dominador seu corpo se movia para frente fazendo sua bochecha arrastar pelo colchão.


Hyungwon sentia sua pele quente, principalmente onde as mãos de Hoseok tocavam, sua mente era nublada pelo prazer que sentia cada vez que a glande alheia roçava sua próstata. O mais novo puxava os lençóis com os dedos, suas costas arqueavam fazendo a coleira em seu pescoço apertar novamente. Hyungwon não sabia explicar como aquela maldita coleira fazia seu sangue ferver em excitação e ao mesmo tempo de raiva, queria falar alguma coisa porém sentiu a coleira apertar em seu pescoço novamente, sabia que Hoseok queria fazê-lo levantar. Uma vez de quatro no colchão, Hyungwon, sentiu uma das mãos de Hoseok em sua cintura enquanto a outra apertava a coleira com força.


Hyungwon não conseguia diferenciar mais seus sentimentos e nem controlar seus gemidos, podia ouvir o quadril de Hoseok bater contra o seu com mais força e rapidez. Seus gemidos se mesclavam ao som pornográfico, sentia a mão de Hoseok apertar sua cintura com força marcando a pele sensível. O mais novo conseguia sentir seus braços tremerem novamente, sua boca estava seca e seus gemidos morriam aos poucos ao mesmo tempo que sua mente era transformada em um branco sem fim, sua frustração era evidente já que com o maldito anel peniano não deixava o gozo escorrer como era pra fazer.


Hoseok tinha um sorriso enorme nos lábios, sabia que Hyungwon queria matá-lo por causa do ‘anel peniano’, mas não iria retirá-lo por agora. Observava os braços trêmulos do submisso enquanto tocava o membro preso pelas cordas, podia sentir as veias grossas ficarem mais apertadas a cada movimento de sua mão no falo rijo. O mais velho se afastou o bastante para poder deitar o outro no colchão, deixou as pernas bonitas descansarem em seus ombros para penetra-lo novamente, dessa vez apreciando a expressão de prazer do mais novo mesmo com a máscara cobrindo boa parte do rosto bonito.


Puxou a coleira até ter o rosto do submisso a poucos centímetros de distância do seu próprio rosto, Hoseok movia seu quadril de forma lenta como se fosse um intervalo entre as estocadas fortes que havia dado. Deixou um breve selar nos lábios fartos e maltratados de Hyungwon antes de soltar o metal gélido, fazendo seu submisso cair novamente no colchão. “Você gosta quando eu fico olhando o seu rosto assim, certo?” O mais velho perguntou baixinho, apoiando o tronco nos braços quando se abaixou, ficando com o rosto tão próximo ao do moreno que podia sentir a respiração descompassada em sua bochecha. Hoseok sorriu ao passar a mover o quadril com mais força, consecutivamente arrancando um gemido alto do seu parceiro.


“Eu sei que você gosta quando te fodem assim.” Hoseok continuou falando baixo, rente a olha alheia. Podia ver a derme acobreada se arrepiar com o ato, beijava a pele bonita a sua frente logo passando para chupões que ambos lembrariam mais tarde. “Eu quero ver você, submisso, gozar sem um toque meu.” Hoseok disse aproveitando da voz grave que tinha, pode ouvir um ofego do mais novo e um gemido em aprovação. Tendo isso como motivação, Hoseok, passou a mover o quadril com força ouvindo os gemidos antes contidos passarem a ser altos e deleitosos. Podia sentia as unhas de Hyungwon em sua pele arranhando a derme clara de suas costas com desenhos quaisquer, sentia os dentes alheios marcarem a pele de seu ombro.


Mesmo sendo o submisso daquela seção não pode deixar de satisfazer seu lado sadomasoquista naquele momento, Hyungwon apertava o corpo definido contra o seu, fazendo seu membro apertado pelas cordas meladas de pré-gozo roçar cada vez mais no mais velho. Mesmo querendo desobedecer e fazer Hoseok lhe tocar, Hyungwon não conseguiu mais conter o gozo gemendo alto o bastante para alertar alguém do que estavam fazendo naquele quarto. O moreno suspirou deitando no colchão ainda sentindo o membro alheio penetra-lo de forma rápida, podia sentir o corpo mole por causa do orgasmo recente e sabia que mesmo naquele estado Hoseok iria brincar consigo.


“Parabéns.” Hoseok disse com um sorriso nos lábios bonitos, sem falar mais nada se retirou do corpo alheio para se levantar, pegou a câmera que usavam do suporte improvisado que havia feito. Pegou a corrente, que tanto havia usado, com a mão livre e sem avisar puxou-a com força, fazendo o menino até então jogado na cama cair nos seus pés. “Como você foi um submisso muito bom, eu vou deixar você ganhar um presente nesse rosto lindo.” Comentou sem evitar de morder o lábio inferior ao ver o mais novo se pôr de joelhos enfeitando o rosto com um sorriso malicioso.


Hyungwon deixou as mãos caminharem pelas coxas definidas do dominador, tocou o falo alheio com maestria, movendo os dedos longos por toda a extensão algumas vezes para só então começar a chupar lentamente. Começando pela glande até acomodar mais dentro de sua boca, passeava a língua pelas veias salientes enquanto decorava as expressões prazerosas que Hoseok fazia, seus olhos corriam pelo corpo bonito com marcas suas. Hyungwon sentiu a mão grande do outro em sua cabeça, apertando seu cabelo com força enquanto sentia o membro alheio mover em sua boca, acompanhando o movimento do quadril alheio, fazendo o moreno firmar suas mãos nas coxas fartas do dominador.



Sentiu o gosto do gozo alheio em sua língua e ao mesmo tempo uma súbita falta de ar, Hyungwon logo compreendeu ao sentir o falo em sua boca ser retirado para logo sentir um líquido em seus lábios e bochechas, deixou a língua para fora antes de abrir os olhos e ser surpreendido pela câmera em seu rosto, gravando suas reações e principalmente a meleca de gozo em seu rosto. O menino suspirou ao sentir glande ainda melada em seus lábios, logo tratando de chupa-la retirando todo o resquícios de gozo da fenda. Pode sentir a coleira que ainda lhe apertava se afrouxar, lhe liberando do aperto. Hyungwon respirou fundo passando o dedo nas bochechas, recolhendo o gozo e o pondo na boca, olhando para o rosto do seu amigo enquanto chupava seus dedos lentamente. Sentiu o toque suave dos dedos de Hoseok em seus fios, como um 'parabéns' silencioso por todo o esforço gasto.





— Cadê hyung! — Hyungwon disse afoito movendo as pernas na cama espaçosa de Hoseok, o mais novo estava extremamente impaciente para ver o que seu hyung havia feito no vídeo que haviam gravado. Mesmo temendo o pior sabia que aquele vídeo havia ficado bom, Hyungwon prendeu a respiração ao ver seu hyung se sentar ao seu lado com o notebook em seu colo, não pegou um dos fones de ouvido já que sabia bem como eram seus gemidos. O mais novo assistiu os vídeos em silêncio, apreciando como seu amigo ficava sexy comandando-o e como havia ficado bom, tão bom que havia excitado-o causando um leve incômodo na bermuda jeans. Desde aquele dia ambos estavam mais próximos e mesmo temendo o pior estavam cada vez mais excitados em mostrar ao mundo um vídeo pornográfico que haviam feito, juntos.


— Tem certeza disso? — o mais velho perguntou uma última vez, já que uma vez postando esse tipo de vídeo não teria mais volta. Hoseok deu de ombros ao ver a carranca no rosto do seu amigo, havia avisado mais de uma vez para que ele ficasse ciente do que estavam fazendo. — E lá vamos nós. — disse antes de finalmente compartilhar um tweet com a primeira parte do vídeo, logo pondo a segunda parte que iria divulgar para carregar. Uma vez estando tudo pronto Hoseok deixou o notebook com o amigo e saiu para pegar as besteiras que iriam comer para maratonar uma série favorita de Hyungwon.

Hyungwon pegou o notebook observando o perfil do twitter, a header era um print que Hoseok havia tirado enquanto editava o vídeo, onde o mais velho estava por cima, beijando-o. Enquanto o icon era uma foto de ambos, porém só mostrava os sorrisos, Hyungwon sorriu ainda mais ao ver seus animais favoritos na bio, estava tudo bonito ao ponto do moreno entrar no aplicativo pelo celular e salvar ambas as fotos. Agora não tem mais volta.” Hyungwon disse baixinho, deslogando do site e entrando em outro para por o primeiro episódio da série que iriam assistir. 


Notas Finais


Então fksjsksk depois de quase 1 mês escrevendo esse smut eu realmente espero que tenham gostado e que não tenha ficado pombo.
Obrigada a @letsbocca pelas capas lindas e pela ideia maravilhosa de mudar essa one shot em uma short fic.
Então fksks eu não sei quando vai ter o próximo capítulo e espero que consiga fazer isso rápido.
Enfim, espero que tenham gostado de verdade fkskks e que essa fic não flope.

Beija1 e até o próximo/corre


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...