História Beautiful - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hanahaki, Taekook
Visualizações 14
Palavras 1.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem.

Fiquei uma semana inteira pensando em fazer essa fic shot.

Capítulo 1 - Inicio.


Fanfic / Fanfiction Beautiful - Capítulo 1 - Inicio.

" Hanahaki é uma doença literária, em que o (a) personagem que tem um amor não correspondido cospe/tosse flores - mais especificamente, as preferidas do amado "


- Acho que não é tão literária assim. - Disse e voltou a ler o que estava escrito na tela do notebook.


" Hanahaki tem três estágio; O primeiro, o personagem cospe apenas as pétalas. No segundo o personagem cospe flores inteiras. No terceiro e ultimo estágio, o estágio final e que leva o personagem a morte, já que além de pétalas e flores inteiras, também começa a crescer os galhos - o que torna o interior da pessoa em um jardim literalmente. "


- Otimo vou morrer - riu sem humor, já fazia duas semanas que não parava de tossi lírios brancos, as preferidas do seu amado. - Tem que ter uma cura que não seja a cirurgia - Disse voltando a ler.


" Cura 

O personagem que sofre dessa doença, tem como "cura" duas opções 

1. Se declarar

2. morrer de amor

3. Se operar. "


" No caso da operação, quando a pessoa se cura da doença, ela pode perderdos os sentimentos e a capacidade de senti-lo, além e claro, das lembranças. Nesse ponto nem todos estão juntos, algumas histórias o personagem continua com as lembranças, mas não sente atraído da mesma forma pelo o outro personagem"


- Como seria não amá-lo mais? - Taehyung se viu pensando nessa possibilidade de novo, já amava-o a bastante tempo - Acho que essa opção da fora de cogitação, acho que não conseguiria viver e não amar, e não amá-lo. 


" Na primeira opção diz-se, que a chance e muito raro, como 0,01°/• e leva um grande risco. Os dois precisam realmente estar no amor, não apenas apaixonado, mas no amor completo, quando a doença alcançar o último estágio se não for amor de verdade o infectado morrerá"


" E no último caso, a pessoa morrera sufocada pelas flores, o que na verdade é quase a mesma coisa de morrer por seu amor não correspondido. As as flores encheriam seus pulmões e a traqueia, levando a pessoas ao óbito."


Ao terminar de ler, respirou fundo e olhou para seu quarto, havia pétalas de lírios por todo lugar junto com pequenas gotas de sangue. Levantou e começa a arrumar, além disso, não podia correr o risco de Jimin e seu melhor amigo Jeon Jungkook entrar e ver aquela bagunça.

A Jeon Jungkook o motivo de estar morrendo mais a cada dia. Foi quase que inevitável não amá-lo. Taehyung e Jungkook se conheceram no ensino fundamental, aos 12 anos e nunca mas se separaram. 

Para o acastanhado, amá-lo era algo bom, era calorozo, o aquecia, o que o maios sentia era puro e genuíno, mesmo que fosse um amor unilateral, não doia - pelo menos não até ele aparecer, Park Jimin, atual namorado de Jungkook. 

Os dias do maior tem sido os mais doloridos de sua vida, dês que seu melhor amigo começou a namorar, quase nunca se viam e quando se viam o mesmo estava acompanhado do namorado. Os dois costumavam a morar juntos, mais o mas novo tinha que mudar para a casa de jimin, foi quando cospiu a primeira pétala.

Taehyung ainda lembra do que sentiu quando foi deixado sozinho naquela sala, seu coração doia tanto que o maior pensou que ia morrer.


flashback on


2 Semanas Atras .


Taehyunh andava apressado para a casa, tinha recebido uma mensagem estranha do Jeon na qual o mesmo só pedia para que ele fosse o mais depressa possível para a casa que o mesmo tinha uma novidade para contar.

O acastanhado de sentia aflido, já sabia do que se tratava, pois ontem de noite acabor por escutar uma conversa do seu dongsaeng com o seu namorado pelo telefone, combinavam de levar as malas do mais novo amanha de tarde. O que para taehyung foi um choque, mal podia acreditar que o mesmo ia morar com Jimin qua conheceu a 9 mêses e ia te deixará se ao menos conversar contigo. 

Perdidos em pensamentos, notou que tinha chegado ao prédio quando seu celular começou a tocar anunciando uma nova mensagem do moreno. 


"Onde esta hyung?"


"Vai demorar?".


Taehyung podia notar a ansiedade e o nervosismo do seu dongsaeng só pela mensagem, o conhecia o suficiente para isso. Respirou fundo e adentrou o prédio, logo entrando no elevador. Quando chegou ao seu andar, caminhou o mais devagar que conseguiu, não queria ter que ver seu amado ir embora e ainda por cima com outro. 

Parou na frente do seu apartamento e suspirou girando a maçaneta da porta. Ao entrar se deparou com o moreno e o ruivo sentados na sofa à sua espera. Jimin tinha uma sorriso no rosto e Jungkook uma cara estranha que, para taehyung não combinava nado com o mais novo, mesmo o deixando extremamente fofo. 

- Hyung - disse Jeon se levantando e encarando Tae que continuava na porta, segurando a maçaneta para que a qualquer hora pusesse sair correndo dali. - Hyung eu sei que é cedo mas, eu e o Jimin - sorriu olhando para o mesmo por prévia segundos - Decidirmos morar juntos. 

- Hum - disse entrado finalmente por completo no local e se sentando no outro sofá, enquanto se segurava para não chorar - É um grande passo. - disse por fim. 

- Você acha hyung - disse Jeon olhando para o seu hyung. A opinião do mais velho valia mas que tudo, para Jungkook se Taehyung dissesse não vai, ele não ia, pena que o mesmo não soubesse disso naquela época. - Você acha que eu devo ir ?

- Sim, seja feliz - disse forçando um sorriso e viu o nenir suspirar e sorrir falso, nunca entendeu por que daquilo, mas o Jeon sempre foi meio estranho então resolveu nâo ligar. Se focou em abraçar por um longo tempo o seu saeng e no momento em que a porta atrás de si foi fechado que começou a ficar com falta de ar, chegou a pensar que iria morrer, principalmente quando começou a tossi sem parar, seu peito dói muito ao ponto de se deitar no chão se encolhendo em posição fetal. A tosse só aumentava e junto com ele uma sensação de ter algo preso na garganta querendo sair, se tornou notável. Começou a tossi com mas força ate cospi uma pétala branca. 

Taehyung se viu mas desesperado que antes, então ele a pegou na mão e limpou o sangue, se levantou com dificuldade, enxugou os olhos molhados pelas lagrimas de dor e olhou melhor a pétala, lírio branco. Quando constatou que era a uma pétala da flor preferida do Jeon se assustou e dês dali começou a pesquisar todos os dias por sites que tivesse algo novo, com uma possivel cura. 


Flashblack off


Taehyung se deitou após terminar de arrumar o quarto. O menor tinha ligado mas cedo dizendo que iria ao seu apartamento, precisava contar algo para o mas velho, o que foi o suficiente para o maior começar a criar teoria do que podia ser. Será que ia se casar? Foi a primeira coisa na qual pensou. Iriam adotar uma criança? Varia possibilidade passas na cabeça fértil de Taehyung chegava ate tosse por isso. O acastanhado não era pessimistas, mais depois de tanto coisa que tinha acontecido vom sigo - E todas ruins - que o maior só pensava no pior. 

Foi tirado dos seus devaneios quando escutou campanhia tocar, suspirou pesado, não entendia por que o menor tocava - a se ja tinha morado no apartamento, então por que diabos ele não entrava. Caminhou ate a porta até a porta e abriu a mesma mas se assustou ao ver quem era. 

Seu amigo da faculdade de canto, Yoongi, ele tem sido seu amigo dês que jungkook se esqueceu dele. No dia seguinte do ocorrido - mais especificamente no dia que o Jeon foi embora - nesse dia o professor de Taehyung decidiu passar um trabalho em duplas - meio clichê? Totalmente -, os novatos com tae deveriam fazer dupla com uns do veteranos do 3 anos da faculdade que cursava - musica - foi quando o professor sugeriu que ele fizesse com o Min.

- Hyung ! O que faz aqui? - perguntou dando espaço para o mesmo entrar. 

- Estava preocupado. Por que não tem ido para a faculdade a semana inteira? - disse se deitando no sofa do seu saeng - Então vim ver com você esta taetae. 

- Estou bem hyung - disse se sentando ao lado de seu hyung - Só estava meio cansado essa semana, tenha tido muitas crises. - disse simples e vendo o mas velho se abrir os braços para que o mesmo deita-se com a cabeça no seu colo - se relacionamento com yoongi era bom, o mas velho era fácil de lidar mesmo que as vezes ficasse de mal humor -. 

- Você ja pensou em procurar ajuda tae? - disse. Yoongi era o unico que sabia da doença de tae e por acidente. 

Taehyung estava um dia na casa do Min jagando e acabou tendo uma crise forte de tosse, onde antes que pudesse correr para o banheiro, acabou cospindo uma duas pétalas na frente do mais velho, e acabou por ter que contar tudo para seu hyung. 

- Sim hyung, mais quem? - disse simples, enquanto tossia um pouco - Eu não tenho ideia de quen procurar. Eu sei saeng mas a gente tem que começar por algum lugar. 

- Vamos ver isso outra hora hyung - disse, logo em seguida a porta foi abertada revelando um Jeon Jungkook apressado. 

- Nossa, desculpa atrapalhar voces - disse parando no lugar tenso, extremamente encomadado com a imagem de seu hyung deitado com um homem e na qual não fazia ideia de quem era. Tae se levantou rapidamente. 

- Jeon - sorriu forçado o peito doía ao ver o mais novo assim de novo. O menor entre ele adentro o local e se sentou no sofá vazio da sala. 

- Quem é esse hyung? - deixou escapar as palabras entre seus lábio. 

- Prazer Min Yoongi - disse estendendo sua mão que foi prontamente apertarda em um comprimento pelo o menor. 

- Prazer Jungkook. - disse soltando a mão do outrem e olhando para tae. - Seu namorado hyung? - Jeon concerteza não conseguia controlar a propria língua. 

- Yoongi? - riu - Ele é só um amigo, um bom amigo que tem me ajudado - disse e sorriu para Min. 

- Então Taetae - disse Min se levantando. Jeon não pode conter a careta que fez ao ver o apelido que deu para Taehyung ser proferido por outra pessoa que não fosse ele. - Eu ja vou, até amanhã - perguntou vendo tae acenar positivamente que sim. Então yoongi deu um beijo na testa do menor, o que fez jungkook se senti seu coração apertar mesmo sem saber o por que daquilo. Min saiu pela porta deixando apenas os dois, Tae suspirou de novo pela milésima vez naquele tarde e se sentou de novo no sofá ficando de frente para seu amado. 

- Então Jungkook o que tem para me falar - perguntou e foi a vez do menor suspirar. 

- Eu terminei com o Jimin. 




" Espanha crese

Eu sou viciado

Estou machucado, chateado

É entre o amor e a dor "


Notas Finais


Obg por ler.
Desculpa os erros.

Beijo na Bunda e Tchau 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...