História Be Proud Of Who You Are. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Dolan Twins, Hayes Grier, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Sam "Wilk" Wilkinson, Taylor Caniff
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Ethan Dolan, Grayson Dolan, Hayes Grier, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Taylor Caniff
Tags Aaron Carpenter, Alice, Cameron Dallas, Carter, Colegial, Dolan Twins, Hayes, Lox, Magcon, Maloley, Matthew Espinosa, Nash, Old Magcon, Romance, Sammy, Scream, Sexo, Shawn Mendes, Skate
Exibições 38
Palavras 4.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Party


Fanfic / Fanfiction Be Proud Of Who You Are. - Capítulo 3 - Party

~Segunda, 08:19

- Chegamos_ falou alto chamando a atenção de todos que estavam na sala, quando entramos.

Eu olhei pra todos na sala e que merda, sério? A menina que me fez virar motivo de piada e seus amiguinhos, todos lá, olhando pra minha cara, provavelmente de bunda, e com caras de risos

- Essa é a Alice Byers, novata, minha nova amiga e super distraída._ me "apresentou" para seus amigos. Senti um olhar de raiva de uma loira no canto da sala me matando com o olhar.

Nem todos que estavam ali estavam no ônibus.

- Também conhecida como "vossa alteza"_ disse um menino alto e loiro, provocando a risada dos que entenderam.

Me virei e sai da sala, mas fui puxada de volta por um par de braços, olhei e vi Shawn com as mãos na minha cintura.

- O que aconteceu? _ perguntou e finalmente me soltou.

Arrumei minha blusa e cruzei os braços, eu não vou falar nada, são os amigos dele, eles que se resolvam e riam das pessoas juntos.

- Não entendi também_ um moreno que usava uma camisa escrito "dallas" disse.

  - Eu explico _ um loiro menos loiro que o outro loiro (que?) disse e explicou.

Fiquei imóvel enquanto ele contava e os outros variavam os olhares entre a ruiva, Lox pelo que o loiro disse, e eu. Poucos segundos depois ele terminou de contar e o camiseta Dallas se pronunciou:

- Que desnecessário, Lox, não poderia ter pedido pra ela retirar a mochila?

  Ele me defendeu? Han?

-... Princesas também tem ouvidos_ completou fazendo os outros darem risada.

Fiquei bem chateada com tudo e no momento senti mil agulhas furando meu peito, repetitivamente. Eu não sabia o que fazer, apenas fiquei calada e sai.

  - Hey, espera_ Shawn falou surgindo na minha frente_ eles são assim, tratam os amigos assim, não fica chateada, por favor.

- Me deixa passar, é tarde demais pra pedir isso.

  Passei por ele e continuei andando até achar um mapa da escola, não adiantava chegar na primeira aula agora, então resolvi começar a procurar a sala e esperar lá pra evitar atrasos.

  ~ Shawn, p.o.v_ Segunda, 08:32

  Entrei pra sala depois que ela saiu andando e comecei a juntar minhas coisas pra ir pra outro lugar. Sinto Cameron colocando a mão no meu ombro e logo depois falou:

- Relaxa, irmão, foi só uma piada, não foi nada de mais.

Eles conseguem ser tão infantis as vezes.

- Não foi nada pra vocês! Por que pareceu ser muita coisa pra ela, qual é, é o primeiro dia de aula dela, provavelmente ele não conhece ninguém na escola...

- No país!_ Carter falo_ ela é intercambista_ explicou.

- É? Enfim, ela não conhece ninguém aqui e o primeiro contato dela vocês tratam ela assim, vocês já foram mais legais com as pessoas.

- Onde você vai? _ Ana me perguntou segurando em meu braço e me olhando nos olhos.

- Vou até ela e pedir desculpa pela idiotice de vocês_ falei e dei um selinho na loira_ até o intervalo.

~Alice Byers p.o.v_ Segunda, 08:43

Achei a sala e me sentei na terceira mesa na fileira da janela, coloquei minha mochila na mesa e peguei meu celular, abri o Twitter e comecei a apenas ler o que todo mundo falava. Depois de me cansar da minha timeline, resolvi ver o que o Shawn postava, entrei no perfil dele e vi que a maioria do que ele postava era respondendo fãs, vi uma foto com o morena da camiseta Dallas, o nome dele era Cameron Dallas, a decepção diminuiu um pouco, fala sério, o que esperar de um cara que usa uma blusa com o próprio nome? Olhei as fotos e reconheci um garoto, entrei no perfil dele, Aaron Carpenter, a maioria dos tweets também eram respondendo fãs, senti uma mão no meu ombro e dei um pulo com o susto, olhei pra trás e era Shawn segurando o riso.

- Pode rir, não vai ser a primeira vez que alguém vai rir de mim hoje, já tô me acostumando_ falei séria e ele ficou sério também, deixou suas coisas na mesa atrás e se sentou na minha frente.

- Eu estava te procurando... Queria te pedir desculpa pelo que aconteceu na biblioteca, eles são bem idiotas as vezes. Han, desculpa? _ falou sem graça.

- Tudo bem.

- Ele tem fotos melhores_  disse apontando pro celulat que tinha uma foto do Aaron, devo ter aberto a foto com o susto.

Meu rosto queimou na hora, eu sentia meu rosto queimando e provavelmente estava bem vermelho.  Ele riu.

- De onde você é? Não tinha me falado que é intercambista._ falou me olhando.

- Eu não sou intercambista, vim morar com meu pai, sou do Brasil, pode parar de me encarar?_ falei a última parte sem perceber. Ele ficou meio sem graça mas riu.

- Eu tenho muitas fãs brasileiras, fala alguma coisa em brasileiro, ou melhor, me ensina alguma coisa.

Eu gargalhei e ele ficou com cara de desentendido, ri mais ainda dá cara dele o deixando mais confuso.

- No Brasil não falamos brasileiro, nossa língua é o português._ expliquei.

- Mas português não seria de Portugal? Meu pai é de lá e fala português. _ falou confuso.

- Sim, o Brasil foi colonizado pelos portugueses, então falamos quase a  mesma língua. _ expliquei.

- Todas as brasileiras são bonitas assim? _ ele perguntou me deixando surpresa e com um pouco de vergonha.

- Sim, é o clima tropical que deixa nossa pele e cabelo cada vez mais bonitos _ falei entrando na brincadeira e ele riu.

Ele é tão divertido, como anda com um monte de idiotas? Porque pessoas legais andam com pessoas chatas?

- Não vai falar nada em português? _ falou e consertou a postura_ estou pronto pra aprender, professora _ falou e riu mas depois parou de rir e ficou com as bochechas um pouco coradas, não entendi.

- Ok, fala "Amor, eu sou professora de dança" _ falei e ele repetiu com certa dificuldade, gargalhei com a cena.

- O que significa_ dei a tradução e expliquei que era um meme bem famoso entre os brasileiros.

  O sinal tocou me dando outro susto.

- Depois você diz que não é distraída_ falou rindo fraco.

- Eu não sou distraída, sou só despreparada. _ expliquei com a voz calma.

Ele me olhou e riu, então seus amigos foram entrando quebrando o silêncio e fazendo uma algazarra (minha vó mandou um Oi), a garota loira e baixa se aproxima de Shawn, equilibrou o corpo sobre os braços na mesa e deu um saltinho no mesmo, Shawn.

- Desculpa aquilo na biblioteca, eles não são muito bons em fazer novas amizades. _ falou se virando pra mim e sorrindo.

- Tudo bem _ sorri fraco. Shawn e ela saíram e se sentaram na fileira ao lado.

Continuei no meu lugar, observando o quadro pra evitar alguns, um garoto, Aaron, sentou na minha frente tirando minha atenção, ele virou pra trás e ficou meu olhando. Fiz uma cara de "oi? O que você quer?" mas ele não entendeu, ou fingiu que não.

- Han... Algum problema? _ tentei não ser grossa.

- Você está sentada no meu lugar _ falou e apontou para a mesa.

Sério mesmo? Ele veio aqui pra isso?

- Você é muito engraçado, entendi por que você anda com eles _ apontei pra onde os amigos dele estavam com a cabeça.

Ele ficou visivelmente sem graça, abaixou o olhar um pouco e falou:

- Me desculpa por aquilo, mas não era uma piada, você está realmente no meu lugar, desculpa. _ e virou pra frente.

  Eu fiquei sem saber o que falar e morrendo de vergonha, escorreguei meu corpo um pouco pela cadeira e coloquei as mãos na frente do rosto, eu não vou chorar, quero, mas não vou, uma das coisas que eu me orgulho em mim é o fato de eu ser muito boa em controlar o que estou sentindo, sei guarda meus sentimentos pra mim, por isso eu sou ótima em manter segredos. Eu queria pedir desculpa pra ele por ter sido grossa, mas a vergonha tomou conta do meu corpo depois desse super mico e eu não conseguia nem mexer a boca pra falar oi.

A professora entrou na sala segundos depois, era aula de história, ela era bonita, não era muito jovem mas era bonita, ela não notou minha presença até certo ponto, até que me percebeu.

- Você é a aluna nova, não é? _ apenas confirmei com a cabeça e sorri fraco.

- Ela é brasileira_ Clair informou do outro lado da sala e sorriu pra mim.

Eu não tinha notado ela ali, acho que eu estava preocupada de mais pensando em como eu só passo vergonha.

- Oh, a história do Brasil é incrível, talvez um dia eu passe um trabalho sobre! _ exclamou animada.

- Não esqueça de citar a história dos memes.

Falei em português, a sala toda me olhou confusa e um menino do outro lado da sala gargalhou, o encarei e ele me mandou um tchauzinho e piscou. Ele é brasileiro? Português? Vamos ser amigos?

E a aula continuou e eu tentei acompanhar, anotando o que eu entendia de verde e o que preciso pesquisar de vermelho, eu adoro também o jeito como eu sou organizada. Quando o sinal do intervalo tocou, depois de duas aulas de história, me senti um prisioneiro no banho de sol, andei seguindo as pessoas até o refeitório e quando cheguei me deparei com milhões de mesas, algumas cheias e outras sem ninguém, fui até a lanchonete e comprei um suco de laranja e uma salada de frutas com iogurte, andei até uma das mesas vazias e me sentei deixando minhas coisas sobre a mesa, eu estava sozinha na mesa, sentia os olhares das pessoas provavelmente me julgando ou sentindo pena por eu estar sozinha, mas eu me sentia ótima sozinha na mesa, eu tenho paz pra comer e fazer minhas coisas, não tem nada que eu ame mais. Depois que terminei minha refeição me levantei e deixei a bandeja no local indicado, sai do refeitório e senti alguém segurando meu ombro, um garoto moreno, alto e com um sorriso enorme.

- Oi, eu sou o Jack, amigo do Shawn _ ergui uma sobrancelha_ eu não tava na biblioteca e nem sou da sua sala, mas eu quero te chamar pra uma festa hoje, na minha casa, se quiser me dar seu número eu te mando o endereço_ sorriu de lado _ Então...?

- Desculpa, não tenho um número no momento e é segunda feira, eu não vou pra festas no meio semana!

Dei alguns passos mas ele me acompanhou.

- Técnicamente, não estamos no meio da semana, mas no começo, e eu aposto que se você não for vai se arrepender_ acelerei os passos e ele parou na minha e colocou uma mão em cada ombro._ Qual é, seria uma ótima chance pra se enturmar e você teria assunto pra comentar com o pessoal ao invés de ter que explicar quando língua você fala_ sorriu_ e vão ter garotos_ apontou pro próprio peito_ e... Vodka. Eu pego seu número no grupo da escola.

Soltou meu ombro e seguiu pelo corredor. Será que ele estava me chamando pra me humilhar publicamente na frente de toda a escola? Não sei, não queria ir. Entrei no banheiro e encontrei Clair e uma outra morena escoradas na pia.

- Lice, ficou sabendo da festa? _ falou animada.

- Sim, um Jack me chamou, mas eu não vou.

- Qual Jack?_ a morena perguntou.

- Tem quantos? _ perguntei.

- Dois, um loiro e um moreno! _ Clair explicoum

Confuso!

- O moreno me chamou.

- Uau, o Gilinsky, ele sorriu quantas vezes? Piscou? Passou a mão pelo seu cabelo? É assim que ele flerta com as garotas_ A morena falou, como se lembrasse de algo.

- Chloe e ele ficaram uns meses _ Clair explicou.

- Um mês! _ Chloe corrigiu.

- Eu não vou de qualquer jeito.

Eu não vim aqui pra cá para ir pra festas, ficar bêbada e nem grávida. Eu só tinha que estudar e conseguir vaga em uma faculdade bem foda.

- Como não? Ele te chamou pessoalmente, ele manda um sms geral pra todos!_ Clair disse.

- Você deve ser a próxima da lista, a temporada de caças começou, minha querida. _ a morena falou em um tom divertido.

Eu apenas ri, continuamos conversando sobre assuntos aleatórios até o sinal bater e irmos pra sala.

~ Segunda_ 12:35

O sinal indicando o final do dia letivo finalmente tocou, depois do intervalo eu tive uma aula de matemática e uma de química, ou seja, tô morta real, só quero chegar em casa e dormir o dia inteiro. Entrei no ônibus e me sentei no primeiro banco ao lado da janela, coloquei meu fone e fiquei observando os outros alunos do lado de fora do ônibus, senti alguém se sentando no banco do meu lado, olhei e era a garota ruiva, Lox, olhei em volta e vi vários bancos vazios.

- Oi Alice_ falou sorrindo

Eu devo ter pisado em um CD da Beyoncé pra merecer passar por isso. Não respondi apenas a encarei séria.

- Eu vim te pedir desculpa, foi tudo minha culpa, eu estava estressada e descontei em você, eu fui injusta e não queria te fazer virar motivo de piada pros meus amigos, me desculpa_ falou com calma e sorriu meio sem jeito.

- Tudo bem_ falei.

Eu não aguentava mais ouvir todo mundo me pedindo desculpa, amigos, já passou.

- Vai na festa hoje, a gente se encontra lá_ falou e foi se sentar em outro lugar.

Coloquei meu fone e fiquei observando as ruas no caminho.

~ 12:50

Finalmente em casa, cheguei e fui direto para a cozinha, bebi um pouco de água e esperei as mensagens do meu celular carregarem. Me sentei no balcão e respondi as mensagens da minha mãe e família. Subi para o quarto, tomei um banho rápido, vesti um short jeans escuro e uma camiseta cinza. Deitei na minha cama e coloquei um ep de Scream. Estava no meio do ep quando meu celular tocou. Número desconhecido, atendi.

• Ligação on

???- Alô, Alice?

- Sim, quem é?

???- O Jack, vai ficar ignorando minhas mensagens?

- Que isso... Você tá me ligando por isso?

Jack- Na verdade, eu quero saber se você vai hoje.

- Não, eu não vou.

Jack- POR QUE? Vai sim, eu te mandei o endereço, chama sua amiga Clair.

E desligou.

Voltei pro episódio.

~ 18:17

Meu pai ainda não tinha chegado, ouvi um barulho no andar de baixo e pensei que fosse ele, continuei deitada mexendo no celular até que vejo a porta se abrir, Daniel entrou no quarto sem nem pedir licença ou bater na porta.

- Não sabe bater?_ falei cruzando os braços.

- Não, seu pai foi pra outro estado resolver coisas da empresa e eu sou seu babá, não posso ficar te vigiando a noite toda então não faça nada de errado.

- Eu não vou ficar em casa, eu tenho uma festa_ falei me sentando.

- Ok, não fique grávida_ e saiu do quarto_ eu sou um ótimo babá, fala sério._ e riu.

Mandei uma mensagem pra Clair pra ela me buscar para a festa.

Comecei a me arrumar, tomei banho,  sai do banheiro enrolada na toalha e vesti um pijama. Peguei meu celular e vi uma mensagem da Clair

" Leve biquíni, festa na piscina

- Clair"

Passei base a prova de água e rímel também, peguei um biquíni preto e vesti, coloquei uma calça rasgada nos joelhos e uma blusa preta simples e uma jaqueta jeans, calcei um tênis branco e um batom mude. 

~ Segunda_ 19:15

Estava pronta mexendo no celular e esperando a Clair, ela me mandou uma mensagem avisando que estava na frente da minha casa, fui até a entrada, fechei a porta e entrei no carro pela porta de trás.

- Uau, pra quem não queria ir né! Tá linda_ Clair falou dando partida no carro.

Elas estavam lindas. Clair usava um vestido preto tubinho e um tênis branco, o cabelo estava preso em um rabo de cavalo alto e a maquiagem era fraca mas bem feita e Chloe usava um conjunto vermelho de short e uma blusa curta com uma jaqueta de couro preta, maquiagem era quase nenhuma, só rímel e delineador.

- Olhando vocês eu me sinto vestida pra ir na padaria_ falei e elas riram.

- Você é o tipo de menina que não precisa se arrumar muito pra ficar linda_ sorriu_ beleza natural é uma dádiva, agradeça seus pais por isso!

Ri fraco e agradeci o elogio, eu não posso falar que me acho feia, eu sou leonina, me amar é o que eu sei fazer de melhor, mas não costumo compartilhar essa minha opinião com ninguém. Alguns minutos depois chegamos em uma casa enorme e lotada, pessoas bebiam já do lado de fora, se comiam no gramado e dançavam. Entramos e o lado de dentro não estava muito diferente, a primeira coisa que vi foi o Cameron camisa com o próprio nome sem camisa ao lado do Jack, também sem camisa, conversando com várias garotas que rodeavam os dois.

- Vamos no bar pegar algo_ Clair disse e me puxou até o bar seguidas por Chloe.

Chegamos no bar e o barman nos secou de cima á baixo veio até onde estávamos e perguntou.

- O que as belas damas vão querer?_ disse e sorriu sacana.

- Três copos de vodka, Taylor. Quando você parou de ser um fuckboy e começou a ser um barman?_ debochou e ele riu.

- Eu faço coisas que você não consegue imaginar, little Clair_ disse enquanto servia alguns copos.

Fiquei apenas observando a conversa, olhando pro nada e esperando.

- Primeiro as novatas, vira gatinha_ falou esticando o copo pra mim.

Gatinha? Really?

- Meu nome é Alice, mas se quiser começar a colocar apelidos de animais eu sei vários_ sorri e bebi um pouco do líquido. Ele deu um sorriso enorme e cheio de maldade.

- Alice, você é meu tipo, gosto de garotas selvagens_ e imitou o barulho que deveria ser um leão, acho.

Saímos dali, as meninas rindo da situação e eu tentando entender o que aconteceu.

- Você é demais, Lice_ Clair falou rindo.

- Concordo_ Jack falou nos assustando.

- Meu Deus, que susto!_ falei com a mão no peito.

Ele riu e piscou pra gente.

- Oi Chloe, quanto tempo_ falou e sorriu dela lado.

A morena revirou os olhos e saiu dizendo que ia buscar outro drink.

- Eu vou com você_ Clair falou virando o resto que tinha no seu copo.

- Eu vou também, meu copo já está vazio_ menti.

- Não precisa ir lá, pode ficar com o meu_ me entregou o copo cheio.

Porra viado, me deixa sair daqui.

- Vamos sentar ali_ falou e fomos sentar no sofá.

Eu me sentei no sofá e ele se sentou colocando o braço no encosto do sofá.

- Tá gostando daqui?_ falou claramente puxando assunto.

- Ainda não tive tempo pra conhecer nada, cheguei sábado e fiquei esses dias com meu pai em casa_ expliquei e bebi um pouco.

- Se quiser posso te levar pra conhecer alguns lugares, quando você tiver algum tempo_ falou e desceu os braços pro meu ombro.

Lugares tipo seu quarto, sua cama, ou talvez o meu quarto e a minha cama, ou talvez no banheiro ou qualquer lugar. Ri fraco e ele ficou sem entender.

- Lugares tipo o seu quarto_ falei sarcástica.

- Não_ ele ficou surpreso_ Eu estava falando de lugares da cidade tipo cinema, praias, shopping. Mas se você quiser conhecer o meu quarto também_ sorriu.

Basic fuckboy. Revirei os olhos e me levantei mas antes de conseguir dar um passo ele segurou meu braço com cuidado e falou:

- Eu não estava falando sério, desculpa, eu tava brincando.

- Ok, eu vou nas minhas amigas, até depois.

Caminhei até elas no outro lado da sala, Clair conversava com um garoto também loiro, Matt, e Chloe com o Aaron, não pareciam estar flertando. Cheguei e me sentei do lado de Chloe e fiquei calada.

- Ficou com o Jack G? _ Clair perguntou.

Deus me livre_ pensei.

- Não_ respondi.

- Por que?_ Chloe perguntou.

- Porque eu não fico com garotos que acabei de conhecer_ expliquei.

Elas me olharam como se eu fosse uma espécie rara e eu fiquei encarando as duas.

- Você nunca ficou com alguém só por ficar? _ Clair perguntou indignada.

- Eu só fico com quem eu gosto_ falei inocente.

- Você tá falando sério?_ Chloe estava surpresa também.

Olhei pros garotos e eles assistiam tudo como se fosse a coisa mais divertida do mundo. Obviamente eu não estou falando sério, eu só não fiquei com o Jack porque ele é o tipo que espalha que pegou.

- Não, eu não tô_ falei como se fosse óbvio e elas fizeram caretas engraçadas.

- Você é muito Basic bitch mesmo! _ Chloe falou e se levantou falando que ia buscar mais bebida.

Clair começou a conversar com Matt e eu falei com Aaron.

- Desculpa por hoje, eu estava estressada. _ falei meio alto por causa da música que tinha sido aumentada nesse momento.

- Tudo bem, eu deveria ter percebido que teria um duplo sentido_ sorriu fofo.

Ficamos conversando uns minutos até as meninas me chamarem pra dançar. Eu AMO dançar, fui pro meio da pista com a Chloe e começamos a dançar juntas, Clair dançava mais tímida e afastada. Chloe e eu dançávamos como se ninguém tivesse ali, ela saiu novamente pra pegar outra bebida e eu continuei dançando sozinha. Depois de alguns minutos dançando sozinha senti duas mãos na minha cintura e me virei encarando Cameron, vulgo camisa com o próprio nome, dançando junto ao meu corpo, eu ia me afastar mas ele se aproximou mais e colocou o rosto no meu pescoço, meu corpo se arrepiou com a respiração dele sobre minha pele e eu travei, ele colocou a mão no meu quadril aproximando nossos corpos e falou com a voz rouca no meu ouvido:

- Eu estava te observando dançar e você parecia menos dura, tá com vergonha, princesa?

Eu deveria estar brava mas quando ele me chamou de princesa eu estremeci. Eu não consiguia dançar, estava travada com o contato da pele dele sobre a minha.

- Dança pra mim_ falou ainda no meu ouvido.

Comecei a dançar de forma tímida com ele guiando nossos corpos, dançamos assim até a música acabar e começar uma mais lenta.

- Vem, vamos pra outro lugar_ e me levou até o segundo andar

Paramos no corredor e ele me colocou contra a parede colocando uma mão na minha cintura e outra apoiando seu corpo sobre a parede. Colou nossos lábios e rapidamente pediu passagem e eu cedi, era um beijo intenso, viciante, e arranhei suas costas sobre a camisa e ele me pegou no colo colando as pernas ao redor dele, me apertou mais contra a parede e segurou minha coxa. Parou o beijo e falou meio ofegante:

- Quer ir para um quarto?

Eu apenas fiz que sim com a cabeça. Meu Deus eu acabei de conhecer esse cara não posso dormir com ele, ainda mais sendo virgem. Entramos em um quarto e ele me deitou na cama ficando por cima tirando minha jaqueta, foi até meu pescoço distribuindo alguns beijos seguidos de um chupão, gemi baixo e ele sorriu com os lábios no meu pescoço, puxei a camisa dele e ele terminou de tirar, desci o olhar sobre o corpo dele e consegui ver o volume sobre a calça, minha garganta deu um nó, quando ele voltou a me beijar descendo os beijos para meus seios a porta foi aberta com força, ele se assustou e eu mais ainda. Me sentei na cama com o susto e vi Jack na porta do quarto com uma outra garota. Senti meu rosto queimar de vergonha.

- No meu quarto, Cam_ falou exaltado_ e com ela? Jura?

- Desculpa irmão, eu não percebi que era o seu quarto._ explicou.

Desci da cama e caminhei até a porta, antes de chegar nela fui parada por duas mãos na minha cintura, Cameron.

- Onde você vai?_ perguntou

- Pra festa... Tchau

Tirei as mãos dele de mim e continuei andando morrendo de vergonha

- Você é o maior empata foda do mundo_ ouvi eles do corredor.

- Você tava com a minha garota_ Jack falou.

Eu não sou a garota dele e nem de ninguém! Não sou o brinquedinho sexual deles.

- Ela não parecia sua uns minutos atrás_ respondeu Cameron, sorri com a resposta e voltei a andar.

~ 22:41

Encontrei Clair e Chloe e me sentei com elas.

- Onde você tava? _ Chloe perguntou.

- Eu te vi dançando com Cameron_ fez uma cara de safada.

- Eu estava apenas dançando com ele, só dançando._ falei e bebi um pouco da bebida da Clair.

- Essa amassou toda sua roupa e bagunçou seu cabelo. _ sorriu sacana_ e cadê sua jaqueta?

PUTA QUE PARIU EU PERDI MINHA JAQUETA VIADO EU SOU MUITO BURRA.

- Eu não estava de jaqueta, Chloe, para de imaginar coisas, acho que você já bebeu de mais, vamos embora? _ tentei mudar de assunto.

Elas não prestavam atenção no que eu falei, apenas olhavam pra trás e davam risadinhas.

- Que isso caralho? _ perguntei em português e senti uma mão no meu ombro.

Olhei pra trás e vi Cameron com a minha jaqueta na mão esticando pra mim.

- Você esqueceu... Isso_ falou.

Meu rosto queimou de vergonha, e apenas dei um sorriso.

- Você deve tá enganado, Cam, ela não veio de jaqueta_ Clair falou sarcástica.

Peguei a jaqueta e elas riram. Decidimos ir embora e no carro contei o que tinha acontecido. 


Notas Finais


Obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...