História Be mine - Jimin - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), UNIQ
Personagens Jimin, Kim Sun Joo, Personagens Originais
Tags Bts, Jimin, Sungjoo, Uniq
Exibições 182
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Exatamente o que você leu, essa é uma edição especial,
simples e curtinha, espero que vocês gostem.


Ps: Se a recepção for boa através de comentários, mais e mais edições especiais vão acontecer


Aproveitem o capítulo e boa leitura! ❤

Capítulo 19 - Banana - Special edition -


Fanfic / Fanfiction Be mine - Jimin - Capítulo 19 - Banana - Special edition -

Hotel.
             Sala de reunião

 

SeulPeun assistia a reunião dos acionistas completamente atenta ao mais novo advogado responsável pela empresa, Sungjoo, que explicava algumas mudanças administrativas que seriam implementadas imediatamente, mas ela não estava interessada na explicação, seus olhos iam apenas para Sungjoo.

Ele estava incrivelmente sexy em um look social despojado, como já fazia horas que eles estavam ali o rapaz estava com os dois primeiros botões da camisa social branca desabotoada e sua clavícula definida em perfeita amostra quando fazia alguns movimentos fez SeulPeun roer as unhas excitada.

Sungjoo era seu tipo ideal em vários sentidos: educado, gentil, bonito, inteligente, cativante, dedicado, forte em ações e palavras... Havia tantas qualidades naquele homem que não tinha possibilidades dela não cair de amores por ele.

 

- Ei. – ela sussurrou chamando a secretaria que rapidamente se pós ao seu lado – Eu estou com fome, traga algumas frutas para mim.

- Sim senhora. – a secretaria se curvou imediatamente

 

Quando SeulPeun voltou a atenção para Sungjoo, o rapaz a encarava enquanto mudava o slide da apresentação, como contra-ataque a garota permaneceu encarando-o enquanto passava a folha do documento que era uma versão impressa do slide apresentado.

O rapaz revirou os olhos e continuou a apresentação, Seul sorriu por breves segundos e então se encostou à poltrona e desviou o olhar para baixo, ela sentia-se incomodada com o fato do rapaz não suporta-la e para piorar a situação ele ainda tinha interesses pela sua meia-irmã. Era ridículo negar, todos os envolvidos sabiam disso: Sungjoo agia, Jiyun ignorava e ela agia e era ignorada.

 

- Senhora, aqui está. – a secretaria sussurrou enquanto colocava uma pequena cesta de frutas em sua mesa.

- Obrigada. – SeulPeun falou seca e em seguida suspirou

 

Com a cabeça na lua a jovem olhou para uma banana que estava na cesta, por alguns segundo ela ficou admirando a fruta até que teve uma ideia aleatória, ela mordeu o lábio inferior segurando o sorriso e resolveu que iria provocar Sungjoo.

SeulPeun usava uma blusa social azul claro com uma saia branca  que ia um pouco a cima do joelho, rapidamente ela cruzou as pernas enquanto desabotoava três botões da camisa com o intuído de chamar a atenção para os seus seios. Soltou os longos cabelos levemente ondulados e sorriu maliciosa quando percebeu o olhar rápido de Sungjoo.

Ela pegou uma banana e em seguida afastou a cesta de sua frente para que o rapaz tivesse uma visão privilegiada, ela apoiou os cotovelos na ponta da mesa e imprensou os braços na lateral de seus seios criando uma ilusão de volume e começou a descascar a banana sensualmente.

 

Sungjoo que até então estava atento ao slide virou-se para os acionistas e surpreendeu-se com SeulPeun, mesmo a sala estando levemente escura qualquer um que olhasse para ela veria o quão sexy e provocante ela estava apenas em descascar uma banana. O rapaz engoliu seco e continuou a explicação fazendo ao máximo para que os acionistas presentes prestassem total atenção nele e não olhassem para ela naquele momento.

 

- As ações subiram... – Sungjoo não conseguiu completar a frase, o rapaz teve uma crise de tose após ver SeulPeun colocar a banana inteira na boca como se estivesse chupando o órgão masculino e depois ela deu uma pequena mordida na ponta, tudo com uma sensualidade avassaladora.

- Respire, por favor. – uma das secretarias falou rapidamente ao se aproximar de Sungjoo com um copo d’agua – O senhor está suando e muito vermelho, por favor, respire bem e beba um pouco de água.

 

Observando tudo silenciosamente SeulPeun mordia o lábio na tentativa de conter o sorriso e mesmo sentindo-se ameaçada pelo olhar matador que recebia de Sungjoo, ela não se arrependia e estava com o coração disparando de tanta excitação, desde que havia assumido a empresa nunca havia ficado tão empolgada assim.

A jovem levantou-se e foi até Sungjoo, durante o percurso ela fechou rapidamente os botões da camisa, chegando próximo ao rapaz sorriu e deu uma leve piscadela.

 

- Acredito que o advogado Sungjoo teve um problema nas cordas vocais. – nesse momento ela olhou para os acionistas e abriu um enorme sorriso – Isso é o que eu chamo de dedicação e amor ao trabalho e em pensar que alguns foram contra a admissão do advogado Sungjoo apenas por ele ser jovem, não se sentem envergonhados por isso?

 

Os acionistas que haviam sido contra desviaram o olhar rapidamente, para que Sungjoo assumisse o cargo a jovem teve que despedir um advogado que estava responsável pelo hotel a mais de cinco anos, advogado esse que havia sido o responsável em espalhar para os acionistas que o presidente havia tido um infarto.

Alegando traição a jovem demitiu imediatamente o advogado e sugeriu Sungjoo para o cargo, mas havia acionistas contra essa escolha e ela sabia muito bem que aqueles eram os seus principais inimigos, então resolveu torna-los seus “amigos” imediatamente e então começou a tocar na segunda maior feridas de pessoas ricas, seus filhos.

Pessoas como aquelas se importavam primeiramente com dinheiro e em segundo lugar vinha seus filhos/família, pois se eles fizessem algo considerado errado eles teriam que iriam perder dinheiro imediatamente tentando abafar os erros.

 

- Vamos fazer uma pausa, como está quase na hora do almoço vamos ter duas horas livres e em seguida a reunião continuará.

 

Ela saiu imediatamente, morrendo de felicidade por dentro, a jovem sabia que Sungjoo iria invadir a sua sala com três mil pedras na mão assim que recuperasse o folego, mas ela não ligava muito para as palavras ásperas que levava, no fim o que importava era que ela conseguia chamar a atenção do rapaz.

 

- Quanto tempo ele vai levar para vir aqui e explodir? – ela balbuciou enquanto apoiava o queixo na palma da mão completamente entediada.

 

Um minuto depois algo, ou melhor, alguém e mais especificamente Sungjoo invadiu a sua sala completamente irritado, o rapaz estava com a camisa ensopada e com quatro botões abertos que para SeulPeun foi um presente divino. Ela não conseguia esconder a fascinação e isso só incomodou o rapaz ainda mais.

 

- Que palhaçada foi aquela? – ele falou áspero e a jovem mordeu o lábio inferior.

- E eu pensando que era única molhada aqui. – ela brincou com o duplo sentido e Sungjoo bufou – O que aconteceu com você?

- Você é doente, não é? – ele resmungou áspero e bateu a palma da mão com forma na mesa – E se algum dos acionistas tivesse visto aquilo, o que você iria fazer?

- Isso é ciúme? Por que se for eu sinto que hoje é meu dia de sorte. – ela se levantou animada e Sungjoo permanecia com o olhar irritado – Tudo bem, eu me rendo completamente, não deveria ter feito aquilo, mas...

- Não existe “mas”, você está sendo a responsável por esse hotel e deve se comportar como tal enquanto você estiver aqui, já o que você faz fora dessas malditas paredes não é do meu interesse... – ele soou áspero e percebeu Seul levemente incomodada, ela parecia realmente arrependida e então ele resolveu pegar leve – Nunca mais faça isso, entendeu?

- Não se preocupe. – ela se posicionou na frente do rapaz e suspirou – Mas eu posso te fazer uma pergunta?

- Uma pergunta?! – ele soou pensativo e em seguida concordou com a cabeça

- Sabe... O que aconteceu na sala de reuniões... – ela balbuciou e para a surpresa de Sungjoo começou a abotoar a camisa dele – Não saia assim, as mulheres são maliciosas demais... Mas voltando, na sala de reuniões você ficou excitado comigo, não ficou?

- O que? – ele tirou as mãos dela imediatamente completamente irritado – Essa conversa não vai levar a nada, só estou perdendo tempo com você, se quer chupar uma maldita banana na reunião, então faça isso. O lado bom é que você vai embora e Jiyun pode assumir o seu lugar, isso sem duvidas é algo excitante.

- Vamos ver por quanto tempo você vai pensar assim. – ela sorriu maliciosamente e alisou o rosto dele por alguns segundos antes que o rapaz afastasse a mão dela – Vamos ver por quanto tempo você vai negar essa maldita atração que existe entre nós.

- Essa atração só existe na sua cabeça. – ele respondeu áspero e então foi em direção à porta.

- Será? – ela levantou um pouco o tom da voz – Podemos conversar sobre isso amanhã depois que você não conseguir dormir de tão excitado que o seu pênis vai estar, por que você não vai esquecer a minha imagem chupando uma maldita banana.

 

O rapaz bufou completamente irritado e em seguida saiu da sala como se estivesse prestes a matar alguém, a porta foi fechada com tanta força que o quadro próximo a ela começou a balançar; Já SeulPeun estava completamente animada com a situação, tanto que ela não conseguia tirar o sorriso do rosto.


Notas Finais


Essa é uma fanfic +18, mas será que o que vocês tanto esperam vai sair pelo casal principal? ~

Beijos de luz! ~ ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...