História Be a part of my puzzle - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mamamoo
Personagens Hwasa, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Moonbyul, Rap Monster, Solar, Suga, V, Wheein
Tags Amor, Arte, Bangtan Boys, Bts, Dança, Dançarino, Jung Hoseok, Mamamoo, Min Yoongi, Músico, Piano, QUEBRA CABEÇA, Sope, Yoonseok
Visualizações 33
Palavras 1.585
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello amores! Como estão?
Olha eu aqui com mais um capítulo!

Nesse capítulo as meninas do Mamamoo finalmente aparecem. Apesar de eu não ter desenvolvido muito as personagens nesse texto, nada impede que elas apareçam em outros com o mesmo universo ou em um universo só delas, não é mesmo?

Espero que gostem!

Capítulo 6 - Be this dream


Fanfic / Fanfiction Be a part of my puzzle - Capítulo 6 - Be this dream

Muitos meses se passaram desde que eu e Yoongi tivemos nossa decisiva conversa. Agora a escola já tinha aulas constantes de dança contemporânea e uma turma estava sendo formada para iniciar as aulas de piano. Jimin continuava tentando se aproximar de Yoongi e era nítido que ele não queria se envolver, o que me deixava relativamente feliz por saber que não era como se eu fosse o problema. 

O fato de não termos juntado nossas vidas desde aquele beijo me deixou triste e abatido por um tempo, mas eu não poderia chorar para sempre. Ele ainda estava aqui, não exatamente do meu lado, mas ainda trabalhávamos juntos e éramos ainda mais amigos. Depois daquele dia ele parou de fugir de mim, fugia apenas do que sentíamos e eu poderia lidar com isso. 

Em mais um dia como qualquer outro, eu estava debruçado sobre a mesa de Hwasa, enchendo o saco dela com perguntas bobas e totalmente desnecessárias apenas para irritá-la, quando Namjoon saiu de sua sala apressado e disse:

– Hwasa! Avise a todos que preciso de uma reunião no auditório do terceiro andar e... Você vem comigo Hoseok! – disse isso enquanto me arrastava em direção as escadas deixando uma secretária atordoada com o telefone em mãos.

– O que aconteceu? 

– Tive uma idéia e preciso da colaboração de todos para fazer isso dar certo.

Meu amigo não era de ter idéias incríveis todos os dias, então eu sabia que se Kim Namjoon estava tendo uma idéia que o deixou tão empolgado essa deveria ser a idéia do século e eu teria que fazer a minha parte o ajudando com os argumentos para que todos aceitassem fazer o que quer que ele fosse propor. Chegamos ao auditório que ainda estava vazio e esperamos os outros professores chegarem. Por ser quase hora do almoço, nenhum professor minimamente lúcido estaria dando aulas e poucos minutos depois eles começaram a chegar.

– Kim Namjoon teve uma idéia? – Jimin exclamou assim que entrou, nos fazendo rir e se sentou em uma das cadeiras.

– Eu deveria ter medo do que vem por aí? – Jin foi o segundo a chegar e entrou calmamente após fazer a pergunta que passou pela cabeça de todos ao ouvir que Namjoon teve uma ideia.

Yoongi chegou e nos lançou um olhar calmo e se sentou ao lado de Jin. Aparentemente eles haviam se tornado incrivelmente amigos nos últimos tempos e eu o entendia perfeitamente, era impossível não se aproximar do Jin, ele era uma pessoa incrível e extremamente amável. Pude ver seus olhos se arregalarem quando o professor de teatro o contou sobre como Namjoon ter uma idéia era um evento muito especial e não consegui conter um sorriso quando ele me lançou um olhar rápido. 

Depois chegaram as nossas professoras do primeiro andar. Whee In e Moon Byul que ensinavam desenho e pintura, respectivamente. Essas duas foram seguidas por Solar, a professora de canto e por mais alguns outros.

– Todos já chegaram. Vou tentar explicar a minha idéia, então prestem atenção!

Enquanto me distanciava de Namjoon e caminhava em direção a um lugar qualquer para me sentar e escutar meu amigo, pude perceber o brilho no olhar de todos ali. Todo mundo sabia que tinham o melhor chefe que poderiam um dia ter pedido aos céus, um chefe que era amigo de todos e que era uma pessoa com um coração enorme. Todos naquele auditório sabiam que sairiam dali com um novo objetivo de vida e que ele seria fazer a idéia de Namjoon se tornar realidade. 

– Então, vou direto ao ponto. Nossa escola existe há alguns anos e trabalhamos duro para chegar até aqui. Apesar de todo o nosso esforço, exceto pelas pequenas participações em festivais, nunca tivemos um evento inteiramente nosso, produzido e realizado por nós que mostrasse quem somos e o que somos capazes de fazer como uma escola de artes completa e uma família – Namjoon pigarrou um pouco antes de continuar – Daqui a dois meses é o Festival de Lanternas de Seul e todo ano nós fazemos apresentações na rua, pensei em fazer algo diferente dessa vez. Não estou dizendo para abandonarmos a apresentação na rua, isso seria um desrespeito imenso, mas acho que poderíamos criar algo grande e apresentar aqui neste palco ou no teatro no centro da cidade na semana do Festival – ele olhou para todos e ponderou um pouco até voltar a falar – Então... Pensei em uma peça de teatro que envolvesse uma batalha de dança e terminasse com uma música ao som do piano, um grande evento que envolveria toda a nossa escola. O primeiro e o terceiro andar participariam da peça e da decoração e fariam as lanternas para a apresentação na rua, já o segundo andar ficaria com a batalha de dança e a apresentação final, além de poderem participar da peça se sentirem que devem. Todos envolvidos, todos participando, seria um evento nosso. O primeiro de muitos.

Assim que Namjoon terminou de falar, ele ficou encarando a pequena platéia que ouvia atentamente suas palavras, esperando que alguém dissesse algo. Todos estavam assustados e boquiabertos, ninguém naquele auditório esperava por uma idéia daquelas assim do nada. Um evento como aquele seria muito difícil e cansativo, mas cada um ali sabia o quão recompensador seria quando alcançassem o objetivo final. 

Quando disse que cada um sairia dali com um objetivo de vida novo e que ele seria o de fazer a ideia de Namjoon se tornar realidade, não esperava que fosse aquele tipo de idéia. Acho que era isso que todos nós precisávamos. Um objetivo para alcançar. Um prêmio para nos motivar a treinar os nossos aprendizes e mostrar para eles o quão longe eles poderiam chegar se confiassem nos seus mestres. 

– Assim que eu passei por aquela porta eu soube que deveria ter medo da sua idéia – Jin disse ao se levantar da poltrona – Você está maluco Kim Namjoon?  

– O que... Você não gostou? – Nam perguntou cabisbaixo.

– Está brincando? EU ADOREI. Só temo que vá ser algo bem trabalhoso e complicado – vi meu amigo elevar a cabeça e abrir um sorriso bem grande que marcava suas covinhas. 

– Acho que podemos lidar muito bem com isso – Jimin completou.

As meninas ficaram extremamente felizes e apoiaram a idéia do chefe, dizendo que iriam começar já a pensar em tudo. Eu realmente gostava daquelas três, nunca vi garotas mais animadas e motivadas do que elas. Qualquer um que as conhecesse saberia o que é fazer tudo com um sorriso enorme no rosto, agradecendo sempre e amando muito. 

– Eu já estou um pouco nervoso e provavelmente vou ter um troço conforme o tempo passar e essa apresentação se aproximar, mas algo dentro de mim adorou a idéia e vai trabalhar muito para que ela dê certo - Yoongi disse isso com um brilho insano no olhar e eu sabia que ele seria a estrela mais brilhante no meu céu no dia dessa apresentação. 

Todos nos levantamos das poltronas e fomos em direção a Namjoon, gritando o quanto ele era incrível e essa idéia salvaria nossas vidas. Depois de muita festa e agradecimentos, todos saíram para suas aulas e ficamos apenas eu e ele no auditório. Silêncio por fora, barulho e desordem por dentro. Eu estava extremamente animado e Namjoon extremamente feliz por sua idéia ter sido aceita.

– Ora, ora, ora... Demora em ter um idéia, mas quando tem o negócio fica insano! – gargalhei e em seguida o abracei – Vamos fazer isso acontecer Nam! Vamos fazer esse novo sonho se realizar!

– Obrigado Hoseok! Vocês todos são muito especiais para mim e eu quero que façamos isso juntos!

Trocamos sorrisos cúmplices e cada um seguiu seu caminho. Nessa tarde todos estavam eufóricos e provavelmente deram as aulas mais energizadas das suas vidas, inclusive eu. Decidimos não falar nada para os alunos ainda, primeiro iríamos planejar melhor esse evento e depois dar a notícia que mudaria suas vidas, pelo menos até novembro que é quando iria acontecer a nossa apresentação. 

Enquanto arrumava minha sala naquele fim de tarde, me lembrei como me sentia vazio a alguns meses atrás, quando Yoongi não correspondeu meus sentimentos, mesmo depois de corresponder meu beijo até um certo ponto. Senti-me vazio naquela época, mas naquele fim de tarde eu estava indo para casa com o coração cheio, abarrotado de idéias e um fervor novo de um sonho implorando para ser realizado em curto prazo e com todos os meus amigos, inclusive Yoongi. 

Comecei a pensar que talvez fosse uma boa idéia unir o útil ao agradável e fazer algo para ele, mostrar que o que sinto ainda está aqui e que estou disposto a tentar se ele quiser. Meu quebra-cabeça levou um tempo para se acalmar, se metamorfosear e se encaixar, mas não importa quanto tempo passe ou quantas vezes ele se altere, ainda faltará aquela peça crucial que sempre pertencerá a Yoongi e só ele poderá me completar. Ainda espero que eu seja a peça crucial do quebra-cabeça dele, a resposta para seu enigma. 

Aguardo o dia em que conseguiremos resolver tudo juntos e construir um sentimento bonito e caloroso que só pertencerá a nós dois e ninguém no mundo conseguirá entender como significamos tanto um para o outro. O dia em que eu pertencerei a ele e ele será inteiramente meu, sem tirar nem pôr do que somos para nós mesmos, mas nos encaixando um na vida do outro sem perder nossas pequenas e bonitas particularidades.


Notas Finais


Gostaram?

Hoseok aprendendo a ter paciência...
Já adianto que na minha cabeça essa peça vai ser MARAVILHOSA e se preparem, pois vou contar tudo em detalhes pra vocês daqui a alguns capítulos!

Será que a peça de teatro vai ajudar o nosso Yoonseok lindo a se juntar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...